Cartão de crédito – “A louca dos cartões”

Você que acompanha o programa Mulheres e ficou curiosa para conhecer a história da “Louca dos Cartões”, confira aqui!

Stre_3Olá, amigas! Meu nome é Stephanie Martins e quero dividir com vocês meu “tristemunho”! rs…rs….

Vim viver sozinha nos Estados Unidos com apenas 17 anos. O capitalismo aqui é extremo e não há vida sem dinheiro, tudo se resume a comprar, comprar e comprar.

Eu ganhava pouco e mal dava para as despesas. Onde eu morava simplesmente não existia transporte público e, como andar a pé na neve não dá, tinha carro e pagava um seguro caríssimo.

Usava todo meu salário para as despesas básicas, mas para pagar gasolina, comida e roupas, usava o cartão. Como não conseguia pagar a fatura, estourei o limite, mas não liguei muito e resolvi o problema de uma forma muito fácil: peguei outro cartão! Continuei nesse ciclo e, claro, estourei o segundo,  terceiro, quarto…

Em apenas um ano adquiri uma dívida de quase 7 mil dólares (cerca de mais de 27 mil reais). Eu queria ter uma vida nos mesmos padrões das outras pessoas, porém, eu não tinha condições para isso e não queria enxergar a realidade.

Mesmo sem cartões e sem dinheiro, eu não queria deixar de comprar aquela nova roupa da moda, então recorri a um outro recurso: comecei a fazer cartões de loja! Cheguei a ter nove que, juntos, somavam mais de 15 mil dólares em dívidas (quase 60 mil reais)!

Ste_ParisEstava vivendo num mundo de ilusão, comprando e viajando sem pensar (nesta foto estou no Museu do Louvre, em Paris).

No meio dessa crise, meu pai pagou minhas dívidas com a condição de que eu não usasse mais nenhum cartão. Sabem o que eu fiz? Fui comemorar fazendo novos cartões e voltei a estourar todos! Mas desta vez, tive que assumir as consequências das minhas atitudes…

Simplesmente eu estava viciada em compras e só consegui vencer esse mal quando tomei uma decisão firme de mudar. Foi aí que conheci o significado da palavra sacrifício. Mas em vez de ficar lamentando, decidi deixar de ser a Stephanie compulsiva. Assumi as consequência das minhas más escolhas e passei anos (sim, anos!) pagando as dívidas dos cartões.

Hoje passo pelas lojas e consigo ficar sem comprar nada, mas mesmo assim, evito perambular pelas lojas quando não preciso de nada. Para quê ficar dando sopa se sempre vamos encontrar algo que queremos? Melhor fugir da tentação!

Aqui vão algumas lições que me ajudaram a sair daquele ciclo:

  • Não é porque está na moda que eu tenho que ter;
  • Não compre só por comprar;
  • Se não tem certeza de que vai usar, não compre;
  • Não adianta pagar um cartão gerando dívidas em outro;
  • Se não tem coragem de comprar a vista, não passe no cartão;
  • Está na promoção, mas será que você realmente precisa?

Terminei de pagar as dívidas dois anos atrás, mas foi preciso muita determinação, sacrifício e fé. Sim, amigas, até a fé teve que ser usada! Mas uma coisa posso dizer: não caio nesse erro nunca mais! Temos que ser firmes para tomar decisões financeiras inteligentes. Obrigada por ler minha história e peço que compartilhe para que mais mulheres tomem decisões inteligentes e blindem suas bolsas!

Stephanie Martins – Massachussetts, Estados Unidos

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: TV Gazeta
  • viviane chiachio diz:

    As pessoas tem mania de achar que cartão de crédito é papai noel,ou um poço cheio de dinheiro sem fim. Passam passam e acham q a fatura nunca chega. Mas não é, e isso vemos o desequilíbrio da pessoa.
    Cartão de credito é um bom aliado quando se sabe usar, e claro pagando no dia de vencimento e o valor integral.
    Sou uma pessoa q sei usa-lo, e ele tem propocionado muitas coisas q as vezes não tenho 100% do dinheiro em maos.
    É necessário uma administração da sua vida financeira

  • Debora Brandão diz:

    é verdade.. para usar cartão de crédito, tem que ser muito disciplinado.

  • Jarlenys Dias diz:

    Olá, Paty.
    Desculpe pela minha ignorância.
    O que o cartão de crédito tem a ver com dívidas? Acima do texto mencionado, a moça diz que estourou o dinheiro no cartão. Quer dizer que o dinheiro que estava no cartão de crédito era emprestado? Por favor, me esclareça. É a minha primeira vez de ter cartão multibanco e não quero ter problemas de dívidas.
    Obrigada.

    • Patrícia Lages diz:

      Eram cartões de crédito e não cartões que vc usa o dinheiro que tem na conta. O banco deu um crédito a ela maior do que ela poderia pagar e ela gastou tudo, ficando endividada. Esse foi o caso. Bjs!

  • Marta Sthefany diz:

    Isso aconteceu comigo também, eu sempre conseguir controlar meus gastos, nunca comprava a prazo, e quando comprava só ficava com aquela conta até terminar pra poder comprar mais. Mais por um erro, adquirir uma divida de 7 mil reais em menos de 9 menes, comecei a comprar em varias lojas no crediário, e estourei 3 cartões de credito, mais tudo isso para preencher um vazios, gastei tudo com comida e roupas para “preencher esse vazio” mais depois vi que só Deus poderia preencher esse vazio. Hoje ainda estou pagando essas dividas, e muito obediência fé e sacrifícios.

  • Sónia diz:

    Eu estou pensado em adquirir um cartao de credito porque tenho um plano bem definido para esse fim. Pelo menos ate agora tenho consigo administrar minhas financas. Mas,foi bom ver essa historia assim ja evito de cair em excessos.

  • Agela Maria Danin Palhares diz:

    Tenho 8 cartões de créditos e nunca estourei nenhum deles, procuro comprar o que eu sei que vai dar para eu pagar procuro fazer pouca parcela ,espero fechar a fatura do mês para fazer novas compras. meus cartoe vencem em datas deferentes assim eu consigo controlar as contas

    • Patrícia Lages diz:

      Menina, e não dificulta a vida ter que controlar tanto cartão?? rs…rs…

      • Agela Maria Danin Palhares diz:

        Não tem alguns que e de loja que eu quase nem uso. E quando eu preciso usar olho as datas do vencimento da fatura e procuro usar o que tem menos valor a pagar ou uso aquele que vai vencer no me seguinte,assim da tempo de receber meu pagamento. obrigada beijos

  • Aline Fernandes diz:

    Muito bom esse depoimento. Terminei de quitar a dívida do meu e sinto um alívio enorme! Tem sido um sacrifício mas também tenho aprendido muito, quantas coisas eu percebo hoje que comprava sem necessidade! Sempre tive apenas um, e ainda assim me enrrolei rsrs mas hoje também aprendi a lição e sou muita disciplinada nas decisões. Seu livro também me ajudou muito Patricia. Deus abençoe! Beijinhos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: