Você é uma pessoa cheia de dúvidas e percebe que isso só tem atrasado a sua vida? Nesse caso, o que fazer? Confira o post de hoje!

20 dias de reflexão #4 – O que as dúvidas causam

Imagine a cena:

Você acorda pensando em fazer algo, mas como precisa da aprovação das pessoas, conta a sua ideia para alguém.

Esse alguém lhe diz que não acha uma boa, então você já começa a desanimar e a ter dúvidas.

Sendo assim, você procura uma amiga para ouvir outra opinião.

Essa amiga, para poupar você de ter uma decepção (caso seu projeto dê errado), diz que, se fosse você, não faria.

Diante disso, surge outra dúvida na sua mente…

Mas você quer fazer, a ideia é boa e você sente que vai dar certo!

Então, você fala com um parente próximo – pai, mãe ou irmãos – e conta a sua ideia buscando o apoio de alguém.

Porém, eles tentam desencorajá-la para poupá-la de ter de fazer sacrifícios, já que você é a queridinha deles.

O que acontece, então?

Surgem mais dúvidas!

Diante de tantas negativas, você abandona a ideia e se sente frustrada por ser mais um projeto engavetado, mas que poderia ser algo interessante na sua vida.

Se você se identifica de alguma forma com o exemplo acima, você tem deixado as dúvidas vencerem.

E esse é o papel da dúvida: paralisar as suas ações.

A dúvida faz você sentir medo e o medo se encarrega de enterrar suas ideias, sonhos e projetos.

Portanto, você não deve dar lugar à dúvida.

Se você tem uma ideia, ela foi dada a você e a mais ninguém.

Quando você despreza uma ideia, está desprezando quem lhe presenteou com ela.

Imagine alguém lhe dando um presente raro, mas que você joga no lixo sem nem mesmo abrir,  por achar que pode ser algo ruim.

Que desperdício, não?

Então, aja segundo a sua fé e não se apoie na opinião de quem não recebeu o que você tem recebido.

Para ler as reflexões anteriores, clique abaixo.

Dia 1 – Tempo para pensar

Dia 2 – Andar a segunda milha

Dia 3 – Cuide da sua vida

Para ler as próximas, clique abaixo:

Dia 5 – Não se perca pelo caminho

Nos vemos amanhã!

Jornalista, especialista em finanças, autora de 5 best-selleres, colaboradora dos programas Mulheres (TV Gazeta) e Escola do Amor (Record TV). Colunista do portal R7 e youtuber.

  • Forte!! Pensar que ‘Quando você despreza uma ideia, está desprezando quem lhe presenteou com ela’ , me fez refletir que muitas vezes desprezamos o próprio Deus que nos deu inteligência e nos presenteia com ideias que poderiam mudar nossas vidas, e simplesmente por covardia nós nem ao menos tentamos…

  • Provérbios 2:1-6
    Filho meu, se aceitares as minhas palavras, e esconderes contigo os meus mandamentos,
    Para fazeres o teu ouvido atento à sabedoria; e inclinares o teu coração ao entendimento;
    Se clamares por conhecimento, e por inteligência alçares a tua voz,
    Se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares,
    Então entenderás o temor do Senhor, e acharás o conhecimento de Deus.
    Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca é que vem o conhecimento e o entendimento.
    …. vale a pena terminar a leitura!!
    Isso sim é não dar espaço para dúvida!!
    Beijos, Vânia

  • Patricia te acompanho diariamente aqui de Cabo Verde(África).
    Por um bom tempo engavetei meus sonhos por causa de comentários,como os que vc citou acima,mas hoje eu assumo o controle da minha vida,e todas as consequências que isso acarreta.
    Aprendi e fazer tudo em silêncio,conto meus projetos pra no maximo 3 pessoas,e vou lá e faço.
    Acredito que a maioria não realiza seus projetos por medo,pois as pedradas são muitas e desanimantes,mas quando vc aprende a blindar os seus ouvidos e a mandar um dane-se interno tudo fica mais fluido.
    Obrigada pelo canal,adoro sua entonação de voz e dicção.

  • Oi Patrícia!
    Adoro seus posts,leio sempre que possível.
    Pura verdade,sempre ficamos presos por deixar de fazer o que realmente queremos,pensando nos outros,se vamos magoar alguém,mais eles não pensam em nos,na nossa felicidade.

  • Isso ai! Deus me deu uma ideia que tenho deixado de lado tem algum tempo! Não será fácil Paty, mas a certeza de que vai dar certo é grande. Essa ideia foi um presente, sei que vou ter que fazer vários sacrifícios, mas não posso desprezar esse presente né?! 🙂

  • Olá Paty querida. Já a tempos atrás que me deixava levar pela opinião alheia e permitia que destruísse meus sonhos. Mas cresci graças ao teus ensinamentos. Estou hoje numa fase da minha vida que não permito mais isso corro atrás sim do que acredito e tem dado certo. No mínimo prefiro correr risco de errar por ter tentado e jamais deixar de fazer algo que acredito por influência alheia.

  • Nunca me esqueço de uma frase que você falou em um vídeo há algum tempo: “Não deixe que a dúvida dos outros anule suas certezas”… tenho trazido isso comigo e tenho tido bons resultados em minha vida.

  • Oi Paty! Acho que todo mundo já passou por algo assim, nem que fosse quando criança. Hoje, com quase 50, estou lutando para vencer esse medo e acreditar que consigo. Espero que as próximas reflexões me ajudem nessa caminhada! bjos!

  • Nossa ,não ti há visto estes posts , vi hoje todos .Não vou perder mais nenhum dia !
    Patrícia você é uma pessoa abençoada, ajudando e incentivando muitos mulheres como eu ,que estavam sem rumo ,dando tudo por perdido , mas depois que encontrei seu blog ,estou reescrevendo minha historia! Que Deus te abençoe muito nessa jornada ! Forte abraço ,bjos!

  • Bom dia , Patrícia ! Comigo já aconteceu de contar alguns projetos e receber um balde de água fria. Aprendi que como você falou se recebi um presente de Deus , foi algo individual meu tempo que pedir direção para Ele e não para às pessoas. 😘😘

  • Achei que você estivesse me descrevendo no início 😅. Amei a reflexão, muito boa! Realmente, por motivos diversos as pessoas não conseguem se colocar no lugar das outras a ponto de saber se algo vai ser bom, ou vai fazer feliz. E o simples fato de tentarmos algo novo, traz satisfação por ter acreditado em si mesmo, e experiências. Ter opinião própria tem a ver com a auto-estima, pois se algo der errado, a pessoa sabe que não vai se influenciar pelos julgamentos alheios. Obrigada pela reflexão!

  • Crer em si é uma chave valiosa. Obrigada Patrícia. Seus posts são discernimento na minha vida!

  • Esse post me serviu e muito!! Me identifiquei, infelizmente! rs
    Porém, vou melhorar!

    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *