Feminismo, herança e a Bíblia

O título pode passar a ideia de que o assunto é religião, mas não é! O tema do blog continua sendo finanças, carreira profissional e empreendedorismo e você vai entender bem quando conferir! 

Screen Shot 2017-09-06 at 12.08.14

Há quem pense que a Bíblia é um livro machista e que até mesmo o próprio Deus seja machista. Mas hoje separei uma passagem que ensina a nós, mulheres, como nos defender de um mundo machista, que não nos tem respeitado, principalmente no mercado de trabalho.

O livro de Números, capítulo 27, resumidamente diz o seguinte:

Moisés estava distribuindo as heranças dos territórios que seriam conquistados na terra prometida aos filhos (apenas homens) de cada uma das doze tribos de Israel. Se você parar a leitura aqui, vai concluir – erroneamente – que a Bíblia é machista, pois só os homens tinham direito à herança. Mas não sejamos precipitadas! Vamos conhecer o restante da história. 🙂

Em uma das tribos, a de Manassés, que havia cinco filhas mulheres e nenhum homem (Zelofeade era o pai das cinco, mas já havia falecido). Pelas leis de Moisés, apenas filhos homens tinham direito a heranças (e se você parar a leitura aqui, vai novamente concluir – erroneamente – que a Bíblia é machista. Então vamos prosseguir para entender melhor essa história!

Sabendo disso, essas cinco mulheres chamadas Maalá, Noa, Hogla, Milca e Tirza (faço questão de citar os nomes dessas guerreiras!), foram até Moisés e disseram o seguinte:

 

“Nosso pai morreu no deserto, e não estava na congregação dos que se ajuntaram contra o Senhor no grupo de Coré; mas morreu no seu próprio pecado e não teve filhos. Por que se tiraria o nome de nosso pai do meio da sua família, porquanto não teve filhos? Dá-nos possessão entre os irmão de nosso pai.” – Números 27-3 e 4

 

Elas reivindicaram seus direitos lembrando Moisés de que o pai delas havia sido um homem justo, que não havia se corrompido em um grupo formado por um agitador (Coré) e que, apesar de não ser perfeito (“morreu no seu próprio pecado”), não merecia ser esquecido, nem deixar suas filhas sem herança. E mais: deixaram claro o que queriam, sem discussões, sem reclamações e sem brigas.

Naquela época, sem bens nem posses, as mulheres dependiam financeiramente dos maridos pelo resto da vida. Isso era o que se considerava normal, mas Moisés ouviu as mulheres e, mesmo sendo contra a lei e o costume da época, considerou a reivindicação. Para saber se deveria ou não atendê-las, Moisés consultou a Deus. E sabe qual foi a resposta de Deus ao pedido das cinco mulheres? Esta aqui:

 

“E falou o Senhor a Moisés, dizendo: As filhas de Zelofeade falam o que é justo; certamente lhes darás possessão de herança entre os irmãos de seu pai; e a herança de seu pai farás passar a elas.” – Números 27-6 e 7

 

Deus ordenou que Moisés não as excluísse, mas que desse a elas o mesmo direito que todos os outros, mesmo sendo contra a lei e o costume da época. Isso significa que nós, mulheres, somos mais importantes para Deus do que as leis vigentes! Não é demais? 😀

Se elas simplesmente ficassem reclamando, xingando os homens, querendo se mostrar superiores, murmurando contra a lei e contra Moisés, gritando aos quatro ventos o quanto sofriam e eram injustiçadas ou buscando vingança, não teriam conseguido nada. Mas elas foram inteligentes e ousadas, pois tiveram coragem de falar com a pessoa certa e cobrar o que era justo, ou seja, direitos iguais.

feminismo

O verdadeiro feminismo defende que mulheres não são superiores aos homens e nem os homens são superiores às mulheres, logo, os direitos devem ser iguais.

Portanto, se você, mulher, ganha menos do que um homem que não tem metade da sua qualificação, fale com a pessoa certa, exponha o que é justo e reivindique o seu direito racionalmente, não emocionalmente.

Se você, mulher, é discriminada porque falta ao trabalho para cuidar do seu filho em um dia que ele não se sente bem (coisa que, como dizem, “um homem não faria”), fale com a pessoa certa, mostre o quanto você é competente e que aquela ausência não faz diferença na sua produtividade nem no cumprimento dos seus deveres.

  • FALE, não brigue.
  • REÚNA ARGUMENTOS, não lamente.
  • EXPONHA suas razões, sem perder a razão.
  • REIVINDIQUE, não crie confusão.

 

CAPA-LMSe você quer saber mais sobre o “lugar da mulher” no mercado de trabalho, seja empreendendo ou no mundo corporativo, peça o livro “Lugar de mulher é onde ela quiser” através deste link.

Você vai saber o que é ser empreendedora (mesmo que não tenha o objetivo de ter um negócio próprio), fazer um teste de autoconhecimento para identificar se tem potencial para empreender, conhecer os desafios da mulher na carreira profissional e terá acesso a muitas ferramentas práticas para chegar aonde quer. Peça já o seu exemplar e receba em casa, autografado e com um brinde exclusivo! 🙂

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Rebeca Beserra diz:

    Excelente!!! 👏👏👏👏👏

  • Cidalia-France diz:

    Bon dia Patty,

    Muito interessante seu post , e como você explica a importância de : Falar com a pessoa certa.

    Aqui temos um ditado popular que diz assim : ” Il vaut mieux s’adresser à Dieu qu’aux saints .” ,
    quer dizer ” Vale mais ir diretamente a Deus que aos santos” ,
    O engraçado é que até mesmo os ateus o dizem 😀

    Tenha uma linda semana 😇

    .

    • Patrícia Lages diz:

      Ótima semana para vc tb, amiga!

  • Taline Santos diz:

    Olá Patrícia,

    Seus posts sempre muito inteligentes 🙂

    Meditei nessa passagem a poucas semana atrás e pensei muito como elas foram ousadas e corajosas para fazerem esse pedido a Moisés e quando Deus aceitou achei tão lindo ♥ Nosso Deus é lindo demais! Assim devemos ser corajosas também!

    Só não havia pensando na questão do feminismo X machismo. Muito interessante.

    Continue compartilhando suas meditações também, é algo que nos acrescenta bastante.

    Beijinhos com carrinho.

  • MARCELA diz:

    DEUS sempre ensinando que a ponderação e o bom senso resolvem os problemas cotidianos!

  • Vera diz:

    Bom dia dona Patrícia! Ler o post de hoje, levou-me a compartilhar em seu email um sonho que tenho. Se puder ler e expressar seu posicionamento quanto ao assunto, agradeço muito.
    Obs: Acompanhei ontem pelo UNIVER, no Congresso, o seu testemunho maravilhoso.Deus continue a lhe abençoar cada vez mais.

  • Morgana Silva da Cruz diz:

    Lindo o post.
    Um grande abraço.

  • Michelly diz:

    Adorei seu ponto de vista, Patricia. Muitas pessoas tem preconceito com o feminismo justamente por achar que se trata de superioridade feminina, e não é. Que bom você mostrar isso usando até a Bíblia como base. Isso só nos fortalece.

    Obrigada.

  • Juliana Pilla (Jupi Artesanatos) diz:

    Parabéns pelo post. Necessário na atualidade.

  • Fernanda diz:

    Paty,
    Show o post de hoje, muito inteligente e verdadeiramente o que falta na mulherada. Para que a confusão, tem que falar é com o quem resolve.

    Beijos, Deus te abençoe e continue a lhe dar sabedoria.

  • Francis diz:

    Boa noite Patricia! Que bacana! Engraçado que estou no projeto Godllywood, daí na leitura anual da Bíblia um ponto que destaquei pra algumas amigas foi exatamente esta passagem e com essa visão, que muitas mulheres as vezes ao invés de ir direto ao ponto, cobrar o que é devido com a pessoa certa, fica murmurando pelos cantos, brigam, criam confusões, não param pra ouvir até o fim, não fazem o que estas mulheres fizeram e daí são mal interpretas, acham que estão sendo vítimas de machismo e que até Deus também é assim. Deus tem um cuidado tão grande para com a gente, nos fez auxiliadoras, de forma que não adiantou criar a Terra inteira para um homem porque mesmo assim estava incompleto. Quantas mulheres foram livradas de muitas coisas por Deus e por homens que são justos como Ele é. Hoje assistindo a TV Senado vi um senador se PE defendendo com tanta vontade leis de proteção as mulheres em transportes públicos porque isso ainda não é tipificado como crime e daí olhava e pensava assim: Poxa quantas mulheres generalizam os homens como ruins e elas não estão vendo agora esse senador falando…

  • Vilma diz:

    Sábias palavras.

    FALE, não brigue.
    REÚNA ARGUMENTOS, não lamente.
    EXPONHA suas razões, sem perder a razão.
    REIVINDIQUE, não crie confusão.
    😉

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: