A preocupação com dinheiro tem sido uma constante na vida da maioria das pessoas, mas será que é possível não nos preocuparmos tanto? Confira o post de hoje!

Como diminuir a preocupação com dinheiro?

Preparei esse vídeo especial para que você analise alguns motivos pelos quais as pessoas têm se preocupado tanto com as finanças.

Para refletirmos, cito três dicas de como não se preocupar tanto e viver de uma forma mais leve. Confira!

 

Para quem prefere ler

Seguem aqui a reflexão e as dicas!

Ter condições financeiras para viver dignamente sempre foi uma preocupação da humanidade, mas é fato que hoje em dia essa tarefa ficou bem mais difícil.  

Antigamente, para se montar uma cozinha, poucos eletrodomésticos eram necessários.

A lista, encabeçada por geladeira e fogão, era complementada com não muito mais do que um liquidificador, uma batedeira e, talvez, um espremedor de frutas.

Hoje em dia, o céu é o limite! 

Há menos de 50 anos era comum que uma família tivesse um único carro por toda a vida e ainda o deixasse de herança para os filhos.

Aparelho de telefone era substituído apenas em caso de quebra (o que era bem raro) e a televisão era compartilhada por toda a família na sala de estar, não precisando ter uma em cada cômodo da casa. 

Além de termos uma variedade muito maior de opções, as coisas parecem que saem das fábricas programadas para quebrar – e logo!

Lembro-me de que minha avó teve uma única máquina de lavar em seus mais de 50 anos de casamento, enquanto que eu já tive 4. 

 

Agora reflita comigo nessa frase e veja se não é exatamente assim, nesse ciclo, que você tem vivido: 

 

Guarde esta frase

Você compra cada vez mais coisas para ter mais tranquilidade. Mas, justamente por causa desses gastos, você vive cada vez mais preocupado em ter mais dinheiro para poder comprar mais coisas e tentar ficar mais tranquilo! 

 

Pois é… e como a gente sai desse ciclo? É aí que entram as 3 dicas de ouro, anote aí! 

 

Dica 1 – Gaste menos do que recebe

 

Quando digo isso, a maioria das respostas que ouço se resume a uma única palavra: impossível! Será mesmo? 

Será que você precisa de toda a quantidade de roupas, sapatos e bolsa que tem?  

Será que a sua geladeira e despensa precisam estar tão abarrotadas a ponto de jogar comida fora?  

Será que você precisa mesmo trocar de celular todo ano e não pode deixar de ir a nenhum evento, balada ou happy hour?  

Será que seu filho precisa, brinca ou liga para todos os brinquedos que ele tem?  

Será que todos os eletroeletrônicos que você comprou têm sido utilizados?  

Será que todas as toalhas de banho, roupas de cama e tantos outros itens que abarrotam os seus armários são realmente necessários? 

Já deu pra entender que você não precisa de tudo o que compra, né? Então, vamos diminuir esse consumo? 

 

 

Dica 2 – Não dependa de uma única fonte de renda 

 

Essa é a razão pela qual muita gente hoje está vivendo uma situação financeira bem ruim.

De repente, ela dependia 100% do emprego que perdeu ou não está tendo lucro suficiente no único negócio com o qual ela trabalha. 

É preciso sempre ter um plano B, uma renda extra, uma outra fonte de renda para que você não fique sem renda caso alguma coisa aconteça. 

 

 

Dica 3 – Faça o dinheiro trabalhar para você 

 

Cena 10 – ON 

Você já ouviu falar que dinheiro chama dinheiro e isso é a mais pura verdade.

Toda fruta que você come tem uma sementinha e não é à toa, afinal, se você comer a fruta com a semente não vai ter como plantar para ter mais fruta, não é verdade? 

Uma parte do seu rendimento deve ser investida em fazer mais dinheiro, seja colocando em algum negócio que vai te trazer renda ou aplicando em algum investimento financeiro mesmo.  

 

Lembra que você não deve comer a fruta e a semente. Ainda mais se a fruta for um abacate! 

 

Vamos diminuir essa preocupação com o dinheiro? Para isso você pode acessar mais conteúdo lá no meu canal do YouTube e siga-me também no Instagram: @patricialagesoficial 

 

 

Aproveito para avisar que nosso blog está ainda em testes e estamos trabalhando para corrigir todos os detalhes que ainda não estão funcionando 100%!

Por isso, se você perceber algo que não está funcionando, deixe o seu comentário e nos ajude a melhorar!

Nos vemos!  

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Além de coisas que não precisamos ainda tem a questão da poluição, né? Compramos um monte de comida que não comemos e jogamos no lixo que acaba poluindo o planeta.

  • Olá!
    Eu já faço isso e enfatizo aqui que foi com você que aprendi, a pequenos passos, olhar para o essencial e também fazer investimento financeiro!
    Obrigada!

  • Pati, as coisas não só parecem que saem programadas para quebrar, elas realmente são. É a chamada obsolescência programada, o produto é feito de modo a ser menos durável, geralmente até o fim da garantia, além da questão de fazerem parecer que o seu objeto já está ultrapassado e você precisa ter um mais moderno.
    Precisamos vigiar para não viver para ter e não para ser. Beijinhos

    • Sim, eu assisti um comentário sobre isso no Netflix. Estamos à mercê de fabricantes que nos fazem gastar cada dia mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *