Será que você vem sofrendo de “normalite” e nem sabe? Bom, para saber é preciso entender o que é essa tal de “normalite”. Confira o post de hoje!

“Normalite” não!

A “normalite” é uma condição que faz a pessoa achar tudo muito “normal”.

Mas até aí, o que isso tem de mal?

Bem, pode ter muita coisa!

Por exemplo, quando convivemos com pessoas que agem de forma errada é comum estranharmos no começo.

Mas, depois de um certo tempo, nossa tendência é começar a achar aquilo normal.

Porém, ainda que todo mundo ache certas coisas erradas normais, nós não podemos deixar que isso nos contamine.

As pessoas aí fora dizem que “todo mundo mente” e que, por isso, mentir é normal.

Não, mentir não é normal. Mentir é, sempre foi e continua sendo uma falha de caráter.

Se alguém mente é para esconder a verdade e isso, em algumas culturas, é considerado até mesmo um roubo.

Ou seja, a pessoa que mente rouba do outro o direito de saber a verdade.

Além do que, mentir não deixa de ser também uma forma de engano.

Mas o que as pessoas fazem?

Dão nomes bonitinhos a coisas horrorozinhas…

“Mentirinha”, “mentira branca”, “mentira do bem”, “meias-verdades”…

Essa embalagem mais bonitinha contribui para que a normalite se instale, afinal, é mais aceitável uma “mentiria branca do bem”…

Não devemos nos deixar  envolver por essas coisas que se tornaram “normais”, mas que não deveriam ser.

É impossível mudar o mundo, mas podemos mudar o nosso modo de viver e não permitirmos essas contaminações.

 

Você não é todo mundo

Já dizia a sua mãe….

Ainda que todo mundo faça, todo mundo ache bacana, todo mundo diga que só você não faz, ótimo!

O mundo parece estar caminhando para um rumo bem estranho, onde o certo virou errado e vice-versa.

Você quer dançar conforme essa música?

Creio que não…

Então, preste atenção às coisas que você tem achado normais, mas que não são.

Bote a normelite para correr!

 

Nos vemos no próximo post 🙂

 

Confira os desafios anteriores:

Desafio Detox 1 – Começa hoje

Detox Dia 2 – Selfies e fotos de tudo e mais um pouco

Detox Dia 3 – O fardo da opinião dos outros

Detox Dia 4 – Como lidar com as críticas tóxicas

Detox Dia 5 – Motivação não leva a lugar algum

Detox Dia 6 – Livre-se dos pesos extras

Detox Dia 7 – Dê um jeito no seu jeito

Detox Dia 8 – Só se ajuda quem quer ajuda

Detox Dia 9 – Inveja: livre-se agora mesmo!

Detox Dia 10 – Cuidado com o que diz e vê

Detox Dia 11 – Dê um detox nos problemas

Detox Dia 12 – Livre-se das culpas

 

 

Jornalista, especialista em finanças, autora de 5 best-selleres, colaboradora dos programas Mulheres (TV Gazeta) e Escola do Amor (Record TV). Colunista do portal R7 e youtuber.

  • Bom dia, Paty!!
    Há alguns dias me vi numa situação dessa….. bati o pé (com delicadeza, nos meus pézinhos 35, rsr…. e recusei com firmeza!
    À noite na aula, o professor, assim, tipo “do nada” começou falar sobre esse pecado….. e só dava eu agradecendo a Deus… Como é bom ser provada e aprovada!!
    Beijos!
    Vânia Blindete!

  • Patricia, verdade o mundo caminha assim, o certo vira o errado e o errado vira o certo, e as pessoas acham isso normal.
    Meu filho chegava da escola com a calça jeans no joelho rasgada, eu fui ver todas as calças dele esta rasgado no joelho, dei um bronca. Minha filha mais velha disse para mim, mãe isso e moda.
    Eu disse que moda e essa, e absurdo como a juventude caminha hoje, tive que comprar calça jeans para ele, gastar dinheiro, depois da bronca ele parou. – Bjs

  • Bom dia!! “Vc não é todo mundo” era uma das frases chavões da minha mãe! rsrsrsrs Eu nunca tinha ouvido falar nesse termo. Primeira vez! Bom saber! E quanto à mentira, vc tem toda a razão! Sem contar que, na minha opinião, o capitalismo é o pai das mentiras. Se mente o tempo todo para conseguir vender o produto/serviço. Uma falta de moral e ética absurdas. Este post merece um “to be continued” com certeza! Bjos!

    • Diz a Bíblia que o diabo é o pai da mentira. O capitalismo é só um regime econômico hahahaha

  • Eita Jesus é a pura verdade tenho observado isso nos últimos dias, de coisas que antes eu abominava e hoje parece normal! que possamos meditar nessa palavra (Não se enganem: “As más companhias estragam os bons costumes – 1Coríntios 15.33)

  • Olá, Paty! Sim, bem verdade essa reflexão, “nós não somos todo mundo” e nunca fomo desde criança! Hahahahah…
    Quanto a parte da mentira e verdade, me fez lembrar de um texto antigo que uma amiga compartilhou comigo, dizem ser uma parábola judaica sobre a verdade e a mentira. Segue:
    “Certa vez, a Mentira e a Verdade se encontraram.
    A Mentira, dirigindo-se à Verdade, disse-lhe:
    – “Bom dia, dona Verdade!”
    Zelosa de seu caráter, a Verdade, ouvindo tal saudação, foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não havia nuvens de chuva; os pássaros cantavam; não havia cheiro de fumaça na mata; tudo parecia perfeito.
    Tendo se assegurado de que realmente era um bom dia, respondeu:
    – “Bom dia, dona Mentira!”
    – “Está muito calor hoje, não é mesmo?”, disse a Mentira.
    Realmente o dia estava quente demais. Desse modo, vendo que a mentira estava sendo sincera, começou a relaxar, a “baixar a guarda”. Por qual razão haveria de desconfiar, se a Mentira parecia tão cordial e “verdadeira”?
    Diante do calor insuportável, a Mentira, num gesto de aparente amizade, convidou a Verdade para juntas banharem-se no rio.
    Como não havia mais ninguém por perto, a Mentira despiu-se de suas vestes, pulou na água e, dirigindo-se à Verdade, disse-lhe, insistentemente:
    – “Vem, dona Verdade, a água está uma delícia, simplesmente maravilhosa.”
    O convite parecia irrecusável. Assim sendo, dona Verdade, sem duvidar da Mentira, despiu-se de suas vestes, pulou na água e deu um bom mergulho.
    Ao ver que a Verdade havia saltado na água, rapidamente a Mentira pulou para fora, em segundos vestiu-se com as roupas da Verdade que estavam à margem e se mandou sorrateira.
    Tendo suas roupas furtadas, a Verdade saiu da água e, por sua vez – ciosa de sua reputação -, recusou-se a vestir-se com as roupas da Mentira, deixadas para trás.
    Certa de sua pureza e inocência, nada tendo do que se envergonhar e não tendo outra opção que lhe fosse coerente, saiu nua a caminhar na rua.
    Desde então, aos olhos das pessoas, ficou mais fácil aceitar a Mentira vestida com as roupas da Verdade do que aceitar a Verdade nua e crua.”

  • Bom dia Pati! Nossa hj d manhã eu estava pensando um versículo q uma pessoa tbm escreveu aí nos comentários. Eu pensei no versículo “as más conversações corrompem os bons costumes” e isso tem haver com o post d hoje. As mães falam pra não andar com más amizades. Eu pensei: a palavra d Deus explica porque não andar com más amizades, pq as más conversações corrompem os bons costumes. Tem gente q começa a fazer o q é errado por causa de uma amizade que a levou pra esse caminho.
    Hoje me lembrei de um filme que assisti há tempo, sobre o Hitler. Se não me engano era assim, havia um casal de não judeus com uma empregada judia. Aí ela era tratada normalmente mas o Hitler começou a ir na casa desse casal, jantar ou almoçar com eles, e depois eles começaram a maltratar a empregada. Tipo, novamente o versículo entra aí. Devemos ESCOLHER bem com quem andamos. Bjos!

  • Bom dia!
    Afinal, a mentirinha, o engano e a falsidade pequenininhos, também causam estragos do mesmo jeito.

  • Boa noite ,Patricia nunca tinha ouvido esse termo normalite ,hoje infeliz mente as pessoas preferem a mentira do que o abraço da verdade . Pois para muito a mentira é o caminho normal mais não é verdade seja dita e verdade é verdade e ponto devemos sempre dizer a verdade é o melhor e o certo a fazer ,chama se carácter não devemos aceitar a mentira como um único caminho.. Maravilha de post em Patricia ….

  • Isso mesmo! É uma lei Divina, fez o que é certo recebeu coisas boas, fez o que é errado recebeu coisas ruins! Sempre foi assim e sempre será!

  • Boa Noite Patricia!

    ‘Normalite’ também é a primeira vez que vejo esse termo! Boa palavra para o que se refere!!!
    Tenho aprendido bastantes coisas com o seu Post!! Parabens e continue!

  • Por isso devemos fazer avaliações sobre nossas vidas. Rever conceitos. Não é porque fizemos as coisas sempre de um jeito, que seja o jeito certo. A normalite faz o errado parecer certo. Já vi pessoas fazendo coisas erradas apenas por “imitarem” seus pais, por isso a necessidade de estar sempre lendo, se informando. É muito bom ver pessoas que pensam por si e não por irem na onda das modinhas ou do que é “normal”.

  • Boa tarde porque parou o desafio? Todo dia venho aqui e fico desapontada por não ter nada novo no desafio.

    • Oi, Rosa!
      O desafio não parou, ele terminou. Fazemos algumas edições dele, mas tem começo, meio e fim! Em breve começaremos outro 🙂

  • Que post incrível!
    Como eu sempre falo: “Comum, sim. Normal, jamais.”
    Muito obrigada pelas palavras, Patrícia. Você sempre escreve o que precisamos ler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *