O que é o rotativo do cartão de crédito?

Aquela opção de pagar o mínimo da fatura sem ter que pedir nada a ninguém pode parecer a salvação para o seu orçamento, mas não é! Saiba o que é crédito rotativo e como livrar-se dele.

cartao

Todas as segundas-feiras tenho o prazer de levar aos ouvintes do querido Léo Miranda informações sobre finanças pessoais em seu programa Manhã Record, da Rádio Record de São Paulo AM. E hoje o assunto foi cartão de crédito, com as linhas abertas para os ouvintes fazerem suas perguntas. A questão mais frequente é o tema principal do post de hoje: o que é o rotativo do cartão, então, vamos lá!

O rotativo é uma espécie de linha de crédito pré-aprovado, como o cheque especial, e que oferece a possibilidade de não quitar integralmente a fatura do cartão. Quando uma pessoa recebe uma fatura mais alta do que esperava e não tem como quitá-la 100%, parece muito providencial a operadora oferecer a opção de pagar menos e ainda continuar utilizando o cartão. Parece, mas não é!

O rotativo é facílimo de usar, basta você pagar qualquer valor entre o mínimo e o total da fatura, mas o difícil depois é sair dele… Isso porque sobre o valor que você deixou de pagar, incidirão juros altíssimos (um dos maiores do mercado) e a conta vai ficando cada vez mais alta.

Veja algumas dicas para não entrar no rotativo do cartão de crédito:

  • Fixe um valor máximo para usar mensalmente no seu cartão de crédito e procure não ultrapassa-lo. Vá contabilizando os comprovantes para não perder o controle dos gastos;
  • Se você não conseguir pagar uma fatura, prefira pedir o parcelamento do valor do que entrar no rotativo. Isso porque, se você não conseguir quitar o rotativo no mês seguinte, incidirão mais juros sobre os que já foram cobrados e a conta não vai parar de crescer. Já se você pedir o parcelamento também terá juros, mas serão calculados uma vez e você terá parcelas fixas. Isso significa que saberá o valor a pagar e não mais incidirão juros sobre as parcelas futuras;
  • Não empreste o seu cartão, pois ainda que a pessoa pague o valor gasto, seu limite de despesas será reduzido e, se você precisar usar em uma emergência, não terá limite disponível. E se a pessoa não pagar, você terá de arcar com a despesa e todos os juros que incidirão sobre ela. Fuja desse tipo de coisa!

Se você tem alguma dúvida sobre como usar o cartão de crédito, deixe sua pergunta abaixo. E para não perder nada aqui do blog…

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Carla diz:

    Sim, tenho várias dúvidas..
    A receita federal cruza o valor gasto no cartão com minha renda?
    O melhor a fazer é cancelar os cartões com anuidade e optar por um só sem anuidade? Tipo o NuBank, você conhece?
    Como saber se o seguro do carro é mais vantajoso pagar a vista? Na ligação que fiz para cotar um seguro, eles oferecem um cartão de crédito dizem dar desconto se utilizar o cartão para parcelar o seguro.

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Carla. Não posso lhe dizer o que a receita faz com os dados do seu cartão. Quanto à anuidade, o melhor seria pagar o mínimo possível de anuidade, pois não vejo nenhum benefício em pagar. Os “serviços” que oferecem em troca desse pagamento nunca me pareceram atrativos (e eu nunca usei nenhum). O seguro do carro será mais vantajoso pagar à vista se vc conseguir um bom desconto. Eu já fiz um cartão para ter 10% de desconto no seguro e valeu muito a pena. Bjs

  • Cidalia diz:

    Ensinar também é Servir.

    Dicas valiosas para quem está e para não entrar nesses ninhos…
    Obrigada et uma linda semana,
    Cidalia

    • Patrícia Lages diz:

      😀

  • Célia diz:

    Oi..eu sempre me endividei no cartão de crédito e com isso meus maiores problemas sao pagar juros abusivos do cartão. Reparcelo e vai e sou endividada com isso. Sei que por ser funcionaria publica essas facilidades com empréstimo consignado são meus problemas. Tenho te ouvido, li seu livro. Oućo muito sobre educação financeira. Queria saber se existe algum caso que operadoras ou bancos teve que rever e devolver tantas cobranças abusivas? ?Quero acabar com essas contas e penso em entrar com um negociador.

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Célia. Não tenho conhecimento de casos em que o credor teve de devolver as cobranças, ainda que abusivas. Se vc não está conseguindo pagar, tente negociar com o credor de forma amigável. Se não conseguir, procure o Procon ou algum órgão de defesa do consumidor para que estudem seu caso em particular. Bjs

  • DIANA diz:

    Buenos dias estimada Patricia, este es mi mal desde hace 16 años vivo esclavizada de las tarjetas pagando el minimo cada mes, estoy en la iglesia desde hace 18 años he obtenido muchas conquistas en múltiples aspectos pero el librarme de estas malditas tarjetas hasta ahora no lo logro, le pido dirección.
    Soy profesional, gano bien gracias a Dios pero dia a dia me endeudo mas y mas.

    • Patrícia Lages diz:

      La dirección está dada: cancele las tarjetas y pague la deuda en parcelas. No hay otra cosa que hacer!

  • Luciene Santos diz:

    Boa tarde Patrícia, primeiro quero agradecer
    por todos os posts ajuda muito, muito obrigada.
    gostaria de saber se é obrigatório pagar anuidade do cartão de crédito?

    • Patrícia Lages diz:

      O cartão pode cobrar anuidade sim, mas nada impede que tentemos negociar e ter um desconto. Com o passar do tempo e conforme o seu relacionamento com a operadora, ela pode suspender essa cobrança.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: