Se há uma coisa que todo mundo tem que fazer em algum momento da vida é lidar com problemas. Para isso, a disciplina é fundamental.

Disciplina ao lidar com problemas

Se você é do tipo que tende a carregar um problema por mais tempo do que deveria para evitar de lidar com ele, saiba que, de fato, não há nada de errado com você!

Afinal de contas, esse é o normal quando se trata de comportamento humano.

Nós normalmente buscamos evitar tudo o que nos causa ameaça e estresse e, portanto, tendemos a fugir dos problemas.

Porém, ser o comportamento esperado não significa que temos que agir assim.

Ao contrário, quem age dessa forma faz parte do grupo dos 95% de pessoas medianas.

 

De acordo com estudos feitos em várias partes do mundo e por vários institutos de pesquisa, apenas 5% das pessoas agem acima da curva.

Com toda certeza, se você quer fazer parte dos 5% acima da média, precisa desenvolver a disciplina para lidar com problemas.

Sem ela você só vai ficar protelando os problemas que, quando não resolvidos, inegavelmente aumentam com o tempo.

Saiba que a única maneira de se livrar de um problema é resolvendo!

 

Resolver problemas é uma arte

Uma vez que todos temos problemas é preciso desenvolver a arte de resolvê-los.

E, visto que se trata de algo prático, não há como aprender apenas na teoria.

Ou seja, você só vai aprender resolver problemas, resolvendo problemas.

Por isso, você que é pai ou mãe, aqui vai uma dica que certamente você já ouviu, mas pode ser que não esteja praticando:

Não poupem seus filhos dos problemas!

Sem perceber, você pode estar evitando que seus filhos desenvolvam essa habilidade e, mais tarde, eles não saberão o que fazer.

Quando os pais limpam tudo o que a criança suja, quando guardam tudo o que ela deixa jogado e quando não as incentivam a fazer o certo (como pedir desculpas a alguém que elas tenham importunado), tiram dela a oportunidade de se desenvolver.

É muito comum, infelizmente, que quando uma criança incomoda alguém, os pais justifiquem dizendo que “criança é assim mesmo” ou peçam desculpas em nome dela.

E a pergunta é: o que essa criança aprendeu? Que pode fazer o que quiser porque é criança e que seus pais se encarregam da “parte chata” da vida.

Pior que isso é ver pais fazendo isso quando os filhos têm 30, 40, 50 anos de idade…

“Ele é tímido, por isso não cumprimenta ninguém, né meu filho?”, diz a mãe sobre o filhinho de 35 anos.

“Ele está dormindo porque está muito cansado, tadinho!”, diz a mãe sobre o filho de 45 anos que ainda mora com ela e não levanta antes do meio-dia…

Às vezes, a melhor coisa que podemos dizer aos filhos e a nós mesmos é:

“SE VIRA!”

É algo que eu sempre digo a mim mesma: “se vira, dá um jeito, faça!”

E quando eu me ouço, as coisas caminham bem.

 

Nos vemos!

 

Confira o post anterior clicando aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Olá Patrícia! Aprendi, e tento passar para os meus filhos, a resolver os mais difíceis primeiro. Assim, o resto fica mais “leve”. Tenho dois filhos, 9 e 6, com personalidades muito diferentes. O mais novo, é mais “largado” e outro todo organizado. Se eu sair arrumando a bagunça dele é óbvio que crescerá assim. Então, o incentivo a fazer, mesmo que leve o dia inteiro. Reclama, mas faz. Não consigo imaginar um homem de 45 anos dormindo até meio-dia kkk, tenho alergia a gente preguiçosa.
    Ouvi essa frase outro dia: “Não podemos dirigir um carro parado. Temos que tirar as nossas vidas do estacionamento e nos levar para onde queremos chegar”. Beijos

  • Boa tarde Pat
    Realmente , a única maneira de resolver um problema , é enfrentando esse problema .
    Os filhos de 30 anos em diante, tem mesmo é que se virar ,pois já são adultos e vacinados como falava minha mãe.
    E quanto à criança qd ela vive com a verdade, aprende a ser justa.
    Amo todos os seus posts.
    💐🌺🌼💮

  • Amazing 🤩 this text. My mom is the same military or Bolsonaro education.

  • Finalmente, após 5 anos, comprei a lâmpada pro meu forno. Ontem, fazendo bolo, me irritei por que ainda não tinha comprado. E comprei mais 2 itens pra minha cozinha. Coisas que eu estava protelando pra sempre.

  • Boa tarde Patrícia! Como é chato resolver problemas, mas faz parte das nossas vidas, sempre tem alguma situação (prefiro chamar assim rsrsrs) , para ser resolvida. Bom dia querida . 😍

  • Olá! Patrícia
    Disciplina na educação dos pais aos filhos é um desafio, vejo isso também em um país que não ensina o povo educação financeira e quando chega os problemas financeiros a pessoa se quebra porque não sabe resolver, a escola ensinou tanta equação, delta vai, delta vem, um decoreba que não serviu foi de nada. Aprendendo a resolver meus problemas e agora vou pegar essa sua dica “se vira, dá um jeito, faça Roseane!” hahaha

    Grande abraço.

  • A melhor coisa a se fazer é resolver logo prá se ver livre! O chá de simancol é bom para aquela hora que avaliamos como foi o nosso dia!

  • Olá Patrícia! Este post de hoje está D+++. Sabe que já ouvi mesmo algumas mães “mega/hiper/super protetora” cheias de cuidados para não importunar os filhinhos acima dos 30…não consigo imaginar o que esses “filhinhos” farão para sobreviver no caso de ausência permanente da mãe, já com uma idade avançada…Abraços!

  • Gostei muito. Acabo fugindo para evitar discussões, mas é preciso ter o momento das conversas difíceis para resolver.

  • Já dizia Provérbios :

    13:24 “O que não faz uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama, desde cedo o castiga.”

    6:23 ” Porque o mandamento é lâmpada, e a lei é luz; e as repreensões da correção são o caminho da vida. “

  • Parece que quanto mais “enrolamos” para resolver um problema, maior ele fica. É melhor aplicar esse “se vira, dá um jeito, faça” logo e se ver livre do problema, pois uma hora ou outra vamos ter que encarar ele, né?

  • Bom dia, Patrícia.
    O post de hoje é interessante pois se observarmos a forma que Deus age conosco é exatamente assim, Deus não resolve por nós os problemas que nós temos a capacidade de resolver justamente para que possamos nos desenvolver como pessoas. Temos sempre que vigiar pra não fazer o contrário com aqueles que nos cercam, tentando resolver os problemas de todo mundo achando que estamos ajudando, mas na real impedimos as pessoas de progredirem e ainda acumulamos serviço extra.

  • Olá Patrícia,
    Totalmente de acordo e super se aplica aqui em Portugal. O que mais tem em Portugal são filhos vivendo com os pais até aos 40 anos, inclusive esse “fenómeno” ganhou o nome de Síndrome do Canguru, em que os filhos já adultos continuam em casa dos país e dependentes deles.
    Eu casei com 19 anos e sai de casa, passei por muitas situações difíceis, era muito imatura e não estava de todo preparada. Mas foram essas dificuldades em que tive de me virar que aprendi e desenvolvi. Sei que ainda tenho muito que aprender, mas uma coisa que aprendi é que quando eu adio um problema estou a adiar a oportunidade de aprender e crescer.

  • Essa matéria de hoje é como ser eu tivesse contado para você Patricia o que infelizmente estou passando, só com uma diferença quanto mais me esforço para resolver pior ficar com os passas dos dias.

    • É aí que entra a perseverança e a análise se vc tem usado a melhor estratégia. Veja se o que vc está fazendo é mesmo o melhor a se fazer.

  • minha mãe me criou na base do se vira, resolve. mas com minhas irmãs (mais novas) o tratamento foi outro, ela q se virava pra resolver os problemas delas… hoje todas somos adultas, e vejo o impacto que isso causou… enquanto eu tenho facilidade de me virar, elas sofrem com esse tipo de situação, mas estão conseguindo melhorar e ser mais ‘se vira e resolve”

  • Amei o texto mas o fim pra mim foi incrível . Dizer se vira pra si mesma! E quando eu me ouço, as coisas caminham bem! Ouvir tbm demanda muita disciplina, silenciar, aquietar, concentrar! Amando esse tema!

  • Tenho trazido pra mim que tudo aquilo que suscita minha ira eu devo tirar do meu caminho, mesmo que sejam coisas pequenas, acredito que mais as coisas pequenas, pois são elas que se repetem constantemente e por ser pequeno achamos que não precisamos resolver. A título de exemplo, a torneira do tanque da minha área de serviço era daquelas arredondadas e duras, ou seja, imagina estar mexendo com sabão o tempo todo e toda vez que vai fechar a torneira não consegue e ela fica pingando? hahaha como isso suscitava minha ira e consequentemente eu acabava dando lugar ao diabo, pois perdia a paciência, então na primeira oportunidade fui lá e comprei uma torneira 1/4, pronto, problema resolvido e a paz voltou a reinar em casa hehehe, bjos Paty, sucesso sempre!

  • Boa tarde!!
    Todas as vezes que leio o post do Fabio Oliveira tenho um problema.
    Ainda bem que hoje em dia não preciso pegar o dicionário para traduzir. rsrss
    Eu também tive a mesma educação que ele e meus filhos tem pai militar.
    Beijos.

  • Tenho uma filha de 9 anos, e “vive” esquecendo coisas pelo caminho, passa do lado e não vê… sempre pensei comigo que se eu ficar pegando o que ela larga pelo caminho, ela nunca vai aprender, que cada coisa tem sua “casa”, tem seu lugar para ficar, e que a mãe não é empregada exclusiva dela que ficará dando um “jeito” nas obrigações diárias dela… uso muito isso, se vira, dá um jeito, faça …. se tivesse realizado no momento que tirou, usou…. enfim!!! Seguimos….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *