21 dias para crescer – Dica 8 – Conforto que não faz bem

Conforto é bom e todo mundo gosta. Mas você sabia que tem um tipo de conforto que não faz bem? Esse é o tema de hoje aqui no blog. Confira!

Falso_conforto

Veja algumas mensagens que recebo praticamente todos os dias pelo blog ou nas minhas redes sociais (YouTube, Facebook, Instagram):

  • Comprei um apartamento e agora estou com medo de perdê-lo porque dei um passo maior que a perna! Quando pago a prestação, fico devendo outras contas. Esperava ajuda da família, mas não veio… Será que eu fiz bem?
  • Quero uma festa de casamento porque sonho com isso desde menina, mas não temos condições. Para realizar meu sonho, vendemos nosso carro e vamos ficar a pé até não sei quando. Agora vimos que o dinheiro do carro não cobre a festa que eu quero, então não vamos comprar todos os móveis para a casa porque eu não abro mão da minha festa. Eu estou certa?
  • Meu marido não dá conta de pagar todos os compromissos e ainda tem dívidas. Eu não trabalho e fico muito sozinha. Engravidei porque quero um bebê, mas agora não sei como vai ser. Eu fiz bem?
  • Mudei de cidade por uma ótima oportunidade de trabalho e estou ganhando bem. Só que tenho saudade da família e amigos e decidi voltar. É um passo atrás em tudo na vida e me dá um pouco de vergonha, mas meu coração pediu. Eu estou certa, não estou?
  • Meu neto vive no exterior e acostumou a me pedir dinheiro porque ele só estuda e a bolsa que recebe é pequena. No começo era pouco, mas ele passou a pedir cada vez mais e eu fui me apertando para dar tudo para ele, afinal, é meu neto! Como não tinha mais condições, mas não quis dizer não para ele, fiz um empréstimo consignado na minha aposentadoria. Agora tenho menos dinheiro ainda e sei que daqui algumas semanas ele vai pedir mais… Estou agindo certo? O que faço agora?

Ao ler esses relatos (reais), não se engane achando que essas pessoas não sabem qual é a resposta certa. Elas sabem que fizeram o que não deveriam, na hora que não deveriam ou do jeito que não deveriam. O que elas querem, então, ao enviarem esse tipo de mensagem? Apenas uma coisa:

Conforto!

Elas sabem que agiram mal, mas querem que alguém passe a mão na cabeça delas e diga: “Você fez bem sim, querida! Siga o seu coração. A vida é para ser vivida. Não se preocupe com nada. No fim dá tudo certo, se não deu certo ainda é porque não chegou o fim!”

Porém, nada disso é verdade e não passa de um conforto vazio. A verdade é que esse tipo de atitude (inconsequente, impensada e emotiva) não leva ninguém a um futuro confortável. E, por mais que a verdade doa, é ela que liberta.

É a verdade que faz a pessoa cair em si, perceber o erro e tomar atitudes para remediar e resolver os problemas que criaram para si mesmas. Conforto nessa hora não faz bem. É hora de arregaçar as mangas e trabalhar para que dê tudo certo, ainda que tenham tomado decisões erradas. Não é hora de esperar dar certo, mas de fazer dar certo.

Se você tomou decisões erradas, não queira justificar seu erro, não busque conforto nas palavras de outras pessoas, pois provavelmente, essas mesmas pessoas não poderão ajudá-la na hora do aperto. 

Assuma seus erros e trabalhe para que as consequências não sejam tão ruins. Pare, pense, medite, busque a orientação que vem do Alto e dê ouvidos enquanto é tempo.

“Busquem o Senhor enquanto é possível achá-lo; clamem por ele enquanto está perto.” Isaías 55:6

PS.: Estamos nos 21 dias para crescer (iniciamos dia 14/08) e se você quiser participar, leia os posts anteriores (listados abaixo) e cadastre-se para não perder os próximos:

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Espiritual, Ética
  • Ysa diz:

    Já vi casos de mulheres que saíram do trabalho ganhando bem,porque começaram a ter contato com gente rica.E depois vieram os problemas .falta de dinheiro orçamento reduzido e a criatura ainda culpava o marido por não dar conta.obs o salário dela era um complemento da renda dele .Quando pediu opinião ainda achou ruim .🤔🤔🤔🤔🤔

  • Rebeca Beserra diz:

    Que palavra maravilhosa. Estou amando essa série, Paty. Obg! 💕

  • jacqueline andreoli diz:

    Estou acompanhando o blog todos os dias, a cada dia cresço mais mentalmente e espiritualmente. A Senhora é muito sabia, é um presente de deus termos essas dicas e ensinamentos todos os dias!
    Vivo a colocar em pratica tudo que é postado aqui no blog, pois me faz bem, estar sempre bem, para o meu Deus.
    Que O Senhor Jesus te abençoe cada vez mais e te use mais e mais.
    Um grande abraço!
    ASS Jacqueline lima de Juazeiro Ba

  • Edna Freitas diz:

    Triste ver pessoas passando por isso , simplesmente por não terem buscando uma ajuda ,e quando vão perceber já fizeram a burrada,isso pra mim é agir sem pensar,já cometi esses erros várias vezes por imaturidade,mas graças ao meu bom Deus estou adquirindo maturidade dia a pós dia e buscando ajuda de Deus sempre!!

  • Liliani diz:

    Haja paciência, né? rs

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    Fico aqui imaginando o desespero dessas pessoas!!Atualmente tenho me apertado tanto que há dias que choro por querer coisas básicas e não ser possível adquirir. Daí telefono prá uma amiga, divido a dor e nos consolamos lembrando de agradecer ao Senhor que até aqui tem nos ajudado!
    Obrigada, Paty!
    Beijo

  • MARIA SOUZA diz:

    sera que ja é tarde ou ainda posso participar dos 21 dias para crescer boa noite bjs

    • Patrícia Lages diz:

      Pode começar sim, bem-vinda!!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: