Há pessoas que não conseguem sair do lugar por não alcançarem a perfeição no que desejam fazer. Mas saiba que feito é melhor que perfeito.

Feito é melhor que perfeito não feito

Primeiramente, vamos entender o que é perfeccionismo?

Tendência de obstinar-se em fazer as coisas com perfeição.

Olhando por esse ângulo, podemos entender que o perfeccionismo é algo bom, porém, há que se ter equilíbrio.

Embora haja uma diferença enorme entre querer fazer as coisas com perfeição e não fazer nada, muita gente ainda não percebeu.

Mas, certamente fazer alguma coisa é melhor do que não fazer nada, como disse muito bem o professor Mario Sergio Cortella:

Fazer o melhor que eu posso, nas condições que eu tenho até ter condições de fazer melhor ainda.

Ou seja, é fazer o melhor sabendo que sempre é possível melhorar.

 

Apesar de ser meio óbvio, ainda assim, há quem não consiga sair da estaca zero por preferir não fazer nada do que fazer algo bom que possa ser melhorado mais adiante.

Diante disso, como analisar a situação?

Creio que a melhor maneira de entender algo que acontece conosco é encontrar a raiz da questão e, dessa forma, resolver o assunto de vez.

Lembra que já falamos aqui que não adianta viver lutando contra as folhas e galhos de um problema se, de fato, não cortarmos sua raiz?

Então, se o perfeccionismo tem sido um “freio” que tem emperrado os seus projetos, busque a verdadeira raiz.

Assim sendo, vou deixar algumas dicas sobre como fazer essa busca, aqui vão algumas dicas:

  • Medo das críticas – para evitar críticas você prefere não fazer nada. Será que isso não é uma insegurança que você tem? Talvez uma necessidade de ser aprovada por terceiros em tudo o que faz? Seria isso bom para você?
  • Orgulho – quem sabe você tem sido uma pessoa orgulhosa por achar que tudo o que leva o seu nome tem que ser melhor do que tudo que os outros fazem. Por que essa necessidade de estar sempre por cima? De novo: seria isso bom para você?
  • Comparações – será que você não faz algo só porque outra pessoa faz melhor e você sempre se compara a ela? Não seria isso uma inveja? Não preciso perguntar se inveja é bom, né?

Portanto, pense bem e reflita sobre o assunto para que você não seja travada por algo que, inicialmente pode ser bom, mas que, em determinados casos, acaba sendo bem ruim.

Gravei um vídeo especial no meu canal do YouTube sobre perfeccionismo que você pode assistir clicando aqui.

 

Planner Financeiro Bolsa Blindada

Aqui vão alguns recadinhos importantes para quem já comprou e para quem pretende adquirir.

Primeiramente para quem comprou em pré-venda:

TODOS OS PEDIDOS JÁ FORAM POSTADOS!

Porém, como priorizamos correr para postar tudo, não enviamos todos os códigos de rastreamento, pois isso é feito manualmente.

Estamos nos desdobrando para enviar os e-mails com os códigos, mas isso pode levar uns dias, OK?

De qualquer forma, fique tranquila que seu pedido vai chegar direitinho!

Para quem pretende comprar:

A nossa pré-venda superou as expectativas e praticamente vendemos todo o estoque!

Nesse momento restam apenas 163 unidades em estoque, portanto, se organize para garantir o seu!

As vendas são feitas exclusivamente aqui na nossa loja virtual: www.bolsablindada.com.br/shop.

 

 

Nos vemos!

 

Confira o post anterior clicando aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Boa tarde, estou ansiosa para meu planner financeiro chegar. Teve demorar pouco pra chegar aqui em Brasília.
    Já fui assim se não fosse pra ser perfeito, não fazia. Hoje aprendi que temos que fazer nosso melhor, e não espera perfeição.

  • Boa tarde!!!
    Feito é melhor que perfeito não feito – interessante esse trocadilho…

  • Olá Patrícia,
    Quando nascemos não sabemos andar, nem falar. Imagina se os bebés ficassem com medo do que iriam pensar quando estão a aprender a andar, ou que alguém risse deles quando estão a aprender a falar? Ninguém desenvolveria, se assim fosse.
    Mas quando crescemos, e dependendo do que passamos durante esse crescimento, aparecem traumas, inseguranças, orgulho, e por ai vai…
    Creio que temos de reconhecer e lutar para vencer todos esses sentimentos que só nos prejudicam. Mas lá está é preciso autorresponsabilização e disciplina.

  • Boa tarde querida! Nunca fui perfeccionista, eu sempre falo: ” faço do meu jeito, ñ é perfeito, porém faço”, ñ procrastino. 😍😍

  • Comparação gera senso de inferioridade e pra procrastinação é um passo.
    Abraços!!!

  • Olá!
    Mandei embora o perfeccionismo quando percebi que não iria chegar a lugar nenhum, queria que tudo fosse ao pé da letra, se era um curso EaD tinha que ter todas as ferramentas, computador com boa memória, celular potente, entre outros.
    Para investir tinha que sobrar dinheiro e nunca sobrava, o tempo passando e eu pensado que não tinha sorte na vida, mas quando conheci Jesus ele me ensinou tudo e não foi por milagre, porque sabemos que ele tem poder para fazer, mas, foi com o que eu tinha e do jeito que eu estava, minhas ferramentas foi o esforço, dedicação e disciplina.
    Quando comecei a correr, no primeiro dia fiz 2km fácil, fácil no segundo dia parecia que não ia chegar, comecei a sentir o peso, depois fui aumentando aos poucos até chegar a 8km, é fácil? Não, é peso, sempre comemoro os 8km porque sei que não foi fácil chegar lá.
    Ver alguém no topo e achar que foi sorte, sorte que nada foi a constância que o levou para lá.

    Grande abraço.

  • O meu problema pode ser resumido nesse verbo “obstinar-se”.
    Como já falei aqui em comentários anteriores, no final, você está fazendo tudo o que NÃO precisa ser feito e ainda faz com maestria. Estou me corrigindo a cada dia.

  • Fato !!!

    Era assim, sempre procurei ser a melhor em tudo que fazia (profissional), e percebi que não importava quando realizava algo que ao meu ver estava perfeito que as criticas aparecia! Conclui que não aceitava as criticas que recebia, achando um absurdo, como assim?!
    Com o passar dos anos, o amadurecimento fez com que fosse necessário a mudança, a minha e não das criticas …. o continuar realizando tudo com capricho e olhar as criticas com bons olhos para continuar melhorando e aumentado ainda mais o capricho … =))).

  • Olá Patrícia! Obrigada pela abordagem do post de hoje. Muitas vezes as pessoas olham para um copo contendo a metade do líquido, seja água, suco ou outro e, dizem “olha só isso, ainda falta a metade!!!” ao invés de dizer “olha, que bom que tem metade desse líquido, vai saciar a sede…”. Realmente, não há perfeição em tudo, pois sempre há como melhorar, redefinir, aperfeiçoar, etc. Abraços!

  • Medo das críticas e comparações me perseguem em todas as minhas decisões. Acho q nunca consigo resolver algo e vivo fazendo perguntas sem sair do lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *