Deus não faz acepção de pessoas, mas usa referências – 99 de 100

10/01/2024

Deus não faz acepção de pessoas, mas usa referências – 99 de 100

Ao longo do livro de 1 Reis, Davi é citado como referência para todos os demais reis após ele. Vamos…

Ao longo do livro de 1 Reis, Davi é citado como referência para todos os demais reis após ele. Vamos ver o porquê.

Devemos ser referências

É muito comum vermos pais e mães dizerem que não têm predileção por um dos filhos e que ama a todos.

Mas também é bem fácil perceber – em muitos casos – que isso não é verdade!

E mais: é possível saber até mesmo qual é o filho preferido.

Além disso, em diversas famílias, acontece de o filho preferido ser o que dá mais trabalho, o que mais envergonha e o que menos faz por seus pais. Ou vai me dizer que você nunca viu isso? rs…!

Mas Deus não é assim.

Ele não tem filhos prediletos nem faz acepção de pessoas (Atos 10:34), mas há pessoas que Ele usa como referência.

Davi foi a referência de rei ideal, pois ele tinha um coração segundo o coração de Deus.

Por isso, durante todo o livro de 1 Reis, ele é citado para descrever como os demais reis deveriam se comportar.

Salomão andou “nos estatutos de Davi, seu pai” (1 Reis 3:3).

“Asa fez o que era reto aos olhos do Senhor, assim como Davi fez, seu pai” (1 Reis 22:43).

Por outro lado, Jeroboão foi referência de péssimo rei:

Sobre Onri: “Porque andou em todo o caminho de Jeroboão, filho de Nebate, e no seu pecado com que fez Israel pecar” (1 Reis 16:26)

Sobre Acabe: “E aconteceu que, como se pouca coisa fosse para ele andar nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, ele tomou ainda por esposa Jezabel.” (1 Reis 16:31)

Davi, Salomão, Asa, Jeroboão, Onri e Acabe tinham livre arbítrio, assim como todos nós temos.

Deus permitiu que todos eles fossem reis, mas cada um foi livre para escolher seu caminho e qual referência iriam seguir.

O mesmo acontece com cada um de nós: temos inúmeros exemplos, tanto de referências do que fazer, cmo do que não fazer, mas cabe a nós escolher o caminho.

Porém, também temos a oportunidade de não só seguirmos referências, mas de sermos referências.

Esse é o assunto de amanhã.

Até lá!

2 comentários

    Verdade, a tendência é pensar que o que fazemos e pensamos só nos impacta a nós mesmos, mas o tempo mostra que não é verdade. Acabamos por repetir modelos, bons como ruins.
    Me vejo fazendo as coisas como a minha mãe fazia, sobretudo na organização, sabendo que me via como bagunceira … A minha filha acaba por fazer coisas como eu, mesmo não querendo… rsrsrs.
    Temos todos referenciais, isso sabemos, mas esquecemos que também somos, então temos que ser zelosos nas nossas escolhas e acções, fazendo a escolha certa.

    Boa tarde, Paty,
    Que texto bacana o de hoje!
    A Bíblia exemplifica bons e maus reis conforme o seu livre arbítrio! E isso se aplica a nossa vida, também!
    A vida é uma maratona sem fim! E já que o segundo lugar nunca é lembrado , este é o melhor incentivo para não cessarmos de nos esforçar para sermos os melhores, sempre!
    Os melhores conforme deseja que sejamos o nosso Pai! Não haverá erro!
    Obrigada

Gostou? Comente aqui!

Deixe um comentário




Outras notícias


TV Patrícia Lages

Não foi fornecido um URL válido.


Não perca nada. Seu dinheiro agradece!

Digite seu e-mail no campo abaixo para se
inscrever em nossa newsletter.

Shopping cart

0

No products in the cart.