Aviso: o post de hoje é sobre privacidade, mas é apenas para quem quer raciocinar sobre um assunto incômodo. Decida se quer seguir com a leitura.

Fim da privacidade “em nome do bem”

Presidente da China usa Covid-19 para pressionar o mundo a adotar rastreamento em massa por meio de QR Code.

Este texto foi publicado na minha coluna do R7, mas é de extrema importância para quem deseja entender o que está acontecendo ao nosso redor. Boa leitura se você teve coragem de chegar até aqui!

Que o governo chinês mantém sua população sob vigilância cerrada não é segredo para ninguém.

Segundo informações da emissora estatal CCTV, desde 2017 foram instaladas cerca de 20 milhões de câmeras por todo o país, mas, será que dá para confiar nesses dados?

De acordo com levantamentos da IHS Markit Technology, a China possui um aparato de controle muito maior, podendo chegar a 350 milhões de câmeras.

Durante a pandemia, além dos dispositivos já existentes nas vias públicas, mais câmeras foram instaladas em frente às portas das casas, impondo 24 horas diárias de monitoramento.

Em alguns casos, a instalação foi feita dentro de residências particulares, mesmo sem o consentimento dos moradores. Privacidade zero.

A medida, segundo o governo chinês, ajuda a monitorar pessoas em quarentena, porém, a vigilância não se atém apenas aos infectados, pois tem sido feita aleatoriamente, conforme determinação governamental.

Ainda assim, ao que tudo indica, Xi Jinping, presidente da China, não está satisfeito em controlar apenas 1,4 bilhão de pessoas.

 

Fome de poder absoluto

Agora, o líder chinês quer pressionar o mundo a implantar um controle global por meio de QR Codes que conteriam informações de saúde, como atestados médicos, para “ajudar” a agilizar viagens e negócios internacionais.

Tudo isso, claro, “em nome do bem” e visando “apenas” a saúde da população mundial, afinal de contas, o tal controle, “ajudaria a conter a propagação do coronavírus”.

O que me pergunto é: onde estava toda essa preocupação com a saúde mundial quando a China detectou o vírus, abafou a questão e calou, na marra, quem tentou alertar o mundo?

Onde estava toda essa preocupação quando, como medida de contenção da doença, a China proibiu os voos domésticos, mas continuou permitindo voos internacionais?

Ninguém podia voar de Wuhan para Pequim, por exemplo, mas qualquer pessoa, sem nenhuma restrição, pode viajar tranquilamente para qualquer parte do mundo.

E não só isso, afinal de contas é bem difícil de entender como o país natal do coronavírus construiu um hospital no epicentro da pandemia em apenas 10 dias.

Chega a ser inacreditável que não houve nenhum planejamento prévio, incluindo treinamento de pessoal, armazenamento de materiais e insumos e tudo mais que uma obra daquele porte demanda para ocorrer em um prazo inédito como esse.

E como explicar que um país tenha – em estoque – tamanha quantidade de EPIs, respiradores e máscaras capaz de atender a demanda de boa parte do mundo?

Para quem não sabe, a China, sozinha, exportou – somente em máscaras – o que o Brasil exporta em soja e carne. Lembrando que o nosso país é o maior exportador de soja e carne bovina do mundo.

Até outubro, foram mais de US$ 40 bilhões apenas com a exportação desse único produto, fora todo o resto.

Consulte o PIB das maiores economias do mundo e veja que, em plena pandemia, enquanto as economias ao redor do mundo despencaram, a China cresceu em um ritmo assustador.

E adivinhe qual país se apresentou como o mais promissor na corrida pela vacina?

Faça as contas da injeção monumental de dinheiro que a China terá com a exportação de bilhões de doses da CoronaVac.

Mas mesmo diante de tudo isso e da falta total de privacidade, há quem acredite que está tudo bem e que medidas como essas realmente são para o bem da humanidade.

E, como de costume, quem tenta alertar sobre os perigos de um controle absoluto, tal qual se cogita impor, são taxados de ignorantes, negacionistas e inimigos da ciência.

Só que desta vez a coisa foi tão longe que nem mesmo a ciência está dando conta de explicar…

 

 

 

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Bom dia querida! Eu mesma semana passada fui visitar familiares (filhos, noras e irmãs) em Olinda-PE e falei exatamente sobre este assunto, sabe o que tds me falaram: “eita! Lá vem a evangélica bolsominian, que ignorância “, foi exatamente essas palavras que escutei, e são tds pessoas estudadas, e instruídas. Mas ñ me calo e falo sempre que tenho oportunidade. Só Deus para ter Misericórdia da humanidade. Um grande abraço! 😍😘

  • Como devemos nos colocar diante desses assuntos polêmicos e verdadeiros que você vem colocando Patrícia? O que devemos fazer? Não posso ler os últimos posts e ficar parada esperando essas coisas acontecerem.

    • Permanecer acordada e apoiar-se em Deus, pois só Ele para nos guiar.

  • A sensação que eu tenho é que boa parte das pessoas é controladora e autoritária.
    A namorada mandona, o vizinho que sabe tudo da vida dos outros e é invejoso. A esposa que poda o marido, manipula o amor dos filhos, os semeadores da discórdia.
    Basta ver o prazer das pessoas nesta quarentena em ter denunciado o próprio vizinho.
    Ou terem transformado filhos e netos em potenciais assassinos ou genocidas.
    Falam com prazer que quem sai de casa é genocida e vai matar os outros.
    Relacionamentos abusivos na família, na vida amorosa, amizades e no trabalho.
    No meu caso pessoal, me afastei dos stalkers. Mas, eles estão sempre à espreita.
    Uma geração que quer ser servida dificilmente vai entender a liberdade e a importância dela.

  • Como somos enganados o tempo todo e não temos nem noção do que acontece no mundo. Conhecimento é vida! Beijos e e estou firme nos seus posts! 😉

  • Ótima análise.
    Preocupante.
    Tudo o que vivemos em 2020 foi assustador.
    Parabéns pelo trabalho, Patrícia.

  • Bom dia, só não ver quem não quer, o rumo que mundo está tomando. Infelizmente e triste ver tanta gente se iludir que ano que vem vai melhorar.
    Deus abençoe seu domingo 😘

  • É assustador… O mais triste é o medo que esta doença, e sua divulgação, trouxe que faz muitas pessoas a aceitarem tudo isso de forma passiva.

  • “em nome do bem”
    Bem de quem?? que Deus para ter Misericórdia ……..de todos nós.

  • Excelente Patricia!!!
    E sobre a vacina chinesa, não ouvimos falar se a população chinesa foi vacinada com essa mesma vacina, qual a verdadeira eficácia disso? Quem tomou isso na china a própria fabricante dessa vacina.?? Tenho dúvidas.
    Será que essa vacina é só pra consumo externo em outros países? Não ouvi a população da china dar testemunhos do uso dessa vacina, se é que eles podem fazer isso

  • Olá pessoal,
    Tudo foi planejado e intencional, eles queriam fazer algo que fosse verdadeiro e para que todos acreditassem e ficassem sem saída. Querem controle total, estão criando coisas aparentemente bom, facilidade, praticidade, para enganar as pessoas.
    Assim como eles também temos sabedoria e estamos aqui para influenciar as pessoas e mostrar o verdadeiro sentido de tamanha bondade.

    Grande abraço!

  • Nós já temos vivido uma era de controle. A mídia controla o que é certo e errado, o que por sua vez faz com que as pessoas se deixem levar por novelas, ou pelo que as celebridades fazem e por aí vai.
    O Google por exemplo tem dezenas de apps que, integrados ao email de cada pessoa, levantam todas as informações sobre tudo da vida daquela pessoa. Esses dias fui resolver alguns assuntos e quando vi no celular uma notificação no celular para dar uma opinião nos lugares que passei, não entendi nada. Quando vi o Google Maps, sem minha permissão, pegou todo trajeto que fiz e salvou para “melhorar minha experiência” e para ter uma melhor personalização dos serviços. Mas eu nem tinha usado o Maps, e ainda assim ele captou todos os lugares que passei. Limpei todo histórico e alterei as configurações do app. E desliguei o gps d meu celular, que nem tinha percebido estar ligado.
    No Facebook, como demais redes sociais também, as pessoas dão sem nem ao menos pensar, todos os dados sobre suas vidas, como locais onde foram passear (através do check in no Facebook), além de postarem fotos de tudo o que fazem da hora que acordam até a hora de dormir.
    O Câmera Record fez uma reportagem super rápida e objetiva, tratando sobre esse assunto. O repórter escolheu algumas vítimas pelo Facebook e foi atrás delas, simplesmente sabendo tudo da vida delas, até do endereço residencial, nome dos filhos, fatura de cartão, etc.
    Nós temos uma sociedade que é muito frágil, que necessita de uma “atenção” exacerbada e por isso aceita tão bem qualquer controle, pois o controle já está camuflado em tudo à nossa volta, mas a questão é que ninguém quer parar para pensar e tomar as próprias atitudes, então preferem dar o controle aos outros.
    Estudos também mostram que os jovem dessa geração não tem tanta empatia quanto jovens de 30 anos atrás por exemplo, pois na internet é mais fácil rejeitar a dor alheia ou ignorarmos as pessoas quando não queremos ouví-las.
    Isso tudo é o preparo para o controle total do Anticristo.
    Segundo o artigo “O lado negro do Facebook”:
    “Ele define a sequência de informações que você vê na sua timeline usando um critério secreto, que não revela a ninguém. E chegou a fazer uma experiência para tentar alterar o humor de centenas de milhares de pessoas sem que elas soubessem. Deu certo.”
    O estudo mostrou que ao mexer na time line dos usuários sem eles soubessem, retirando os posts alegres e mantendo os tristes, alteravam o humor dos usuários. Lembrando que o termo “usuário”, só é usado também para quem é dependente de drogas. E segundo essas pesquisas, quem ficas horas nas redes sociais, tem o cérebro com as deformações semelhantes aos usuários de drogas.
    Ainda segundo o artigo mencionado: “um relatório da Comissão de Privacidade da Bélgica, divulgado em março, concluiu que o Facebook está violando a lei, plantando cookies nos computadores das pessoas sem a permissão delas. Segundo o relatório, ele usa cookies para monitorar usuários que não estão logados na sua rede – e até gente que jamais teve uma conta de Facebook. A empresa negou a prática e disse que o relatório tem erros.”
    Somo nós que damos o controle aos outros sobre nossas vidas, quando lemos o Termo de Aceite de um site, quando postamos tudo nas redes sociais e por aí vai.
    Gosto muito de tecnologia, pois é a área que meu esposo e eu atuamos, mas gosto dela para o bem e não para o mal.
    Se alguém quiser assistir a reportagem do Câmera Record, segue link:
    Veja como a exposição nas redes sociais pode colocar sua privacidade em risco
    youtube.com/watch?v=DfaOQlnf91U
    E a postagem do Super Abril sobre o Facebook:
    O Lado Negro do Facebook
    https://super.abril.com.br/tecnologia/o-lado-negro-do-facebook/

    Tudo isso é muito espiritual, pois são armas para alterar nossa mente e assim abalar nossa fé. Por isso o Jejum de Daniel é uma arma super valiosa contra o inferno.
    Obrigada Patrícia por cada post!
    Deus abençõe!

  • Lendo o comentário da Marcela R Peres recordei de um documentário que assisti na Netflix.
    https://www.netflix.com/es/title/80117542 El gran hackeo
    201912+1h 54 minPelículas documentales
    Cambridge Analytica, empresa experta en el análisis de datos, se convirtió en el lado oscuro de las redes sociales tras las elecciones presidenciales de 2016 en EE UU.
    Estávamos em pleno “fique em casa” aqui na Espanha. Aproveitei para montar 1 quebra cabeças de 1000 peças, ler e passear com a Deby (que era o único que podíamos fazer na rua). O que nao mudou muito, pois faz 1 mes que não podemos ir à determinadas cidades que estão com limites excessivos de casos. Fazer o que? A obediência às leis humanas também fazem parte das regras do cristianismo, nem de longe estou reclamando, mas só observando. Para onde será que tudo isso irá nos levar?
    Beijos à todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *