Deixar o tempo passar para que os problemas se resolvam por si mesmos é a pior estratégia que alguém pode ter. Isso porque problemas pioram com o tempo. Confira!

 

Problemas pioram com o tempo

(Post 24/30 do Desafio 30 dias para crescer)

Uma das maiores fontes de conteúdo aqui do blog, sem dúvida, são os comentários de vocês que nos seguem.

A maior fonte, se você ainda não sabe, é a inspiração que vem do Alto através da leitura da Bíblia.

Mas, sobre isso, vamos falar em outras ocasiões (como já falamos anteriormente).

E um desses comentários foi de um seguidor do Instagram.

Aliás, me segue lá: https://www.instagram.com/patricialagesoficial/

Ele me mandou o seguinte texto:

A gerente do banco me ofereceu um título de capitalização por telefone e eu não entendi direito, porém concordei. Faz dois anos que descontam todo mês na minha conta, mas eu não tinha que ter assinado algum papel? Eles podiam ter feito isso?

Exemplo claro e cristalino de quem foi se ocupar do assunto tarde demais!

Uma vez que vendas por telefones não são proibidas, sim, o banco, bem como qualquer outra empresa, pode propor esse tipo de negociação.

Mas tem mais: quando caiu o primeiro débito – dois anos atrás – e ele acatou, demonstrou que estava de acordo com a compra do título.

Quando compramos algo fora de um ambiente físico, ou seja, por telefone ou pela internet, temos sete dias para avaliar a compra e, se desejarmos, pedir cancelamento.

Chamamos isso de “lei do arrependimento”, que não vale para compras em lojas e outros locais onde a pessoa tem acesso à mercadoria comprada ou ao serviço contratado.

Sob o mesmo ponto de vista, na vida as coisas também precisam ser assim: ter um prazo para resolver o problema.

Quanto mais tempo você deixa as coisas correrem, pior fica.

Problemas NÃO se resolvem com o tempo, eles apenas pioram.

Quando alguém faz algo que você não gosta (filho, marido, parente, colega de trabalho, amiga) e você deixa rolar sem informar à pessoa que aquilo a aborrece, a tendência é que isso continue.

Afinal de contas, ninguém vai adivinhar o que se passa na sua cabeça, ainda que seja óbvio que não deveriam fazer.

Ainda mais porque hoje em dia o óbvio já nem é mais tão óbvio assim (de tão sem-noção que muita gente está demonstrando ser!).

Também valem para outros tipos de problemas, tais como:

  • Dívidas
  • Amizades tóxicas
  • Relacionamento afetivo violento (quem aceita um xingamento como algo normal, com certeza aceitará um tapa amanhã)
  • Um trabalho que vai contra seus valores e princípios

 

Se há problemas que você vem carregando por muito tempo, coloque um prazo para resolver e vá à luta!

 

 

 

Para ler os desafios anteriores, clique nos títulos abaixo:

 

1 – Regras: uma relação de amor e ódio

2 – Por que não consigo mudar?

3 – Vivo sem dinheiro, o que faço?

4 – 10 segredos dos campeões quenianos

5 – Boa comunicação faz diferença

6 – O desafio de tomar água

7 – Sextou! Como aproveitar bem o fim de semana

8 – Boa convivência na internet

9 – Seu mês de janeiro teve 100 dias?

10 – Viver de crédito é a escravidão moderna

11 – Hábitos de fracasso levam ao fracasso

12 – Como fugir das fake news

13 – Comodismo só leva ao fracasso!

14 – O mito da zona de conforto

15 – Você vive para trabalhar e ter dinheiro?

16 – Você é parte do problema ou da solução?

17 – Guardar dinheiro é sinal de falta de fé?

18 – 5 frases inspiradoras de Steve Jobs

19– Para que juntar dinheiro se eu vou morrer?

20 – Economize: dicas para o seu dinheiro crescer

21 – Saber priorizar é uma arte

22 – Diferença entre o quê pensar e como pensar

23 – Técnica dos 5 porquês

Para ler o próximo post, clique no título abaixo:

25 – Abandone conceitos antigos

 

Nos vemos!

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Agora me lembrei de uma situação no antigo trabalho em que fui instruída para mentir por um superior, não discuti, não bati de frente, simplesmente não fiz o que foi ordenado. Outra situação ano passado, eu querendo ajudar uma colega de trabalho passando por momentos difíceis ela me pediu para mentir numa situação que envolvia o namorado também, eu disse a ela: me desculpe mas não vou mentir. Eu odeio esse comportamento típico de muita gente, pra querer se safar quer incluir você nas mentiras e falcatruas deles. Prefiro perder a amizade, o trabalho ou seja o que for, mas não perco a minha consciência limpa e tranquila de que fiz o que é certo.

    • As pessoas que fazem o mal ou se dispõem a fazer o que sabem que é errado quase nunca o fazem sozinhas. Cabe a nós não entrarmos na delas!

  • Aff, fico me perguntando quando vou parar de ser mais verdadeira comigo mesma e parar de querer agradar o mundo!

  • Olá Patricia (minha xará) rs. Primeiramente obrigada por todo conteúdo maravilhoso, já vi muitos casos de pessoas que deixam as coisas para resolver depois, e infelizmente acaba por perceber que aquilo virou uma bola de neve.
    Gostaria de tirar uma dúvida sobre essa “lei do arrependimento”, quando é um serviço vendido ‘porta a porta’ também se aplica essa lei? bjs

    • Se você vê o produto e o recebe na hora não, mas se for compra por catálogo, por exemplo, para que vc receba depois, ela se aplica sim.

  • Bom Dia Patricia
    Realmente temos q nos inspirar na Biblia pq é a única eficaz em nossas vidas.
    Muitas vezes tenho deixado o tempo me levar e entäo fico adiando as questões à resolver.Mais ja estou aprendendo o fio da meada’ e com a leitura de seus livros,posts e videos tenho me policiado melhor.
    Q Deus te abençoe sempre.
    Abraços

  • No caso seria um serviço de plano e não um produto físico, ela recebe as informações o contrato e faz o pagamento de uma adesão, onde ela já é cadastrada e passa a receber os benefícios deste plano imediatamente. Se aplica?

    • Provavelmente esse tipo de serviço tem um prazo de desistência, precisaria checar o contrato.

  • Realmente problemas pioram com o tempo e precisam ser analisados a tempo de serem resolvidos sem maiores consequências.

  • Patrícia, o seu post 24 veio de encomenda para mim! Eu me acostumei a conviver com certos problemas, como conviver com pessoas tóxicas, suportar o trabalho que deixou de ser um prazer. Preciso mudar e ler mais a Bíblia também!

  • É tão mais leva não carregar na mochila situações não resolvidas!
    Melhor resolver logo e seguir em frente!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *