Estou sobrecarregada!

Nos nossos dias sentir-se sobrecarregada está cada vez mais frequente, principalmente entre as mulheres que, em sua maioria, enfrentam jornada dupla (e até tripla) em sua rotina agitada. Nesses casos, o que fazer? 

Hoje, nós temos que ser excelentes profissionais, estudantes de primeira, donas de casa exemplares, cuidarmos da beleza como se fôssemos sair numa capa de revista e termos filhos super educados…

Quem me acompanha aqui no blog sabe que faço muitas coisas, pois além do meu trabalho diário na nossa empresa, cuido de tudo o que se refere ao Bolsa Blindada (livro novo, eventos, palestras, blog, cursos). E claro, fora isso, tenho que manter minha casa (que está em reforma) o mais limpa e organizada possível, cuidar do meu marido e… de mim! Tenho aulas semanais de inglês (porque não quero perder a fluência) e pilates às terças e quintas (porque minha coluna tem que durar muitos e muitos anos!).

186339-e37e706e-1537-11e4-8b83-8df6d69c6921Mas eu não sou a Mulher Maravilha, que dá conta de tudo sem nem mesmo ficar descabelada. Eu simplesmente adotei para minha rotina 2 itens dos quais não abro mão:

  1. Priorizo o que tem de ser feito (e faço tendo vontade ou não);
  2. Não assumo o que não vou dar conta de fazer.

O que mais tenho recebido ultimamente são e-mails de pessoas descrevendo listas e mais listas de coisas que querem fazer e – “como sou organizada” – pedem que eu “dê um jeito” de criar uma rotina para que elas possam dar conta de tudo.

Os e-mails mais recorrentes que recebo pedem que eu escreva sobre como deve ser a rotina de uma mulher que deseja, ao mesmo tempo:

  1. Se comprometer mais com o trabalho para ser promovida
  2. Estudar mais
  3. Ter mais tempo para a família
  4. Ter um filho porque a “idade está chegando”
  5. Cuidar melhor de si mesma porque a sociedade exige

Eis aqui a fórmula: “não se sobrecarregue”. Isso mesmo! Na maioria das vezes é a própria mulher que se sobrecarrega aceitando (ou querendo assumir)  uma rotina impossível de ser cumprida e, por conta disso, vive frustrada, ansiosa, sobrecarregada e infeliz.

CulpaEu sei que muitas de vocês já estão com a seguinte pergunta na ponta da língua: “Agora a culpa é minha?” Não, a culpa não é sua! Mas o que quero dizer é que se você está sobrecarregada é porque está permitindo. E, se quer sair dessa, precisa tomar uma atitude que ninguém poderá tomar em seu lugar (acho que ninguém está interessado em tirar suas cargas, mas sim, em colocar mais!).

Eu sei que existem milhares de cobranças, mas você não deve pagar e nem assumir “contas” que não são suas. Vou me estender um pouco mais e dar exemplos pessoais que demonstram que sou tão cobrada quanto você:

Meu editor queria que eu terminasse meu novo livro em fevereiro para lança-lo em agosto. Mas eu disse que só poderia entregar em março, caso contrário eu teria de sacrificar minhas aulas, minha atividade física, minha casa, meu marido e até meu descanso (sim, meu descanso está incluído nas coisas que tenho que fazer e não abro mão dele). Ele insistiu o quanto pode, mas eu sei das minhas condições e não posso assumir algo que depois vou ter de me matar para entregar… Conclusão: ninguém vai morrer porque o livro sairá em setembro e não em agosto, e meu editor prefere que eu trabalhe com mais calma, claro! Ele quer o melhor para minhas blindetes 😀

O pessoal da EduK queria meu curso para março, por ser o mês da mulher (tudo a ver!), mas eu não tinha como, pois havia priorizado a finalização do livro, algumas palestras e outros compromissos. Se eu aceitasse, teria novamente que abrir mão das aulas, da atividade física, do descanso, atrasar o livro (que já estava com prazo definido) etc. Conclusão: pude investir mais tempo para montar um curso ainda mais bacana e é claro que, no fim, todo mundo concordou!

Ou seja, as pessoas me deram os prazos que lhe pareceram melhores, mas cabia a mim aceitar ou não, negociar ou não. Se eu ficasse com medo de desagradá-los, teria de me sobrecarregar para dar conta de tudo e, provavelmente, meu trabalho não sairia com a mesma qualidade, o que não agradaria a essas mesmas pessoas…

Por isso, querida blindete, NÃO se deixe sobrecarregar pelo que a sociedade diz, pelo que as “amigas” cobram, pelo que o chefe exige e nem cobre de si mesma coisas que não tem como fazer. Lembre-se: ninguém pode dar aquilo que não tem.

Amanhã vou voltar ao assunto com mais exemplos e dicas de como se organizar para facilitar a rotina e ser mais produtiva. Se quiser, deixe a sua dúvida nos comentário (não precisa se identificar) e vamos discutir juntas sobre os temas que mais nos afligem.

E, para não perder nada, faça seu cadastro.

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Laura - Portugal diz:

    Olá Patrícia parabéns . Muitas vezes andamos mesmo assim sobrecarregadas e sem necessidade.
    Nessa publicação de hoje, vi que falta pra mim é gerir melhor o meu tempo.

    Pois nessa correria não tiro tempo para eu descansar, pareço uma máquina ligada sempre fazendo alguma coisa.
    Um super beijo e um excelente dia pra você.

  • Nilsa diz:

    Patrícia essa dica é mesmo para mim.colocarei em prática.valeu.

  • Sandra Couto diz:

    Bom dia Patricia, há muito tempo gostaria de comentar mas por falta de “tempo” sempre adiava, sou casada tenho uma adolescente de 17 anos e um casal de gêmeos de 6 anos;trabalho com doces e decorações,amo inovar,aprender e compartilhar,sempre busco me dedicar no trabalho voluntario com as crianças e outras atividades.Resultado feliz em varias situações mas completamente frustrada em outras,sem tempo para mim mesma,pouca organização e administração nos negócios com o livro as dicas e desafios estou me tornando melhor.Já comecei a me cuidar,separar tempo,dividir,tarefas,aprendi a dizer não rsrsrs coisa que muitas vezes não conseguia e me super sobrecarregava.Enfim muitas mudanças,terei muitas outras e como pode ver tenho tempo para comentar e agradecer,espero em breve contar outros resultados e claro te encontrar e levar alguns docinhos.Muito obrigada beijos.

    • Patrícia Lages diz:

      Opaaa!!! rs…rs….

  • KELLY NERI diz:

    BOM DIA PATRÍCIA!!! 🙂

    ENTRO TODOS OS DIAS NO SEU SITE E LEIO TODOS OS DIAS OS POSTS IMPRETERIVELMENTE ÁS 06:50 DA MANHÃ!!! SUAS DICAS TEM ME AJUDADO BASTANTE.COMPREI O LIVRO BOLSA BLINDADA 1 E JÁ ESTOU QUERENDO O 2!!!
    MEU MARIDO SEMPRE DIZ: ONDE VOCÊ VIU ISSO???
    E EU RESPONDO: NO SITE BOLSA BLINDADA É CCCLLLAAARRROOO!!!
    INDICO O SEU SITE PARA TODAS AS MINHAS AMIGAS E UMA DELAS JÁ ATÉ COMPROU O LIVRO BOLSA BLINDADA 1 E AMOU A SUA HISTÓRIA!!!
    PARABÉNS PATRÍCIA, DEUS TE ABENÇÕE GRANDEMENTE E A CADA DIA MAIS!!! 🙂

    KELLY NERI

    ***OBSERVAÇÃO:

    LENDO O POST NOTEI QUE VOCÊ ESQUECEU DE ESCREVER A PALAVRA “VEZ” DEPOIS DO CADA E ANTES DO MAIS E DE COLOCAR A PALAVRA COMENTÁRIO NO PLURAL.

    FOI SÓ UMA OBSERVAÇÃO POIS SEI QUE VOCÊ É MUITO INTELIGENTE, E QUE O SITE É DE ALTISSÍSSIMO NÍVEL E SEI QUE ISSO PODE ACONTECER. E EU SÓ QUERO AJUDAR,NÃO SOU PROFESSORA DE PORTUGUÊS E NEM PRETENDO…(RISOS):)

    ♥♥♥

    • Patrícia Lages diz:

      Obrigada, vou corrigir!!! 😀

  • Priscilla Santos diz:

    Patrícia, que feliz! Vem aí um novo livro?! Super ansiosa! E obrigada por trabalhar esse tema sobre rotina. Muito importante para nós mulheres no dia de hoje. Gosto muito dos seus posts. Abraços!

  • Jessica diz:

    Nossa verdade Patty eu sou bem assim quero fazer td ao mesmo tempo eh claro nunca da certo mais tenho vc que muito me ajuda obrigada
    Bjs
    Att…

  • suely diz:

    Me ajudou muito esse pôster de hoje, muito obrigada pelo seus conselhos.

  • ana maria pereira diz:

    Olá Patrici

    Era mesmo essas dicas que eu preciso, para pensar um pouco mais em mim.

    Obrigada
    Bjos

  • Rosangela diz:

    Oi Patricia…
    Ótimo post!! Uma dúvida…esse livro que comentou, vc se referia ao Bolsa Blindada 2, ou já teremos o 3 saindo logo logo??!!! \o/

    • Patrícia Lages diz:

      Teremos um terceiro livro! 😀

  • Marcia Barcelos diz:

    Bom dia!!! nossa!!! é bem assim que nós mulheres vivemos: neste dilema diário, semanal, mensal…rsrsrsrs…. como é bom compartilhar esta situação e aprender. Lendo teu blog e outros (e fazendo o Godllywood) eu criei uma “agenda do tempo”, localizando meus compromissos na semana (e no mês) e claro que cada um se desdobra em outras providências, mas consegui visualizar os “grandes” compromissos e estou conseguindo cumprir (às vezes com alguns ajustes). Vamos em frente!!! Abç e um excelente dia.

  • Vania Croque diz:

    Como sempre, voce nos alertando sobre assuntos, que para nós estaria tudo certo, independente de como nos sentimos. Sou artesã, dona de casa, esposa e mãe. Tenho problemas de saúde e tem dias que não consigo fazer nada. Meu ateliê é na minha casa, então fica tudo junto e misturado. Graças a DEUS que colocou voce no meu caminho. Continue com esse trabalho maravilhoso, pois preciso muito de suas dicas (acho que todas nós)!!!
    Tenho exposições agendadas pela por um orgão que dá apoio para os artesões, que agendam exposições em lugares diferentes para praticamente todos os finais de semana.
    Por favor, ajuda a me organizar, pois não estou dando conta de tudo e a cada dia que passa fico mais frustrada e sem ânimo.
    Bjus

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Vania. Amanhã teremos mais dicas, mas acho que em primeiro lugar vc deveria separar a casa do trabalho. Arrume um local determinado da casa para ser seu aterrei de forma que não fique tudo misturado. Eu tb trabalho em casa e preciso dessa disciplina, posso dizer que ajuda muito! Bjs

  • Luciana Bodini diz:

    Nossa pati, outro dia deixei um comentário falando sobre tempo, sobre limpar a casa…pedindo sua opinião e eu ultimamente estava me sentindo sobrecarregada e ainda não dava conta d fazer exercícios, cuidar da minha aparência, limpar a casa toda, estudar mais… Mas algo q me ajudou foi o livro a mulher v, quando fala da Rute.Me deu forças e agora já cuidei mais d mim, um pouquinho da casa, já fiz mais alguma coisa ontem antes d dormir… Eu não tenho prazos a não ser das coisas da faculdade. Mas quero conseguir dar conta assim como vc já está dando, então ensina agente,rss!
    Beijos!!

  • Amiga diz:

    Oi, Patrícia
    Meu coração anda tão entristecido por causa do assunto deste post. Tenho um emprego maravilhoso, mas ele me toma muito tempo de ida e vinda da minha casa. Tenho marido e casa para cuidar. Estamos passando uma fase que eu tomo conta das finanças lá em casa. E meu marido é tão mal agradecido, pois para ele a mulher submissa é a empregada que faz tudo para o marido, hoje pela manhã, a roupa estava no varal pois estendi ontem a noite, ele precisou da camisa, não vou dar detalhes, mas ele foi de uma estupidez, que minha vontade agora é de não voltar nunca mais para casa e desejei nunca ter conhecido esta pessoa ingrata. Desculpa o desabafo….

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, amiga. Vc deve entender o seguinte: vcs são um time e devem trabalhar juntos. O que vc faz é pelos dois, então não espere que ele agradeça por alguma coisa. Eu sei que pode parecer duro, mas quando vc cuida das finanças vc está fazendo isso pela sua família que é vc e ele e não só por ele. Se vc agir com estupidez quando ele for estúpido vc estará cometendo o mesmo erro dele, por isso, o que vc deve fazer é agir de forma contrária. Seja agradável e faça o que ele pedir de bom grado, assim ele vai ver que não precisa agir com estupidez para ter o que quer. Vc “quebrará” a má atitude dele com uma boa atitude. Beijos

  • Priscila de Paulo diz:

    Bom dia Patrícia!

    Olha este post e exatamente oque estou vivendo , falta de organização com o meu tempo e no final eu mesma estou me sobrecarregando com várias coisas, algumas semanas atrás ate fiz um comentário em post seu sobre algumas coisas que queria fazer , e você me instruiu que tenho que priorizar oque é mais importante e exatamente isso que estou fazendo, quero fazer várias coisas , mas como sou casada trabalho o dia todo e ainda longe tenho que priorizar. Obrigada e aguardo o próximo post

  • Daniela diz:

    Oi Paty! Vi que preciso votar a fazer minha lista de tarefas e incluir momentos de lazer. Obrigada pela dica.

  • SIDICLEIA FERNANDES diz:

    BOM DIA,GOSTARIA DE UMA ORIENTAÇÃO!
    ESTOU DIVORCIADA HÁ + DE 03 ANOS DE UM CASAMENTO DE 12 ANOS, SOFRI UMA INJUSTIÇA POR SER LEIGA E SAI SEM NADA.ESTOU ENDIVIDADA E COM NOME SUJO EM 02 BANCOS E 02 CARTÕES,POIS TIVE QUE APRENDER HÁ DAR UM JEITO SOZINHA E AINDA EDUCAR E SUSTENTAR NOSSA FILHA.PRECISO SABER O QUE FAZER PRA CONSEGUIR ADQUIRIR NOSSOS DIREITOS E SAIR DESTA SITUAÇÃO DE DIVIDAS E ALUGUEL.SE A SENHORA PUDER ME ORIENTAR.
    OBG!

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Sidcleia. O melhor que vc tem a fazer é contratar um advogado, pois seu caso precisa de acompanhamento jurídico. Beijos!

  • Mariana Constantino diz:

    Ai Patty, pior que isso é verdade.
    Ontem mesmo, sai do serviço as 18:20 e por causa do transito cheguei as 21:00 em casa. Imagina? E tudo de pernas pro ar por que viajei no fim de semana e não dei faxina na casa.
    Cheguei tão cansada, mas tão cansada que imediatamente mandei meu marido comprar comida pronta porque eu não tinha condições de enfrentar o jantar.
    Cuidei do que deu e fui deitar no meu horário normal de rotina. Porque no dia seguinte meu chefe não tá nem ai se eu peguei transito e cheguei cansada em casa.Em outros momentos, teria me matado pra fazer tudo ir dormir de madrugada e no dia seguinte parecer um zumbi. Depois que aprendi o momento EPA minha vida mudou rsrsrs

  • Rosângela Nascimento diz:

    Concordo plenamente!!!

  • Fernanda diz:

    Paty, isso que você mencionou do “dizer não”, eu estou procurando trabalhar em mim mesma e em responder aos outros também,porque me cobro mesmo! e a listinha que você colocou sou eu fazendo um tremendo malabarismo, porque estou com objetivos profissionais; quero emagrecer, então tive que colocar na marra dois dias de atividade física, preciso falar inglês, tenho aulas também e sou mulher casada, ou seja meu querido marido requerem cuidados e tenho mais meu enteadinho que também consome do meu tempo e atenção. E ainda ontem eu estava pensando….(preciso de um tempo este próximo final de semana para descansar, sim descansar…) dói reconhecer, mas você tem razão eu preciso priorizar. E negociar comigo mesma e com os outros também.
    Parabéns pelo seu trabalho e estou aqui aguardando o novo livro…em breve terei novidades para contar porque tenho trabalhado em um novo projeto também.
    bjos

  • Adriana diz:

    Oi, Paty!

    A Fran, do Morando Sozinha, indicou você para ser entrevistada na tag “Como eu me organizo”, do blog Vida Organizada. Dá uma olhada: http://vidaorganizada.com/editorias/serie-como-eu-me-organizo/como-eu-me-organizo-fran-guarnieri/

    Tá no final do post.

    Bj

    Dri

    • Patrícia Lages diz:

      Eu vi! 😀

  • Daniela diz:

    Me sinto muito sobrecarregada. Sinceramente não estou dando “conta do recado”(rsrs), o que me deixa constantemente chateada, triste mesmo!, arrasada; parece que minhas obrigações não terminam nunca!

  • Ana diz:

    Simplesmente amei…tem tudo haver comigo…já sou formada mas não exerço a profissão. Então resolvi investir em outra faculdade só que, infelizmente, estava acabando com minha saúde-vivia estressada e sobrecarregada. O fardo estava tão pesado que estava perdendo o ânimo e a felicidade para as demais coisas. Depois de muito refletir, preferi investir em mim, no meu bem estar, em minha qualidade de vida.

  • Jarlenys Dias- Portugal diz:

    Olá, Paty!
    Eu tambem já senti sobrecarregada! poxa, eu era daquelas que não conseguia dar resposta um não. Infelizmente, ainda continuo um pouco.

  • Vanessa diz:

    Nossa Patrícia,Deus te usou para falar comigo, sério tenho me sentindo muito sobrecarregada. Acredito que por causa disso não consigo perseverar em nada. Pois fico triste e desisto no meio do caminho…A coisa é tão séria que nessa semana fiz um levantamento de quantas horas eu tenho na semana,estou fracionando para ver se dou conta.Toda vez que eu não dou conta de algo, fico mais triste ainda, parece um círculo vicioso.Vou procurar dar um STOP hoje e rever minhas prioridades e agir em cima delas, fazer como você tem feito. Muito obrigada. Beijos. Que Deus te abençoe!!!

  • Patricia diz:

    Patricia, eu imito os italianos quando eles dizem “Non me ne frega niente!”, ou ainda em espanhol “¡Lo siento!”.
    E assim, eu não deixo que nada nem ninguém me pressione, porque definitivamente eu “não sou obrigada”!
    kkkk 🙂

  • Camila Lopes diz:

    As vezes fico exatamente assim, sobrecarregada, mas vou organizar melhor o meu tempo e concerteza conseguirei fazer tudo o que tenho pra fazer durante o dia e na semana.. e tenho que usar mais essa fórmula: DIZER NÃO! E não somente para as pessoas, mas para mim mesma, porque as vezes fico me cobrando de não estar fazendo e assumo o que não dá. Obrigada pelo post, beijos [:)]

  • Jaqueline diz:

    Paty,pq será que nós mulheres estamos tão mais sobrecarregadas que os homens????Eu vejo que os homens trabalham porém sempre,sempre arrumam o tempo de relaxar na frente da tv,malhando,visitando parentes…
    E nós mulheres lendo mil e uns textos de auto ajuda e ainda não conseguimos colocar tdo em ordem e ter um tempo de qualidade de lazer só nosso.

    • Patrícia Lages diz:

      Por isso toquei no assunto, pois nós realmente temos um peso maior nas costas!! Rs… Rs…

  • Paulliane Santos diz:

    Na verdade como só tenho nove meses de casada, ainda não tenho aquela dinâmica de trabalhar fora e cuidar da casa. Sempre disse que não teria filho, e graças a Deus encontrei uma pessoa que pensa como eu. Sem filhos já não consigo da conta imagina se eu tiver…. Preciso ser mais produtiva…Reconheço!

  • Fabiana diz:

    Olá Patricia,
    eu conheci seu blog há pouco tempo e estou amando! Ele está entre aqueles que faço questão de olhar todos os dias, pois sei que vou aprender alguma coisa. Faz uns 7 meses que a minha vida mudou… estou casada. Minha vida está uma correria. Trabalhar, estudar, cuidar da casa, cuidar do marido, cuidar de mim…Ufa! Sinto que estou despencando. Quando vi o titulo pensei logo: “esse titulo é para mim”. Sou muito exigente comigo mesma. Tenho 23 anos e há ainda tanta coisa que eu não sei e que eu queria saber. Queria estar pronta, na verdade as coisas aconteceram meio rápido e eu sinto que ainda estou me montando. Não me entendo com a cozinha, não sei administrar bem o meu dinheiro. Estou numa faculdade que não consigo terminar. Ás vezes acho que um dia inteiro não é suficiente para tudo o que eu tenho que fazer. Quando chego em casa muitas vezes, eu choro. Não sei se dá pra entender, mas eu choro de cansaço.
    Tenho lido bastante sobre organização e educação financeira pois estou decidida a mudar minha vida.

    Um grande beijo!
    Estou louca para comprar seu livro, em breve o farei!

  • Janynyspolador diz:

    Olá Patrícia e a primeira vez q escrevo,e sinceramente não sei se concordo ou discordo plenamente, principalmente qdo se tem um trabalho uma casa pra cuidar ( lavar , passar, cozinhar) dois filhos maravilhosamente ativos e pequenos e um marido. Eu ando muito sobrecarregada e não sei como fazer al disso tenho outros compromissos nas noites de segunda terça e sexta no f de semana cuido da minha mãe com Alzeimer na primeira fase, pra algas faltam horas nos dias e isso e muito difícil organizar seu tempo qdo só vc depende de vc mesma ecoa fácil do que fazê-lo quando uma família toda depende na minha opinião se tiver alguma dica help- me

    • Patrícia Lages diz:

      Amiga, vc precisa de ajuda. Não sei qual é o seu compromisso à noite, mas se vc não está em casa nem de dia nem de noite (três vezes por semana) e aos finais de semana está com sua mãe, não sei sinceramente como vc cuida de 2 filhos pequenos, marido, casa, lava, passa, cozinha etc. No seu caso, eu abriria mão de alguma coisa e consideraria algumas opções: ou pagaria uma pessoa para lavar, passar e cozinhar ou deixaria o emprego para cuidar da minha família. Eu sei que é duro, mas será que vale mesmo a pena não ver seu filhos crescerem? Ou ainda abriria mão dos compromissos à noite para estar mais presente em casa. Durante a semana são mais frequentes as noites em que vc não está em casa do que nas que está, vale mesmo a pena? É você quem precisa parar e pensar. Será que vc já pediu ajuda? Será que não há uma maneira melhor de viver do que estar tão sobrecarregada com todo mundo dependendo de vc? E se vc adoecer, como fica a situação? Pense nisso e espero sinceramente que vc ache uma solução. Se quiser, me escreva pelas mensagens para trocarmos mais ideias sem vc se expor, OK? Beijos

  • Denise Fernandes diz:

    Olá Patrícia! Suas publicações tem me ajudado muito a cada dia. Você não pode imaginar o quanto tenho aprendido e melhorado com suas dicas. Li seu livro Bolsa Blindada 1 e praticando os ensinamentos dele conquistei em 2014 o meu primeiro ano inteiro sem SPC Serasa desde os meus 18 anos (tenho 31 anos). Também investi, comprei 2 terrenos do qual assim que possível construirei para formação de uma renda extra (aluguel), também vendi doces, comidas e até artesanatos. Eu superei algumas idéias bobas e preconceituosas que pode ser bancária seria vergonhoso vender algo. Nesta semana terminei de ler o Bolsa Blindada 2. Bem, mas além de compartilhar minha vitórias também quero dizer que o post de hoje disse tudo oque eu precisava ouvir há uns meses atrás. Eu estava assim SOBRECARREGADA. Profissional, mãe, voluntária, divorciada, dona de casa, estudante e uma rotina exaustiva. Lembro que nos últimos dias fiz até uma oração pedindo para DEUS me ajudar pois eu não aguentava mais. Eu sou (era) daquelas pessoas que não sabe dizer não e que gosta mesmo de uma vida ativa e juntando tudo eu estava a ponto de ter um surto. Eu já não conseguia me concentrar no que fazia pois estava sempre preocupada com tantas outras tarefas, e sempre atrasando uma por causa de outra. Fim das contas quase aconteceu o pior, dia 25 de janeiro eu bati o carro que ficou totalmente danificado, tive uma lesão no tornozelo, precisei passar por uma cirurgia e iniciei hoje uma maratona de 40 sessões de fisioterapia, afastada do trabalho, tive que me desligar temporariamente das responsabilidades como voluntária e em casa estou recebendo ajuda para os afazeres e cuidados com meu filho de 3 (que estava no carro, mas graças a Deus não se machucou). Olha quanto desgaste e sofrimento para aprender simplesmente que: “Devo priorizar o que tem de ser feito e
    não assumir o que não vou dar conta de fazer.” Mas antes tarde do que nunca. Vi que ás vezes a gente quer tanto se inspirar outras pessoas, pois eu via mulheres que faziam muitas dessas coisas que eu fazia, mas eu esqueci de me atentar, que cada pessoa tem uma vida, uma realidade, uma estrutura diferente. Eu tenho que seguir o meu corpo, a minha condição física mental, eu tenho que saber meu potencial e meu também os meus limites. Ficou a lição, o alerta e a certeza que é necessário as vezes dizer não. Doa a quem doer.

    • Patrícia Lages diz:

      Parabéns pelas conquistas! Quando a gente perde a mão e não reconhece a hora de por ordem na nossa vida, Deus permite que certas coisas aconteçam para nos fazer enxergar. Fico feliz que seu filhinho esteja bem e agora trate de ficar boa logo!! Beijos

  • Alessandra Inacia diz:

    Uma atividade que aprendi com vc,foi usar uma agenda.confesso que e dificil me diciplinar,mas estou a caminho,graças a Deus e a vc.Com essa agenda eu to conseguindo driblar meu tempo.me organisano melhor.Louvo a Deus por termos sua ajudinhaaaa.bjsss

  • Erica Priscila diz:

    Esse post abriu meus olhos, além de ter atendido a uma necessidade que tenho de enxergar que eu é que devo “parar” de me sobrecarregar.
    Acompanharei os outros posts dessa série, para tomar como lição.
    Obrigada Paty!!!

  • Jeynianne Ingrid diz:

    Verdade. Dona Patrícia as vezes fico muuuito atarefada pois acabo querendo dar conta de tudo. Mas vou fazer um planejamento.

  • Natalia Cristina diz:

    Ótimas dicas, não assumir compromissos que sabemos que não poderemos cumprir, além de evitar que fiquemos sobrecarregadas, e questão de palavra também.

  • Cassia Gomes diz:

    Boa noite tenho um pouco de dificuldade,com organização pessoal mas com as dicas que a sra nos deu vou colocar em pratica para poder não ficar sobrecarregada.

  • Juliana Cassimiro diz:

    Eu estou aprendendo, sempre me acho sobrecarregada, as vezes penso tanto isso que travo e não consigo fazer nada, mas isso é por não conseguir planejar os meus afazeres, pois quando fiz o desafio de organização eu consegui naquela semana realizar tudo que eu estava procrastinando a tempos

  • MARIA diz:

    OLA SENHORA PATRICIA SEU CONSELHOS ME AJUDAN MUITO.EU SOU UMA MULHER QUE SEMPRE QUER FAZER DE TODO. OBRIGADA!!

  • Antonia Almeida diz:

    Olá, ando super sobrecarregada , só trabalhando, saio do serviço , vou direto pra casa , que já fico cansada no trânsito , ando cansada mentalmente TB e não estou conseguindo estudar por estar me sentindo cansada e frustada por não conseguir ter tempo pra fazer leituras , dar uma passada em sites pra me atualizar e não estou tendo força pra estudar em casa durante a noite.Sou analista financeiro, casada , tenho uma filha ,moro longe do serviço e da escola da minha filha , chego em casa exausta .O que faço pra ter mais ânimo pra estudar ?

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Antonia! Como muitas pessoas, vc está sobrecarregada com tudo o que tem a fazer, mas mesmo assim, quer fazer mais coisas. Vc já tem seu trabalho, casa, marido e filha e isso já é muito para qualquer pessoa. Em vez de querer fazer mais, vc poderia avaliar possibilidades de facilitar sua vida, por exemplo, buscar um trabalho mais perto (ou morar mais perto do trabalho e escola). Enquanto isso, busque fazer coisas prazerosas no transporte, como ler (se não é vc quem dirige), ouvir algo interessante no rádio ou internet e buscar ter uma rotina mais leve em casa, apreciando as coisas simples da vida. Às vezes estamos buscando fora o que está conosco o tempo todo. Aprecie sua casa, família etc. e procure fazer coisas que a deixem feliz 😊 Bjs

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: