Escândalo da carne: quando estaremos seguros?

Carne estragada. Leite com formol, soda cáustica e água oxigenada. Frutas, verduras e legumes cheios de agrotóxicos. Injeção de água em frangos para adulterar o peso e uso de hormônios. Podemos fazer algo a respeito?

IMG_2045

Há tempos sabemos que a qualidade dos alimentos que levamos para dentro de casa não é mais a mesma. A falta de tempo tem colocado a praticidade acima de tudo, pois poucas pessoas têm tempo para preparar suas refeições e a indústria alimentícia tem se aproveitado disso.

Quanto mais processado o alimento, menos ideia temos do que ele traz em sua formulação. Em cada rótulo nos deparamos com uma série de siglas desconhecidas, além dos já “familiares” corantes, conservantes e aromatizantes que conferem cor e aroma artificiais e fazem os alimentos durarem por períodos inimagináveis para qualquer produto natural (mas que, ao longo do tempo, nem ligamos mais).

 

Muito tem se falado sobre a Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal dias atrás, o que nos fez lembrar do escândalo do leite há três anos, quando descobrimos que aquela substância tão branquinha e com “cara” de pura e saudável trazia consigo formol, soda cáustica e água oxigenada.

evitar-leite-de-vacaHá quem não acredite e, para esses, sempre conto um episódio que aconteceu comigo:

Há alguns anos, uma caixa de leite vazou dentro do meu carro e, na hora de limpar, derrubei um pouco daquele leite na garagem do prédio onde morava, sobre um piso de concreto. Na hora, percebi várias gotas de leite no chão, mas como a garagem era lavada todos os dias, o pessoal de limpeza iria removê-las.

Para minha surpresa, no dia seguinte, percebi que nos locais onde caíram as gotas de leite, o chão ficou corroído. Sim, corroído! Aquele leite penetrou no piso e danificou a superfície de concreto. Desconfiei do leite e comecei a prestar atenção para ver se não seria ele que estava me causando uma alergia na pele e uma irritação intestinal. Batata! Era tomar leite e ter as alergias agravadas e o intestino reclamando em questão de meia hora (às vezes menos).

Troquei por leite fresco, comprado na padaria e tudo mudou. Mas confesso que a praticidade de comprar 12 caixas de uma vez e não ter que sair de casa dia sim, dia não para comprar leite, me fez voltar à caixinha UHT. Hoje uso cápsulas de café com leite e estou comprando leite da marca Leitíssimo (isso não é uma propaganda) e percebo que é bem melhor.

geral-azeite-de-oliva

E o azeite? Lembra-se que várias marcas rotulavam como extravirgem um azeite que nem sequer era próprio para o consumo humano? E as frutas, verduras e legumes que vira a mexe ouvimos que o nível de agrotóxico está muito acima do permitido pela OMS? O que fazer para não permitir que sejamos envenenadas todos os dias, um pouquinho de cada vez?

Como educadora financeira, meu conselho é: invista no que come. Como? Saindo da zona de conforto e preferindo alimentos mais frescos e menos processados, ainda que isso a faça ir mais vezes ao supermercado. O que você gasta a mais com alimentos, economiza em remédios.

Como dona de casa (e pessoa que também tem que comer!), meu conselho é: cuide-se. Não é possível termos plena certeza da procedência de todos os alimentos, então, evite aquilo que você já sabe que faz mal, como muito sal, muito açúcar, embutidos (salsicha, linguiça, mortadela), salgadinhos, e alimentos muito processados ou prontos. Eu sei que eles são práticos, mas a praticidade não deve estar acima da sua saúde.

coca-cola-buddy-bottleDestaco especialmente o refrigerante como algo que deveria ser banido da vida de todo mundo para ontem. Eu sei que o marketing é ótimo, a garrafa é linda e “faz parte” da vida de muita gente, mas seja honesta: você sabe que faz mal. Seja Coca Cola, seja Guaraná, seja lá o que for.

Molhe suas plantas com refrigerante durante 15 dias e veja o que acontece com elas. Depois, pense bem antes de ingerir esse tipo de bebida e de servir para sua família.

 

Há muitas maneiras de se economizar nas compras e a maior delas é evitar o desperdício. Em vez de comprar muito do que não é bom, escolha quantidades suficientes de produtos com maior qualidade, lembrando que qualidade não está necessariamente ligada a uma marca famosa ou a preço alto. Procure saber mais sobre alimentação saudável para poder fazer melhores escolhas.

RECADINHO:

É hoje, Porto Alegre! Estarei dando uma palestra especial na Saraiva do Shopping Praia de Belas às 19h30 e autografando o livro “Lugar de mulher é onde ela quiser” às 20h.

Nos vemos!

 

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Liliane diz:

    Obrigada pelo post Patricia! É mais um alerta pra gente. Eu moro sozinha… saio de casa pela manhã e só retorno a noite depois das 20:00, super cansada e ainda faço minha marmita… eu tenho que me esforçar muito para tentar comer com qualidade… e quanto ao refrigerante para mim é uma tentação mas que graças a Deus eu tenho conseguido superar, só tomo quando tem festinha no trabalho ou na igreja e mesmo assim tento maneirar, em casa mesmo não entra. Ou faço suco da fruta ou compro poupa… é mesmo pior né? Bjos

  • Andreza Rocha diz:

    Amei este post Paty, já faz tempo que mudei minha alimentação, e tive uma melhora de 98% em minha saúde… Perdi 10 kg ao me reeducar na alimentação, minha imunidade esta mais alta, dificilmente fico doente… Muitos alimentos são como veneno para o organismo humano… Parabéns 👏👏👏👏

  • Sonia diz:

    Olá Paty,obrigada pelo alerta já tenho prestado atenção nestas coisas e, continuarei. Tenho investido na minha alimentação saudável e, transmito isso igualmente para a família. Por exemplo Coca-Cola e outros refrigerantes deixei de tomar há 8 anos acredite, não me faz falta.

    • Patrícia Lages diz:

      Eu acredito porque fiz o mesmo! 😁

  • Kaysa diz:

    Que saudade que eu estava daqui, desses conteúdos riquíssimos.

  • Nayane diz:

    Excelente, Patricia.

    Não sei como ainda é permitido refrigerante nas prateleiras! ´
    Ví um vídeo do Dr. Lair Ribeiro (que já trabalhou na Universidade Harvard!) sobre refrigerantes e ele disse que um copo de refrigerante que você toma, você precisa tomar 32 copos de água “da boa” pra recuperar o estrago que você causou: https://www.youtube.com/watch?v=1lunxp0IJ5E

    • Patrícia Lages diz:

      Um horror esse tipo de bebida!

  • Rosimeti diz:

    Parabéns fas 5 anos que refrigerante não entra dentro da minha casa precisamos nos esforçar mais para preparar nossa alimentação não é fácil exige um pouco de tempo nosso mas vale apena.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: