A qualidade profissional das pessoas tem diminuído na mesma proporção em que o discurso delas sobre seu “ótimo” desempenho aumenta. Como mudar isso?

Fale menos faça mais

Estamos iniciando a Semana das Finanças aqui no blog (de hoje a sexta, 30/03), mas eu não poderia deixar de falar de um dos maiores problemas que tem causado gastos inúteis de dinheiro e feito com que muita gente viva com o orçamento apertado. Vamos lá?

Fale menos, faça mais

Estou numa fase em que já não tenho mais a mínima paciência para pessoas que se se dizem o máximo, mas que não fazem nem sequer o mínimo…

Elas têm na ponta da língua um discursinho chato e repetitivo sobre o quanto são boas e cheias de qualificações (e têm sempre as melhores intenções). Aliás, elas são tão incríveis que ninguém consegue entender a genialidade delas…

Mas, na prática, seu “trabalho” consiste em usar repetidamente as mesmas frases:

  • Vai dar tudo certo!
  • Estou “correndo” para ficar tudo perfeito!
  • Não se preocupe com nada, deixe tudo comigo!
  • Eu já sei exatamente o que vou fazer, tá tranquilo!
  • Já trabalhei em projetos muito maiores do que esse!

Porém, apesar de falarem uma coisa, sua real conduta é bem diferente, pois…

  • …elas não estão fazendo nada para que tudo dê certo (e sabem disso).
  • …elas “correm” quando perdem todos os prazos e não por serem ágeis.
  • …elas só querem que deixem tudo com elas para ninguém ficar chateando, afinal, como postar no Instagram que estão fazendo um “super trabalho” se o cliente ficar incomodando toda hora querendo que elas… trabalhem?!
  • …elas não têm a menor ideia do que farão. A não ser que, quando não tiverem nem mais um minuto de prazo, dirão que “fizeram o possível dentro das condições adversas que tiveram” e que, “da próxima vez”, tudo será melhor. E, claro, as “condições adversas” vieram de n lugares, jamais delas.
  • …elas “atrapalharam” em um projeto maior do que esse, que poderia ter sido muito melhor do que foi se elas não estivessem lá.

Trabalhe com qualidade

Trabalho de qualidade se faz. Ponto final. Você pode falar, postar e divulgar o que fez e sobre o quanto é excelente, mas saiba que isso só convence os desavisados. Ao ponto que cheguei com esse blá blá blá todo, já descarto de cara quem fala demais sobre si mesmo e sobre toda a sua genialidade…

Geralmente, os dez primeiros minutos de uma reunião de trabalho não são para que o cliente diga o que quer, mas para que o candidato a ser (ou não) contratado discorra sobre sua carreira descomunal. Haja paciência!

O que é preciso para trabalhar com qualidade?

OUVIR! Essa é a resposta: é preciso ouvir para se fazer um trabalho de qualidade. Você está lá para atender o que o cliente quer e, se possível fazer melhor do que foi pedido, mas para isso, primeiramente OUÇA o que ele tem a dizer. Mas quem quer ouvir hoje em dia?

As pessoas querem falar, querem justificar, querem dar desculpas, querem argumentar. Elas querem ser mais do que o trabalho em si, elas querem todos os holofotes!

Deu certo? Fui eu que fiz?

Deu errado? A culpa é sua!

Como uma pessoa assim poderá ser bem-sucedida financeiramente? Como podemos iniciar a semana das finanças se o que traz retorno financeiro é feito de qualquer jeito, dando-se sempre uma desculpa para se fazer cada vez menos?

Para terminar, medite nessa frase:

Se você não for verdadeiramente útil, cedo ou tarde alguém vai perceber isso.

 

CapaRecadinho!

Dia 12/04, às 19h30 será o grande lançamento do meu livro “O sucesso não cabe na bolsa”, na Saraiva do Morumbi Shopping, em São Paulo.

Inscreva-se clicando neste link e as 100 primeiras vão ganhar um presente especial na compra do livro. 

Aguarde a agenda para os eventos em outras cidades! 😀

Nos vemos aqui ou na Saraiva!

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • « Se você não for verdadeiramente útil , cedo ou tarde alguém vai perceber isso. »
    Disse tudo Paty !! Um boa semana ?

  • Bom dia paty ,realmente quando vejo,esse tupo de papo por parte da pessoal ja saiu fora porque sei que o Trabalho e pessima qualidade ,e vou passar nervoso ,e depois ter que arrumar ,um outra pessoal pra corrigir.Sem contar Instagram e Facebook ,kk a pessoal coloca o que quer,e pior tem muita gente acredita ?

  • Na minha profissão e o que mais tem, sou gastronoma e todo mundo quer ser chefe mais ninguém quer começar na pia ja querem mandar mais nem sabe diferenciar um manjericão do alecrim, a frase e está eu sou o chefe prazer quando tudo sai perfeito ao contrario o subchefe que responde e as vezes o tal chefe só aparece no dia do evento na preparação nem sabe o cardápio.

  • Adorei!! Tb estou cansada dos que falam e não fazem. Aliás, sabe uma coisa que me lembra isso e tem a ver com organização? Ou a total falta dela? Aquelas pessoas que deixam suas mesas abarrotadas de coisas, tudo bagunçado, só para dar a impressão do tanto de “serviço” que elas tem pra fazer…

  • Eita cacetada. Realmente é o que vemos na realidade. Uma corrida desenfreada pra querer ser o melhor em tudo que acaba por nao sem bom nem no mínimo. Até nos minimos detalhes podemos perder a chance de crescer. Obrigada Patrícia. Começamos muito bem a semana. Reflexiva.

  • “Se você não for verdadeiramente útil, cedo ou tarde alguém vai perceber isso”. Frase de impacto! Num primeiro momento ela pode parecer até meio grosseira, mas é muito boa para refletimos sobre TUDO em nossas vidas. Obrigada por essa oportunidade de reflexão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *