Estamos em mais um feriado prolongado (pelo menos aqui no Estado de São Paulo, onde amanhã será feriado). Você acha que o país perde ou ganha?

Feriados: o país perde ou ganha?

Primeiramente, vamos fazer umas continhas?

Em 2019, os feriados em São Paulo serão 13, fora as emendas que chamamos de feriadões.

Feriados:

  • 1º de janeiro – Confraternização Universal
  • 25/01 – Aniversário da cidade de SP (conte tb o aniversário da sua cidade)
  • 19/04 – Paixão de Cristo (6ª feira santa)
  • 21/04 – Tiradentes
  • 01/05 – Dia do Trabalhador
  • 20/06 – Corpus-Christi
  • 09/07 – Revolução de 1932 (Somente no Estado de SP)
  • 07/09 – Independência
  • 12/10 – Dia das Crianças
  • 02/11 – Finados
  • 15/11– Proclamação da República
  • 20/11 – Dia da Consciência Negra (em SP)
  • 25/12 –  Natal

Aliás, você deve estar achando que esqueci do carnaval, mas não esqueci, não!

A questão é que o carnaval é ponto facultativo, ou seja, nem sequer é feriado oficial.

Ainda que o carnaval seja apenas na terça, ele leva junto a segunda anterior e metade da quarta-feira seguinte (cinzas).

Isso sem falar nas localidades onde também “enforca” a sexta anterior.

Mas, somando 2 dias de carnaval, já chegaremos a 15 dias de feriado na prática.

Além disso, todos nós sabemos que o fim do ano não se resume aos feriados dia 25/12 e 01/01.

A semana entre um e outro também é bem parada e, ainda que muita gente trabalhe, nada de importante acontece (a não ser no comércio).

Então, se somarmos mais esses 5 dias que ficamos em “suspenso”, chegaremos a 20 dias.

E contando as emendas?

Eu fiz as contas de acordo com o calendário oficial!

Neste ano, ao todo são 5 fins de semana prolongados, só que, 2 deles têm emendas de 4 dias.

Já se perdeu nas contas? Rs…rs…. Então, vamos lá de novo!

Os 3 prolongados aumentam mais 3 dias na nossa conta de feriados, chegando a 23.

E os 2 que emendam 4 dias somam mais 2, chegando aos 25 dias.

Isso não quer dizer que ninguém trabalha nesses 25 dias de feriados e emendas, pois muita gente trabalha.

Porém, como alguns trabalham e outros não, muitas coisas ficam atrasadas porque dependem da resposta de pessoas que não estão trabalhando.

Além disso, temos mais um agravante: a véspera dos feriados!

Geralmente são dias atropelados e pouco produtivos, não é verdade?

Na sexta passada, por exemplo, levei minha mãe ao médico.

O consultório estava abarrotado de pacientes e esperamos exatamente 3 horas para sermos atendidas.

E isso porque minha mãe tem 79 anos e é paciente preferencial!

Houve quem levou muito mais tempo do que isso…

E por quê? Simplesmente porque não haveria atendimento hoje (que nem mesmo é feriado) e nem amanhã (que é feriado em SP).

Marcaram todos os pacientes de 3 dias (sexta, segunda e terça) para 1 dia só, o que nos causou uma perda de tempo imensa, pois a quantidade de profissionais atendendo era a mesma de qualquer outro dia.

Sem falar que o atendimento não foi completo (por causa da correria) e teremos de voltar na semana que vem…

E para piorar – sim, sempre pode ser pior! – o trânsito estava absurdo…

A perda de tempo e o gasto de combustível são ainda maiores do que nos dias normais.

Com isso, minha pergunta é: o país perde ou ganha com tanto feriado?

Vale toda essa correria para passar 2 dias a mais em casa?

Nós estamos tão bem a ponto de podermos nos dar ao luxo de termos quase um mês por ano nesse trabalha-não-trabalha?

Qual a sua opinião?

Nos vemos nos comentários!

Jornalista, especialista em finanças, autora de 5 best-selleres, colaboradora dos programas Mulheres (TV Gazeta) e Escola do Amor (Record TV). Colunista do portal R7 e youtuber.

  • Boa Tarde,
    Estava aqui pensando e faz todo o sentido. E isso acaba sendo um ciclo pois somos ensinados desde pequenos que isso é muito bom, mas no levam a ser procrastinadores (deixando para depois, afinal amanha é feriado ou como ja ouvi também, todos irao fechar).
    Devemos entender que se queremos alcançar nossos objetivo não só pessoais mas para o nosso país também devemos mudar essa situação e literalmente trabalhar para que isso mude.
    Como já dizia minha mãe, não somos todo mundo rsrsrs

  • O país com certeza perde…

    O carnaval, por exemplo, é um absurdo dos absurdos…

  • Patricia, tem mais uma agravante ai, morei alguns anos no nordeste e o mês de junho é estagnado, por conta das festas juninas a região do nordeste fica totalmente voltada para essas festas, sendo que as comemorações da data começam um dia antes. Na minha opnião, como ex-microempresaria e ex-autônoma, o pais só tem a perder com tantos feriados, e emendas, em todas as áreas. industria, comércio e prestação de serviço.

    • Estive em São Luís agora em junho e pude ver como realmente as festas juninas são comemoradas!

    • Estive em São Luís no mês passado e vi como as festas juninas são comemoradas. Não tinha essa noção!

  • Olá Patricia !!! Sou totalmente a favor de que o país cresça e que a Cultura seja voltada para o desenvolvimento, porém quero deatacar um detalhe: Primeiro o brasileiro que trabalha 8h por dia fica em torno de 10h fora de casa, o que no caso das mães, desfavorece muito a convivência familiar. Na Europa, ao menos na França, eles trabalham até às 15h, horário corrido, não trabalham na quarta feira, em troca trabalham sábado até o meio dia. Vejo que a convivência familiar fica favorecida, no caso dos franceses. Em segundo lugar , o brasileiro trabalha até o dia 02 de junho para pagar impostos, e somente depois começa a ganhar para si mesmo. Em terceiro lugar a aposentadoria se dará bem mais tarde. Então, me permita pela primeira vez, ter uma opinião contrária a sua, pois eu sou sim a favor dos feriados, enquanto não houver um horário que priorize a família. Grande beijo 😊💙

  • Analizando de forma isolada para quem é CLT, individualmente é vantagem, mas no geral é perda coletiva.

  • Só atrapalha, quem tem comércio principalmente.
    Uma das causas porque o Brasil é um país atrasado é isso.

  • Boa tarde Patrícia,
    Concordo em parte com sua fala na pergunta: se podemos nos dar ao luxo de termos quase um mês por ano nesse trabalha-não-trabalha? bem, como no Brasil precisamos trabalhar mais de 5 meses somente para paga impostos a um governo que pouco nos representa, eu vejo nos feriados a oportunidade de descansar com minha família mesmo que com a falsa ilusão de “folga”, pois na realidade estes dias já são muito bem pagos e trabalhados nestes 5 meses.

    • Tem uma outra reflexão aí. Será que se produzíssemos mais teríamos que trabalhar 5 meses para pagar impostos?

  • Oi Patricia, moro no Py, aqui são pouquíssimos feriados e quando tem, e são no meio da semana não se prolonga não, são jogados para a próxima segunda, gosto da proposta pois axo que funciona bem!

  • Paty, Sou totalmente a favor dos feriados e datas comemorativas pois eles movimentam a economia local. Festa junina e Carnaval no NE movimentam muito dinheiro e a economia de várias cidades do interior que tem na festa o seu 13º e 14º salário. Há outros segmentos como o de serviços ( turismo, hotelaria, alimentação) que precisam dessas datas. Para quem é empregado CLT é uma oportunidade para ficar com a família, considerando que muitos trabalham 8h por dia + trânsito e ter uma folga para aproveitar o descanso é uma benção. Acho que a crítica maior, é como você citou, a falta de organização e procrastinação do brasileiro, pois tudo é deixado para após o feriado. Aqui em PE, véspera de feriado geralmente é onde eu consigo um atendimento médico mais tranquilo. Em contrapartida véspera de carnaval, são joão e feriados prolongados vai ser uma época em que eu vou encontrar supermercado lotado, por isso (não sou boba, aprendi com você) me programo para fazer minhas compras antes pra não perder tempo ou dinheiro. Acredito que a mesma reflexão vale para os meses de férias como julho e janeiro, onde tudo está mais caro e repleto de crianças. A culpa é das férias? Das crianças? Vamos acabar com as férias escolares? Ou vamos aprender a nos organizar e pensar em alternativas mais baratas e atrativas para os pequenos? Os feriados são os mesmos todos os anos e a gente sempre se embanana com eles como se fosse a primeira vez que estivéssemos celebrando a data. Falta muito planejamento e organização no meu ponto de vista.

    P.S.1: Eu trabalhei muitos anos no ramo de turismo, por isso sou defensora dos feriados hahahah 😉
    P.S.2: A Thais Godinho do Vida Organizada fez recentemente uma reflexão sobre isso, mas não lembro em qual post. Ela compartilha todo início de mês um Check List que inclusive inclui as datas comemorativas pra lembrar a gente pra se antecipar. Inclusive, já quero um colab de vocês duas. Abraço.

  • Concordo tanto que não tenho palavras. É o país da procrastinação!
    Já gostei mais de feriados, hoje em dia, mudei de opinião. A correria anterior e posterior ao feriado, não compensa mesmo.
    Feriados no meio da semana então, me causam até tremor!
    Quando vejo o seu relato e o comentário da leitora do Nordeste, me sinto perto do paraíso!
    Eu faço parte do pessoal que trabalha, mas que fica na dependência de quem não está trabalhando. Paramos só no feriado. E isso já atrapalha e complica a vida.

    Depois o pessoal reclama que nada funciona no Brasil, mas é verem um feriado que vira motivo para “férias”! Enquanto isso, os demais ficam reféns dessa cultura de preguiça e corpo mole!

  • Enquanto isso, escolas também param e a educação que já está atrasada, fica cada vez mais deficitária 🙁

  • Todos perdemos.
    Moro no interior,autônoma. No feriado sequer tem transporte público. Mas como quem não trabalha também não recebé preciso levantar mais cedo.
    Ou seja, excesso de feriados causam prejuízos para todo país.
    Além do número de acidentes e grandes transtornos em hospitais e postos de atendimento.
    E parabéns pelo texto. Você sempre sensata e atenta ao que acontece em nosso país.😗😗

  • Olá Patricia.
    Sou a favor dos feriados porque acho que a carga horária de trabalho da maioria dos brasileiros é bem estressante e tem pessoas que tem apenas um dia de folga na semana. Reconheço que há certos percalços como o que você enfrentou no consultório médico, hoje mesmo enfrentei o maior trânsito também porque parecia sexta-feira, mas ainda sim acho que nesses dias de descanso, muitos conseguem colocar suas residências em ordem ( principalmente as mulheres, que tem jornada dupla de trabalho) e ainda podem fazer algum programa com a família, ou podem simplesmente descansar em casa mesmo.
    Para mim os dias separados para descanso são muito importantes.

  • Olá Paty! Vou lhe ser sincera, eu detesto feriado, ontem saí para resolver algumas coisas e simplesmente não consegui, detesto o alvoroço que as pessoas causam no pré feriado, trabalho em hospital e amo folgar durante a semana pois resolvo minha vida, passeio e até mesmo viajo,fora de temporada e feriados! Isso só me traz sossego e economia…

  • Bom dia !!
    Na minha opinião, vendo os fatos que ocorrem nos feriados. O país perde muito!!
    Em muitos outros países não tem tantos feriados como no Brasil tem.

  • Paty bom dia ! Estes feriados atrapalham e muito a economia do Brasil, vejo muitas pessoas falando que vão viajar ,depois voltando devendo mais ainda e a inadimplência que aumenta a cada dia mais alguns todos os feriados viajam ,não porque tem condições mais porque vivem “achando sempre estão cansados e tem que descansar” eu trabalho todos os dias e com vendas tenho cotas a bater ,que são dividas pelos dias trabalhados já tirando as folgas ,tem um salário muito bom em vista das outras pessoas ,sabe quando eu realmente desligo e descanso quando saiu de férias e pego 20 dias. Eu já faço a programação mental que a época do descanso total e nas férias ,claro que tenho as minhas folgas semanas e meu domingo no mês ,dentro de tudo isso tenho passeio sim mais sem atrapalhar meus rendimentos como sempre aprendemos com você. Fora que nesta época aumenta e muito acidentes de carro ,consumo exagerado de bebidas alcoólicas ,muita violência perturbação alheia de todas as formas pessoas que ficam com o radio ligado todo o período do feriado ,aqui perto de casa vejo bem isso se o feriado e na Terça eles ficam com os radio ligado na sexta, sábado, domingo ,segunda e terça e uma tortura ,fazendo churrasco cheiro de fumaça eu entro no trabalho 7:00 .

  • Na minha opinião os mesmos que folgam nestes feriados e sua emendas são os mesmos que reclamam que estão sem dinheiro ou que o pais está um caos! Trabalho nos feriados e emendas quando preciso, pois ninguém vai pagar as minhas contas!

  • Olá, Patricia, minha amiga, boa tarde,

    Li todos os comentários acima e também fiquei um pouco dividida entre ser contra ou a favor dos feriados, já que são dias que eu literalmente desmonto na cama, de tão cansada e também vejo pessoas amigas…porém, quanto a confusão em relação a prestação de serviços fica tudo tumultuado. Enfim, precisamos aprender também a lidar com isso!

  • Eu acho que as pessoas precisam sim de pausas ao longo o ano, mas os feriados no Brasil são absurdos! Precisam de tantos assim ? E para tudo no dia anterior, no seguinte e é aquela loucura .
    E a semana do saco cheio então ?
    Carnaval então ? Afe, funcionário acha que não tem que trabalhar, se trabalha está de má vontade. Acha que o empregador é malvado e quer só o couro dele. Você vai atrás de qualquer serviço e é tudo mal feito ou extremamente mais caro que o normal.
    Sou contra esse número de feriados. Poderiam reduzir a metade, ou até a a 1/3.

  • Acredito que não exista uma resposta definitiva para a pergunta. Meus pais sempre trabalharam por conta própria, então, eu sempre ouvi em casa que feriado não era bom (justamente porque tinham que fechar a loja – ou seja, deixavam de faturar – mas continuavam com as despesas – os funcionários continuavam sendo pagos). Qdo entrei no mercado de trabalho e passei a trabalhar como assalariado, comecei a ver os feriados com outros olhos (mais egoístas mesmo), encarando-os como algo bom para descansar e tal. Hoje, entendo que deveria haver um meio termo: de fato, são muitos feriados. O país perde com isso. A produtividade cai, as coisas param e, minha ilusão de que era bom para viajar tb caiu por terra (todos os lugares que vc vá no feriado estão lotados e não dá para fazer nada!)… hoje, para amenizar isso, qdo há feriados, tento descansar em uma parte do tempo e ser produtivo na outra parte (preparar aulas, organizar coisas que não consigo no dia a dia, rever pessoas e contatos, etc)

    • É bem isso, Klewer! Quem é assalariado tem uma visão favorável porque recebe o dia sem trabalhar e quem empreende gasta sem ganhar. É o tal negócio: não existe almoço grátis, alguém sempre paga a conta. Rs… mas professor não para de trabalhar nem nas férias!! Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *