Ser maior que o dinheiro

Qual a importância do dinheiro? Quanto tempo da nossa vida devemos investir no dinheiro e na busca por ele? Qual, afinal, é o lugar que ele deve tomar na nossa vida? Vamos refletir a respeito disso hoje.

carrinhoNem sempre investimos nosso tempo naquilo que é realmente importante. Prova disso é o que dizemos ser mais importante e no que, de fato, tratamos como mais importante. Você conhece as 3 promessas mais comuns de Ano Novo? Lá vão:

  1. Vou cuidar mais da minha saúde
  2. Vou passar mais tempo com a minha família
  3. Vou me apegar mais às coisas espirituais

Coincidentemente, estas 3 coisas são as que menos as pessoas investem. Elas não vão ao médico, não se alimentam bem, não fazem exercícios físicos e mal tomam água. Estão tão ocupadas que nem vêem os filhos crescerem, ficam meses sem visitar algum familiar e nem sequer fazem uma ligação. Quanto às coisas espirituais, há aqueles que só entram numa igreja em casamentos ou funerais, afinal, Deus está em todos os lugares, não é mesmo?!

Então, para onde vai praticamente todo o tempo das pessoas? No dinheiro. Não em cuidar dele, pois vejo que as pessoas não reservam nem 10 minutos por dia para administrar o que é seu, mas sim trabalhando ou, como se diz, “correndo atrás”.

JamesAs pessoas estão tão focadas em ter, que esquecem de ser. Vocês souberam do mendigo americano que encontrou uma mala com 42 mil dólares (mais de 90 mil reais)? Glen James (de camisa marrom), 54 anos, levou a mala até a polícia , que achou o dono, e devolveu a bolada toda. Isso foi visto como um grande feito, digno de recompensa financeira, matéria de primeira página de jornal e tudo mais.

Mas o que faz um mendigo devolver um valor que poderia mudar sua vida e tira-lo das ruas? Simples: apesar de mendigo, ele se considera maior que o dinheiro. Sua resposta à imprensa: “Como eu poderia ficar com algo que não é meu? Eu não ficaria com um centavo sequer…”

E você? O que tem feito por dinheiro? Mentido no trabalho? Passado a perna em um cliente? Vem enrolando o patrão para obter alguma vantagem? Deixa de pagar a quem deve para comprar algo para si? Pede algo ou até dinheiro emprestado sabendo que jamais devolverá?

Se você não for maior que o dinheiro, será sempre escrava dele.

Veja mais sobre este tema clicando aqui.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Maria Fátima diz:

    É assim mesmo D. Patrícia,
    e esses que estão na igreja, compra da gente e não paga nunca, aliás a frase é sempre “amanhã eu trago” e esse amanhã nunca chega, mas todo dia ela chega com uma roupa nova, e o seu pagamento nada.
    Deus abençoe a senhora!

    • Cida Freitas diz:

      Infelizmente e a mais pura verdade, quantas são as pessoas que dissemos amar a Deus, tudo mentirá elas nem se quer tem carácter, se preocupam tanto com Deus que envergonha o nome dele com tantos mal testemunho de comprar e não pagar, se não tem consideração com que elas estão vendo imagina com Deus… Quanto são aqueles que nem conhecem a Deus mais tem um carácter irrepreensível, e é o que a palavra de Deus pede que sejamos…. Eu sei de uma coisa gosto de colocar a cabeça no meu travesseiro e ter uma ótima noite de sono esta bem com Deus e com todos ao meu redo não tem preço, o dinheiro é o meu servo e não o meu senhor. D. Patricia fico com vergonha quando ouço as pessoas disse que não fazem negocio com pessoas da igreja, mais fazer o que né vamos em frente. Bjo fica com Deus.

      • Patrícia Lages diz:

        Caráter vem de cada um, mas o que posso dizer é que há muito mais gente mal caráter fora da igreja do que dentro dela.
        É que há pessoas de dentro que são muito mais compreensivas com os de fora e bem mais duras com os de dentro. Enfim, tem de tudo! Cabe a nós ficarmos com os olhos bem abertos. Bjs

  • Karina - Contagem/MG diz:

    Olá Patrícia,
    Muito forte o post de hoje.
    Palavras duras, mas verdadeiras.

    Grande abraço,

  • Luciana Vieira diz:

    Arrebentou Patricia. Foi um balde de água na cara(pra não dizer um tapa), o fato de ele ter devolvido o dinheiro deveria ter sido visto como algo comum, afinal honestidade render dinheiro é novo pra mim. É uma pena que as pessoas estejam assim nos dias de hoje. Uma atitude que deveria ser normal do cotidiano de todos( a honestidade) é vista como algo grandioso. Pena ser assim.

  • Daiana Schemes Rio Grande do Sul diz:

    Boa tarde Patrícia;

    É impressionante o que as pessoas tem feito para adquirir “poder” econômico. Ninguém tem mais tempo para nada a não ser enriquecer, trabalhar, conquistar etc.
    Não que isso não seja importante, mas o mais incrível é que quando as pessoas conseguem chegar a um nível social considerado “confortável” o vazio, a tristeza, as mágoas continuam. Vou lhe contar uma história de um amigo meu dá época da força Jovem isso há 13 anos, hoje ele é um empresário bem sucedido, casou-se, recentemente nasceu seu filho, conquistou bens etc. Convidei-o para voltar para a IURD, pois, ele está afastado, conversando sobre como ele está me relatou o seguinte: Eu abriria mão de tudo o que tenho para ter a paz e a alegria que eu tinha. De que adiantou todas as conquistas? É certo que não podemos aceitar uma vida de miséria, até porque isso também não trás paz, mas temos que ter a consciência se que o dinheiro existe para ser nosso servo e não nosso senhor. É como diz a palavra de Deus “O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores” 1 Timóteo 6:10 se observarmos o problema é o amor ao dinheiro e não o dinheiro em si.
    Muito bacana esse post Patrícia, a cada dia aprendendo mais com você.
    Forte abraço, Deus abençoe.
    Bjs 🙂
    Dai.

    • Patrícia Lages diz:

      Tudo com equilíbrio é melhor e, com Deus, melhor ainda!

  • Kátia Bernardes diz:

    É verdade, temos que ser maiores que o dinheiro! Principalmente neste mundo onde o dinheiro tem sido o “deus” da maioria das pessoas!

  • Joselene Lima diz:

    Muito forte!

  • Glenda Lopez diz:

    hola Sra. megusta mucho su bloc y gracias por sus
    consejos sobre como ahorar dinero me encantaria que su bloc se pudiera leer en espanol pero aun asi me ha ensenado mucho que DIOS la vendiga.

    • Patrícia Lages diz:

      Gracias, querida. Por ahora no tenemos como hacer el blog en dos idiomas. Espero poder atenderla muy pronto. Saludos!

  • Grazielle São José do Rio Preto/SP diz:

    Olá Patricia realmente temos que meditar nisso e rever nossos conceitos, e nos preocuparmos mais em ser do que ter, muito forte esse post, um grande abraço…

  • Vanessa (Shenzhen/China) diz:

    Olá Patricia! Mensagens abençoadas! É realmente muito importante ter essa convicção de que valemos muito mais do que o dinheiro e tudo o que ele pode nos proporcionar. Uma coisa é queremos uma vida financeira estabilizada e de qualidade, outra coisa é tornar o dinheiro o bem mais precioso da vida e por ele ser capaz de qualquer coisa, isso não faz bem pra ninguém!
    “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mt.16:26)

  • GLAUCIA APARECIDA diz:

    OLÁ!DONA PATRICIA!!! MENSAGENS MUITO FORTES,QUE TEM GRANDES APRENDIZADOS!!!!AMÉM

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    É incrível como como a que você acabou de nos trazer são sempre vistas como algo fantástico, digno de todos os holofotes… quando deveria ser algo natural. O mendigo está certo: se não é dele, então tem que devolver.
    Outro dia eu estava em frente ao prédio do consultório médico e vi um rapaz de terno passando apressado e ao remexer no bolso deixou cair uma nota de R$ 50,00 no chão… bem pertinho dele parou um homem que já aproveitou a deixa e…. “Moço, moço! O senhor viu o dinheiro que caiu do outro rapaz? O senhor pode correr atrás dele para devolver?” – eu gritei com alegria!
    Ele ficou tão sem jeito porque já ia embolsando a nota que, de repente começou apressar o passo…. e eu falei mais alto: “Vai lá, vai lá, estou olhando daqui!” rsrsrs
    Fiz a minha parte e o homem que entregou o dinheiro, espero que tenha refletido sobre a boa “forçada” ação! rsrsrs

    • Patrícia Lages diz:

      Kkkkkkkkkkkkk…..

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: