Redes sociais: como usá-las da forma correta?

Muitas pessoas já se prejudicaram profissionalmente por não saberem como manter um bom perfil nas redes sociais. Além disso, não sabem como divulgar seus produtos e serviços, por isso, hoje vamos falar sobre como usar bem as redes sociais, confira!

redes

Nosso assunto de hoje no programa Mulheres, com Cátia Fonseca, na Gazeta será esse: Redes sociais – como usá-las da maneira correta. Se quiser acompanhar ao vivo, o programa começa às 14h e está cheio de coisas legais. Eu costumo entrar por volta das 16h e será um prazer ter você do outro lado da telinha!

Para quem não pode acompanhar ao vivo, não se preocupe, pois na sexta eu publico aqui o link para o vídeo, depois que ele subir no YouTube. Aliás, aqui já vão duas dicas para você que quer usar as redes sociais para promover seu trabalho:

  1. Você deve publicar coisas que sejam úteis para os seus amigos/seguidores;
  2. Se seus amigos/seguidores souberem antecipadamente o que você vai fazer eles poderão se programar melhor.

Você tem que pensar que seus amigos/seguidores são bombardeados por inúmeras postagens todos os dias e, para obter a atenção deles, você precisa publicar coisas que façam alguma diferença na vida deles. Mais abaixo respondo a pergunta de uma leitora e você vai ter uma noção melhor do que estou falando.

Não usar as redes sociais por medo é perder oportunidades. Veja o que o Gustavo Chapchap, Coordenador de Comunicação da Associação Paulista das Agências Digitais (APADi) diz:

“A rede social faz parte do portfólio de comunicação da empresa.”

Ou seja, se sua empresa – ainda que seja um micronegócio – não está nas redes, seu portfólio de comunicação não está completo. Mas para tirar o melhor proveito delas, anote aí os erros mais comuns para que você nunca os cometa.

7 erros fatais para a carreira profissional no Facebook – Revista Pense Emprego

  • Exibicionismo inconsciente – postar fotos de alguém que parece irresponsável vai fazer com que a sua imagem seja a de um irresponsável. Fotos em que a pessoa parece bêbada, ou em baladas meio “suspeitas” só vão depor contra. Evitar é o melhor a se fazer.
  • Mural do desabafo – quem nunca leu relatos de pessoas que dizem odiar seu chefe, seu emprego, seu salário e por aí vai? Isso sem falar naqueles que reclamam até dos clientes! Pense: não é difícil que os seus comentários cheguem aos ouvidos das pessoas, então a regra básica é: se você não falaria na cara da pessoa, então não fale pelas redes.
  • Informações falsas – seu perfil não deve conter informações falsas nem fazer você parecer quem não é. Usar o Google Tradutor para escrever frases passando a imagem de que é fluente em outros idiomas não é legal. Seja você mesmo!
  • Status incompatível – não é nada interessante deixar escapar coisas que sejam incompatíveis como “assisti o último capítulo da novela na empresa” ou “enchi a cara ontem que nem sei como meu carro foi parar na garagem de casa”. Por mais que isso pareça óbvio, não é difícil ler coisas assim redes sociais afora! 
  • Ignorar as configurações de segurança – é bom conhecer os recursos de segurança que o Facebook oferece e escolher se você quer que todo mundo veja o que publica ou apenas seus amigos, por exemplo. Use a segurança a seu favor.
  • Associações perigosas – pode ser que você esteja numa festa e não tenha bebido nada, mas sair numa foto ao lado do seu amigo completamente bêbado pode comprometer a sua imagem. Diga-me com quem andas e…
  • Perfil vulnerável – cuidado com as informações que você coloca na internet. Talvez você reclame que está recebendo um monte de ligações de gente querendo vender seguro de vida para o seu cachorro, mas esqueceu de que foi você mesmo que colocou seu celular das suas informações. Evite também mostrar onde seus filhos estudam, que horas você não está em casa e quando a família toda viaja deixando a casa sozinha. Todo cuidado é pouco!

7 erros fatais das pequenas empresas no Facebook – Revista Exame

  • Não planejar – não devemos fazer nada sem um mínimo de planejamento. Por isso, antes de fazer uma página para sua empresa pense no objetivo que quer alcançar com essa página, em como vai administrá-la e como responderá reclamações. Aliás, não pense que não vai haver reclamações, pois sempre há, com ou sem motivo! 
  • Confundir perfil com página – sua empresa deve ter uma página e não um perfil (como se fosse uma pessoa). Os recursos de página são diferentes e muito melhores, então não confunda as coisas!
  • Só anunciar vendas, promoções, eventos – como pincelei mais acima, o Facebook é um gerador de conteúdo e se você não fornecer nada de conteúdo sua página vai acabar ficando chata mesmo! Dê dicas, ajude os seus leitores com seus dilemas e você terá um público fiel. Mas claro, desde que você saiba do que está falando, pelo amor!
  • Não personalizar a página – O Facebook oferece um modelo padrão, então cabe a você deixá-lo com a cara da sua empresa. Pense novamente que seus amigos/seguidores veem centenas de publicações, então a sua tem que se destacar das demais!
  • Não responder rapidamente – deixar seu público falando sozinho é muito chato, então crie mecanismos para respondê-los o quanto antes.
  • Desrespeitar os clientes – parece brincadeira, mas virou moda xingar os clientes na rede. Aqui vale novamente a regrinha: o que você não falaria na cara do cliente, não fale pelas redes. Particularmente não acho que o cliente sempre tem razão – como mencionei no post de ontem – mas ofendê-lo publicamente não é a melhor coisa a se fazer.
  • Abandonar a página – Você entra em uma página e vê que a última postagem foi em setembro de 2014, o que você pensa sobre essa empresa? Será que fechou? Será que quebrou? Será que faliu? Arranjar tempo para administrar a página de sua empresa é essencial, pois ela poderá lhe trazer um retorno bem positivo.

Acompanhe agora as perguntas mais frequentes, pois nem sempre consigo responder todas no programa!

Comecei a usar meu Facebook para promover os cosméticos que estou representando, mas minhas amigas começaram a reclamar dizendo que agora só falo em vender e que fiquei muito chata. Elas não entendem que eu preciso vender… Será que estou errada? – Jucélia Campestre – Santos, SP

Jucélia, você não está errada em usar as redes para vender, porém, você precisa dar algo útil para suas amigas em troca da atenção delas. Sim, a atenção delas para a sua página tem um valor e você precisa retribuí-las. Então, em vez de só querer promover a venda de um kit de sombras, por exemplo, porque não ensiná-las a usar? Estude as formas corretas de usar seus produtos, para que eles servem e quais benefícios trazem às pessoas e passe a fornecer informações úteisem vez de só vender. Senão fica muito chato mesmo!

Abri uma página para o meu negócio, mas confesso que não tenho muito tempo para cuidar. Como não acompanho muito, levei 5 dias para ver que alguém fez uma reclamação sobre meu serviço e uma porção de gente começou a falar mal sem nem me conhecer. É melhor eu cancelar a página nesse caso? – Miguel Ângelo – Vitória, ES

Miguel, se você tem uma página precisa fazer tempo para administra-la e acompanhar os comentários. Não creio que cancelar a página seja a solução, pois você estaria perdendo a possibilidade de captar clientes. Dê um jeitinho na sua agenda e procure entrar na sua página pelo menos duas vezes ao dia. Você não precisa ficar buscando os comentários, pois o Facebook sempre fornece um resumo do que aconteceu na sua página, quem curtiu, quem comentou etc. Vá pelo resumo e não deixe mais as pessoas sem resposta ou falando mal de você!

Meu chefe pediu que eu apagasse um comentário que fiz na minha página, pois um cliente dele poderia ver e se ofender (falei mal do atendimento das lojas desse cliente). Eu sou obrigada a apagar? Onde fica meu direito de expressão? – Thaís Fonseca – Salvador, BA

Oi, Thaís. Você não é obrigada a apagar, mas na minha opinião, você deveria apagar. As redes sociais são ótimas porque elas nos dão voz, ou seja, temos onde expor nossas ideias e até cobrar nossos direitos. Mas no seu caso, você tem acesso a esse cliente, então porque não usar esse mau atendimento a seu favor? Você poderia falar com o seu chefe que foi mau atendida na loja para que ele alertasse o cliente sobre isso. Agindo assim você estaria demonstrando que tem interesse em que o cliente tenha um bom atendimento e não só fazendo uma reclamação vazia. Nós podemos reclamar sim, mas será que nesse caso não seria melhor ir direto na fonte? E outra coisa: será que ter sido mau atendida vale o risco de perder o emprego? Lembre-se: tudo é correto, mas nem tudo nos convém.

Usei a página da minha empresa de festas para cobrar uma cliente que não me paga há 2 meses. Cobrei por telefone, por e-mail e até pessoalmente, mas ela diz que no momento, pagar a festa da filha que aconteceu há meses não é prioridade… Achei um absurdo e publiquei mesmo! Você acha que estou errada? – Amiga – Maceió, AL

Amiga, realmente é um absurdo. Se a pessoa não tinha como dar uma festa, não tivesse dado! Mas a questão é que acaba ficando feio para você também… O que precisa melhorar é o seu sistema de cobrança. Festas são coisas que passam e depois não tem como pegar de volta, então nunca forneça o serviço sem receber 100% do valor. Ainda que você parcele, procure fazer esse parcelamento no cartão ou, no mínimo, com cheques pré-datados. Assim você não precisa passar mais por isso!

Eu era um sem-noção nas redes sociais e publicava fotos minhas em baladas, bêbado e pegando todas. Mas consegui um ótimo emprego e apaguei todas as postagens comprometedoras. O problema é que meus amigos ficam publicando no meu perfil que eu quero dar uma de santinho e ficam me zoando. Estou com medo que alguém na empresa veja, o que devo fazer? – Joel de Pádua – Rio de Janeiro, RJ

Primeiramente, Joel: parabéns! Você percebeu que era um sem-noção e corrigiu a tempo! 😀 No seu lugar eu apagaria os comentários e mandaria mensagens aos amigos que estão fazendo isso, pedindo que eles compreendam sua nova postura. Se seus amigos não o respeitarem é hora de avaliar se são mesmo seus amigos.

KIT2

Para terminar, vou fazer meu comercial! rs…rs…

Nossa lojinha virtual está com ofertas promocionais em 5 kits de livros e produtos e com frete grátis até o final do mês.

Aproveite e faça seu pedido! Lembrando que todos os livros vão autografados por mim 🙂

Para conferir, clique aqui!

 

Nos vemos!

 

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Adriana diz:

    Gostei demais! Aprendi bastante!

  • Daniela Santana diz:

    Bom Dia,Paty estou ligadinha todos os dias com você,suas dicas e posts tem me ajudado muito.Que Deus O Abençoe e muito e lhe dê direção para administrar tanta coisa rsrs

  • Larissa diz:

    Oi Paty! Entrei na sua lojinha e gostaria de deixar uma sugestão: Faz um kit do Bolsa 2 com o Virada Financeira. Acho que pode haver pessoas assim como eu que ainda só tem o Bolsa 1 e querem adquirir os outros. Seria legal adquirir logo os dois de uma vez, pegar um desconto e ainda recebê-los autografados. Bjos!

    • Patrícia Lages diz:

      Vamos fazer!

  • Charlene diz:

    Muito bacana o post Vi onde estava errando na página do face da nossa pequena (que vai ser grande) Litig Bordados… Obrigada Patricia.

  • Flávia Luiza diz:

    Olá Patrícia, gostei muito do post. Pude avaliar minha rede social. Obrigada. Um abração.

  • Francinalda Xavier de Sousa diz:

    Ótimo post! Muito esclarecedor. Parabéns pelo conteúdo, com certeza esta ajudando muita gente.

  • Vilma diz:

    Perfeito o Post. Tenho uma página sim no face e demorou meses pra entrar…
    Vou sempre tirar um tempinho pra entrar todos os dias,se não vai dar a impressão que a página está abandona e que não trabalhamos mais.

    Obrigada… Mais uma vez!
    Sucesso!!!

    • Vilma diz:

      Ops….
      *demoro.

      *abandonada.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: