Não me refiro ao coronavírus nem a questões econômicas, mas sim, a um outro perigo do nosso tempo que poucos estão percebendo. Confira o post!

Estamos vivendo tempos perigosos

Não é segredo para ninguém que desde o surgimento da covid-19 o mundo mudou muito.

Porém, o que muita gente não está prestando atenção é no número de projetos de lei absurdos que estão sendo propostos supostamente “em prol da vida”.

São projetos autoritários, invasivos, que tiram a nossa liberdade de ir e vir, patrulham a nossa fala, torram o dinheiro dos nossos impostos sem a menor responsabilidade (sem falar em tudo o que está sendo roubado) e, por fim, querem tirar o direito de decidirmos o que pode ou não ser feito com o nosso próprio corpo.

Não, você não leu errado. É isso mesmo:

Você não vai ter direito de decidir nem mesmo sobre o seu corpo.

Isso porque há um projeto de lei que, em meio a palavras bonitas e que parecem querer salvar vidas, dará ao estado o direito de usar o seu corpo para “o bem da ciência”, mesmo SEM O SEU CONSENTIMENTO.

O projeto de lei criado pelo senador Veneziano Vital do Rêgo, do PSB da Paraíba, propõe a coleta compulsória de sangue ou plasma da população, com ou sem consentimento, para utilização em pesquisas e tratamentos contra a covid-19.

Olha só que lindo! Em “nome da ciência”, o estado vai poder coletar o seu sangue de forma compulsória, ou seja, obrigatória. Mas é claro que muita gente não vai ver problema nisso, afinal, é para salvar vidas, não é mesmo?

Não, amiga leitora! Não é para salvar vidas. Desde quando neste país os governantes tiveram interesse com a saúde da população?

Eles não têm nem sequer o interesse em que as pessoas saibam lidar com seu dinheiro! Você não acha que, caso quisessem, não poderiam ensinar educação financeira nas escolas, evitando que as gerações futuras vivam endividadas?

Mas isso não lhes interessa a mínima! Aliás, seria ótimo que você desse uma olhada nos vereadores que votaram contra o marco do saneamento básico para que você saiba de cor quem NÃO QUER que metade da população tenha acesso a água e coleta de esgoto.

 

É preciso saber, ainda que o assunto não agrade

Eu prefiro mil vezes poder seguir aqui apenas com posts sobre finanças, dicas, e textos bem-humorados.

Mas não dá para ignorar os tempos perigosos que estamos vivendo. Eu acho que seria até irresponsável se não trouxesse esse tipo de assunto para as pessoas que me seguem.

Existe uma tentativa de controle total sobre a população e nós não podemos ficar inertes.

O governo já tem todos os seus dados, sabe tudo o que que você compra, como movimenta o seu dinheiro e até quando você pode ou não sair de casa, ainda que seja para trabalhar.

Porém, querer ter controle ao nosso corpo “em nome da ciência” já é demais.

Seria totalmente aceitável que se fizesse uma campanha para que as pessoas doem sangue e plasma voluntariamente, mas obrigar uma pessoa a doar aquilo que faz parte do seu próprio organismo chega a ser surreal.

Se você não vê problema nisso é melhor repensar os seus conceitos, pois amanhã esse mesmo governo – que nunca teve compromisso com a população – poderá obrigar você a se submeter a coisas que sabe-se lá o que serão.

Pense, conheça os políticos que promovem esse tipo de absurdo, e dê a sua respostas nas urnas, porque, repito: estamos vivendo tempos perigosos.

 

Leia também:

Leis absurdas atrasam o progresso do país

Assista:

Golpes financeiros: por que as pessoas caem?

 

Para não perder nenhum post, inscreva-se:

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

Nos vemos!

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Olá Patricia! Hace mucho que no escribo, pero trato de mantenerme al día que el blog porque siempre, siempre, leerlo es como leer un poco de racionalidad en píldoras 🙂 Yo también estoy notando esto, son pequeñas cosas que van pasando, pero como con las funciones de matemáticas, las tendencia marca si se va para arriba o para abajo. Es un tema largo, que da mucha tela para cortar, pero yo creo que lo principal es que las personas no se dan cuenta que muchos sufrieron (y algunos murieron) para traer conceptos como DEMOCRACIA, DERECHOS, LIBERTADES INDIVIDUALES, RESPONSABILIDADES y REPÚBLICA a Occidente, y nosotros por un poquito de sensación de seguridad ante los riesgos inherentes de la vida vamos a sacrificar todo eso en el altar del “gobierno me cuida”. No nos damos cuenta que estamos volviendo a los mismo principios que aquellos que murieron luchando rechazaron. En otras palabras, los reyes tenían todo el poder sobre sus súbditos; los gobiernos actuales, quien más, quien menos, parece que quieren tener ese mismo poder sobre sus ciudadanos, claro, con otro nombre. No logro comprender cómo muchos no ven el peligro, siento que vamos en el Titanic y nadie ve el iceberg… Y no es pensamiento cataclísmico, es simplemente aplicar lógica más un poco de de sentido común sobre la naturaleza del poder y su relación con los serres humanos… 🙁

    • Muy bien dicho, Maura. Es exactamente eso. Peri seguimos haciendo nuestra parte! Saludos 😊

  • Medo, o que mais eles querem violar? já proibiram nosso direito de ir e vir, já nos proibiram de trabalhar . E cada vez mais quer deixar o povo mais dependente deles.

  • Olá Patícia.

    Assino embaixo tudo o que você tão brilhantemente escreveu.Precisamos acordar e a urna está aí para isso.

    Abraços

  • Olá Patricia, obrigada por dedicar seu tempo para nos trazer a baila esse tipo de conteúdo.
    Infelizmente estamos “nas mãos desses poderosos” alguns cidadãos ainda não acordaram para a realidade do país e do mundo.
    Especificamente falando do Brasil, estamos vivendo esta crise Ética, Política e Sanitária e enquanto cidadãos, não estamos se posicionando da maneira que deveria, mas nos bastidores das decisões oficiais estamos sedo lesados.
    Recebo alguns Emails informativos do Planalto com decretos e decisões extremamente agressivas, que colocam em jogo a vida, os bens naturais, tecnológicos entre outros de toda a nação.
    Precisamos acordar, pois como você bem exemplificou, a tentativa de controle total sobre a população em nome do “bem comum” está em andamento sendo orquestrada nos bastidores e muitos ainda não se deu conta disso.

  • Excelente reflexão!!!
    Hoje em dia, a “Obrigatoriedade” parece que passou a ser tolerante para a maioria da população… Parece tão inofensivo… Parece ser tão… “Pelo bem do próximo!!!”
    E isso é o que torna os tempos, mais evidentes…

    Neste momento, se eu quiser ir ao supermercado, a mercearia, a lugares básicos eu sou obrigada a usar uma máscara!
    Parece tão inofensivo…

    Mas… Sou obrigada…!!!

    Assim será, quando quiserem implementar a marca do inferno!

    Sabe, existe aquela frase… Antigaaaaaa… (Nunca foi tão real para mim…)

    “Salve-se quem puder…” e ainda acrescento… E quem quiser!!!

    JESUS é o único que nos pode livrar do inferno! Se a gente quiser, CLARO!!!
    Não nos obriga a nada!!!

    Já o diabo, usa tudo para nos obrigar… Rouba, mata, destroi!!!

  • Bom dia, Patrícia!
    Eu sou doadora há anos (sangue, plaquetas). Já me foi pedido autorização para utilização do “plasma” para estudos em uma universidade (não me lembro qual agora). Não vi problema algum. Tanto que sempre que volto lá pergunto se ainda precisam e que está autorizado utilizar o que for necessário.
    Interessante o assuto muito bem colocado porque finalizei o módulo “História da Igreja”, no Rhema. Esse movimento de ações, ainda que aparentemente se fortaleça, a igreja cresce muito mais e como filhas e filhos, temos a Palavra para nos livrar de toda arma forjada contra nossa vida. Eu vivo porque o meu Redentor vive e por mim escolheu se entregar, com sofrimento de cruz, para me dar um bom futuro! Por aqui, sim, tudo está caminhando para o fim, então é só permanecer firme, declarando a Palavra.
    Beijos

  • Paty, continue postando assuntos desse tipo sim, é muito importante termos pessoas honestas que nos trazem informações verdadeiras, em meio a tanta desinformação e fake news é de extrema importância, justamente porque os lobos se vestem em peles de cordeiros, ou seja, usam palavras bonitas, mentiras fofas, pra enganar as pessoas de boa índole, que em nome do bem social, do bem ao próximo criam esses leis absurdas e que lá na frente será contra nós mesmos, finais dos tempos mesmo, embora saibamos que não teremos como evitar isso, pelo menos podemos postergar, bjos.

  • Patricia eles esquecem de lei do retorno… tudo que vai volta para própria pessoa. Ela funciona quer eles acredite ou não.

  • Os políticos do Brasil estão cada vez mais corruptos, egoístas e cruéis.

  • Patrícia, pode compartilhar aqui quais fontes você usa para se informar? Seus últimos posts sobre isso têm sido muito interessantes, mas sinceramente chega a ser difícil encontrar quem compartilha informações desse tipo que sejam verdadeiras. É tanta manipulação que mal dá para saber no que acreditar! Mas, com filtro e análise crítica chegaremos lá.

    • Eu acompanho diversas fontes, como Fox News, The Blaze, Prager University (inglês), Jovem Pan, Rodrigo Constantino, Gazeta do Povo, Guilherme Fiuza, Caio Coppolla, Renata Barreto, Bruno Garschagen, Escola Austríaca de Economia e vários outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *