Você tem fé para perder? – DTP11

03/05/2022

Você tem fé para perder? – DTP11

Em um mundo onde todos querem ganhar e fazem qualquer coisa para terem o que querem, será que você tem…

Em um mundo onde todos querem ganhar e fazem qualquer coisa para terem o que querem, será que você tem fé para perder?

Ganhar é fácil, mas quem quer perder?

No país do “jeitinho”, de ditados como “o mundo é dos espertos” e “quem anda na linha o trem pega”, fazer o certo nos transforma em extraterrestres.

Quando você cumpre com as suas obrigações é visto como bobo.

Quando faz além das suas obrigações, deixa de ser um simples bobo para se transformar um otário.

Quando se esforça para chegar no horário vira motivo de chacota, afinal, “será que você não sabe que ninguém faz isso?”

Quando você diz que não mente (e não mente mesmo), já é tachado de mentiroso, porque “todo mundo mente” e você não é diferente de ninguém (segundo a cabeça da maioria).

Quando você não engana o cliente, o chefe, um superior ou quem quem que seja, é tido como trouxa.

Quando recusa “vantagens” que envolvem trambiques é considerado um tremendo imbecil.

E por mais que as pessoas choraminguem dizendo que o mundo é muito injusto e que as coisas não deveriam ser assim, o que eu tenho a dizer para você é:

NUNCA FOI TÃO FÁCIL ESCOLHER UM LADO!

As coisas estão tão escancaradamente erradas que fica muito mais fácil entender as propostas desse mundo e escolher de que lado se quer estar.

A árvore podre e a fé para perder

Desde que me mudei para a casa onde moro – há dez anos – duas árvores imensas e muito antigas já estavam apodrecidas e cheias de cupim.

Assim que vimos o problema, acionamos a prefeitura, pois havia o risco de caírem tanto sobre a nossa casa, como também na rua (e sobre quem estivesse passando por ela).

Durante quase um ano não tivemos nenhuma resposta, até que veio uma chuva fortíssima e derrubou várias árvores no bairro, destruindo diversos carros e até o quarto de uma casa não muito longe da minha.

A prefeitura veio apenas para recolher as árvores caídas, mas as que “ainda” estavam de pé, ficaram por lá mesmo, apesar de também estarem visivelmente prestes a cair.

Na chuva seguinte a história se repetiu, até que conseguimos que a prefeitura e a companhia de energia elétrica parassem com o jogo de empurra e resolvessem trabalhar em parceria para podar, pelo menos, as mais perigosas.

Nos últimos anos a prefeitura tem vindo fazer a poda periodicamente, mas sempre parece que estamos na reprise de um filme:

Todos os profissionais responsáveis pela análise das árvores dizem que realmente estão condenadas, mas… “sabe como é, né? Essas coisas precisam de um ‘agradinho’ para serem feitas…”

Você sabe muito bem que “agradinho” é esse…

Essas árvores nos causaram diversos prejuízos:

• Quebraram a nossa calçada em várias partes e, além de termos de gastar para arrumá-la, ainda fomos multados pela própria prefeitura por isso (!);

• Desestabilizaram nosso muro, o que nos obrigou a fazer uma reforma diferente do projeto que queríamos;

• Destruiu parte da nossa calha devido à recusa de podar um galho imenso (o mais perigoso) que ficava sobre o nosso telhado.

Seria “mais fácil” ter dado o “agradinho” uma década atrás? Seria.

Seria “mais barato” ter cedido ao “só assim que as coisas funcionam” ? Seria.

Seria “mais rápido” e muito menos trabalhoso “dançar conforme a música”? Seria.

Mas a questão é que existe um preço alto a ser pago quando a intenção é não se vender.

Nós perdemos várias coisas nesses dez anos: tempo, dinheiro, paciência.

Mas há algo que aprendi e jamais vou esquecer: se eu tenho fé para ganhar, devo também ter fé para perder.

Vale a pena perder para esse mundo podre, mas não abrir mão daquilo que realmente tem valor.

Ontem uma das árvores foi finalmente removida e a outra será dentro das próximas semanas.

Simplesmente tocaram nosso interfone – sem prévio aviso e sem pedirem nada além do que uma jarra d’água – e informaram que estavam ali para remover a árvore que “oferecia perigo e já deveria ter sido removida anos atrás.”

Fazer o que é certo é difícil, trabalhoso e pode – literalmente – custar caro.

Por isso, poucas – e cada vez menos – pessoas estão dispostas a pagar o preço.

Será que você tem fé para perder?

Nos vemos!

Confira os desafios anteriores clicando nos títulos abaixo:

Não esconda um defeito atrás de uma qualidade – DTP 1

Carência: porta aberta para todo tipo de perigo – DTP 2

Sucesso demora, dói e dá trabalho – DTP 3

Você está no ambiente certo? – DTP 4

O que mais limita o seu crescimento – DTP 5

Cuidado com o que você pede – DTP 6

Meu corpo, minhas regas, mas pode abusar da minha mente – DTP 7

Você vale por quantas pessoas – DTP 8

Menos “sextou” e mais “desfrutou”– DTP 9

O que mais aborrece você – DTP 10

9 comentários

    Olá Patrícia! Obrigado por compartilhar ótimas reflexões como está.
    Realmente é difícil resistir, mas quem tem fé supera as adversidades.

    Excelentes colocações Patrícia! E parece que a maioria não percebe que no país do jeitinho, dos espertos, todos saímos perdendo. Este país está ladeira abaixo!

    Tapa na cara !
    Tirei minha habilitação e paguei o quebra, de tanto as pessoas falar..
    Fui uma maria vai com as outras 🙄
    Mas já vou mudar isso.
    Não quero mais ser assim.
    Só uma amiga de verdade como vc para dizer essas coisas.
    Obrigado e que Deus continue usando vc para abrir nos olhos 👀.💋💋💋💋

    Meu filho estuda numa escola do Estado,e Ontem,foi informado que o adolescente de 16 anos que tirar o título de eleitor,vai ganhar 2 pontos na média final.Eu achei um absurdo,quer dizer,não precisa estudar,tira o título e já garante a nota.Indignada!!

    Infelizmente é comum e triste a cultura do “me dei bem” quando as pessoas se apropriam de pequenas vantagens não legitimadas. É cansativo e desesperançoso. Mas quem tem fé é acredita na justiça divina será recompensado. Como sempre digo aqui em casa: “perco meu dinheiro, mas não vendo minha alma”! Bjao

    Oi Patrícia.
    Duro é estar fora de seu país e ver seus conterrâneos tentando aplicar o “jeitinho”. Triste.
    Eu quero morrer trouxa.
    Beijos.

    Boa noite, Patrícia!
    Que bom que tudo deu certo! Dá um alívio quando as coisas começam acontecer como deve ser!

    Não perca a fé porque em Deus está a sua glória e salvação – Salmo 62:7 – https://web-biblia.com.br/salmos/ Excelente reflexão Patrícia!

    Patricia fiquei encantada com a mensagem do texto,realmente é preciso ter fé ,a fé genuína!

Gostou? Comente aqui!

Deixe um comentário




Outras notícias


Produtos




TV Patrícia Lages




Não perca nada. Seu dinheiro agradece!

Digite seu e-mail no campo abaixo para se
inscrever em nossa newsletter.

Shopping cart

0

No products in the cart.