O post de hoje é para lembrá-lo de pelo menos um dos motivos para comemorar – entre os vários que você certamente tem. Confira!

Você tem motivos para comemorar

Hoje é o quadragésimo dia do nosso desafio e o fato de você estar firme na leitura e na prática é um grande motivos para comemorar!

Isso porque a maioria das pessoas que começou junto com você já desistiu.

Sim, todas as vezes que começo um desafio já sei que muitos começam e poucos terminam.

Isso é o mais comum quando se trata de algo que exige perseverança. Sempre foi assim e sempre será.

E sabem por que posso afirmar algo em relação ao futuro mesmo sem conhecê-lo?

Porque essa é uma condição que já está prevista em Lucas 8:4-8, veja:

A parábola do semeador

E, ajuntando-se uma grande multidão, e vindo ter com Ele [Jesus] gente de todas as cidades, disse por parábolas: Um semeador saiu a semear a sua semente, e, quando semeava, caiu alguma junto do caminho e foi pisada, e as aves do céu a comeram. E outra caiu sobre pedra e, nascida, secou-se, pois que não tinha umidade. E outra caiu entre espinhos, e, crescendo com ela os espinhos, a sufocaram; E outra caiu em boa terra e, nascida, produziu fruto, cento por um. Dizendo ele estas coisas, clamava: Quem tem ouvidos para ouvir, que ouça.

O Semeador é o próprio Jesus, significando a semeadura de Seus ensinamentos.

A terra somos nós, que recebemos essa semente.

Porém, segundo a parábola, apenas 25% dessas sementes são fruto, enquanto 75% se perdem.

Esse não é um problema da semente, pois ela é a mesma para todos os tipos de terra (pessoas).

O fato de não dar frutos é uma questão relacionada coma terra, ou seja, com as pessoas que a recebem.

Portanto, sempre a menor parte das pessoas terá razão. Sim, a MENOR parte, enquanto a maioria vai acreditar e falar sobre coisas que não são coerentes (e isso vai aumentar ainda mais daqui em diante).

Apenas a minoria vai se destacar, apenas poucos vão perseverar. E isso, como mencionei, se aplica a tudo.

Escolha fazer parte da minoria que faz a diferença, ainda que a maioria não apoie.

Certamente vai valer muito mais a pena!

Confira também o post anterior.

Nos vemos amanhã!

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

 

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Olá Patrícia! Não tenho o hábito de comentar, mas estou acompanhando todos os dias. Ótimos textos sempre. E alimentando essa semente em cada um de nós dia após dia, para crescermos fortes e serenos. Bjs e parabéns pelo seu trabalho.

  • Bom dia querida! Eu só tenho o que comemorar e agradecer, amo tudo que faço na minha vida, e sempre aprendendo, através de um dos seus “posts” descobri que sou uma pessoa “acabativa” que sempre termino o que começo.
    Um grande abraço e nos encontraremos mais tarde no nosso Clube da Leitura 😍.

  • O que dizer desse texto. As coisas acontecem exatamente assim. Eu era professora em uma rede particular de ensino. Fui mandada embora esse ano. Como eu já estava me capacitando em uma pós graduação, pude realizar meu sonho e abrir um espaço pedagógico para atuar como psicopedagoga na minha casa, o negócio vai bem, mas foi só eu receber uma proposta do meu antigo emprego que me falaram pra desistir do meu negócio, já que o ano está terminando e não sei como será no próximo.
    Aprendi muito esse ano seguindo suas dicas. Quero te agradecer por mais essa, veio na hora certa. Mesmo que minha família não me encoraje a continuar vou ser perseverante, pois eu sei que para dar frutos preciso ser paciente, fortalecer às raízes do meu negócio. Uma excelente semana pra você❣️

  • Não apenas um motivo mais todos.Minha vida pertence a Deus e tudo e dEle , para Ele. Sou grata por esta vivendo na paz do Senhor. AMÉM desistir não é uma opção.

  • Bom Dia!!!Eu escolho fazer parte da minoria…andar na contra mão do mundo.

  • Perseverar exige esforço, constância, insistir naquilo que queremos.

    Patricia comecei a fazer um curso de inglês, sinceramente me deu muita vontade de desistir depois que assisti a segunda aula, tanto pronome, tanta tarefa pra fazer que fiquei até com dor de cabeça, mas depois de pensar bem eu pensei: não vou desistir, ainda que esteja sendo difícil agora vou continuar e me empenhar ainda mais… e sabe passado uns dias começei a gostar mais da língua, procuro todos os dias fazer tempo para aprender um pouco mais, não fico limitada apenas o que aprendo no curso, mas pesquiso conteúdos para que eu desenvolva mais.

    Sempre lembro do que você nos ensina: somos nós que temos que construir o nosso conhecimento, investir em nós, não ficar a espera de motivação de ninguém, nós somos responsáveis pelo nosso aprendizado.

    Um grande abraço e ate logo mais!!!

  • Olá Patrícia, acredito que o momento que estamos vivendo mostra bem isso, pois até mesmo as pessoas que não tiveram impacto na renda, a família está com saúde, entre outras coisas, ao invés de agradecer pelo o que tem preferem reclamar por não poder sair como antes, por estar trabalhando de casa, sendo que estar trabalhando e recebendo normalmente já é motivo de gratidão no momento em que muitos tiveram sua renda reduzida ou até mesno perdida. Enfim todos nós precisamos aprender a sermos mais gratos com o que temos e não somente olhar para aquilo que não está do jeito que queríamos.
    Obrigada por cada conteúdo que nos faz refletir e buscar a melhorarmos a cada dia.

  • Olá Patrícia, bom dia! Já estamos no 40º dia, passou rápido! Tenho vários motivos para comemorar e concordo que este é mesmo um grande motivo para se comemorar, se alegrar e celebrar!!! Estou amando acompanhar os posts e, olha que nem sempre consigo ler e refletir sobre a abordagem no próprio dia. No entanto, busco uma chance de parar, ler, refletir e contribuir de alguma forma acrescentando meu comentário também. Tenho me sentido feliz por me esforçar e ter um tempo para esse “momento só meu”…rs…rs… Na medida do possível, acompanho seu trabalho e penso que isso contribui bastante para aumentar meu conhecimento sobre os mais variados temas abordados, não somente sobre finanças. Parabéns. Muito obrigada!

    • Obrigada por sempre deixar a sua contribuição. Os comentários são importantes e certamente enriquecem muito esse desafio. Vamos em frente!

  • Patrícia!!
    SensaMara como diria a sua prima!!!
    Hoje li o capítulo 4 de Marcos (devocional das Mulheres b. Happy…. e eu escolhi o trecho da Parábola do Semeador versículos 18 e 19 para meditar!
    E também senti raiva (sua postagem de ontem)… ao invés de chutar o balde, foi mais seguro tomar um Dramin (dá sono), trocar se roupa e voltar prá cama! Além de não me estrepar, ainda levantei mais calma (e conferi que a vergonha seria minha se tivesse reagido!)
    Obrigada pela sua amizade!

  • Boa tarde!!! Meus filhos cresceram com um livrinho que tinha só as parábolas de Jesus. Eu fazia o evangelho todas as semanas com eles. Não sei quem curtia mais eles ou eu. Até já já no Clube da leitura. Beijos.

  • O dizer desse post, pois é as pessoas são assim mesmo e nós temos quer a diferença aqui na terra. Passo por cada uma na minha família.
    Quero agradecer por cada iniciativa você sempre usada por Deus para nos mostrar que podemos sim, ser diferente,
    Sobre o post anterior, sou avo de uma menina autista e sei como meu filho e minha nora sofrem com atitudes de pessoas ignorantes.
    Estou aprendendo muito esse ano com você. Mesmo que meu esposo não me encoraje nessa jornada que decidir seguir vou continuar sendo persistente, sei que preciso ser paciente e ter foco, o negócio é meu e a mão de Deus está comigo sempre.

  • Patricia que Deus continue a te abençoar. Já li essa passagem algumas vezes mas ainda não havia interpretado sob essa ótica.
    Clareou a mente aqui… A bíblia é fascinante. Cada passagem se renova dia após dia!
    Tenha um excelente final de semana!!

  • Boa tarde, eu fui uma dessas que não chegava no final do seus desafios. Dessa fez não vou desistir. 😁

  • “Querida Patrícia Lages…
    Li o seu livro Bolsa Blindada em apenas um dia(23/09/2019).
    Eu sabia que ele seria a minha inspiração para vencer os meus medos de encarar a realidade da minha vida financeira.
    Te agradeço pois vou por em prática,com fé e coragem,os teus ensinamentos que sei que são inspirados pelo Espírito Santo.
    Espero em breve comemorar cada etapa vencida.
    Deus te abençoe abundantemente.
    Com carinho.
    Fátima Castilho.”
    Patrícia este é um resumo do texto de agradecimento que escrevi pra vc no ano passado,mais não sei se vc o recebeu.
    Obrigada por tudo.
    Que venham mais 60 dias,mais clube da leitura…
    Comemorando cada post.
    Beijos.

  • Eu tenho pensado muito a respeito disso também. O dia tem 24 horas para todos. -8 horas de sono e -8 de trabalho, sobram 8 horas para caber tudo: comer, tomar banho, preparar a comida, limpar a casa, exercício físico, lazer, estudar, relacionamentos, transporte. E vejo como a maioria – me incluo também – pode gastar anos da vida frutificando em coisas inúteis. Eu não gosto de séries exatamente pela sensação de que tem que assistir a muitos episódios por dias ou, então, maratonar em poucos dias para acabar rápido e partir pra próxima. Insano! Uma vez ou outra, até vai. Agora, se fizer sempre, o tempo escoa.

  • Conheci seu canal e blog nessa quarenta.
    Fiz desse desafio um hábito, que virou rotina! Gratidão à Deus pela sua vida e por você ser inspiração p/ todas nós.

  • Às vezes eu não acompanho diariamente, mas eu leio tudo ainda que eu tenha que separar alguns minutos, horas ou se precisar um turno para maratonar! Rs…rs…

    Bjs

  • Sempre que posso estou aqui na leitura dos posts do blog e dou um pulinho para assistir o clube do livro de domingo. Estou compartilhando com umas amigas que estão querendo organizar as finanças. Suas dicas sempre estão em bate papo. É muito importante destacar a parte: “E outra caiu em boa terra e, nascida, produziu fruto, cento por um.” Pois além de sermos boa terra temos que ser multiplicadores. Eu observo que as pessoas compartilham tanta coisa ruim com velocidade e nem sabem se é fake ou não. Mas coisas boas que podem mudar vidas, as pessoas dificilmente compartilham.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *