A ansiedade está tão em alta que encontrar uma pessoa tranquila é um acontecimento raro. Nade contra essa maré, pois é possível ser diferente!

Ansiedade, inimiga da produtividade

Se você está ansiosa, saiba de uma coisa: você precisa parar.

Ainda que você queira correr e fazer tudo de uma vez, pare e leia este texto com calma!

A ansiedade atingiu níveis alarmantes na nossa sociedade, principalmente entre as mulheres.

Tanto que deixou de ser apenas um estado momentâneo e virou doença.

Embora não seja uma tarefa fácil, é perfeitamente possível viver sem ansiedade.

Não me refiro a não se sentir ansiosa nunca, mas sim, a saber controlá-la e vencê-la.

Apesar de trabalhar na maior parte do tempo sozinha – o que me permite ter calma e tranquilidade – preciso vencer a ansiedade dos outros todos os dias.

Desde muito cedo até muito tarde, recebo cobranças de todos os lados:

  • “Você pode fazer isso AGORA? É rapidinho!”
  • “Você já leu meu e-mail?”
  • “Por que você não responde o WhatsApp?”
  • “Preciso desse orçamento URGENTE!”

E quer saber de uma coisa: raramente essas cobranças têm sentido ou são mesmo urgentes…

E antes que as pessoas consigam me estressar, tomo algumas providências em nome da minha sanidade mental!

Primeiramente não me obrigo a responder tudo o que me perguntam ou a fazer tudo o que me pedem.

Eu tenho limitações e sei quais são elas.

Portanto, escolho muito bem o que vou fazer com o meu tempo.

E isso é uma decisão minha e não das pessoas.

Penso, reflito e só então, respondo ou faço.

Demora? Sim, demora. Mas, no final das contas, ganho tempo fazendo o certo, sem atropelos.

Se algo não está correto, eu NÃO SIGO EM FRENTE.

Por isso eu disse que, se você está ansiosa, tem de PARAR!

Correr ainda mais só vai atrasar a sua vida, acredite.

Há momentos em que você deve dar um passo atrás e analisar as coisas com a cabeça fria.

Por isso que o planejamento – que muita gente acha que é perda de tempo – é totalmente necessário.

Então, se as pessoas estão deixando você ansiosa, afaste-se delas.

Se você é a pessoa ansiosa que descompensa os outros, contenha-se.

Pare, respire e não aflija os outros com a sua ansiedade.

Você tem um cérebro que está posicionado acima do seu coração, certo?

Isso significa que a razão tem de estar acima do que você sente.

Sente ansiedade? Não se guie por ela!

Pense, reflita, analise, e haja com a cabeça.

Essa medida vai fazer o seu tempo ser mais produtivo, além de lhe trazer muito mais paz!

 

Quer iniciar o Desafio da Produtividade desde o começo?

Sempre é tempo para melhorar, então, clique nos posts anteriores:

Desafio da Produtividade #1 – O mito da carga horária brasileira

Desafio da Produtividade #2 – Hábitos de produtividade

Desafio da Produtividade #3 – Técnica Pomodoro

Desafio da Produtividade #4 – Tenha metas

Desafio da Produtividade #5 – O poder da persuasão

Desafio da Produtividade #6 – Hierarquia da persuasão

Desafio da Produtividade #7 – Conversa fiada no trabalho

Desafio da Produtividade #8 – Definição de regras

Desafio da Produtividade #9 – Motivação sem disciplina não traz resultado

Desafio da Produtividade #10 – Como ter mais disciplina

Desafio da Produtividade #11 – Livre-se do que pode te deixar pobre!

Desafio da produtividade #12 – Afaste-se de pessoas tóxicas

 

Para não perder nenhum dos 15 desafios, cadastre-se aqui no blog!

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Nos vemos!

Jornalista, especialista em finanças, autora de 5 best-selleres, colaboradora dos programas Mulheres (TV Gazeta) e Escola do Amor (Record TV). Colunista do portal R7 e youtuber.

  • Muito obrigada, Patrícia pela sua contribuição para nos proporcionar um estilo de vida mais rico em todos os sentidos da palavra.
    Faço parte de uma associação que nos orienta a conviver melhor com pessoas dependentes de álcool e temos uns princípios que nos dão suporte para conseguirmos fazer isso de uma maneira, que não foquemos no álcoolatra, mas em nós mesmos, e que devemos ter compaixão por eles. Um dos sintomas de convivência com álcoolatra é a ansiedade. Um dos meus filhos desenvolveu essa doença, resultado da convivência com o pai. São muitas famílias com essa situação nos seus lares infelizmente. Depois que encontrei essa associação tanto estou conseguindo ter uma vida muito mais proveitosa como tenho conseguido ajudar meu filho e até mesmo meu marido, pois hj sei que é uma doença e que tem seus sintomas como qualquer outra doença.
    A propósito o nome da associação é Al-Anon.
    Um grande abraço querida e continue fazendo seu trabalho que por sinal é extremamente importante. Bjs.

  • Você está certíssima, Patricia, eu também vivo nessa correria, mas por enquanto o que decidi fazer.
    O método Pomodoro está me ajudando a pelo menos parar 5min para tomar água, ir ao banheiro e tomar um café… não brigue comigo, mas os 25m propostos não me dão tempo de realizar muito, então eu paro a cada 55m.
    Está dando certo….. estou conseguindo me organizar.
    Quanto a ansiedade, aquela que parece acordar antes de eu abrir os olhos pela manhã, hahahahaha….. eu dou um “istópi”…. respiro fundo, dou bom dia ao Espírito Santo e…. bóra correr! Chega a ser divertido, até (prefiro pensar assim!), mas no final do dia, quando volto da escola, tenho a sensação de dever cumprido!
    Bjs
    Vânia

    • Eu tb paro a cada hora, mais ou menos. Apenas 25 minutos para mim não dá! 😀

  • Ótimo, Patrícia!

    Há uns dois anos, passei por uma fase com ansiedade agressiva, se é que eu posso dizer assim. Os motivos foram diversos e os resultados não foram nada bons. Precisei me afastar do trabalho, sentia muitas dores de cabeça ao ponto de surgir um “galo” enorme como estivesse levado uma pancada;palpitações no coração, falta de ar, insônia, sensações de morte, medo de ficar sozinha ou no meio de muita gente ….Não suportava nenhum tipo de barulho….NENHUM….Fui dopada algumas vezes e em uma dessas vezes, nem o “sossega leão” me fez dormir para você ter uma idéia do nível de ansiedade em que eu me encontrava! Mas graças a Deus , primeiramente, orações, apoio da família, de verdadeiros amigos e tratamento com psicólogos e psicanalistas, hoje, para honra e glória do SENHOR estou CURADA e ajudando pessoas que estão vivendo o que eu vivi. Algumas pessoas tóxicas não entendiam nem respeitavam o processo e diziam que eu estava ficando doida, perdendo o juízo e faziam piadas, o que me deixava ainda pior. Me sentia humilhada!
    Agora permanece aquela ansiedade natural que todo ser humano tem, e ainda assim, eu consigo ter domínio sobe ela! Hoje mesmo, partipei de um processo seletivo em uma empresa e a ansiedade foi pouquíssima! Se fosse em outra época passaria mal.rs
    Parece bobo, mas esse é um assunto muito sério! Ansiedade (doença) e/ou depressão não é falta de Deus nem frescura como muitos dizem! Julgar é muito fácil! Eu acredito muito em Deus e nem por isso deixo de passar por dificuldades, mas consigo superá-las!

    Obrigada!

    BJs!! S2

  • Acompanhando todas essas dicas… excelentes. Algumas já faço, outras vou aprimorar e, outras vou botar em prática. Obrigada

  • Às vezes a gente sofre mais pela ansiedade do que pelo que tem que fazer. Eu “brigo” comigo todos os dias para não me deixar vencer por ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *