Quem tem uma dívida comum como cartão de crédito e cheque especial, pode ter o salário penhorado para pagamento do débito? Confira o post!

Penhora de salário, pode?

Muita gente me pergunta se o dinheiro que está em alguma aplicação pode ser penhorado para pagamento de dívida.

A resposta é sim!

Desde 22 de janeiro de 2018, os investimentos (renda fixa ou variável) poderão ser penhorados para pagamento de dívidas.

O número de inadimplentes no país vem batendo um recorde atrás do outro e os credores têm se movimentado para poderem receber.

Essa penhora vale para dinheiro investido em bancos, DTVMs (distribuidoras de títulos de valores mobiliários), corretoras e financeiras.

Ou seja, não tem para onde correr.

Porém, os salários, segundo o Código Civil, artigo 833, são impenhoráveis.

Acompanhe:

 

São impenhoráveis:

IV – Os vencimentos, os subsídios, os soldos, os salários, as remunerações, os proventos de aposentadoria, as pensões, os pecúlios e os montepios, bem como as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e de sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal, ressalvado o § 2º.

 

O tipo de dívida mencionado na ressalva é de alimentos, isto é, pensão alimentícia.

Esse tipo de dívida você sabe que dá até cadeia!

Porém, embora a lei seja clara (até para nós que somos leigos) que salário é IMPENHORÁVEL, aconteceu o seguinte:

Em Goiás, foi autorizada a penhora de parte do salário de um policial para pagamento de dívida comum.

Isso mesmo!

Embora a lei proteja o salário, houve uma flexibilização da lei e permitiram a penhora.

Por isso, já não se pode mais dizer com todas as letras que salário é impenhorável, até porque, se aconteceu uma vez, quem garante que não acontecerá novamente?

Para saber o que fazer, assista o vídeo abaixo.

 

 

Nos vemos!

 

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Também vi muitas decisões que se não pagar o advogado (honorários são considerados verbas alimentares) também penhora parte do salário ou benefício do INSS.

  • PATRÍCIA,

    0 TERCEIRO ITEM EU COLOQUEI EM PRATICA DESDE 16 DE FEVEREIRO/18… E EM DEZEMBRO TERMINO DE PAGAR R$18.000,00.
    LEIAM O QUE FIZ:
    1- RENDA EXTRA
    2- EM AGOSTO LIQUIDEI MEU ESTOQUE DE TUPPERWARE.
    3- NEGOCIEI COM TODOS CREDORES E TIVE DESCONTO DE ATÉ 80%
    4- E EM JANEIRO SE EU QUISER CONTINUAR TRABALHANDO VOU POUPAR PARA VIAJAR

  • Penhoraram 80. %do meu salário essa justiça brasileira corruptos bulam a lei passam pôr cima dos descretos infelizmente o povo brasileiro tá na mão dessa laia .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *