Muitas mães se veem sobrecarregadas por tantas atribuições que a vida moderna lhes trouxe. Casa, trabalho, contas a pagar e a tarefa mais difícil de todas: educar filhos. Hoje você vai conhecer uma escola diferente!

ProfessorasA primeira vez que ouvi falar sobre essa escola pensei na hora: era isso que estava faltando! No mundo de hoje criar filhos é um desafio. A escola pública que, na minha época, era exemplo de qualidade, hoje anda aos trancos e barrancos. A programação da TV tem de ser vigiada, pois a criança aprende coisas fora de hora e a infância acaba antes do tempo. E, fora tudo isso, a internet abre uma janela – muitas vezes perigosa – de infinitas possibilidades.

A Godllywood School é uma escola que ensina valores essenciais, mas que acabaram ficando perdidos em algum momento da história. Desde aprenderem a receber uma visita em casa (e deixarem de correr para se trancar no quarto!), colocarem a mesa e como se portar nas refeições, até saberem reconhecer que ainda não têm maturidade para o namoro e a se preservarem para o casamento. Nessa escola não é “normal” uma menina de 14 anos já ter tido vários namorados e estar grávida do ex. Elas aprendem a se valorizar e a exigir o respeito a que têm direito.

cozinha1-1

A escola oferece minicursos de 8 semanas com diversos módulos que tratam de vários assuntos (veja mais abaixo).

Screen Shot 2016-07-07 at 08.33.50Um deles é finanças, onde tenho o privilégio de poder passar alguns conceitos para que as alunas aprendam a ser consumidoras conscientes e a valorizarem o trabalho dos pais. Muitas delas chegam à escola achando que os pais têm obrigação de lhe dar um iPhone 6S Plus (de quase 4 mil reais) e uma Bebê Reborn (que pode passar dos 2.500), mas saem conscientes de que há outras prioridades e necessidades.

Veja os módulos que fazem parte dos temas da Godllywood Shool:

  • Comportamento social: como se portar diante das pessoas, ser hospitaleira, se organizar para receber uma visita;
  • Internet: como proceder nas redes sociais para não exporem sua imagem de forma errada. O que devem curtir e como devem fazer comentários nas redes sociais;
  • Colaboração em casa: ajudar os nos afazeres domésticos: arrumar a cama, organizar seu guarda-roupas, limpar seu quarto, como colocar a mesa e a se portar durante as refeições, ajudar a limpar a cozinha depois das refeições, passar roupa e pregar botão;
  • Cuidados com o corpo: orientações dadas por médica ginecologista e cuidados com a alimentação com dicas de nutrição;
  • Cuidados com a estética: dicas para pele, cabelo e unhas;
  • Moda: como montar looks adequados ao seu biotipo e idade;
  • Relacionamento amoroso: reconhecerem que é preciso ter maturidade para namorar, aprenderem a se valorizarem e a importância de se guardarem para o casamento;
  • Finanças: conhecem as despesas básicas que uma casa exige, aprendem a valorizar o trabalho dos pais, a priorizarem as necessidades acima dos desejos e a serem proativas e visarem o empreendedorismo no futuro;
  • Caráter e personalidade: de forma lúdica e usando bonecas, a criança aprenderá a resgatar valores. Elas vestirão as bonecas adequadamente, darão um nome, criarão uma personalidade e  projetarão um futuro para elas;
  • Fé: aprenderão a manter sua postura de fé diante de um mundo que desvaloriza as coisas espirituais e aprenderão como manterem sua fé definida no Senhor Jesus desviando-se do mal.

bonecas1

Em todas as aulas as alunas receberão um lanche e aprenderão a se servirem sozinhas e a se portarem durante a refeição que inclui um chá entre amigas com um bolo feito em sala de aula. Elas amam!

Godllywood School fica em São Paulo e podem ser matriculadas meninas de 6 a 14 anos (que serão separadas por idade para formar as turmas).

As inscrições para agosto já estão abertas. Você pode saber como inscrever sua filha clicando aqui.

E se você não teve a oportunidade de aprender sobre finanças quando criança, peça já um kit com os livros Bolsa Blindada e Bolsa Blindada 2 que estão em promoção. Para saber o que o conteúdo dos livros traz, assista o vídeo abaixo onde explico tudo em menos de 3 minutinhos.

Nos vemos!

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Que trabalho exemplar! Parabéns a equipe. Eu gostei muito do post. Pena que o curso é somente oferecido na cidade de São Paulo. Mas se for o caso vale muito a pena o investimento de levar a filha para participar. Boa instrução é sempre bem vinda!

  • Boa tarde Patty,
    Que escola mais linda !!!
    E acima de tudo onde as Meninas Aprendem a se tornarem verdadeiras Princess V.
    Olha eu moro no outro lado do planeta mas se tivesse uma filha dessa idade não exitaria a fazer o sacrificio da viagem para ela aprender tantos ensinamentos preciosos!!
    Parabéns ???

    • Geralmente as pessoas que estão mais longe dão mais valor do que as que estão aqui ao lado, mas espero que isso mude e as pessoas reconheçam e valorizem mais as oportunidades que estão sendo oferecidas. Beijos a todos aí na Tunísia!

  • Parabéns pela iniciativa!
    Que venha logo para o Rio de Janeiro,pois nós mães cristãs estamos com poucas opções para nossos filhos.É uma ótima oportunidade!Que Deus abençoe ricamente esse projeto!

  • Essa Escola realmente é bárbara!!! Pena ainda não ter para os meninos. Você sabe se isso vai acontecer?!! Pois as meninas sempre estão à frente de tudo quando crianças e também adultas, normalmente são mais maduras e amadurecem bem antes dos garotos. Por isso, acho muito importante uma Escola também para os meninos dessa idade, caso contrário eles serão ainda mais imaturos que elas, não acha?! Aguardo contato sobre as novidades sobre isso. Super abraço.

    • Algumas mães de meninos comentaram comigo que achavam “errado” que essa escola ensine só as meninas a se encarregar da casa. Mas quando perguntei se essas mães matriculariam seus filhos para aprender a ajudar em casa a resposta foi “claro que não, ele é menino!” Então, vai entender… hahahaha! Mas eu compreendo o que vc quis dizer e tb acho que os meninos precisam desse tipo de orientação, vamos ver o que vem pela frente! Beijos, Erika! 😀

      • Obrigada querida Patrícia pela resposta! E saiba que o meu menino lava louça; arruma sua própria cama; guarda louça; retira os lixos; gosta de ajudar a fazer bolo e sobremesa! Em breve aprenderá fazer comida também como o pai! Beijocas!

  • ótima ideia essa escola, pena que não tem em outros estados, seria ótimo se em cada capital tivesse uma, pois ficaria mais fácil para as mães levarem as filhas.
    bjs

  • Ha mais uma vez São Paulo, isto é muito mas miito bom mesmo seria uma boa ideia espandir por todas as Igreja Universais o povo agradece beijos grandes e parabens pelo post????

  • Sou do interior de Sao Paulo, estou à 4h da capital. Gostaria de saber se ainda tem vaga para menina de 7 anos. E se cado não possa ir em alguma aula se pode faltar?

    • Olá, Gislaine. Vc precisa entrar em contato pelo link que está no post, pois eu não tenho essas informações. 😀

  • Bela ideia. Poderiam inventar a versão para meninos, com aulas de marcenaria, elétrica, carpintaria, esportes e, é claro, boas maneiras, finanças, comportamento social, estímulo ao espírito investigativo e pesquisador, comportamento na internet e também cuidados consigo mesmo e respeito a si mesmo e aos demais. Assim como as meninas aprendem a serem verdadeiras damas, os meninos poderiam aprender a serem verdadeiros “lordes”.

  • Olá Paty, tudo bem!Sou da mesma opinião da Erika, tenho 3 meninos e acho muito importante eles ajudarem em casa. O meu filho de 11 anos lava o quintal todos os dias, enxuga a louça, arruma a cama dele, o meu filho mais velho que hoje tem 20 anos também fazia isso, o meu filho de 4 anos arruma os brinquedos e me ajuda a guardar as cuequinhas e meias dele, enfim aqui todos me ajudam, inclusive meu Esposo que quase sempre me ajuda com o almoço, trabalhamos juntos e porisso me ajuda com a refeição. Gostaria muito que tivesse uma escola assim para que os meus meninos aprendessem ainda mais. bjos.

  • D Patricia, Portugal espera uma escolinha como essa também. Por enquanto vou praticar. Nunca tinha pensado em ser professora dos meus proprios filhos. Tenho certeza que vai ser um sucesso.
    Um beijinho. Obrigada por todos os ensinamentos.

  • Olá!
    Vi que já foi comentado sobre a falta desta iniciativa para meninos… é realmente lamentável ver que o machismo predomina, pois tudo é cobrado da mulher, desde a infância, passando pela adolescência (sim, pq NÓS temos q nos preservar, e ELES não são educados a respeitar!), e na idade adulta, temos obrigação de tudo. Li coisas q gostei mto, como os comentários das mães q ensinam seus filhos a cooperação desde cedo, parabéns a vcs 😉 Confesso ter ficado realmente assustada com o conteúdo de “bom comportamento” e “prendas domésticas” voltado total e somente às meninas… espero q a iniciativa se expanda aos meninos, pois só assim conseguiremos mudar nossa sociedade para melhor. Patrícia, me desculpe a crítica sobre este assunto, já acompanho o blog há bastante tempo e gosto mto, parabéns por seu trabalho!!

    • Carol, uma mãe de menino criticou a escola dizendo que deveríamos ensinar os meninos tb. Perguntei a ela se matricularia seu filho e ela foi firme na resposta: “Claro que não! Ele é menino!” O machismo realmente predomina, mas não é por causa da escola…

  • Paty, me emociono cada vez que leio algo a respeito de resgate de valores…. posso me matricular? Sou uma jovem chegando nos 50 anos, rsrs…. Beijos querida.

      • Eu teria evitado no mínimo….. todos os “passos em falso”!! Beijos, minha amiga!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *