Você é do tipo de pessoa que não sabe ou tem vergonha de cobrar alguém que lhe deve? Veja nesse post o que fazer para sair dessa.

“Fulana sabe que me deve, então ela é quem tem de vir até a mim e pagar e não eu ficar cobrando!”

Apesar de ser a mais pura verdade – pois quem deve é que deveria ir atrás, assim como fez quando pediu emprestado – dizer coisas como a frase acima não resolve. É assim que muitas amizades terminam e muitos problemas familiares começam.

Mas, não pense que só empréstimos pessoais causam esse tipo de problema. Há muitas empresas que simplesmente não sabem como fazer uma cobrança e, com isso, ficam no prejuízo. Então, vamos tratar do assunto como um desafio. Veja qual caso se ajusta à sua situação e parta para cima! E se você não tem ninguém lhe devendo, não custa nada aprender mais uma dica, né?

COBRANÇAS PESSOAIS

1) Deixe os sentimentos de lado – mesmo que você esteja morrendo de raiva da pessoa ou, ao contrário, está morrendo de vergonha de cobrar, vá em frente. Seja prática: você emprestou dinheiro e é seu direito receber.

2) Se comunique – escolha a melhor forma: por telefone, e-mail, pessoalmente etc. Só não mande recados por terceiros e, muito menos, publique direta ou indiretamente nas redes sociais. Postar algo como “tem gente cara-de-pau que não paga os outros” não vai resolver nada e ainda vai mostrar que você lava roupa suja em público.

3) Tenha respeito – o fato de alguém estar devendo não lhe dá o direito de ser mal educada. Fale em um tom pacífico, mas firme e direto. Uma sugestão seria algo como: “Fulana, eu tive condições de lhe atender emprestando aquele valor, mas agora eu estou precisando receber. Vamos acertar uma forma de você me pagar, senão eu vou ter problemas. Minha intenção era ajudar, mas sem me prejudicar”.

4) Aceite o proposto – sei de pessoas que “chutaram o balde” e não aceitaram as opções de pagamento que o devedor ofereceu. Preferiram abrir mão do valor e acabar com tudo de vez. Bem, se você prefere fazer dessa forma, OK. Mas, saiba que a amizade já era e – na minha opinião – é melhor receber parcelado do que não receber. (Não deixe de ler a Dica de Ouro no final).

COBRANÇAS COMERCIAIS

1) Não é nada pessoal – assuntos empresariais devem se manter nessa esfera. Não misture as coisas para não virar um balaio de gato. Você está cobrando algo para a empresa, que depende de dinheiro para manter-se funcionando e honrando seus compromissos. Nenhuma empresa abre para dar prejuízo, então você não tem nada de que se envergonhar. Cobre!

2) Ofereça sigilo – para aqueles que devem, mas têm vergonha na cara (não é o caso de todos), manter a questão somente entre as pessoas que interessam é algo muito bom. Nada de ameaçar com um “vou contar pra todo mundo que você me deve”. Quem faz isso, ao contrário do que pensa, não é bem visto no mercado. Não sair gritando aos quatro ventos vai mostrar que você é profissional e que quer resolver o problema e não denegrir a imagem de ninguém.

3) Comunicação – deve ser feita de forma educada, firme e profissional. Uma vez passei um modelo de e-mail de cobrança para uma amiga que tem uma farmácia e não sabia mais como cobrar um cliente. Foi mais ou menos nesses termos:

“Prezado fulano,

Estamos entrando em contato, pois desde a data X, encontra-se em aberto o valor de X reais referente ao débito X que o senhor (ou sua empresa) tem conosco. Com o intuito de mantermos nossa parceria, nossa sugestão é que o valor seja pago da seguinte forma (descreva como pode facilitar o pagamento). Esperamos que desta maneira seja possível a liquidação do valor. Se tiver outra sugestão, estamos abertos a negociar.”

4) O cliente não paga – se mesmo depois de tudo isso o cliente não pagar, envie uma correspondência dizendo que encaminhará a cobrança para o órgão competente, mas que aguardará até o dia X que a pessoa se manifeste de forma amigável. Se mesmo assim não receber, então mande para cartório, SPC ou o que seja. Não deixe por isso mesmo (a não ser que para sua empresa isso não faça diferença).

5) Adote um sistema de cobrança – provavelmente isso não vai acontecer uma vez só. Então, crie um procedimento padrão para não ter que esquentar a cabeça toda vez. Tenha uma carta ou e-mail pré-prontos e avise à pessoa de cobrança como proceder.

DICA DE OURO – PARA PESSOAS E EMPRESAS

Se você não tem certeza de que a pessoa vai pagar e aquele dinheiro vai lhe fazer falta, não empreste. Seja franca e diga que não pode. Se a pessoa quiser terminar a amizade por isso, sorte sua. Você acaba de descobrir alguém que estava do seu lado só por interesse.

Se você deu crédito a quem não devia, corte. Um cliente que deu trabalho para pagar não deve recomeçar como se nada tivesse acontecido. Você deve impor novas regras, como por exemplo: próximas 3 compras somente à vista. Recuperando a confiança, você volta a dar crédito aos poucos.

Esse é o desafio da semana: cobre a quem lhe deve!

Nos vemos!

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Bom Dia Paty,
    Este post foi pra mim, eu trabalho com doces, sempre “facilito a compra”, e raramente recebo o combinado, por muitas vezes peguei dinheiro emprestado (por não ter o dinheiro em caixa pra atender a encomenda), sempre que chegava a hora de receber eu tinha dor de cabeça e ainda problemas em casa… Mas fazendo parte da Nação 318, eu percebi o meu erro, hoje em dia peço um sinal e se for o caso faço um contrato, mais ainda preciso aprender muito…Obrigada por nos ajudar, gostei muito do livro, na fé!

  • Oi Paty,

    Tenho dois problemas relacionados a esse tema. O primeiro eu emprestei a um amigo e já fez aniversário de 3 anos, vale a pena cobrar ainda?
    No outro é caso de família, sujaram meu nome e diversas vezes eu pedi que eles pagassem, até que não tive mais como esperar e meus pais e eu pagamos a divida, como devo cobrar eles?

    Agradeço as sua dicas, me ajudam pra caramba rsrs

  • Bom dia!

    Farei isso! Sempre tive facilidade para cobrar as dividas dos outros, mas cobrar quem me deve sempre foi um problema. Porém, precisa ser feito, afinal é o meu trabalho e preciso pagar as minhas contas.
    Beijos

  • Poxa Paty este post caiu como luva…rs..fiz uns doces ..vendi..quem comprou gostou..mas na hora de pagar …ô sofrimento pra receber viu??!!!Estava sem saber como fazer pra chegar na pessoa e cobrar , já que são amigos..as dicas foram ótimas!!!Beijosss

  • Obrigada Patrícia, pelas sugestões!!!
    Trabalho com artedsanato e já passei muitos problemas com cobrança, porque as pessoas pensam que não tem que pagar, pois pensam que você faz artesanato por hobby.
    Vou montar uma nova norma para pagamentos.
    um grande abraço
    Edna Luisa

  • Gostei muito dessas dicas, pois as vezes deixo de vender meus pães de mel, por nao saber como cobrar, na ,maioria das vezes minhas clientes sao pessoas amigas e isso dificulta um pouco a cobrança!

    • O que precisa ser mudada é a cultura, pois se as pessoas são mesmo amigas, elas é que deveriam ser as primeiras a pagar sem pedir fiado e não se acharem no direito de pagarem depois por conta da amizade. Amizade ajuda, não atrapalha!

  • Passei por isso ha 3 @nos quando vendia roupas, uma cliente nao me pagou ate hoje. Outra vez vendi um celular e a pessoa tambem nao pagou

  • Boenas Guria!!

    Bota coisa difícil nisso, tá aí uma situação que me faz afrouxar o garrão.
    Tenho que melhorar nisso, não tenho coragem de cobrar as pessoas, mas se o desafio é esse, vamos em frente 🙂

    Abração pra ti guria!!

    Dai.

  • Muito boas dicas.Obrigada!
    Ah! Muito legal suas dicas no programa do Bispo Renato e dna. Cristiane Cardoso.bjs!

  • Pati, passei pra falar que estou fazendo a tarefa de cobrar quem me deve (de forma educada), mas não está sendo fácil… É muito desagradável cobrar pessoas que te devem há meses… (Ainda mais cobrar pessoas da Fé…) não gostaria de estar fazendo isso, mas eu também preciso receber…
    Obrigada, pela força!

  • Minha empresa pegou alguns clientes assim,pelo marido ficaria por isso mesmo,a quantia ajuda e é um direito afinal.Ao ler o post vi que estou no caminho.Quanto a emprestar as vezes me acho dura ,mas é melhor ser sincero do que ajudar e depois não passar de ruim…Gostei!!!Obrigado!!!!

  • oiieeee Pati…
    estou no desafio da prosperidade #21.
    ain.., esse post veio de encontro comigo!
    por não ter coragem de cobrar a quem me devia, já perdi muito!
    mas agora como uma blindete de primeira, nem quero saber se vou perder a amizade… é claro, vou com calma e mandar o meu recadinho discretamente para quem me deve!… e sabe ja perdi muito com esse sentimento de esperar quem me deve vir ao meu encontro!
    nananinanao …. vou deixar os sentimentos de lado e correr atrás!!
    ameeeeei o post e estou firme nos desafios !!!
    obrigada pelas orientações e dicas d sempre!
    Deus a abençoe muito!

    bom FDS

    beijinhoos

    beijinhooos

  • Querida amiga..,eu vim confessar,rs,sei que confessar sem atitudes diferentes não resolvem,mas estou aqui para aprender,e lutar.
    Quando li o título do post,eu não quis ler..já falei,não sei como cobrar..afinal,o que devo é maior do que tenho para receber,então é melhor eu parar com o Desafio!:(
    Mas como posso parar? essa não sou eu! Fiquei por todo esse tempo querendo vir ler..pensei em pular e ler outro..mas se começo tenho que terminar,é isso que aprendi,não posso parar..
    Eu li o post..entendi como cobrar,mas me sinto mais cobrada,rs entendi??Vou me aplicar..Quando fiquei sem receber foi pelo desespero de começar a trabalhar com o novo trabalho que tinha me formado,comecei a fazer tabelas para as clientes ,aceitar qualquer condição de pagamento,comprei material,esperando receber..e Bum! Já sabe né?!
    Depois fiquei com medo de perder as pessoas,e não tive coragem de cobrar..moral da história ,elas não pagaram,e nem voltaram..e eu..parei de divulgar com medo de me arrebentar mais!
    Bom miguxa…,agora confesso que queria deixar de cobrar,e começar uma nova fase..rs..
    Mas vou me aplicar .
    Obrigada!

    • Oi, Gis. Sei que cobrar é uma tarefa difícil, por isso escolhi colocá-la em um desafio. Se você pode deixar para trás o que lhe devem, pois não fará falta, então não cobre. Não é uma obrigação, mas uma escolha. A ideia é que vc aprenda e não caia no mesmo erro. Se vc não gosta e não quer fazer cobranças, o comércio não é pra vc, pois cedo ou tarde, vc vai ter que fazer isso! Bjs!!

  • Cobrar realmente não é uma tarefa fácil para quem tem vergonha assim como eu nem se fala .

  • Olá!Estou num “perrengue” muito grande! Ganho um salário mínimo, o que corresponde a R$ 937,00, e, com os descontos em folha, estou retirando apenas R$ 538,00. Estou “devendo” (foi uma amiga que comprou no meu nome e fugiu para os Estados Unidos, e perdi o seu contato)uma editora de livros, quero pagá-los, mas com um dinheiro desse não tem como… Já tentei fazer bicos, extra, mas nessa crise, está impossível! Não aparece nada! A empresa credora liga para mim todos os dias no meu trabalho para me cobrar, e eu não sei o que faço… Como eu disse anteriormente, com esse salário que recebo como funcionária pública não tenho como pagá-la, pois tenho as minhas necessidades básicas, como alimentação, água e energia. Nem carro e nem casa possuo, moro de favor na casa dos parentes. Tempos atrás peguei um empréstimo no banco para pagar outras dívidas, e até hoje está sendo descontado na minha folha de pagamento, nem tenho mais como pegar mais outro consignado para pagar essa conta, visto que o salário mensal vai diminuir ainda mais, diminuindo o meu orçamento. Por favor, ajudem-me, pois não sei mais o que fazer.

    • Olá, Wilma. Realmente a situação está apertada e pensar em um empréstimo agora não é a solução. O mais indicado seria realmente vc fazer trabalhos extras, pois é uma forma de ter mais renda, não tem mágica para isso: se o dinheiro não está sendo o suficiente, tem que fazer mais dinheiro. E quanto às ligações, infelizmente não há o que fazer. Eles vão continuar ligando e para se livrar deles, só mesmo tendo o dinheiro para pagar. Busque alguma outra coisa, tenha fé que vai aparecer!

  • Sou personal treiner numa academia super famosa no Jardins,tenho varias alunas super ricas,e parecem que são as piores p pagar,sofro muito com isso….enfim eu cansei resolvi abrir uma loja p mim de suplementos,pagou levou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *