Barquinho salva-vidas

05/08/2014

Barquinho salva-vidas

Em Brasília pode até não ter praia, mas que tem barquinho salva-vidas tem! Quem disse foi a Fabiula Pereira que,…

Em Brasília pode até não ter praia, mas que tem barquinho salva-vidas tem! Quem disse foi a Fabiula Pereira que, aliás, está dentro de um. Complicou? Que nada… Confira o post e saiba de tudo!

É muito bom conhecer as histórias de pessoas que, com as dicas simples do livro Bolsa Blindada, têm conseguido quitar dívidas que antes pensavam ser impagáveis. Um pouquinho de organização e disciplina para seguir as dicas será o suficiente para sair do sufoco e vislumbrar um mar de possibilidades. Veja o que a Fabiula alcançou depois de ler o Bolsa Blindada:

“Olá, Patricia!

Tudo bem? Acabei de ler seu livro e vim correndo escrever meus agradecimentos a você!

Seu livro me ajudou tanto que eu gostaria de expressar com um abraço bem apertado, mas vou deixar para quando você vier lançar seu novo livro em Brasília! rs… rs…

Nem acredito ainda, mas comecei a pagar todas as dívidas e vou terminar de pagar em apenas 5 meses! Agora tenho total controle dos meus gastos e parece que estou num daqueles barquinhos salva-vidas. Posso ver toda a minha vida financeira claramente, o que nunca havia visto antes.

Você virou minha melhor amiga nos últimos dias, pois parecia que estava diariamente ao meu lado, me ensinando passo a passo!

O seu livro me levantou, me ajudou a sonhar de novo, a me valorizar e a me planejar para realizar sonhos jamais imagináveis!”

Fabiula Pereira – Brasília

Faça como a Fabiula e coloque em prática as dicas do livro e aqui do blog. Curta também nossa página no Facebook, que já passa de 120 mil fãs!

Nos vemos!

29 comentários

    Parabens, Patricia! Seu trabalho eh muito especial…

    Parabéns Fabíola, nós que tínhamos dívidas “impagáveis ” sabemos o quanto o livro e os conselhos da Paty aqui no blog são importantes para nos abrir os olhos, até nossa autoestima fica afetada quando estamos descontroladas financeiramente…
    Minha mudança começou com o desafio no ano passado e continua com o desafio da prosperidade…
    Se Deus quizer ano que vem vou estar como nunca antes estive em minha vida
    Bjs a todas as blindetes
    Chego a me emocionar quando leio histórias como a da Fabíola pois me vejo, vejo a minha história também
    Ahh estou compartilhando com as amigas descontroladas financeiramente.

      Essas histórias mostram que é possível mudar!!

    Estou quase terminando de ler o livro e é como a Fabíula mencionou, a Patrícia tem se tornado minha melhor amiga é claro ao lado da Cris, que acompanho tbm todos os dias no blog…Aliás foi onde conheci o Bolsa Blindada! Estou amando, em breve espero ter boas notícias!!!

      Vamos aguardar as suas notícias!! 😀

    Paty bom dia, parabéns por estar ajudando tanta gente. Quando leio esses depoimentos fico tão feliz e fico imaginando a sua alegria também rsrs. Isso motiva mais e mais pessoas a lerem e colocarem em prática o que está em seu livro pois ele é inspirado por Deus eu não tenho dúvidas.
    Beijão.

      O bom é ver que tudo o que passei não foi à toa e está servindo para que outras pessoas saiam do buraco! 😀 Bjs

    moro em Portugal
    onde posso comprar o livro bolsa blindada

      Olá, Clotilde. Creio que em Portugal só é possível comprar a versão e-book, pois não creio haver o livro físico. Tente encontrar na Amazon. com ou em alguma livraria virtual. Obrigada!

    Fabíola, conte como você fez, como negociou com os credores. Quem está num emaranhado de dívidas tem dificuldade de vislumbrar como sair delas. Eu, há anos, vivo num emaranhado de dívidas e nunca consigo sair delas. Montei minha planilha e estou há quase um mês registrando os gastos. Olho para cá, olho para lá e o que vejo é que praticamente pago dívidas e elas nunca acabam. Socoooooorooooooo! rs….Patrícia, Fabíola, a coisa está difícil!

      Oi, Bianca. Vc precisa fazer um plano de pagamento das dívidas e nisso podemos ajudá-la. Veja as dicas aqui do Blog e concentre-se em renegociar o que tiver com juros muito altos. Vc assistiu o curso na Eduk? Bjs

        Oi, Patrícia. Assisti, mas não 100% do curso. Só conseguia assistir depois das 20h30 e no dia seguinte, somente até 10h30. Mas consegui ver 70%, digamos assim. Então…Eu tenho dívida e mais dívidas que nem sei ao certo como adquiri. Às vezes penso que realmente não tenho o dom de lidar com dinheiro. Parece que ele desaparece nas minha mãos, como vento. Mas estou determinada. Montei a planilha e a alimento todos os dias com os gastos. O que deu para perceber olhando essa planilha é que cheguei num ponto em que praticamente o que ganho é para pagar o que devo e sem os gastos normais do mês!!! Refleti sobre isso e a única explicação que achei sobre minha vida financeira é a seguinte: as dívidas nunca acabam porque nos momentos em que sei que não vou conseguir pagar, recorro ao pagamento mínimo de cartão, aos consignados, outros empréstimos, etc. Isso não leva a nada e só está piorando a situação. Isso tem que mudar, porque não poderei viver assim a vida inteira! E olha que já estou nessa vida uns bons anos. Há algum post aqui no blog que possa me indicar sobre um plano para pagamento das dívidas?

          Bianca, vc deve pagar as mais caras primeiro. Negocie o cartão e faça parcelas fixas. Corte todos os desperdícios e outros gastos que possam ser cortados e use tudo para pagar as dívidas. Continue na disciplina de anotar os gastos, mas não só para saber para onde vai o dinheiro, mas sim, para cortar ou diminuir tudo que seja possível. Vai em frente que vai dar tudo certo! Bjs

            Patrícia, farei isso. Espero voltar aqui logo com boas notícias! Um beijão!

    hum estou lendo amando muito bom mesmo parabens pelo seu trabalho, aguardo o segundo ansiosa!

    Boa Noite Patricia!

    Queria saber de você: tenho dividas a serem pagas e que a cada dia cresce sem parar, é aconselhável eu fazer um empréstimo para quitar
    essas dividas e ficar apenas com a divida do empréstimo? estou em duvida em ralação a isso e com medo de me arriscar, por favor me oriente.

    Grata pela sua atenção.
    Que Deus continue te abençoando.

    Bjs… Patricia Motta 🙂

      Sim, é melhor fazer um novo empréstimo com parcelas fixas e juros mais baixos. Busque alternativas no seu banco e não deixe a dívida crescer. Bjs

        Obrigada Paty pela instrução vai me ajudar muito 🙂
        Bjs…

    Patricia voce tem uma previsao do lancamento do seu segundo livro? Estou indo para o Brasil em agosto e fico ai ate o dia 1 de setembro. Amaria de conhecer e adquirir seu novo livro. Bjs

      Oi, Elisangela. Será mais para o final de setembro…

    Que peninha, nao estarei ai

    oi paty, leio seu blog todos os dias , assistir ao seu curso, me abril bastante a visão, como cometir erros e como ando, desorganizada, foi como descobrir uma tesouro,mais sei como resolver mais não tenho dinheireo, estou desempregada a 1 ano, já tetei em vários lugares, meu marido que estar sustentando tudo,mais nossas despessas fixasda e o dobro do que ele ganha esse mês ele passou mal por estresse,não sei mais o que fazer,sou dizimista no pouco que consigo ter , ele também,participo da nação, faço de tudo, vc teria alguma ideia que eu poderia fazer para ganhar dinheiro, não levo muito geito com comid….a, nem com vendas,mais se for necessario eu vendo, me ajude, quero muito aliviar as depesas das costa do meu querido marido, queria muito ter seu livro ,mais nem dinheiro para isso eu tenho….. estou muito chateada.

      Olá, Duda
      Eu creio que o que vc precisa é pensar. Pensar, analisar, refletir. Se vc é dizimista, frequenta a nação dos 318, e faz “tudo”, como vc disse, então como pode estar nessa situação? Não é possível que vc faça tudo e Deus não faça nada. Alguma coisa não está encaixando aí e vc precisa saber o que é, precisa pensar a respeito e pedir a direção de Deus para que Ele mostre o que está havendo.
      Se vc já viu que está desorganizada, organize-se. Se gastam o dobro do que ganham, cortem os gastos pela metade, não há como gastar o que não tem e querer prosperar, concorda? Se você precisa de trabalho, busque fazer alguma coisa. Você disse que se for necessário irá vender alguma coisa, então venda, pois me parece que está sendo bastante necessário. Não fique esperando as coisas acontecerem, é você quem tem que fazê-las acontecer, OK? A mudança não está em ler ou não um livro, está dentro de você. Use essa força e vá em frente!
      Vá na usa fé!!! Beijos!

        obrigada pela atenção, e pelo conselho,depois der ler o que escrevi, e ver sua resposta, eu pude entender, que falta am mim atitude, deus estar fazendo a parte dele, eu ja fiz o que ele pediu, não a nada que me acuse, então eu acho que estar na hora de levantar e agir…bjs eu mando noticias..

          😀

    Tudo muito difícil, Patrícia. Não sei mesmo o que fazer, por onde começar. Não consigo, nesse momento, visualizar nada de bom e nem que eu vá sair dessa situação. Minha cabeça dói de tanto procurar soluções. Não tenho nada pra vender, algo que valha alguma coisa e possa ajudar a quitar alguma das dívidas. Sou assalariada, portanto, tenho apenas aquilo por mês e estou numa bela de uma enrascada…Fico pensando se não é melhor não pagar nada e tentar negociar. Antes de estar devedora, não aceitam acordo algum. Super complicado. Por outro lado, não queria ficar devendo, porque cobram juros sobre juros…Sinceramente, dá vontade de desistir…

      Oi, Bianca. Eu precisaria que vc explicasse melhor, mas veja se é isso: vc tem muitas contas a pagar, mas ainda não estão vencidas, é isso? Não negociam ainda porque vc não deixou vencer e está pensando se deve pagar ou não, para poder renegociar. Bem, se for isso, vc está sofrendo por antecipação, afinal, vc pode estar com sua renda comprometida, mas está conseguindo pagar (melhor do que a situação de muitos!). O que vc pode fazer é tentar uma renda extra para aliviar um pouco a situação ou, avisar o credor que precisa negociar ou não vai conseguir pagar. Espero que seja o que entendi!!

        Exatamente isso, Patrícia. Muitas contas, mas que estou conseguindo honrar aos trancos e barrancos…rs…Mas, se continuar assim, chegarei à inadimplência. Eu quebro a cabeça para tentar encontrar alguma ocupação para gerar uma renda extra. Algo que eu possa fazer no período da manhã. Mas ainda não encontrei nada de útil. Pensei em vender algo, mas o que tenho mesmo são muitos livros. Sobre avisar o credor, já entrei em contato com a operadora do cartão de crédito, por exemplo, e eles dizem que como não há inadimplência, não podem fazer nada. Sinistro…rs…Deve ser porque para os bancos é melhor que a pessoa deva, principalmente no cartão, pois os juros vão dobrar a dívida, quem sabe, triplicar!

          Nesse caso, peça para cancelar o seu cartão e parcelar a dívida com valores fixos mensais. Isso vai te dar um fôlego porque os juros serão bem menores. O bom é que a dívida terá um valor e não vai mais subir todo mês (estou imaginando que vc está no rotativo do cartão, por isso, essa opção seria a melhor!). Bjs

Gostou? Comente aqui!

Deixe um comentário




Outras notícias


Produtos




TV Patrícia Lages




Não perca nada. Seu dinheiro agradece!

Digite seu e-mail no campo abaixo para se
inscrever em nossa newsletter.

Shopping cart

0

No products in the cart.