Baseada nas sugestões de temas enviados pelas leitoras, preparei este post para indicar um dos grandes problemas que impedem o crescimento de muitas pessoas. Confira!

ajuda

Segue uma pequena amostra dos comentários e e-mails que recebo para que você avalie comigo qual tem sido o problema de muitas pessoas. Dividi em duas classes de problemas para analisarmos separadamente. A classe 1 vamos analisar hoje e a classe 2, amanhã.

Vale dizer que nunca comento os nomes de quem enviou as mensagens, pois meu objetivo é ajudar e não expor as pessoas.

Classe 1 – Pessoas que sabem qual é o problema, mas não agem para solucioná-lo

  • “Meu problema é não ser pontual, chego atrasada em tudo. Demoro para levantar, para me arrumar, às vezes fico parada vendo a hora passar e não faço nada. Deixo tudo para a última hora.”
  • “Chego tão cansada do trabalho que não faço nada. Não arrumo, não limpo, não lavo, deixo meu marido sem jantar. Trabalho muito e vivo numa casa suja e bagunçada, mas não posso contratar diarista. Essa preguiça me mata!”
  • “Vivo no celular e não consigo fazer mais nada, quando vejo o dia acabou. Me ajude!”
  • “Minha conta de luz está super alta porque eu deixo todas as luzes acesas, TV e rádio ligados ao mesmo tempo e demoro no banho. Quando isso vai parar?”
  • “Estou pagando por coisas que não preciso e não uso, mas tenho vergonha de ligar e cancelar. Meu dinheiro vai embora, mas a vergonha me impede de agir. O que eu faço?

Amiga, se você sabe qual é o seu problema, cabe a você se deixar vencer ou vencê-lo. Você precisa fazer exatamente o contrário do que vem fazendo se deseja ter um resultado diferente.

Durante o desafio, vamos falar sobre pontualidade, cansaço, baixa produtividade, desperdício etc. Daremos dicas e ideias do que fazer, mas de nada vai adiantar se você só ler e continuar com as mesmas atitudes.

Lendo os comentários, você conclui que as respostas são óbvias e, provavelmente, a pessoa já sabe o que fazer. O problema não é o que ela relata na mensagem, mas sim, o fato de que ela não faz o que deveria.

Aqui, jamais você vai ser consolada e incentivada a continuar agindo de forma tóxica. Eu prefiro responder um “se vira!” do que algo como “ah, amiga… a vida é mesmo injusta com você!”. Então, a tarefinha de hoje é anotar (não pensar, anotar!) as coisas que você não está fazendo e se propor a mudar. É fácil? Não! Mas também não é impossível. E não é à toa que a nossa proposta se chama “desafio”!

Nos vemos amanhã para falar sobre a classe 2 de problemas: as pessoas que choram pelo leite derramado.

Nos vemos!

 

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Eu acho muito importante todas nós trabalharmos e desenvolvermos o nosso poder pessoal e a auto estima. Essa dupla é essencial para nós ajudar a mudar de atitude, a fazer o que precisa ser feito, a não ter vergonha, a saber dizer não é pronto. Entender o que não nos faz bem já e um associado, mas parar por aí denota que falta seu poder interior para mudar a realidade. Respire, ergua a cabeça, bote a mão na massa, deixe de mimimi, se ame e continue a caminhada. Fácil não é, mas se pararmos as coisas no meio do caminho, ninguém vai terminar por nós. Invoque o seu poder pessoal e esbanje sua auto estima, seja a melhor pessoas que puder ser para você e vire o jogo a seu favor.

  • A pena de nós mesmos sò nos trava. Tem de haver um esforço, renúncia… vamos para cima da situação sem desculpas, mas com atitudes. Obrigada.

  • Adoro seu conteudo, realmente ou vc decide dar “a virada” ou a coisa não vai, melhor frase que li uma vez quando eu estava no fundo do poço: “se vc fizer sempre as mesmas coisas, vai obter sempre os mesmos resultadso”, beijos fraternos

  • Gostei do desafio! Acho que todas nós temos um pé nessa classe. Meu maior problema é financeiro, em conjunto com a frustração no meu trabalho. No meu caso, o mais triste é que, qdo acho que consegui fazer algo dar certo, dá tudo errado e meu plano vai por água abaixo… Meu desânimo está bem grande…

  • Olá Patrícia,estou nos 21 dias também para mudança de vida. Me classificava neste quadro também. Fico chocada com quantos anos perdi com esse comportamento. Primeiro porque ao invés de partir pra cima,agia com uma culpa tão grande que sugava minhas forças,e por estar sem forças (imaginava eu, enganada por essa mentira na minha mente!) agia da mesma forma no dia seguinte e seguinte e seguinte…..
    Puxa,uma hora tem que cansar e dar o basta! A pessoa tem que entender que alimentar a culpa, por mais banal ou até grande que seja o hábito,ou o problema ou seja lá que for, não vai resolver nada. Tem que parar e pensar: ” O que estou fazendo? Quero viver a vida toda assim?”
    Compete a nós a mudança da nossa vida,mas muitos são enganados pelos maus pensamentos,pelos sentimentos que tem de si mesmos,que são contrários a Palavra de Deus,diga se de passagem,isso não tem nada haver com religião. É fé pura e prática. Parece que a pessoa não quer largar o sofrimento, e a frustração cotidiana. O ser humano precisa entender: “Tudo é possível aquele que crê” Marcos 9:23. Mas crê em quê? Na verdade! Que verdade? Que fui feito à imagem e semelhança de Deus (Gênesis 1:26), que Ele tem pensamentos de paz a meu respeito (Jeremias 29:11-13) porém eu tenho livre arbítrio (Deuteronômio 30:19-20; Josué 24:15). Então com base na verdade eu escolho vencer!

  • A menina que fala de preguiça pode estar sofrendo de depressão sem saber. Aconselharia a estas pessoas a procurarem um médico para excluir está possibilidade. Depressão é uma doença séria, que às vezes é confundida com preguiça, caráter, falta de esforço, etc. Se cuidem. Abraços

  • Essas pessoas q enviaram essas mensagens podem tbm pensar em um plano pra conseguir mudar. Por exemplo, a amiga q chega cansada em casa e não faz nada depois. Será q se ela descansar por uma hora não será suficiente pq ela esteja precisando fazer exercício físico e se alimentar melhor pra ter mais forças?
    E se o marido fica sem janta, será q não dá pra aprender a fazer comida saudável que possa ficar congelada e assim mais prático pra fazer na hora da janta?
    Ou alguém q acorda tarde pq dorme tarde, então pensar: pq eu durmo tarde, o q eu posso mudar na rotina pra conseguir dormir cedo?
    Achei triste essas mensagens, mas quando buscamos a Deus Ele nos dá forças até para fazer as tarefas do dia a dia. Recomendo irem ao Templo de Salomão para se fortalecerem interiormente. Bjos!

  • Eu poderia dizer o mesmo que elas,ate sexta passada pois depois da reuniao de sabado c a dona cris
    tudo mudou em mim ,parei de dar ovido p nao consigo tenho verganho nao posso ,e tudo oque lido nos blogs essa semana tem min fortalecido mais e mais nao vou mais ficar adiando oque devi fazer para depois se eu ja sei oque devo se casa estar suja vou limpar e gasto com aquilo q nso uso vou corta e deixa o vergonha de lado
    Quando sabemos oque devemos fazer e nao fazemos é que na realidade nao queremos , e agora mais q nunca eu quero e vou fazer
    #jejumdedaniel
    #esconderijodoaltisimo

  • Sabe Patrícia eu sinto preguiça
    Falta de coragem desânimo, Mas,com uma força que vem do Alto me ergo,e de repente já estou na ativa cuidando dos meus afazeres da minha família é lógico, de mim também, e isso é muito Bom!
    Acho que todos nós sentimos isso
    Cabe a cada um não querer ficar nesse chove e não molha e partir pra cima mesmo sem vontade mesmo sem coragem e num final da tudo certo.

    Avanteeeee….quem tiver parada num tempo
    Deus é contigo!

  • Bom dia Patricia! Vou fazer a listinha hoje! Como você disse , eu sei o qie preciso mudar, mas muitas vezes fujo com a justificativa de que não posso, não consigo! Mas hije decido mudar, pois como está escrito nas Sagradas Escrituras: “Tudo posso Naquele que me fortalece.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *