Há momentos em que simplesmente não sabemos se devemos desistir de algo ou continuar a insistir até obtermos sucesso. O que fazer?

Insistir ou desistir: como saber o que fazer?

O desafio número 27 trouxe o tema “Vencer limites é fazer o que não quer“.

Sobre esse assunto, a leitora Luciana Barichello trouxe um ponto muito interessante que deu origem ao post de hoje:

Poderia continuar em um próximo post contando por quanto tempo precisamos “sofrer” fazendo o que não sabemos, não queremos ou não temos vocação para fazer?

O questionamento tem a ver com o fato de que, muitas vezes, precisamos ter disposição para fazer o que não gostamos, não queremos ou não nos sentimos confortáveis.

 

 

O trecho final do post segue abaixo:

 

“Em resumo: para vencer limites temos que fazer justamente aquilo que evitamos fazer.

É isso que nos faz crescer e superar não só os problemas e dificuldades, mas os nossos próprios limites.

Nesse sentido, procure perceber o que você precisa fazer, mas tem evitado.

Em seguida, analise o motivo que a leva a evitar essas atitudes necessárias.

E, em terceiro lugar, faça!

Se você realmente quer crescer e vencer limites, vai precisar aceitar o desafio de fazer o que não quer.”

 

Realmente é preciso ter cuidado para não passar do ponto e não viver só fazendo o que não queremos.

Além disso, também precisamos reconhecer quando devemos desistir de algo que não tem nada a ver conosco ou até onde insistir.

Eu creio que, nesses casos, há duas palavras-chave: NECESSIDADE e SUPERAÇÃO.

Por exemplo: há pessoas que detestam números e, por isso, evitam cuidar das finanças.

Porém, fazer o seu próprio controle financeiro, ainda que não seja agradável para todo mundo, é algo necessário.

Você não precisa fazer isso todos os dias, mas certamente terá problemas se não fizer nunca.

E quanto à superação, creio que faz parte do nosso crescimento sairmos da zona de conforto e, pelo menos, tentar fazer algo que evitamos ou não gostamos, mas que pode nos trazer benefícios.

Alguns exemplos seriam tentar falar em público (que poderia trazer uma promoção no trabalho) ou usar alguma tecnologia que você se recusa a aprender (mas que pode facilitar a sua vida).

 

Dica infalível

Particularmente, tenho uma estratégia que considero infalível, mas só serve para quem crê.

Quando percebo que alguma coisa está emperrada, que eu estou tentando de todos os lados, mas nada dá certo, uma luz já se acende na minha cabeça.

Embora eu saiba que há coisas que só se conquistam com muita luta, há momentos que é hora de desistir e não mais insistir.

E nos últimos meses aprendi uma coisa nova e muito importante:

É necessário ter fé para insistir, assim como é necessário ter fé para desistir.

(Se eu fosse você copiaria essa frase e a deixaria em algum lugar bem visível para ler todos os dias!).

A fé é algo que todos temos, mas nem todos usam.

Para mim, ela serve tanto para guiar o que devo fazer como o que devo deixar de fazer.

Na dúvida, pergunto sempre Àquele que sabe de todas as coisas!

Mas alguém usa essa estratégia?

Nos vemos!

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

 

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Bom dia Patrícia! Com certeza eu tmb consulto Aquele que sabe tds as coisas, muitas vezes insistir no que está dando errado é um erro, desistir tmb faz parte do sucesso. 😍😘

  • Bom dia, graças à Deus tambem uso minha oração colocando minhas dúvidas abertamente para Ele. E sempre dá certo.
    Obrigada 🌸

  • Bom dia, no meu caso tenho que me superar, sair da zona de conforto, que muitas vezes evito e não gosto, mas que e para meu benefício.
    Não tinha pensado por esse lado, ter fé para desistir, para mim desistir era sinal de fraqueza.

    • Quando vc desiste de algo que não é bom e que não faz parte da vontade de Deus é sinal de muita força.

  • Que post oportuno!!

    Sim, Parricia, quando tenho dúvidas sobre qual caminho seguir ou decisão tomar, peço ajuda do Alto! Amém!

    Obrigada por tudo!😘

    Só uma observação: Às vezes você me responde e escreve meu nome com dois “s”, mas é apenas com um mesmo. rs…rs. Não fico chateada, porém tenho a impressão de que as pessoas pensam que eu não sei assinar meu mome e educadamente tentam me corrigir. rs…rs

    Todo lugar que eu vou e alguém precisa escrever meu nome, informo esse detalhe. Muitos escrevem com “ss”, “x”, “xs”.

    Bjs

    • Eu não havia reparado que é com um s só! É tão automático que foi sempre com 2!!

  • Verdade Patricia, particularmente ja passei por situações que eu estava insistindo muito em algo que eu queria, mas quando consultei à Deus, pedi à Ele direção, pedi que fosse feito a vontade d’Ele e não a minha, as coisas tomaram rumos diferentes.

    No momento não entendi, mas cri, e depois lá na frente entendi perfeitamente o motivo porque aquilo que eu tanto queria não era pra mim.

    Ótimo sábado Diva, e nos encontramos no Clube da Leitura domingão!

  • Olá! Patrícia,
    Para mim é bem mais fácil insistir que desistir, luto por todos os meus sonhos e quando chega a hora de entender que não é a escolha certa, ainda reluto muito. Estou a usar essa estratégia de ter fé para desistir, principalmente quando é um sonho tão desejado, e para não ter dúvida de que chegou a hora de parar, medito em Jeremias 29:11 “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, planos de faze-los prosperar e não de causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro”. É uma decisão difícil, por isso é importante conversar com Deus e entender que se não deu certo é porque ele tem algo melhor.

    Grande abraço.

  • Eu não entendi a frase 🙁 É necessário ter fé para insistir, assim como é necessário ter fé para desistir. Poderia falar mais sobre.Obrigada

    • Leia novamente o post, pausadamente e analisando cada frase. Tenho certeza de que você vai entender. Bjs!

  • Olá Patrícia! Falando em “NECESSIDADE e SUPERAÇÃO” me lembrei da narrativa sobre o “Lenhador – Afiando o Machado”, de autor desconhecido, que tratava de uma disputa entre um experiente velho e um forte jovem, para cortar o maior número de árvores de uma área igual para ambos. O jovem afoito, usou toda a sua energia e força para derrubar as árvores sem parar em momento algum. Por outro lado, o velho lenhador fazia a sua parte com tranquilidade e parava para “descansar” o que incomodava o jovem, que tinha a certeza de que seria o vencedor da disputa e, isso não ocorreu. O jovem, inconformado pela perda da disputa, perguntou ao velho como ele teria conseguido vencer se, parava tantas vezes para descansar. O velho e experiente lenhador respondeu que ele parava para afiar o seu machado! Algumas vezes, estamos tão “perdidos” entre insistir ou desistir de alguma coisa que talvez, bastaria usar a estratégia de parar por um tempo, “afiar o nosso machado” e então, seguir em frente para alcançar o “algo desejado”. Querendo ou não, gostando ou não, temos alguns limites e, para ultrapassá-los, precisamos fazer esforços, aplicar nossa energia e tempo. Por hoje, acrescento o que está em Filipenses 4,6-7 “6Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.7E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus.” Abraços!

  • Nossa, Paty! Caiu uma ficha sobre o atual departamento em que trabalho. Já deu. Aprendi tudo. O encarreiramento dentro dele não me interessa e estou me organizando esse ano pra sair de lá.

  • Boa noite Patrícia!
    Essa dica só corroborou o que eu já tinha decidido fazer.
    Cheguei a escrever que havia um trabalho que estava sugando a minha alma.
    Tive uma luz mais ou menos desse tipo que você acaba de citar: “É necessário ter fé para insistir, assim como é necessário ter fé para desistir”.
    É um trabalho que gosto de fazer, mas sinto que ele leva muito de um tempo precioso, tempo este que eu poderia estar investindo em outro lugar, talvez no meu descanso físico.
    Eu já usei esta estratégia em outras ocasiões da minha vida e não me recordo te ter me arrependido.
    Beijos!

  • Oi Patrícia! Bom dia!!
    Fiel no desafio da disciplina!!!👏😊
    Essas postagens diárias tem me ajudado muuuuito, me sentindo mais confiante e mais tranquila!!! Obrigada!
    Aguardando a postagem de hoje!!Bjs!!

  • Bom dia!!!
    “” necessário ter fé para insistir, assim como é necessário ter fé para desistir.”
    Conselho aceito.

  • Esse post falou muito comigo. É preciso ter fé pra conquistar e fé para deixar de conquistar, e isso não quer dizer que não iremos conquistar, e sim apenas mudar o foco para outra coisa. Que frase!! Já anotei pra minha vida!

  • Olá, Patrícia!
    Há alguns meses venho analisando minha carreira profissional. Acredita que vez ou outra ainda me vejo receosa de tomar decisão a respeito?
    Tal necessidade agora está no topo da pauta das conversas com Aquele que já tem a resposta!
    Obrigada! Bjs

  • Boa noite Patrícia,
    É necessário ter fé para insistir, assim como é necessário ter fé para desistir.
    Realmente esta frase diz tudo, a fé tem que estar junto, já superei muitos obstáculos, inclusive sai do fundo de uma depressão.
    Com muita fé e acreditando que o amanhã seria diferente, hoje estou aqui muito feliz e posso dizer que hoje consigo resolver cada coisa no seu devido tempo, sem atropelos, sem ansiedade porque acredito que o tempo de Deus não é o mesmo do nosso, As vezes precisamos enchergar aquela situação que estamos passando de uma forma diferente e procurar entender o que ela está nos querendo mostrar, abraços.

  • Bom dia Patricia, um pouco atrasada nas leituras dos posts mas colocando em dia aos poucos… Aprendendo muito com os desafios e com os comentários, que enriquecem ainda mais a reflexão. Gratidao a todos e principalmente a você que nos presenteia todos os dias com sua sabedoria. DEUS te abençoe sempre!!

  • Sim!

    Tenho me dedicado a ouvir a resposta de coisas que sei o que preciso realizar e o que preciso deixar …. e isso, tem sido algo fantástico, o coração fica leve e a certeza é algo que conforta para realizar o necessário.

    Obrigada.

  • Olá, Patrícia,
    Também me chamo Patrícia.
    Este post me tocou muito.
    Concordo com você, sempre peço direção ao Senhor, que sabe de todas as coisas. Há duas semanas todos os dias antes de tomar qualquer decisão medito o Salmo 24:4 “Senhor mostrai-me os vossos caminhos”.
    No momento estou passando por várias situações, e vencendo vários medos, inseguranças.
    E a frase que você escreveu e nos orientou a copiá-la e lê-la todos os dias foi perfeita para mim neste momento.
    Obrigada!

  • Fiquei pensando sobre isso… Se não tivermos fé, não agradamos a Deus. Logo, se eu quiser insistir ( e agradá-lo) preciso agir na fé. Porém, se eu quiser desistir (mas continuar agradando-o) será necessário também usar a fé. No fim, usarei praticamente a mesma força tanto para continuar ou parar…
    Também peço ajuda ao dono de Toda a Sabedoria. Obrigada por seus posts/desafio da disciplina… Tem me ajudado a refletir (apesar de estar “atrasada” hahaha).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *