Quem não está enfrentando dificuldades na quarentena? O mundo está temeroso com o que pode vir pela frente. Então, que tal trocarmos experiências positivas?

 

Quarentena: você não está só, queremos ouvir você!

Certamente a solidão invadiu as casas de muita gente.

Falamos dos problemas de convivência em família neste post, mas também há o problema do isolamento.

Além da dificuldade de não poder fazer uma série de coisas, ficar em casa sozinho pode trazer outras questões.

Diversos setores e profissionais da saúde estão apontando males como por exemplo: depressão, ansiedade, pânico, taquicardia.

Por isso, queremos abrir espaço neste post para que você comente quais têm sido as suas maiores dificuldades nesse confinamento.

Aliás, aproveite também para comentar o que você vem tirando de letra para servir como sugestão para outras pessoas.

Então, não deixe de fazer o seu comentário neste post.

A sua experiência pode ser muito útil para outras pessoas e, quem sabe, você não faz uma nova amizade?

Então, bora deixar a sua contribuição!

 

 

Informações sobre o curso Gerenciando a Si Mesmo

Agora você pode adquirir módulos separados a um custo bem reduzido. Confira clicando em SAIBA MAIS.

 

Leia os posts anteriores:

Quando a guerra estoura

Fuja da hipocrisia

Fake news, em que acreditar?

Não há empatia, apenas discurso

Afaste-se do que lhe faz mal

Vamos fazer a diferença

Quarentena na real – só a verdade

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Como já sou muito caseira, ficar na “quarentena” até não tem sido difícil.
    Difícil mesmo é tomar conhecimento do sofrimento de famílias, sem a despedida e sem a certeza do diagnóstico.
    Bom, como dizem que cabeça ociosa só pensa o que não deve, tenho dedicado mais carinho a meu lar. A cada cantinho limpo, percebo o quanto é importante a gratidão por tudo que construí. Não é recomendada a paranoia por limpeza, porém organizar um pouquinho mais, fará meu tempo ser bem aproveitado, leve e, na medida do possível, feliz!
    Grande abraço!!

  • Olá Patrícia Lages tudo bem???Então neste momento tão improvável que estamos passando estou aproveitando para estreitar minha comunhão com Deus,pois percebi que nada mais tem valor se Deus não estiver Presente.E vi uma coisa o tamanho da nossa insignificância diante de algo que aos olhos nu nem podemos ver,precisamos sim sermos humildes e confessar o quanto necessitamos de Jesus Cristo.Nesta 40tena estou meditando na PALAVRA DE DEUS e lendo o livro:A dama da Fé (da Ester Bezerra)

  • Acredito que essa quarentena é uma prova de fogo, a qual não sabemos o resultado. Temos a expectativa de que tudo irá terminar bem. Mas até lá, vivemos uma incerteza e a sensação de que não somos donas de nossas escolhas. A partir da segunda semana, tivemos o apoio de atividades de ginástica via online, live musical, live de especialistas sobre diferentes temas, algumas paródias (…). No entanto, as mídias nos mantém alerta para o que ainda poderá vir. Assim, creio que a fé nos fortalece e esperamos que ao passar por tudo isso, cada um se torne um ser humano melhor.

  • Tenho 51 anos, sou professora de Ingles e trabalho desde 2007 em uma escola de idiomas. As incertezas são muitas pois sabemos que o setor de serviços é sempre bastante impactado durante crises econômicas. Mas tenho muita fé em Deus que o Brasil surpreenderá o mundo positivamente. Boa sorte a todos, nunca percam a fé e lembrem-se: tudo passa e isso também vai passar.
    Patricia. Parabéns pela iniciativa. Sou grande admiradora de seu trabalho. Seus conselhos no canal do Youtube me ajudaram e continuam me ajudando muito.

  • Olá!
    Eu tenho aproveitado para estudar bastante, ajudar pessoas a desenvolver seus talentos através de atividades voluntárias e, é claro, compartilhado as informações precisas desse blog através do Whatsapp com colegas e amigos.

  • Olá Patrícia, muito pontual seu post. No começo do isolamento fiquei meio desanimada. Sou ativa e de repente meu planejamento despencou, sou professora. Então o jeito foi me reinventar. Estou fazendo inglês online, algo que sempre quis, mas por causa do tempo não dava. Também aproveitando para estar mais tempo com minha familia e auxiliando outros que não podem através de assistência social e emocional. Um grande abraço para vc e muita fé e esperança em Deus.

  • Estou aproveitando esse tempo de quarentena para estudar bastante, muito meessmo. O tempo que eu nao tinha antes, para fazer as leituras que eu queria, estou fazendo agora. Estou me preparando para crescer e dar uma guinada na vida profissional, após passado esse período. Estou fazendo Mentorias pra aprender o que ainda nao sei e também consegui comprar um curso de formação em Coache com com 50%. No inicio do ano eu havia prorrogado a compra desse curso para um outro momento, no segundo semestre. Mas, coo o preço dele reduziu 50%, foi uma bênção para mim.

    Está sendo um tempo extremamente produtivo pra mim. Nao tenho sufocamento, tristeza, pavor, pânico, solidão, nada disso.

  • Boa noite, Patrícia! fico até sem graça de dizer embora eu faço parte do grupo de risco, estou bem. Tenho uma casa aconchegante, bom relacionamento com minhas filhas e meu marido até agora e espero que continue. Faço costura criativa e patchwork isso me ajuda e muito, o artesanato me ajudou em um momento de muita tristeza e agora também. Tenho aproveitado o momento para estudar sobre empreendedorismo como o objetivo de abrir uma loja virtual no Elo 7. Assisti seu curso na Eduk. Obrigado! Espero que Deus abençoe à todos.

  • Oi, Patrícia.
    Sou do Paraná e estou trabalhando o dobro, em um ritmo frenético. Sou professora da rede particular e a escola onde trabalho vem oferecendo aulas on-line desde o dia 30 de março. Como, nesta semana, nosso governador formalizou o ensino à distância, o ritmo está se acelerando ainda mais.
    Tudo isso exigiu uma mudança de rotina, pois trabalhava apenas meio período, e agora estou atolada de trabalho. A super parceria do meu marido na organização da casa está sendo fundamental.

  • Olá Patricia sou de RO, tenho 63 anos, como sou aposentada e os filhos já casados e só faço trabalho voluntário não está difícil. Tenho agenda até hoje meus irmãos falam que tem marcar hora para falar comigo, minhas amigas clicaram perguntando como eu estava pois sou muita elétrica meu médico diz que vivo ligada no 220 v. O que mais estou sentindo falta é das caminhadas, tenho uma personal então estou fazendo só alongamentos sozinha rsrs. Porém continuo dormindo e acordando mesmo horário. Marido ficou em casa 15 dias aff…A empresa ficou fechado 10 dias agora filhos estão trabalhando em plantão, então marido pode ir só depois do almoço. E eu leio muito agora estou lendo a PALAVRA DE DEUS, faço meditação, cursos on line . e o crochê fiquei sem linha rsrs… assim que abri irei comprar. E a comida cada dia inventei algo creio que aumentei uns quilos rsrs…O filho fez compras. Saudade de minhas massagens semanais… Mas creio que vai passar que Deus vai cuidar se seu povo e de RO, do Brasil e do Planeta. E o trabalho voluntário recomeçar assim que tudo estiver bem. abraço

  • Olá Patrícia! para mim ficar em casa não é problema, pois sou bem caseira e amo minha casa. Estou aproveitando esse tempo para ler meus livros que estavam parados, fazendo execício em casa. Na verdade ainda estou trabalhando, sou Assistente Social, e assim como os profissionais da saúde, também não posso parar. Aqui na minha cidade os profissionais da Secretaria de Assistência Social não pararam, pois trabalhamos com as pessoas que vivem em vulnerabilidade social, com os moradores de rua, etc, não podemos ficar sem dá assistência a esse público. O que aconteceu foi a redução da carga horário, estamos trabalhando apenas meio período.

  • Oi, Patrícia! Tenho acompanhado suas postagens. Pra falar a verdade eu fiquei bem depressiva. ..acho que estou com síndrome de abstinência de contato físico. Nunca senti tanta falta de um abraço como agora. Mas, estou na luta. Sou agente de pessoal da minha escola e tenho tudo uma rotina de Home Office. Estou aproveitando o tempo ocioso para descobrir novas receitas dos produtos de limpeza caseiros que adoro fazer. Tenho visto filmes com a minha mãe, que mora comigo…estou tentando manter os canais de TV, com todo aquele bombardeio de informações, dessintonizados. Escolho um cômodo da casa pra limpar e organizar a cada dia. Assim como tenho escolhido um amigo ou familiar para um telefonema e um ” Há algo que eu possa fazer por vc?” E assim vamos vivendo.. Um dia de cada vez na esperança de um amanhã melhor.
    Grande abraço!

  • Bom dia linda Patrícia!

    Quero partilhar aqui o que eu tenho vivido nessa quarentena!

    Minha maior dificuldade foi no mês de março descobrir um problema de saúde e no momento em que mais precisava não havia uma clínica aberta para se fazer o exame que foi pedido pelo médico e era muito importante para dar sequência no meu tratamento, tudo estava encerrado por conta da pandemia e aliás ainda está.

    Foi um mês com muita dor, mas nesse momento em que não podia fazer nada, parecia que estava sem saída, de mãos atadas, descobri a força da minha fé…foi nela em que me apoiei.
    Houve dias em que mesmo tomando a medicação não resolvia, então exercitava a minha fé, clamava a Deus pra me ajudar, recorria as promessas que Ele ja determinou em Sua Palavra, eu só sei que a dor passou.

    Continuei sempre pedindo a Deus para me ajudar a encontrar uma solução.

    Conversando com uma amiga por telefone, ela me orientou a ir no hospital que ela trabalha como enfermeira, fui nas urgências sexta feira 03/04 e fui muito bem atendida. ( que Deus abençoe os profissionais da saúde.)

    A médica tomando conhecimento do meu problema requisitou 2 exames com urgencia pra eu fazer ali mesmo no hospital.

    Estou aguardando ser chamada.

    Nessas horas de dificuldades,
    não adianta reclamar, chorar, culpar o governo, culpar o corona, nesses momentos só a Fé sustenta.

    Grande abraço pra você!!!

  • Oi Pati. O que me mantém com a mente sã é a fé em Deus. Isso não é religião, como vc bem sabe, mas confiar nas promessas de Deus escritas na Bíblia. Essa confiança traz uma força e paz que remédio nenhum é capaz de dar.

  • Bom dia Patrícia!!!

    Aguardando a vinda do Senhor Jesus!!!
    Maranata, ora vem Senhor Jesus!!

  • Bem, no inicio foi muito difícil pois eu estava muito ligada nas notícias e isso estava me deixando muito ansiosa e meio paranoica rs, mas deixar de ver os noticiários e aumentar a fé em Deus e se alimentar das coisas de Deus foi me deixando melhor, não adianta se desesperar, é colocar nas mãos de Deus e ele nos ajudará neste momento tão difícil.

  • Olá pessoal. Sei que o momento é complicado mais acretido que temos que focar em coisas boas, sempre gostei de passar tempo em casa, e nesses dias de quarentena estou procurando me manter ocupada, antes de dormir pego minha agenda e organizo tudo que desejo fazer no dia seguinte, tenho aproveitado para refletir sobre o que posso aprender com tudo que esta acontecendo, aproveitando para me deticar mais a um projeto que estava parado e agora mais que nunca sei que quero muito realiza-lo, estou lendo, fazendo atividades que gosto e aproveitando meu parceiro também. (Não posso negar que estou tranquila porque tenho reservas financeiras para momentos como esse, isso é muito bom pois nos dá tempo para pensar no que fazer sem entrar em parafusos).
    Obrigada pelo espaço para compartilhar. Fiquem bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *