Diante das notícias atuais, precisamos mais do que nunca manter a cabeça no lugar e não abrir mão de conservar uma mente sã.

O desafio de manter a mente sã

Creio que você não tem a menor dúvida de que, de uns tempos para cá, o errado virou certo e o certo virou errado.

Mas será que você tem conseguido perceber nas entrelinhas o quanto o errado vem sendo normatizado?

Muitas manchetes que aparecem na grande mídia usam de manobras linguísticas para manipular as notícias e fazer, aos poucos, com que os bandidos virem mocinhos e vice-versa.

Veja esta notícia, por exemplo:

 

Passageiro reage a tentativa de assalto a ônibus e mata suspeito em Salvador

Passageiro estava em um ônibus que fazia a linha a Paripe-Rodoviária, quando sacou a arma e atirou no suspeito que assaltava o coletivo

Percebeu a sutileza da manchete? “Suspeito”…

Como assim suspeito? O sujeito estava assaltando o ônibus, logo, não se trata de “suspeito”!

Mas a coisa fica ainda pior, acompanhe:

Um passageiro de um ônibus que fazia a linha Paripe-Rodoviária reagiu a uma tentativa de assalto, baleou e matou o suspeito

 

Toda ênfase para o fato de que o passageiro não só baleou, mas também matou o coitado do “suspeito”.

Agora, veja se foi apenas uma “tentativa” de assalto:

 

 

De acordo com informações da polícia civil, o suspeito saqueou os passageiros e agrediu uma mulher que se recusou a entregar os pertences. Nesse momento, um passageiro sacou e atirou contra ele.

 

O texto mal começou e já estamos na quarta menção ao passageiro que matou.

Inegavelmente a forma como a matéria foi desenvolvida chega a dar ânsia de vômito!

O sujeito saqueou os passageiros, não foi uma “tentativa”, pois ele só não levou o que saqueou porque foi morto.

Além disso, agrediu uma mulher que não aceitou ser assaltada, mas que é descrita como alguém que “se recusou a entregar os pertences”.

Esse tipo de manipulação é para justificar a ação do bandido, ou seja, ele agrediu porque ela reagiu.

Então, a culpa é de quem?

Se ela tivesse colaborado com o “suspeito” e não fosse tão apegada aos seus pertences, nada disso teria acontecido, não é mesmo?

Se você tem estômago suficiente e quiser conferir a matéria completa publicada pelo G1, clique aqui.

 

Diante de tudo isso, fica o desafio nada fácil de nos mantermos “acordados” e não perdermos de vista o compromisso de permanecer com uma mente sã.

 

Nos vemos!

 

Confira o post anterior clicando aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Olá Patrícia! Interessante, porque quando li essa matéria, também tive essa mesma percepção: “-Mas como assim?! Suspeito?!!”, não entendi. De fato, precisamos tomar cuidado com as manipulações sutis, que tentam nos convencer de que o errado é que está certo, e vice-versa. Nos dias atuais, manter a nossa mente saudável é quase que um desafio diário, é necessário muita vigilância com tudo o que vemos e ouvimos para permanecermos com nossas mentes sãs.

  • Bom dia Patrícia! Eu quero morrer de raiva quando o repórter dá a notícia e se refere ao delinquente, ao bandido, ao marginal como “adolescente” , pense que eu fico no veneno, por essas e outras vivo no meu mundo de “bob”, ñ assisto tv, só a novela das 21 da Record, quase ñ olho facebook, só assisto os vídeos no youtube que eu gosto. 🤗🤗

  • Boa tarde, a cada dia temos que se manter o quanto mais afastado melhor.
    Já tem 2 anos que eu e meu esposo não assistimos noticiário, apenas algum vídeo no YouTube sobre hortas ou os da igreja.
    Agora com a novela Genesis, a noite assistimos pelo play plus. A hora que quiser.
    Longe de notícias distorcidas.
    Att mais 🌸

  • Isto de fato dá ansia… ansia por ver notícias sérias e não estas que sugerem que o bandido era suspeito e a pessoa que ajuda é a errada…

  • Pior ainda é ver as pessoas honestas querendo trabalhar, e muitas foram taxadas de criminosas apenas porque decidiram abrir os seus comércios, e em alguns casos foram até presas e outras multadas.

    E quem está assaltando, matando, defraudando e abusando está sendo aplaudido.

    É um tremendo absurdo quando vejo nas reportagens a polícia prende um cidadão que praticou um crime, ele entra e sai da cadeia como se nada tivesse acontecido.

    É um trabalho de enxugar gelo!

    A polícia prende, o juiz solta!

    A impunidade é tanta que os bandidos pintam e bordam porque sabem que não vão sofrer nenhuma consequência dos seus delitos.

    Grande abraço pra você Patricia e que Deus te abençoe grandemente.

  • E o flagrante não é do tal suspeito , é de quem reagiu a ele que vai pagar a conta e esperar pela justiça de Deus.

  • Boa tarde querida
    Na Bíblia nós adverte: orai e vigiai .
    A mídia só apresenta aquilo que só nos deixa para baixo; por isso que já deletei o face ,não me fez falta.
    Prefiro manter minha mente sã dessas baboseiras todas que não nos edifica em .
    nada.
    Gosto mesmo é de ler bons livros, assistir bons vídeos etc
    Tenha uma boa tarde
    🌼🙏😀

  • Olá, Patrícia, boa tarde,
    “O passageiro, que ainda não foi identificado, fugiu logo em seguida.”
    Agora é a parte de pensar no desumano passageiro que fugiu???
    Isso é nojento!

  • Olá Patrícia, boa tarde! Essa manchete do jornal que noticiou “o suspeito” traz o tipo de “mentira confortável” para aquelas pessoas defensoras dos “frascos e comprimidos” que fazem questão de “florear” a realidade com uma “verdade conveniente” para vender ainda mais esse tipo de matéria para seus “fiéis leitores”. Alguém poderia até dizer “isso não acontece, não é possível”, pois está aí a expressão da hipocrisia! Acrescento o que está em Romanos 12, 2 “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que lhe agrada e o que é perfeito.” Abraços!

  • Olá Patrícia!
    A palavra suspeito só pode estar carregada de boas intenções para não assustar as próximas vítimas, por isso que a violência cresce a cada dia em nosso país, são resultados de notícias como essa, faz do opressor de vítima, ele estava assaltando e ponto, é bandido e ponto.
    Para manter a mente sã, temos que ser seletivo nas mídias, e ler o que realmente não vai nos fazer mal.

    Grande abraço.

  • Se você tem estômago suficiente ….

    Sinceramente, não tenho e nem a TV tenho assistido, é muito sensacionalismo para muito pouco, muito mimimi, e realmente não é para mim! Escolho a uma leitura e ou uma série que possa fazer com que sorria e me divirta com a minha família…..

    Obrigada.

  • Olá, Patrícia!

    O mais triste é saber que muitos brasileiros só conferem as manchetes.
    Poucos se dão ao trabalho de ler a notícia completa.

    E os boatos vão se espalhando pelas redes sociais de forma distorcida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *