Muita gente perdeu dinheiro com essa crise de queda na bolsa, dólar alto e todo esse movimento do mercado. Mas será que eu também perdi? Confira!

“Patricia, você perdeu dinheiro com essa crise?”

(Desafio 3 MNC – Mulher na contramão)

 

Não. Não perdi nem mesmo 1 centavo.

Sabendo que não perdi nada, qual seria a sua próxima pergunta?

  • Você não perdeu porque não investiu na bolsa?
  • Não perdeu porque não tinha nada para perder mesmo?
  • O que você fez que a preveniu de perder dinheiro com essa crise?

Se você escolheu a terceira pergunta, parabéns!

E é esse o conceito que quero lhe passar nesse nosso terceiro dia de desafio MNC Mulher na contramão: prevenção.

Mas tem outra pergunta muito importante que sempre está ligada à prevenção.

Será que você sabe qual é?

É a informação.

Isso porque você só pode se prevenir daquilo que tem ciência.

Quando você não tem informação nenhuma sobre algo, como irá se prevenir, não é mesmo?

Vou dar um exemplo bem simples utilizando o que tenho visto nos últimos meses.

As pessoas me escrevem – assim como também consultam outros educadores financeiros – perguntando como entrar na bolsa.

Nunca respondo perguntas sem analisar o motivo de as pessoas as estarem fazendo.

Nesse caso, as pessoas queriam entrar na bolsa porque ouviram falar que estava “dando muito dinheiro”.

Analisando bem esse motivo, não parece coisa de criança?

Sim, porque, você acredita mesmo que existe alguma forma de “ganhar muito dinheiro” com essa facilidade toda?

Basta colocar dinheiro na bolsa e “PÁ”, você vai ficar rica!

Repito: raciocínio de criança que só atrai pessoas que andam seguindo a manada.

Não estou falando que quem investe em bolsa está seguindo a manada, mas sim, que quem não entende nada do assunto e quer entrar pelos motivos errados, está sim, seguindo a manada.

Eu não invisto em bolsa porque ainda não tenho o conhecimento necessário.

Então, prefiro investir naquilo que domino e sei que tem garantias mais sólidas de retorno.

E a prevenção está aí: só colocar a mão em “cumbucas seguras”, ou seja, não me meter com o que não domino só porque ouvi falar.

E é isso que você deve fazer: ter domínio de conhecimento das coisas. Essa é a melhor prevenção.

Hoje em dia as pessoas só têm informações superficiais e não se aprofundam em quase nada.

Este texto mesmo foi abandonado pela maioria das pessoas só porque viram que ele é extenso.

A preguiça é geral quando se trata de colocar a cabeça para pensar.

Estudar? Credo, que horror! Quem quer estudar, ler, se informar?

Só quem anda na contramão mesmo! Assim como você que venceu estas poucas linhas (sim, bem poucas se comparadas a tudo o que nos falta aprender ainda), você vai vencer desafios muito maiores.

Por isso, invista no seu conhecimento, pois é isso que vai fazer você se proteger dos males que sempre virão.

 

Novidade no mês da mulher

No final do ano passado lançamos o curso “Gerenciando a Si Mesma” oferecendo um combo de produtos junto com o curso.

Isso elevou o preço final e nem todas vocês puderem usufruir de um aprendizado super importante para as suas finanças, sua carreira profissional e como você pode construir o seu conhecimento de forma geral.

Por isso, nos reunimos com toda a direção da Alfacon (empresa que está administrando o curso) e chegamos a um novo modelo de aquisição do curso.

Agora você pode adquirir somente o curso, sem o combo de produtos, e em módulos avulsos.

São 3 módulos que você pode adquirir isoladamente e isso fez o custo cair muito!

E neste mês conseguimos descontos e bônus para quem adquirir até 31 de março.

Clique no “saiba mais” e informe-se sem preguiça!

No link do “saiba mais” você também vai encontrar uma repescagem do Desafio 2020 Com Dinheiro. Está imperdível!

 

 

 

Confira os desafios anteriores

Desafio #1 – Mulher na contramão

Desafio #2 – Conquiste seu espaço

 

Nos vemos na terça!

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Bom dia, também não tenho conhecimento suficiente de bolsa de valores para arriscar investir, além de que, estou aposentada e sendo assim acredito que não seja prudente arriscar e perder o que levei anos acumulando.
    Passei a “pagar” ao meu eu do futuro aos 34 anos, melhor decisão da vida, recomendo…

  • Ola Patricia!

    É exatamente isso que tenho feito também.

    Tenho pesquisado sobre investimentos.
    Além disso conhecer o meu perfil de investidora pra não sair por aí imitando a todos, e quando eu entender de fato então tomarei uma atitude.

    E obrigada pelas sugestões dadas no canal que tem contribuído muito nessa minha pesquisa.

    abraço.

  • Aproveitando o tema do momento, em tempos de pandemia, a desinformação é uma das principais causas do pânico geral e agravamento da situação, inclusive facilitando a transmissão.

    Hoje em dia o que mais temos são comentaristas de manchetes de rede social. Pessoas que só leem a manchete, que em geral, é tendenciosa, e saem dando sua opinião para todos! Por preguiça de ler e buscar fontes, repassam informações que por vezes, nem verdadeiras são!

    Esse post me fez lembrar outro post seu, que fala sobre a Era da Burrice. Aliás, um dos meus favoritos do blog: https://bolsablindada.com.br/a-era-da-burrice/
    Creio que complementa o desafio de hoje. Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *