Objetivos: como realinhá-los

Você planejou diversos objetivos no início deste ano, mas eles já não fazem mais sentido para você ou não estão cabendo no seu tempo nem no seu orçamento. Como fazer para realinhar seus objetivos sem perder a motivação?

 

Mulher traçando objetivos em um quadro branco

 

 

Você queria um carro, mas fez as contas e viu que o orçamento não permite.

Você pensou que 2018 seria o ano em que, finalmente, se matricularia na faculdade, mas percebeu que não terá tempo para incluir mais essa atividade na agenda.

Você queria fazer aquela viagem, mas as coisas mudaram e você não vai poder se ausentar pelo tempo que gostaria.

O que fazer?

Bem, há várias atitudes que você pode tomar, mas a primeira trata-se do que você NÃO deve fazer:

Lamentar pelo que não fez!

De nada vai adiantar ficar se martirizando por ter perdido tempo ou gasto o dinheiro que usaria na realização do seu sonho.

Não perca tempo nem energia com lamúrias porque isso só vai desanimar você e não trará absolutamente nada de bom.

Andar olhando para trás é tombo na certa!

Portanto, olhe para frente e esqueça o que passou, lembrando-se apenas de que:

Quando você não faz o que deve ser feito, seus sonhos ficam cada vez mais longe. Isso vai motivá-la a não repetir os erros do passado.

Lembre-se: não repetir os erros do passado inclui não ficar revivendo o passado.

Errou? OK, não repita o erro e bola para frente!

Repensando as metas

Não é porque você traçou objetivos que não se concretizaram que deve viver daqui para frente sem metas.

Ao contrário, se você não tiver objetivos muito bem estabelecidos, vai acabar chegando ao final do ano sem ter o que comemorar.

No post de ontem você viu a importância de analisar agenda e orçamento, então, você já tem uma ideia de como anda seu tempo e seu dinheiro daqui para o final do ano e isso vai facilitar bastante o realinhamento.

Sabendo o tempo e o dinheiro de que dispõe, realinhe seus objetivos de forma que seja possível realizá-lo ao final do ano ou, pelo menos, viabilizá-lo para que se cumpra em 2019. Por exemplo:

Você não conseguiu trocar seu sofá porque acabou gastando o dinheiro em roupas.

Então, a partir de agora, veja quanto você pode guardar por mês para  aproveitar a Black Friday de novembro.

Eu sei que parece que novembro está longe, mas acredite, ele está às portas!

Se você tiver dinheiro em mãos, vai poder negociar uma boa compra à vista, mas se não tiver, lá vai você de novo se encher de prestações carregadas de juros…

Quando você se adianta por meio do planejamento, consegue aproveitar melhor a vida!

Amanhã teremos o terceiro post da Semana do Planejamento, cadastre-se para não perder nada!

[newsletter]

Nos vemos!

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *