Etiqueta – Roupas e seus códigos

Sim, roupas são códigos. Elas falam muito sobre nós mesmo antes de abrirmos a boca… Por isso é importantíssimo saber mais sobre o tema para não passar a mensagem errada!

Quando você vê a foto abaixo, conclui em questão de segundos que trata-se de uma médica, não é verdade?

O jaleco branco e o estetoscópio entregam na hora! E o que dizer da pessoa da foto abaixo?

executiva

Uma executiva, provavelmente. E se você cruzar pela rua com alguém vestida da forma abaixo, vai logo imaginar que ela faz alguma atividade física.

Esta nem precisa dizer nada, né?

policia

Com estes exemplos você notou facilmente que roupas são códigos, pois elas demonstram não apenas o que você faz, mas um pouco da sua personalidade. Por exemplo: se eu vejo uma mulher vestida com o estilo de roupa da foto abaixo, concluo que ela é romântica, delicada, discreta etc., pois é ao que os tecidos leves e as cores sóbrias remetem.

romantica

Mas se vejo alguém com roupas no estilo abaixo, vou imaginar que sua personalidade é totalmente oposta: gosta de chamar um pouco mais de atenção, é mais despojada etc.

orig-13387051

 

Até aí, OK! Cada uma com suas preferências, mas o problema é quando você se veste passando uma mensagem totalmente equivocada sobre si mesma, ainda mais no ambiente de trabalho. Como dissemos anteriormente, etiqueta não é frescura, pois ela serve para nos ajudar a transmitir as mensagens que queremos sobre nós.

Você deve analisar seu local de trabalho e sua função para adequar seu guarda-roupa profissional. Se você trabalha em um escritório mais sóbrio, não vai ser legal aparecer com camiseta de banda ou tênis de ginástica, certo?

 

ternoUm amigo trabalhava em um local em que todos tinham que usar roupas sociais, mas só os chefes podiam usar terno. Como ele almejava o cargo de chefia, resolveu comprar um terno e o deixava no carro todos os dias.

Numa ocasião, um dos chefes não compareceu para uma gravação importante, mas nada poderia ser feito com uma pessoa a menos. O diretor perguntou quem dos subordinados tinha um terno e meu amigo logo se prontificou, pois nenhum dos demais tinha. Conclusão: ele foi o único que se mostrou preparado e não demorou muito para receber a promoção que tanto almejava.

Já um outro caso não foi nada legal… Tive uma colega de trabalho que vivia reclamando do assédio dos homens e do ciúme do marido. Seu guarda-roupa de trabalho era basicamente composto por minissaias, calças super justas, transparências, decotes e por aí vai. Ela dizia que tinha o direito de usar o que quisesse sem ter que ouvir piadinhas e convites inadequados… Na teoria isso soa muito bem, mas a prática não é bem assim. No dia a dia todo mundo que olhava para ela “lia” em seu look a frase: “Tô no mercado!”

E, falando em frase, certa vez ouvi uma que jamais vou esquecer: “não se coloca na vitrine o que não está à venda”. Deu pra entender, né?

Considere a etiqueta em seu local de trabalho, vista-se de acordo e você vai transmitir uma mensagem de profissionalismo e respeito.

Para não perder nossos próximos posts…

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • luana Rocha diz:

    Eu gosto muito de uniformes no meu trabalho temos apenas camisetas e jaleco. Então mandei fazer seis calças sociais de cor única e uso com as camisetas e o jaleco. Fico arrumada de forma apropriada e não “gasto” minhas roupas Poupando – as para quando for sair. Acredito que consegui uma solução prática para o dia a dia.

  • Maria Gorete diz:

    Esse artigo deveriaser lido por muitas mulheres. Não só pela lição que o rapaz do terno deu, mas em especial pelos últimos parágrafos. A sensualidade pode ser demonstrada massem apelação. O que vemos por aí… (sem julgamentos precipitados),são pessoas que além de não terem a mínima noção do que lhes cai bem no corpo e na idade, acham que a única forma de conquistador a atenção de um homem é mostrando além da conta… Perdem a noção! Devemos usar o equilíbrio e o senso, em especial na hora de nos vestirmos.

  • Vanessa (China) diz:

    Realmente Paty, uma roupa pode expressar muito mais de nós do que podemos imaginar, e até a imagem errada. Principalmente nós mulheres temos que ter essa consciência e atenção no vestir, pois é a imagem que passamos.
    Todas as dicas da semana da etiqueta foram ótimas!! Beijos 🙂

  • Cidalia-Tunisia diz:

    Bom dia Patty,

    Concordo plenamente consigo , até que muitas desgraças de assédius sexuais poderiam ser évitados se as mulheres tivessem mais discreção no seu vestir.
    E para nós mulheres há tanta roupa linda e nem precisa ser de griffe , basta ter bom gosto e sobretudo saber se respeitar.

    Um bom final de semana minha Querida
    Cidalia

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    Que todas as jovens tenham ciência disso e passem a cuidar melhor do seu visual.

  • Joselene Lima diz:

    Nossa! Muito legal a história da promoção de seu amigo! Realmente estar preparado faz toda a diferença! A roupa que usamos realmente mostra muito de nós 🙂

  • Michele Carvalho Nepomuceno diz:

    Olá Paty,
    Amo os seu posts, parabéns.
    Bjinhos

  • mariane soares diz:

    Ótimas dicas,no meu trabalho eu não uso uniforme e trabalho com o público jovem, mas como lá eu sou uma funcionária e tenho uma certa autoridade não posso me igualar a outras jovens que tem a mesma idade que eu, então escolho por usar roupas mas discretas e com um tom mas sério, para justamente mostrar que tem uma diferença, uma linguagem visual que deu super certo

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: