Há quem seja capaz de criar um problema para cada solução, dificultando a resolução de questões simples e gerando estresse sem necessidade. Será que você é assim?

Um problema para cada solução!

Este assunto é tema de um capítulo inteiro do meu livro “O sucesso não cabe na bolsa”.

Isso porque hoje em dia é muito fácil encontrar pessoas que apresentem um problema para cada solução.

Muitos preferem reclamar do que agir, criticar do que incentivar e atrapalhar em vez de ajudar!

Será que você é assim?

Faça o teste abaixo e depois leia o texto na minha coluna do R7 (link mais abaixo).

 

Pequeno teste para detecção de raios “problematizadores”

 

Escolha a resposta mais próxima à sua realidade hoje (seja sincera, afinal, só você vai saber!).

 

Toda vez que você ouve uma história de sucesso qual é a sua reação?

  1. Buscar um motivo para diminuir o mérito da pessoa, pensando que ela deve ter tido alguma facilidade que você não teve;
  2. Se achar injustiçada, pois deveria estar no lugar daquela pessoa (mesmo não tendo feito o que ela fez);
  3. Sente-se desmotivada porque sua vida não é tão boa ou tão fácil como a daquela pessoa;
  4. Age com desdém, fingindo não ligar para o sucesso dos outros;
  5. Reconhece que deveria estar mais à frente e sente-se motivada a mudar.

 

Imagine que você acaba de receber flores, qual é a sua reação?

  1. Flores além de caras não duram nada. Poderia ter me dado outra coisa;
  2. Essa planta vai me dar mais trabalho do que eu já tenho;
  3. Que falta de criatividade… não é porque sou mulher que sou obrigada a gostar de flores;
  4. Até gosto de flores, mas não dessas que me lembram enterro;
  5. Escolhe um lugar para colocá-las onde possam ser vistas na maior parte do tempo.

 

Imagine que um local que você frequenta com assiduidade (pode ser trabalho, academia, casa de alguma amiga, supermercado etc.) muda para um lugar melhor, mas fica mais longe da sua casa. Qual é a sua reação?

  1. Eu sabia… estava muito bom para ser verdade;
  2. Com certeza irei com menos frequência ou nem irei mais;
  3. Aposto que logo vão se arrepender de não terem ficado onde estavam;
  4. Devem ter mudado porque não davam conta de pagar as despesas;
  5. Vou fazer um esforço maior, mas se o local é melhor não tem problema.

 

Se as suas respostas foram todas alternativa 5, ótimo!

Você não emite raios “problematizadores”!

Mas se escolheu qualquer outra alternativa, você está “problematizando”…

Confira o texto completo sobre o assunto clicando neste link.

 

Se você quer saber mais sobre o livro “O sucesso não cabe na bolsa”, clique aqui.

Nos vemos!

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Oi Paty, tudo bem? Se não se importa, gostaria de dar as minhas próprias respostas às 3 perguntas:

    – Adoro histórias de sucesso, justamente porque as considero um estímulo. Mas, principalmente, se esse sucesso for relacionado ao ser humano (mente/espírito/personalidade), sem precisar estar relacionado ao dinheiro ou à fama/poder.
    – Adoro flores! Só fico com dó daquelas que foram cortadas e não plantadas, exatamente por não durarem muito. As plantadas duram mais e, dependendo da planta, voltam a dar flores.
    – Com relação ao local, se ao mudar para um lugar melhor, tudo for melhor (tamanho da loja e suas opções de produtos, por exemplo), apesar de não gostar muito de ter que ir mais longe, eu sei que vou gostar da mudança. Meu irmão mais velho saiu de um micro apto em SP para uma casa enorme em outro município e eu adoro ir visitá-lo, exatamente pq o lugar é super gostoso e tem uma vista linda!

  • Patricia, boa noite!
    Que bom que encontrei vc.
    Olha só, estou endividada até o pescoço… Onde encontro o seu blog?

    • Oi, Lusimar. Você está no meu blog! Era isso mesmo que vc queria perguntar??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *