Networking, ou seja, sua rede de relacionamento, precisa não só ser formada, mas ser cultivada e isso exige disciplina. Confira!

Networking, a disciplina do network

Primeiramente, vamos começar com as definições das palavras network e networking:

 

O termo network vem da junção de duas palavras em inglês: “net”, que é rede e “work”, que é trabalho, e significa rede de relacionamentos ou rede de contatos. 
A palavra Networking é a atividade de cultivar essa rede de relacionamentos.

E, como vimos no post anterior, O livro bíblico de Provérbios já falava sobre isso (27:10):

Não abandone o seu amigo nem o amigo de seu pai;
quando for atingido pela adversidade não vá para a casa de seu irmão;
melhor é o vizinho próximo do que o irmão distante.

 

Todo mundo precisa de uma rede de relacionamentos, pois ninguém é capaz de fazer tudo sozinho.

É preciso formar seu network, mas além disso, é preciso cultivar essa rede mantendo contato periodicamente.

Em Provérbios encontramos os conselhos de não abandonar o nosso amigo nem o amigo do nosso pai, ou seja, manter relacionamentos novos e antigos.

Mas repare no detalhe de que está no singular: “o seu amigo”, “o amigo de seu pai”.

Significa dizer que não precisamos de uma rede imensa, mas sim, de uma com pessoas com quem realmente podemos contar.

Muitos são os colegas, porém, amigos são poucos.

 

A adversidade vem para todos

A passagem não fala SE FOR atingido pela adversidade, mas sim, QUANDO FOR.

Ou seja, você será, inevitavelmente, atingido por alguma adversidade em algum momento.

O conselho segue: “não vá para a casa de seu irmão” e a minha interpretação é bem simples: “SE VIRA!”

Obviamente que um irmão teria certa obrigação em lhe ajudar, mas é preciso que cada um tenha autonomia e não dependa dos outros.

Quando você recorre a um irmão, você se coloca na dependência dele, mas quando vai em busca da ajuda de “um vizinho”, você terá que, cedo ou tarde, retribuir essa ajuda.

Percebe a diferença? Ao irmão você não ficaria devendo nada, mas ao vizinho, teria que gerenciar essa “dívida”.

Além do que, um irmão longe não tem como atender, ao passo que quem mora ao lado pode ajudar.

Em resumo: você deve ter uma rede de relacionamentos, novos e antigos, próprios e de sua família, mas também deve cultivá-la.

Isso porque, se você for aquela pessoa que até tem um bom network, mas só liga para as pessoas quando precisa de alguma coisa, corre o risco de ser considerada interesseira.

E se você for mesmo aquela que só pede, mas nunca está disponível para ajudar, as pessoas fugirão de você (com toda razão!).

Portanto, cultive a sua rede, ofereça ajuda quando notar a necessidade de alguém e quando você precisar, será mais fácil conseguir.

Isso não significa carregar os outros nas costas e virar capacho, nada disso!

Tudo precisa ser feito com equilíbrio e racionalidade.

Faça amigos e mantenha as amizades sendo um verdadeiro amigo.

 

Nos vemos amanhã!

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Você ganhou uma amiga aqui em Portugal! e no Clube da Leitura tenho conhecido pessoas incríveis!

    Grande abraço pra você.

  • Boa tarde Patrícia! Pois é, principalmente quem trabalha sozinha como eu, ainda bem que meu marido é um faz “quase tudo” rsrsr..em relação a carteira de clientes a minha ao longo de 09 anos morando nesta cidade, tornou-se gigante, mas sou mt seletiva e só atendo quem eu quero, tenho esse privilégio, pessoas chatas e complicadas vou dispensando, meu tempo é muito importante p mim, só gasto com pessoas que me fazem bem. 😍😘

  • E fazer amigos em todas as fases da vida. Vejo gente falando da dificuldade de fazer amigos depois dos 30.

  • Cada post um ensinamento, uma nova visão!!! Sigo firme aqui, aprendendo e praticando…

  • Boa tarde, um único versículo e muito ensinamentos.
    E muito interessante.
    Sempre fui uma pessoa de poucas amizades.
    Tenho casal amigos que posso contar. São jóias raras. São pessoas que faz mais até do que um parente próximo como um irmão.

  • Boa tarde Pat
    Realmente ,é melhor um vizinho mais próximo do que um irmão distante, porém sempre tive que me virar sozinha ,pq acho que não ficarei na dependência de ninguém a não ser Deus que é o único que devemos confiar.
    Amo minha família, alguns amigos mais nem por isso eu vou ficar na zona de conforto.
    Todos os desafios resolvo , a não ser aqueles que são impossíveis naquele momento, mais com o tempo vou resolvendo.
    💋❤️❣️🌺

  • Olá Patrícia! Excelente abordagem. E simples assim: tudo feito com equilíbrio e racionalidade, tende a gerar melhores resultados. Abraços!

  • Olá Patricia,
    Concordo totalmente. Temos de cultivar e cuidar do networking, assim como quem cuida de uma planta. 🙂
    E da mesma forma estarmos dispostos a ajudar e a ser uma mais valia no network do nosso próximo.

  • Ótima abordagem Paty. É bom cultivar um bom relacionamento com as pessoas que nos cercam, porque no momento da dificuldade a pessoa que vai nos ajudar pode ser quem menos esperamos. Bjs.

  • Muito legal esse post. Por causa dos meus contatos com todos as pessoas, sai da minha área por 6 anos e fui morar em outro estado. Seis anos depois após enviar o meu currículo por email para alguns colegas em 3 minutos sem mentira nenhuma, pelo whatsaap consegui a recolocação. Retornando para SP após 2 meses consegui outro emprego para complementar justamente por causa de contatos antigos e novos. Esse post é a mais pura verdade. Parabéns Patrícia!

  • Excelente abordagem!
    Cuidar dos nossos relacionamentos é muito importante e saudável.
    Ter discernimento e equilíbrio no lidar, porque pessoas são diferentes, mas cada amigo novo ou antigo são preciosas contribuições para o nosso crescimento na caminhada.

  • Oiê!!!
    Incrível a forma como você faz a leitura dos provérbios ou de qualquer trecho bíblico.
    Aplica ao leitor de uma forma descontraída, dentro do cotidiano.
    Vc realmente é um ser iluminado.
    Beijos e até amanhã.

  • Bom dia!
    Quanta sabedoria no texto!
    Muito obrigada, Patrícia, cujo privilégio tive de um dia conhecê-la e podermos de alguma forma contarmos uma com a outra…. até hoje!!
    Lembro bem de como me ensinou a dar os primeiros passos num tempo onde “andar”, literalmente, era algo limitante para mim!
    Beijos

    • É mesmo, nem me lembrava dessa questão física. Olha o quanto vc se superou!!!

  • Bom Dia!
    Sou muito seletiva, tem uma música que fala em ter um milhão de amigos, e nunca concordei com isso, pois sempre tive comigo que o que importa é qualidade e não quantidade, enfim!!!

    Muito obrigada pelas reflexões que tem proporcionado, tenho adquirido muito conhecimento e isso não tem preço! É claro que não guardarei comigo, estarei não só colocando em prática como passando adiante…. pois cada texto seu é 100% qualidade. =))).

    Grata por tanto apreço.
    Beijos.

  • Olá! Patrícia
    Sempre precisamos uns dos outros, e os verdadeiros amigos são recíprocos isso é muito bom. Cultivar amizades, família, relacionamentos com vizinhos, companheiro de trabalho, é fundamental para uma vida de paz. Não sabemos como será o amanhã e juntos somos mais fortes para a batalha, aqui estamos formando nosso networking, já conheço várias pessoas do blog apenas pelo comentário, faço questão de ler cada um, e você já tenho como uma amiga, já falo de você para as pessoas como se convivesse, mais na verdade é um relacionamento de forma diferente, nunca tinha vivido isso, sentir carinho por uma pessoa sem conviver com ela, outro dia orei por você assim do nada, lá estava eu: Deus abençoe Patrícia… isso foi uma experiência que nunca tinha vivido em minha vida, achei muito bom e comecei ter carinho por todas as pessoas que sigo no mundo online, isso foi maravilhoso me fez sentir melhor como humana e viver o que Jesus nos disse: orai uns pelos outros.

    Grande abraço.

  • Minha network é pequena. Para ter este título de amigo tem que ser uma pessoa leal e de caráter. E ter equilíbrio em ajudar e receber ajuda. Todos conheço ao vivo. Tem que ser realmente uma pessoa chegada a mim.

    O homem que tem muitos amigos, tem-nos para a sua ruína; mas há um amigo que é mais chegado do que um irmão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *