Mulher, não dá para fazer tudo sozinha!

Eu sei que muitas mulheres querem dar conta de tudo achando que é possível. Pois bem, não é! Saiba quando é hora de pedir ajuda – e peça. Tema de hoje no blog.

multitasking

Recebo vários comentários e e-mails parecidos com este da Priscila:

“Tenho 3 filhos. Trabalho das 9h às 18h, de segunda a sexta. Tenho marido, casa e roupas para cuidar, igreja e vida espiritual. E ainda não tenho muito tempo no fim de semana, pois sempre tem algum aniversário, jantar, almoço para ir com o marido e os filhos. Fico sem muito tempo para cuidar da casa do jeito que gostaria, e se não saio com o marido ele fica chateado comigo.”

Conversando com uma nova amiga que tem 2 filhos, marido e trabalha até as 20h, de segunda a sexta, vi que ela queria fazer tudo sozinha e, como não conseguia, estava se sentindo péssima.

40785-ap

Ela passava os sábados pela manhã lavando roupa no tanque, porque, na opinião dela, máquina de lavar não presta, pois não lava como ela lava. À tarde os filhos queriam fazer algum passeio, mas ela os mandava saírem com o pai para que ela ficasse em paz para limpar a casa, tarefa que ia até a noite. Quando perguntei por que ela não contratava uma diarista, a resposta foi: porque elas não limpam como eu limpo. Os domingos à tarde, depois de fazer o almoço e arrumar a cozinha eram para passar roupa, pois claro, ninguém passa como ela passa!

Nos dois casos vemos mulheres que querem fazer tudo. Obviamente se elas querem fazer tudo é porque acreditam que deveriam dar conta de tudo e, no segundo caso, por achar que pode fazer tudo melhor do que todo mundo! Mas a verdade não é essa.

Precisamos saber priorizar nossas tarefas do dia a dia e delegar aquilo que não é primordial na nossa vida. Vou dar o meu exemplo:

Ao contrário de muita gente, eu adoro limpar a casa, mas simplesmente não tenho tempo. Muitas vezes priorizo o meu descanso – para estar preparada para fazer tudo o que tenho que fazer – do que limpar a casa. E como quero a casa limpa, pago alguém para fazer isso. Ou seja, delego.

Já sei que há pessoas lendo esse parágrafo e dizendo: “você paga porque tem dinheiro para pagar!”, mas também sei que muita gente que diz isso gasta mais do que o valor de uma diarista em coisas supérfluas. Daí, ou ficam com a casa suja ou se matam para limpar. E quando não conseguem, ficam se achando um fracasso total! É uma questão de saber investir seu dinheiro.

Investimento é tudo aquilo que traz retorno e gasto é tudo aquilo que vai e não volta. O valor que invisto pagando alguém para fazer o que não tenho tempo me retorna em tempo para fazer coisas que julgo mais importantes. Eu não deixaria meu marido chateado por não podermos sair juntos porque tenho que limpar a cozinha… Ele é minha prioridade, a cozinha eu delego.

É certo que você trabalha para ter o que quer, mas também é certo que você trabalha para não precisar se matar tentando se desdobrar em dez e ainda se sentindo uma fracassada!

Outro exemplo: eu estava com uma amiga em outra cidade, debaixo de um sol escaldante, indo dar uma palestra. Ela dizia que o local era perto e que podíamos ir andando, mas fiz questão de perguntar “perto quanto”. Eram 10 quadras, as duas de salto alto, com 35 graus de temperatura. Não pensei duas vezes e disse que iríamos de táxi. Ela, meio indignada, me disse: “achei que sua bolsa era blindada… Você vai gastar com táxi?”

As pessoas não entendem o conceito de economia. Economizar não é andar 10 quadras, cozinhando os miolos debaixo de sol e chegar numa palestra extremamente incomodada, suada e cansada só para economizar 20 reais. O meu conforto vale mais do que 20 reais.

Economizar não é lavar roupa no tanque porque não quer gastar com máquina ou por achar que o aparelho não lava direito, ou ainda que estraga as roupas. Hello, estamos em 2016!

Economizar é diminuir os gastos e aumentar os investimentos.  

Eu não trabalho para viver cansada, estressada e nervosa com aquilo que não posso dar conta. Prefiro deixar de comprar roupa e sapato do que ficar sem minha super ajudante da limpeza, afinal, de que adiantaria um armário lotado se eu não tivesse tempo nem ânimo para usar nada? Prefiro falar menos ao telefone do que deixar de comprar um bom livro, afinal, falar sobre o que se não tenho conteúdo? Prefiro deixar de jantar em um restaurante chique do que não ter verba para pagar a consulta em um bom médico, afinal, como desfrutar de coisas boas se negligencio minha saúde?

São escolhas que temos que fazer segundo aquilo que acreditamos ser mais importante em nossa vida. E, para terminar, deixo uma frase super inteligente de Renato Cardoso:

Eu sou maior que a minha conta bancária!

KIT2

E se você quer investir bem o seu dinheiro e aprender os verdadeiros conceitos de economia, que tal aproveitar os descontos na nossa lojinha virtual + frete grátis?

São 5 kits promocionais para você adquirir um conteúdo que pode mudar a sua visão sobre sua vida financeira e passar a fazer valer o seu dinheiro (sem se esquecer que o principal é você).

As promoções vão só até o final do mês. Para conferir, clique aqui.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Investimentos
  • felicia alves diz:

    Nossa!!!!!!!!!!! Patrícia esse post de hoje falou muito sobre mim.
    Sou desse jeito quero dar conta de tudo.Trabalho de 7:00 ás 17:00h. Detalhe acordo 4:00 da manhã e chego ás 19:30.
    Quando chego em casa quero cuidar da casa,meu marido me ajuda,tenho uma filha de 4 anos e quando vou dormir, fico frustada, exausta.
    Sábados e domingos estou em casa procuro dar faxina na casa, lavar roupas e no domingo passando roupas desse jeitinho mesmo do texto.
    Eu nem cuido de mim porque não tenho tempo. Sou o primeiro e o segundo exemplo que você deu, me senti mal até de ler. Mais vou tentar mudar, para ter uma qualidade de vida melhor.
    OBRIGADA PATRÍCIA.
    QUE DEUS TE ABENÇOE.

  • Juliana diz:

    Bom dia Patricia, tenho dois filhos pqnos um de 6 e 3 anos, delego tarefas p eles como guardar os sapatos, brinquedos, nao deixar a luz acesa, guardar material escolar qdo n estao usando, eu deixo bem claro q so tenho eles p me ajudar ja q sou separada, eles ficam felizes, o mais velho fica mto feliz cada vez q vem uma conta de luz q falo q economizamos pq ele sab q ele me ajudou p isso, trabalho o dia todo e limpo minha casa uma vez por semana ja q eles me ajudam a conservar, tenho mais tempo p ficar c eles, ajudar na liçao de casa, ou msm ler um livro, procuro prioriza-los ja q sempre falo q prefiro limpar a casa durante a semana dpois q chego do serviço do q perder meus finais de semana sem poder leva-los no parquinho da cidade… tento ensina-los a economizar sem ser mao de vaca ja q nao tive dos meus pais uma boa educacao financeira, acho q é por isso q nao soube organizar cada real q conquistei, a primeira coisa q faço antes de ir trabalhar é checar email pq la eu sei se vc postou algo novo e ja vou p seu blog, tenho os tres livros e sempre leio mtas vzs o msm livro ate entender algo q nao tinha entendido na primeira vez q li e sempre vem a minha mente algo novo…. obrigada pelas dicas

  • Vanessa Costa diz:

    Bom dia Paty, muito bom esse post.
    A diferença de investimento e gasto.
    Delegar o que não podemos fazer.
    É sábia essa atitude!

  • Mariana Telles diz:

    Olá Patrícia, bom dia!
    Não conhecia seu trabalho, até que em um dia por acaso comecei a folhear o seu livro Virada Financeira em uma livraria. O título e abordagem leve sobre o tema me interessaram e eu acabei comprando o livro. Hoje posso dizer que sou outra pessoa. Quanto conhecimento adquirido com esse livro… Li e reli várias vezes, não só esse livro, mas o Bolsa Blindada 1 e o Bolsa Blindada 2, que por ansiedade acabei adquirindo-os na mesma semana.
    Agora sou leitora assídua do blog e aguardo ansiosamente o lançamento do próximo livro!rsrs
    Obrigada por compartilhar conosco sua vivência e conhecimento.
    Beijos

  • Mariana Constantino diz:

    Patty, muito verdade isso, infelizmente trabalho longe do serviço e passo 12 hrs fora de casa, nesse momento não tenho condições de pagar uma diarista pois as prioridades são outras e minha casa é minúscula. Então eu faço o básico na semana e no fim de semana limpo, mas sem me matar, se tiver algum lugar pra ir eu vou, se estiver cansada simplesmente não faço.Meu marido me ajuda e fica responsável por passar a roupa dele por exemplo. Agora não ter máquina de lavar é terrível heim ? Consigo nem imaginar kkk

  • Luyinga diz:

    Post super proveituoso

  • Luciene Santos diz:

    nossa eu era assim, mais mudei
    obrigada Paty seus post são maravilhosos
    Deus te ilumine sempre.

  • Naiara diz:

    Bom dia, Patrícia!
    Adorei o post. Estou perto de me casar e, por esse motivo, ainda tenho alguns receios sobre dar conta de todas as tarefas de casa, cozinhar, me manter bela e cuidar do meu futuro marido. Hoje em dia minha mãe é quem faz os serviços domésticos e quase já não sobra tempo, imagina incluindo todas as outras atividades. Meu noivo já disse que não quer que eu fique pilhada com os serviços domésticos, que ele quer que eu priorize o nosso tempo a noite juntos. Eu tenho que me policiar desde já pq quero ser perfeita em todos esses pontos e sinto uma cobrança muito grande de mim mesma para isso. Espero que em Abril eu me lembre de priorizar o que é importante e que Deus me ajude a tirar de letra toda a rotina, podendo ainda compartilhar que é uma benção a minha nova rotina de casada. Obrigada por me abençoar com os seus textos todos os dias.

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Naiara. Eu creio que vc deva ajustar as expectativas. Esperar que você vá tirar de letra a nova rotina de casada não é uma expectativa real, pois você vai ter que se adequar a uma série de coisas, inda mais por não estar acostumada a cuidar de uma casa. Não espere tirar de letra, mas espere dar o seu melhor e ir se adaptando aos poucos. Toda mudança requer tempo para se estabelecer, não se preocupe em começar 100%, senão vc vai se frustrar. Beijos

  • Danielle friash diz:

    Paty Master!!! Pode crer quando delegamos as tarefas fica tudo mais facil… Fico Feliz pois meus esposo me ajuda nas tarefas de casa e então mantemos a organização acredito essa ser uma das mais importantes depois de organizar, manter. Claro que toda mulher tem sua neura da limpeza mas existem coisas mais importantes e temos que saber priorizar o urgente, o master urgente e então executar. Temos que ter o momento EPA!! Se não a gente fica doidinha! Bjos Master! 🙂 Amei o post! Sempre aprendendo!

  • Debora Brandão diz:

    Olá Patrícia !! muito bom o seu texto !!! Acabamos sobrecarregadas, por trabalhar fora, ter filho, e uma casa para cuidar, desde quando engravidei, conversamos em casa que precisaríamos de uma ajuda.. então contratamos uma moça que vai duas vezes lá em casa : ela faz as refeições, lava, passa e arruma a casa. Quanto a questão das prioridades, depois de ler os seus 3 livros, estou conseguindo refletir melhor no consumo de roupas, o que vale mais, ir a pé, onibus, carro, etc.. bjs e felicidades !

  • Alexandra diz:

    Boa tarde! ! Patrícia muito bom o post de hoje, pois nós mulheres achamos que temos que dar conta de tudo, mais precisamos de ajuda. Logo depois que me casei, voltei para a faculdade, tive que conciliar trabalho, faculdade e o serviço de casa. Graças a Deus meu marido me ajudou com os afazeres domésticos e me deu apoio para terminar a faculdade. Se fosse fazer tudo sozinha não daria conta.

  • Daniela Santana diz:

    Bom Dia Paty,Amei muito este post foi pra mim,ando mal humorada,estressada e etc.
    fico exausta de fazer tudo em casa,moro só eu e meu pai,e tenho que fazer tudo ele diz que não gosta de fazer serviços de casa,mais me ajuda a manter arrumado.e tenho que fazer isso Pedir ajuda e delegar.Obrigado Paty Até Amanhã.

  • Carlinha diz:

    Boa tarde Dona Patrícia! Adorei o post de hoje. Falou muito comigo! Bjs!

  • Cidalia diz:

    Muito interessante tudo o que falou Patty, até que tudo é uma escolha com que fazer com o dinheiro.
    Eu fico feliz de poder ajudar alguém dando- lhe tarefas que para ela ganha o seu salário e para mim aproveito para outra coisa.BENEFICIO duplo!!
    Bisou Querida
    Cidalia

  • Angelita diz:

    Perfeito seu post!!!
    Antes de ser mãe, eu fazia tudo e mais um pouco. Mas depois de ser mãe eu penso da mesma forma que você. Tenho 3 filhas, trabalho e estudo. Então são muitas tarefas.
    No momento, não estou pagando ninguém para me ajudar, mas assim que puder, irei fazer. M
    as o meu serviço de casa pode esperar. Meus estudos, trabalho e o lazer com as crianças não.
    Pois temos que aproveitar os momentos, pois eles não irão voltar. As crianças irão crescer, então aproveito ao máximo.

  • Gisele diz:

    Isso mesmo Patrícia! Adorei! Bom, adoro todos os teus posts super, mega inteligentes:)

    Um beijo!

  • Flávia Luiza diz:

    Olá Patrícia, seu post me fez rir. É importante blindarmos nossa bolsa, mas com bom senso e não “sem noção”. Andar 10 quadras, de salto alto, num calor de 35 graus, não faz nem sentido. Me lembrei de suas dicas sobre a agenda, meu dia também é bem repleto de atividades, por isso preciso planejá-las e organizá-las com cuidado, sou professora em escola secular, professora de música, líder de sociedade feminina, regente de coral, mas também sou mãe, esposa, filha, irmã, tia e principalmente amiga do meu Salvador. Então não posso descuidar do tempo. É óbvio que imprevistos aparecem, mas eu tenho uma escala de valores em mente e procuro sempre me lembrar dela nestes momentos: 1º- Meu Deus, 2º Minha família, 3º Minha Igreja, 4º Meu trabalho. Tem dado muito certo. Obrigada por todas as suas palavras que me incentivam e trazem encorajamento. Que Deus a abençoe muito. Um grande abraço.

    • Patrícia Lages diz:

      😀

  • Dani diz:

    Muito bom o post!!!

  • Kamila Walter diz:

    É possível também dividir os afazeres com o marido e com os filhos. Ensinar as crianças desde cedo que podem ajudar na casa e que o papai também deve ajudar.

    • Patrícia Lages diz:

      Concordo plenamente. Ajuda a criar filhos mais responsáveis e independentes. 😀

  • Priscila diz:

    Choquei Paty , vocÊ colocou meu comentário no seu poste, que honra, como tinha dito vou me organizar melhor para que venha, ter uma diarista aqui em casa, inclusivo em um jantar com amigos, meu marido chegou ate comentar que iria contratar uma pessoa pra me ajudar,acho ótimo porque ai sobra tempo para as crianças e para o marido.

    • Patrícia Lages diz:

      O seu drama é o de muitas, viu como ajudou um montão de meninas?? 😀

      • Priscila diz:

        vi sim Paty, 🙂

  • Thais Lima diz:

    Não sei se posso mencionar outros blogs, mas esse vc já mencionou aqui… Rs. Então, o blog vida organizada da algumas dicas bem legais de organização. Algumas sobre pequenas coisas que podemos fazer durante a semana, em poucos minutos que nos ajudam a manter a casa organizada, assim temos mais tempo pra outras coisas. Pra quem está no “grupo” das que ainda não podem ou não querem pagar pra outra pessoa fazer, vale a pena ler. Sobre cozinhar, tiro um dia da semana que não é durante o final de semana, pra agilizar as coisas, por exemplo: aqui comemos arroz integral, então cozinho uma quantidade que dura pra semana e congelo as porções q uso em cada refeição. Tbm limpo, tempero e congelo os filés de frango, com o feijão faço o msm. Só não tentei a salada no pote que vc mostrou, mas vou testar ainda! Já estou ensinando meu filho que quando chegar da escola, ele deve tirar tênis e colocar no lugar, a mochila tbm, acho importante ensinar desde pequenos a nos ajudar na organização da casa. E as crianças gostam! Se sentem prestativas! Sobre, os gastos realmentes devemos ponderam o que é supérfluo, o que é investimento, e o que é necessidade. O post foi muito bom, como sempre Paty! Abraço!

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Thais. Eu gosto muito do Vida Organizada!! Super recomendo ?

  • Gezane santos de Almeida diz:

    Paty, VC é show!! Aconteceu comigo o ano passado. Eu me inscrevia em um encontro de mulheres em uma área do Parque do Ibirapuera, e eu moro na zona leste de São Paulo. E meu marido querendo economizar, rsrsr agora, fomos ate a estação de trem a pé, quinze minutos…quando chegamos na estação de metro qual eu tinha que descer…tinha que ir de ônibus, pois eu estava bem vestida e maquiada. Ele me fez andar quase meia hora a pé.. Pense, e além de chegar atrasada cheguei suada, cansada e triste!! Não parcipei e foi um dia que eu preferi o silêncio para não magoa lo,,depois tive uma conversa com ele. E hj eu não aceito isso!! Rsrsr VC esta de parabéns, concordo com VC!! Beijos e sucesso!!

  • Maria Antônia da Silva tavares diz:

    Nossa Patricia cada dia aprendo mais com você .tou amando tudo que você posta ,tou amando ler seus livros!!!!!

    • Patrícia Lages diz:

      Tou amando vc por aqui!! 😀

  • Siomara Rangel diz:

    Ótimo post ????

  • Vilma diz:

    Tenho aprendido muito com Você… “saber o que é prioridade” é muito importante!
    As vezes achamos que é economia e trazemos um problemão pra nossa vida e isso vai nos desgastando…
    Pensava que economizar num sapato que Me apertava os dedos e me machucava por ser de um material vagabundo seria economia…mas,economia é muito além disso. Hoje me dou o melhor e gasto menos por essas mínimas atitudes.
    E só te agradeço.
    Deus te Abençoe!

  • Vanessa diz:

    Nossa que post MARAVILHOSO, vou até arquivar.rs Por longos anos, vivi esse dilema, na verdade quando me casei, queria provar que era boa em tudo para o meu esposo. Nossa que sofrimento.rs Até entender que não sou uma super heroína e que como você falou, tenho que priorizar o que é mais importante. Hoje pago a minha mãe para fazer faxina na casa e lavar a roupa de 15 em 15 dias. Nossa a vida é outra, tenho tempo para o marido, para fazer cursos, para obra, na igreja, além de trabalhar mais tranquila, sem preocupação.Bjos Patricia, amo seus posts.

  • Bianca diz:

    Me encaixo perfeitamente nesta situação… porém agora não dá para facilitar a vida com ajuda… mas um dia dá certo!

  • Joselene Lima diz:

    Adorei!

  • Ana Carla Saud diz:

    Em Passo Fundo, RS, o SAS – Serviço de Apoio a Senhoras – auxilia com organização de documentos, armários, livros, coleções, geladeiras, despensas e quarto de crianças (brinquedos, roupas, livros e calçados). Também dispomos de serviço de acompanhamento em consultas médicas e exames e apoio jurídico. (54) 33 12 05 06

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: