21 dias para crescer – Dica 7 – Risco de perdas

Ninguém gosta de perder, mas nem todo mundo toma os cuidados necessários para evitar os riscos das perdas. Confira a dica de hoje!

Screen Shot 2017-08-20 at 12.35.12

Na nossa cultura, dizer “não” a alguém pode até ser considerado falta de educação. É engraçado, pois as pessoas preferem dizer “sim, passo na sua casa semana que vem, sem falta!”, mesmo sabendo que não cumprirá o que disse, do que dizer “infelizmente não vou poder ir”.

Agradar os outros com o “sim” é meio que uma lei velada para o brasileiro, ou seja, todo mundo sabe que é o “certo” a se fazer. Dizer que vai fazer algo só para agradar e não fazer se tornou uma coisa tão comum, que diálogos como o exemplo abaixo são corriqueiros:

  • “Fulana, você vai lá comigo amanhã?
  • “Claro que sim!”
  • “Mas você vai mesmo? Olha, lá! Não vai me deixar na mão!”
  • “Imagina, eu vou, com certeza!”
  • “Então eu passo na sua casa pra te buscar, assim você vai mesmo!” 

As pessoas evitam tanto o “não”, mas não cumprem o que dizem, que o seu “sim” praticamente não vale nada…

Porém, diferentemente dos casos rotineiros, onde o que fica arranhada é apenas a credibilidade de quem fala e não faz, quando você se empenha legalmente sendo fiador de alguém, as consequências podem ser muito ruins.

Na dica 4, postada na semana passada, demos uma pincelada no assunto, mas hoje, ao iniciarmos uma nova semana com o objetivo de crescer, separei mais um Provérbio que amplia o tema:

“Não seja como aqueles que, com um aperto de mãos, empenham-se com outros e se tornam fiadores de dívidas; se você não tem como pagá-las, por que correr o risco de perder até a cama em que dorme?” – Provérbios 22:26-27

O Provérbio não diz, em momento algum, que devemos dizer sim por temer a perda da amizade com a pessoa ou que devemos atender o pedido para não arriscar ter uma briga em família. O conselho é claro: por que você se arriscaria a perder o que tem?

Não se trata de colocar bens materiais acima das pessoas, mas de obedecer um conselho sábio e não se colocar em risco.

Se você está sabendo hoje dos nossos “21 dias para crescer”, confira os posts anteriores nos links abaixo:

E para não perder os próximos, cadastre-se:

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Espiritual, Ética
  • Josy Queiroz diz:

    Oi, Patty
    Muito bom os post, não recebi os de números 3 e 4. poderia mandar para o meu e mail, por favor? Grata

  • Rebeca Beserra diz:

    Estava precisando dessa palavra. Obg, Paty.

  • Jaide Maria da Silva Oliveira diz:

    Oi,Paty.
    Estou acompanhando os 21 dias para crescer estou amando.bjs.

  • Edna Freitas diz:

    Seria ótimo se todos cumprisse o que diz, é por isso que levo o nome de chata,pois não prometo nada se sei que não vou fazer!!

  • Isabel Veloso diz:

    Já me enfiei na maior enrascada por causa disso.
    Graças a Deus resolvi, aprendi e nunca mais cometerei o mesmo erro.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: