Nossas escolhas diárias podem mudar o rumo da nossa vida. Mas quando tomamos decisões precipitadas o saldo quase sempre é negativo.

O perigo das decisões precipitadas

Estamos vivendo em uma época que, ao ligar a TV ou acessar as notícias, inegavelmente ficamos aborrecidos, chateados e até mesmo temerosos.

A maior parte das notícias trata de violência, morte, doenças e tudo de ruim que pode assolar os seres humanos, quer tenha sido causado por ele mesmo, quer tenha sido causado por questões exteriores.

E a questão é que tudo isso traz o temor e o que o livro “Pão Nosso para 365 Dias” classificou como “o terror da ameaça”.

Ontem, dia 23/03, li nesse livro – que aproveito para indicar – a mensagem que transcrevo abaixo. Acompanhe.

 

Então, vieram alguns que avisaram a Josafá, dizendo:

Grande multidão vem contra ti dalém do mar e da Síria;

eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é Ein-Gedi.

Então, Josafá teve medo e de pôs a buscar o SENHOR;

e apregoou jejum em todo o Judá.”

 

Josafá, rei de Judá, foi pego de surpresa quando seus ministros trouxeram a notícia de que inimigos ferozes haviam se unido para invadir sua nação.

E o pior, já estavam próximos a Jerusalém.

A reação imediata foi de medo. O sentimento era de inquietação desesperadora.

Não estava preparado para a guerra e nem tempo hábil havia para preparar-se.

Só quem já viveu ou está vivendo sob ameaças de morte pode avaliar aquela situação.

quantas vezes, hoje, somos invadidos pelo mesmo tipo de pavor? O espírito do terror cega suas vítimas ao ponto de impedi-las de verem luz no fim do túnel.

Mas, quero alertá-los:

Os fatos nem sempre condizem com aquilo que se ouve falar.

Quantos tomam decisões precipitadas sem saber que a situação não era exatamente como se estava pensando?

Diante daquele quadro, conhecendo a história de seus pais, suas conquistas pela fé no Deus de Israel, Josafá não titubeou e se dispôs a buscar ajuda do Alto.

A resposta de Deus a Josafá é a mesma que Ele dá aos que O buscam hoje, em reação ao terror da ameaça:

Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, mas de Deus

(2 Crônicas 20.15)

 

Não importa o tamanho da ameaça, nosso Deus é infinitamente maior. E Ele vai na frente nesta batalha para lhe dar livramento.

 

Não se deixe levar pelo pavor. Busque a Deus, pois a batalha é Dele e Ele lhe dará livramento.

 

Detalhe: o lançamento desse livro foi em 15 de janeiro de 2016.

 

Nos vemos!

 

Confira o post anterior clicando aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Olá Patrícia, bom dia! Parece mesmo que esse livro de 2016 estava, no mínimo, buscando alertar seus leitores para os desafios de uma longa jornada… Acrescento o que está em Josué 1,9 “9.Isto é uma ordem: sê firme e corajoso. Não te atemorizes, não tenhas medo, porque o Senhor está contigo em qualquer parte para onde fores”.” Abraços!

  • Bom dia Patrícia! Eu sempre fui muito precipitada em minhas decisões, ainda bem que nunca me arrependi de nada, porém, hj sou mais comedida para decidir algo, a maturidade nos ensina. 🤗

  • Bom dia!
    A Palavra de Deus não muda e nem mudará. Ela é mais atual que o noticiário de amanhã! Como é bom pertencer a este Deus de amor!

  • Essa mensagem apesar do ano da sua publicação, cai como uma luva aos dias atuais. Precisamos sim, pensar em nossas atitudes (ou a falta delas) e o que isso nos traz (ou deixa de trazer). Vejo que esse tema também se relaciona com a ansiedade do futuro, o fato de não termos “controle” sobre o que vai acontecer, aliado a nossa sugestões ruins, traz esse sentimento de temor. Mas assim como no passado, o exemplo está claro do que fazer e o resultado obtido. Só devemos seguí-lo.

  • A Bíblia tem sido meu alimento que me encoraja e me ensina como devo confiar e buscar ao Senhor.
    Isso nos ajuda a não temer o mal.
    E viver cada dia confiante em Deus, pois tudo está no seu controle.

  • Boa tarde Patrícia
    Reflexão muito boa!!!
    Recebir de presente de uma irmã o livro : O Pão Nosso para 365 Dias , fiquei muito feliz pq o livro é simplesmente maravilhoso e nos ensina a viver sempre melhor.
    ❤️💕💋

  • Boa tarde Patrícia!
    Deus nos dá as armas, tolo aquele que não as utiliza!
    Tudo está muito triste, ameaçador, sofrido, mas Ele está no comando.
    Se não fizermos o Detox espiritual, mental, corporal, ambiental e todos os “al” fatalmente iremos ter decisões precipitadas como indica o título do posto de hoje.
    Beijos!

  • Olá Patrícia! Ótimo texto, tenho esse livro e medito nele todos os dias pela manhã.

  • Oi Patrícia,
    A palavra de Deus tem todas as respostas para qualquer situação, quando confiamos em Deus, assim como Josafá, não tem como dá errado. Deixar ser dominado pelo medo é o mesmo que não confiar nele, e não acreditar nesta palavra, o que podemos fazer, fazemos, o impossível, entregamos a ele. Em situações como essa, antes de tomar qualquer decisão, devemos primeiro falar com Deus, e confiar, mesmo quando tudo parece impossível.

    Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *