A rotina nos faz repetir atitudes que podem se tornar automáticas e até sem sentido. Então, vamos nos desafiar a fazer pelo menos uma coisa diferente!

Faça uma coisa diferente

(Post 29/30 do Desafio 30 dias para crescer)

 

Quando fazemos tudo sempre igual, sem dúvida, nos sentimos confortáveis.

Mas depois de um tempo, a rotina pode cansar, e muito!

E o problema não é só esse, pois quando fazemos tudo sempre igual, nosso cérebro não evolui.

Um dos pontos positivos de fazer uma coisa diferente do que estamos acostumadas é justamente nos fazer usar mais a cabeça.

Com a tecnologia e a automação, deixamos de pensar ao realizar várias tarefas.

Por exemplo, eu não tenho muita noção de direção, ou seja, levo muito tempo para decorar um caminho.

Mesmo assim, era um exercício ótimo tentar aprender um novo caminho. Isso já mantinha a minha cabeça trabalhando.

Só que agora, com o Waze, não faço mais nada disso!

Digito ou falo o endereço e sigo as instruções, nada mais.

E esse é apenas um exemplo de como a tecnologia nos libera do exercício de pensar.

Por isso, precisamos retomar o raciocínio em outras coisas para não atrofiarmos nossos lindos neurônios!

Sendo assim, nosso desafio do dia é fazer algo diferente para que a nossa mente saia do “modo rotina”.

Aposto que você vai gostar, então, aproveite o embalo e estenda o desafio para a semana que vem escolhendo um dia para fazer outra coisa diferente.

Depois volta aqui para me contar como foi!

 

 

Para ler os desafios anteriores, clique nos títulos abaixo:

 

1 – Regras: uma relação de amor e ódio

2 – Por que não consigo mudar?

3 – Vivo sem dinheiro, o que faço?

4 – 10 segredos dos campeões quenianos

5 – Boa comunicação faz diferença

6 – O desafio de tomar água

7 – Sextou! Como aproveitar bem o fim de semana

8 – Boa convivência na internet

9 – Seu mês de janeiro teve 100 dias?

10 – Viver de crédito é a escravidão moderna

11 – Hábitos de fracasso levam ao fracasso

12 – Como fugir das fake news

13 – Comodismo só leva ao fracasso!

14 – O mito da zona de conforto

15 – Você vive para trabalhar e ter dinheiro?

16 – Você é parte do problema ou da solução?

17 – Guardar dinheiro é sinal de falta de fé?

18 – 5 frases inspiradoras de Steve Jobs

19– Para que juntar dinheiro se eu vou morrer?

20 – Economize: dicas para o seu dinheiro crescer

21 – Saber priorizar é uma arte

22 – Diferença entre o quê pensar e como pensar

23 – Técnica dos 5 porquês

24 – Problemas pioram com o tempo

25 – Abandone conceitos antigos

26 – Como pagar dívidas que saíram do controle

27 – Atenção com quem você segue

28 – Não se conforme com o que não deve

 

Para ler o último post, clique no título abaixo:

30 – FInal

 

Nos vemos!

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Patrícia, eu também tenho problemas de direção, às vezes nem o Waze resolve! Adorei sua dica de hoje, nossos hábitos podem tornar nossa rotina muito chata!

  • Tenho dificuldade em mudar rotinas. Mas sei o quanto é importante fazer algo diferente para ter resultados diferentes. Tentando aqui mudar algumas atitudes que há tempos já devia ter mudado.

  • Estudar japonês conta??? ? estudo dos os dias, todo dia aprendo uma coisa nova! Desde gramática a vocabulário!!

  • “Minina!!!!”
    Isso é “por demais difícil!”
    Minha vida já é tão “encaixadinha” nos horários com tantas coisas para fazer (vida profissional, pessoal, compromissos que se estendem tanto que vez ou outra caio numa exaustão com direito a enxaqueca, dores pelo corpo, vômito!…. É quando o corpo literalmente me para!
    O feriado agora consegui, finalmente, descansar!! Fui prá casa da minha amiga querida, a Sandra, num bairro longe do barulho das festas de rua! Uma das filhas dela viajou e liberou o quarto prá mim. Fui prá lá no sábado na hora do almoço e voltei ontem à tarde prá casa!
    Comemos, fizemos mercado, tomamos café sentadas à mesa, conversamos bastante; assistimos a 3a temporada de “La Casa de Papel”…. e dormi com direito até a ouvir o galo cantar!
    A Sandra é uma daquelas amigas que se tornou uma irmã praticamente desde quando nos conhecemos! E ela é blindete também!!!!

  • Olá Patrícia, bom dia!
    Ganhei uma máquina de costura e aproveitei o feriado para começar uma blusa.
    Tenho um pouco de noção sobre a costura e isso já ajuda. Quero me aprimorar!

  • Olá! Adorei esse “desafio de nos desafiar”.
    Sabe, estou em processo de mudança de casa e, por conta disso, todos os dias tenho feito algo diferente! Desde coisas simples, como embalar objetos, mas, apesar de trabalhoso, tem sido tão bom!
    Ontem me peguei pensando que, no momento tudo é novidade, mas em poucos dias estarei na casa nova e logo ela deixará de ser nova. Ou seja, a rotina vai se estabelecer. Pensei, como vou fazer para isso não acontecer?
    Por isso, esse desafio veio muito a calhar!
    Um pensamento simples, “faça uma coisa diferente”, mas que conta muito!
    Bjs

  • Oi Patrícia,

    Somos dois, eu também levo tempo para decorar um caminho quando eu não estou habituado em faze-lo.

    Sempre que eu volto do Brás a noite e dou carona para algum amigo meu, logo penso em pegar o GPS (não uso Waze). Mas ultimamente eu tenho deixado de lado e “forçado” mais a cabaça. Tem me feito muito bem. rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *