Netflix, Uber e MaxMilhas são exemplos de novos negócios que trazem economia para o nosso bolso. Quanto mais empresas assim você conhecer, mais vai economizar. Então, confira a dica de hoje!

notv

 

 

 

Você que me segue há algum tempo sabe que, agora em julho, vamos completar 4 anos sem TV a cabo em casa. Além de não sentirmos a menor falta daquela programação super repetida, economizamos cerca de 6 mil reais. Sim, SEIS MIL!

Optamos pela Netflix, que tem produções novas o tempo todo, funciona estando em casa ou fora dela (assisto no computador, no iPad ou celular quando viajo) e é muito mais barato. Ou seja, menos gasto e mais vantagens!

Estou usando esse exemplo por se tratar de um novo negócio que praticamente o Brasil inteiro conhece e confia, mas e os novos negócios que a gente não tem conhecimento?

Além de perdermos dinheiro, continuamos alimentando modelos de negócios ultrapassados e que, muitas vezes, não nos respeitam como clientes. Quer uma prova?

Com a chegada do Uber, o serviço de táxis melhorou muito. Como viajo bastante, preciso recorrer a eles com muita frequência, mas todos os perrengues que passei com o péssimo atendimento (fora a roubalheira) dariam um livro!

Hoje, com a concorrência criada pelo Uber, o serviço melhorou – e muito – além de termos aplicativos que baixaram bem as tarifas (o que antes não tinha negociação).

 

Novos modelos de negócios, novas oportunidades

 

Agora que meu quinto livro  – O sucesso não cabe na bolsa – foi lançado, muitas leitoras (fofas!) me pedem para ir às suas cidades, mas uma coisa que pode inviabilizar esses encontros são os preços das passagens aéreas. Chega a dar vontade de chorar!

Mas a tecnologia está aí para nos defender, trazendo novos modelos de negócio que democratizam o acesso a coisas que, antigamente, eram só para os endinheirados. E é sobre um deles que quero falar: o uso de milhas aéreas.

Quando escrevo que todo ano tiro passagens aéreas gratuitas (sim no plural, para mim e meu marido), apenas usando as milhas dos nossos cartões de crédito, muitas leitoras me perguntam como isso funciona. Então vamos por partes:

  • Verifique se o(s) seu(s) cartão(ões) de crédito está(ão) filiado(s) a algum programa de milhagem. Se não está(ão) filie-se “djá”!
  • Você não precisa fazer nada para juntar milhas, apenas usar o cartão (com sabedoria!) e cada real gasto vai contabilizar para o programa. Existem meios de obter mais milhas, mas isso é assunto para outro post!
  • O próprio programa de milhas vai informar as recompensas que você pode ter e como usá-las, mas hoje em dia, há outros meios e vou falar sobre um deles neste post, a MaxMilhas (estou apaixonada por esse negócio!).

 

Como usar minhas milhas se não vou viajar?

MaxMilhas

É aí que entra a MaxMilhas, um novo modelo de negócio que eu estou amando! Como sempre digo: um negócio genial é aquele que você consegue descrever com poucas palavras. É o caso da MaxMilhas que pode ser definida assim:

Uma plataforma que conecta quem quer viajar gastando pouco, mas não tem milhas, com pessoas que têm milhas, mas não vão viajar.

Funciona assim:

  • Você entra e faz um cadastro. É seguro, eu sou cadastrada, então, fique tranquila para colocar seus dados.
  • Você clica no que deseja fazer “Comprar passagens” ou “Vender milhas”. Daí em diante, o site é bem intuitivo e você vai ser guiada para o que quiser fazer.

Se você vai comprar passagens, vai fazer exatamente como em qualquer outro site de compras de passagem. A diferença é que a MaxMilhas vai buscar as opções mais baratas e vai cruzar os dados com quem tem milhas para viabilizar a sua passagem (que pode ter até 50% de desconto).

E se você vai vender suas milhas, a plataforma ajuda a estabelecer o melhor preço para que a venda aconteça o mais rápido possível.

Se você quer conhecer a plataforma da MaxMilhas, clique aqui e faça o seu cadastro. Você não tem que pagar absolutamente nada para usar o serviço! Não falei que informação é igual a dinheiro? 🙂

 

Retrospectiva da Semana do Conhecimento

Este semana você viu que aprender não é chato, aprendeu a não pagar mais tarifa de manutenção de conta bancária, quais são os 3 erros que fazem empresas fecharem, a fazer um plano de negócio com o Canvas e a vender suas milhas ou viajar mais barato.

Qual dessas dicas mais te ajudou? Quem quer saber mais sobre empreender e comprar bem? Quem quer saber mais sobre novos modelos de negócios e sobre a MaxMilhas?

Deixe seu comentário abaixo e vamos preparar mais conteúdo relevante para você e o seu bolso! 🙂

Nos vemos!

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Adorei a matéria “Aprender não é chato” e se possível gostaria de outras iguais. Bjus e obrigada.

  • Oi Paty, eu até gostaria de ter a Netflix em casa, mas, como fazer isso sem internet banda larga ilimitada? É isso mesmo o que vc leu. Eu moro em Cajamar (do lado de SP) e não consigo nem mesmo uma linha fixa da Vivo. Onde moro a Net não instala e nem mesmo a empresa Multiplic (provedora desta região) instala onde moro. A única internet para a qual tenho acesso é a 4G do celular. A impressão que tenho é que moro no meio do mato!! E não é o caso. Então, tenho certeza de que tem muuuuuuita gente como eu no Brasil com o mesmo problema…

  • Sim, conteúdos muito interessantes!Descobri a maxmilhas por estes dias, achei muito proveitoso o conhecimento!Sou contadora e tenho um escritório contábil, percebo que o canvas é uma ótima saída para indicar para os meus clientes. Parabéns! Quando vem em Salvador?!

  • Olá Patrícia.
    Amei o post de hoje e gostaria de saber mais informações sobre o MaxMilhas.
    Gosto muito da sua história e dos seus posts.
    Que Deus te abençoe mais e mais.
    Beijos.

  • Olá Paty!!

    Fiquei super interessada pelo MaxMilhas!!!

    Deus abençoe!!!

    Beijos.

  • Foi uma semana proveitosa, gostei do post aprender não é chato.É muito bom aprender com vc porque vc tem conteúdo, fico feliz comigo mesma quando me pego gastando meu tempo adquirindo conhecimento produtivo.Obrigada por tudo.

  • Olá Patrícia! Muito legal isto! Estou quase me desfazendo da minha TV a cabo.Quando entramos em contato com essas empresas, é praticamente impossível não perder a calma. Se vç ligar 2 x ou mais, pessoas diferentes vão atender, e coisas diferentes são informadas. O serviço SAC ainda é muito ruim.Obrigada pela dica.
    Bj,
    Adimara

    • É um teste para verificar a nossa evolução humana! ??? Realmente muito difícil não perder a paciência. Menos mal que vc cancela e se livra de uma vez por todas! Bjs

  • Oi Paty, amei tudo. Gostaria de saber mais sobre empreender e comprar bem. Obrigada, bjs.

  • Patrícia, sou doida pra desligar a TV a cabo, o problema é que nunca encontramos uma internet com preço fora de um combo que compensa. Como vvocê faz com internet? Tem alguma dica nesse caso?
    Parabéns por esse formato de tema semanal é ótimo!

    • Nós temos internet no telefone fixo da empresa e o preço é melhor. Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *