Como manter o foco

Esse é um dos maiores desafios da vida moderna, pois cada vez mais temos opções de meios de comunicação e entretenimento, enquanto as tarefas diárias aumentam. Como fazer essa conta fechar se o dia continua com 24 horas?

foco

Se a pergunta é como manter o foco a resposta é: aprendendo a dizer não. E aí é que está toda a dificuldade da questão, ainda mais para nós, brasileiros, que um não pode significar uma decepção tremenda!

Para que o seu não deixe de ser uma decepção e o seu sim não atrapalhe a sua vida, é necessário que você tenha bem claro quais são as suas prioridades. Se você não sabe o que tem para fazer, vai ficar a mercê do “deixa a vida me levar” e acabar dizendo sim para tudo. Por isso, o primeiro passo para manter o foco é organizar o seu dia, a sua semana e o seu mês.

Quando você tem suas tarefas e compromissos organizados na sua agenda, vai saber se pode ou não atender o que alguém lhe pede. Mas se você entrar no clima do “vou atender e depois eu dou um jeito”, vai descobrir que esse “depois” chega logo, muito antes do “dar um jeito” aparecer…

Quando as pessoas me perguntam como consigo dar conta de tantas tarefas, a resposta é exatamente esta: “priorizando o mais importante naquele momento e dizendo não para muitas coisas e para muita gente”.

manter o focoNeste momento estou finalizando o meu próximo livro (que sai ainda este ano uhuuuuu!!), mas para isso, tive que dizer uma série de “nãos”, inclusive para mim mesma e para a minha casa, que está de pernas para o ar…

É um período que preciso de muita concentração, de silêncio e de tempo, pois é impossível elaborar um conteúdo de qualidade sem criar um ambiente propício e às pressas. Nem todo mundo entende isso, mas paciência… Ou eu foco em terminar o livro e depois resolvo o restante, ou fico me dividindo entre outras tarefas e não concluo nenhuma.

E é isso que você deve fazer: priorizar o importante, dizer não para o que pode tirá-la do foco e não tentar se explicar para todo mundo. O brasileiro tem essa mania de não aceitar um não e de ficar irritantemente querendo arrancar um sim, por isso, o esforço em manter o não tem que ser maior…

  • “Amiga, vamos nos ver amanhã?”
  • “Puxa, amanhã infelizmente não posso…”
  • “Por que não? Pode sim, dá um jeitinho!”
  • “Não vai dar mesmo, vamos marcar para a semana que vem?”
  • “Mas não vai dar por quê? O que tanto você vai fazer?”
  • “Eu  já tenho esse compromisso marcado faz tempo, não tem como mesmo.”
  • “Que compromisso? Aonde você vai?”

Tem coisa mais irritante do que isso? A pessoa quer arrancar de você o que claramente você não quer – e não tem obrigação – de dar satisfação. Amigas são pessoas que respeitam a privacidade das outras e não aquelas que ficam cobrando que você preste contas de cada passo que dá. Portanto, se as pessoas ao seu redor não estão sabendo entender o seu “não”, repense se elas realmente merecem o seu sim…

Para terminar, gostaria de convidá-la a se inscrever no meu canal no YouTube, onde temos mais de 50 vídeos bacanas sobre vários temas ligados a finanças, carreira profissional e como fazer economia no dia a dia. É só clicar aqui e inscrever-se!

E para receber as novidades aqui do blog…

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

 

 

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Rebeca Beserra diz:

    Livro novo??? Mal posso esperar!!!! 😍😍😍É uma continuação do Virada Financeira?

    • Patrícia Lages diz:

      Não, é um livro totalmente novo com uma proposta nova, não é continuação! 😀

  • Juliana diz:

    Status: aguardando anciosa o proximo livro seu!!!! nisso com certeza eu digo SIMMMMMMM e priorizo os “nãos” q sou obrigada a responder p dar conta das diversas tarefas q tenho como trabalho casa filhos e infelizmente tive q trancar a minha faculdade de pedagogia q pensei q desse conta msm estudando p concursos p Assistente Social, resolvi priorizar o q é mais importante p mim, meu objetivo antes era um emprego publico nao importando ql area mas se eu nao focasse na area social q eu ja sou formada iria perder din fazendo pedagogia e gastando com inscricoes p concursos q com certeza sem concentracao nao iria passar, agradeço todas as suas dicas q vejo todos os dias, sou uma fiel blindete no youtube face e aki no blog… bjs linda!!!!!!

    • Patrícia Lages diz:

      Obrigada! 😀

  • Maria José diz:

    Adoro seus textos, e estava pensando esses dias: Será que a Patrícia não vai lançar nenhum livro novo? E hoje tive a resposta, que maravilha, aguardo!!! Tenho sérios problemas em manter o foco!!!

  • Stefanie diz:

    Uhuuu, livro novo a vista!!!
    Não vejo a hora de poder ler, seus livros me ajudaram muito, foi o primeiro contato que tive com planejamento financeiro.
    Assim que “ingressei” na vida adulta, aos 18 anos, já comecei a me endividar, me lembro que aos 20 anos eu já havia estourado os limites dos meus cartões de crédito e cada vez que eu pagava o rotativo parece que a dívida dobrava, era como se eu não tivesse pago nada. Eu chorava muito quando recebia ligações de cobrança e me desesperei, então meu pai me ajudou a negociar uma das dívidas, mas meu problema era que eu não sabia gastar o dinheiro, cheguei a reclamar com ele dizendo que se eu negociasse ficaria sem o cartão e ele falou que era a melhor coisa que poderia me acontecer, rsrs.
    A maioria das minhas dívidas era justamente por não saber falar “não” para os outros e para mim mesma, eu não tinha nenhum foco.
    Foi quando um dia passando por uma loja vi seu livro exposto e aquele título me chamou a atenção, “BOLSA BLINDADA”. Comecei a ler ele numa livraria, todos os dias ia até lá e lia um pouquinho no meu horário de almoço, até que um dia ele estava em promoção e eu tive que comprar. Sorte a minha! Foi o valor mais bem gasto que fiz naquela época. Devorei o livro em pouco tempo e já comecei colocar em práticas os ensinamentos, as planilhas (hoje eu faço planilha pra tudo, rsrs, amo!) e pouco a pouco fui organizando minha vida e finanças, negociei e paguei todas as minhas dívidas, parei de emprestar meu nome e crédito para terceiros, casei sem nenhuma dívida, conseguimos formar uma poupança, meu esposo e eu, e compramos um carro dando um bom sinal de entrada e hoje temos uma vida super tranquila, todo nosso orçamento é planejado e ele deixa tudo por minha conta, pois confia na minha administração (coisa que aprendi com seus livros).
    Já li todos os 3 livros e uma das questões chaves que aprendi é que não precisamos ganhar rios de dinheiro para ter uma vida confortável, precisamos é saber administrar o que temos de forma consciente e com certeza o dinheiro sempre trabalhará a nosso favor.
    Já repassei seus livros pra minha mãe, irmã, várias amigas, indico seu blog em grupos, pois aquilo que é bom tem que ser repassado, não é mesmo?! 🙂
    Muito obrigada por este trabalho maravilhoso e que tem aberto a visão e mudado a vida de milhares de pessoas.
    Que Deus continue te abençoando cada dia mais, e tenho certeza que vai, pois aquele que dá, recebe!
    Bjs!

  • Mira Cardoso diz:

    Muito bom esse post.

  • JESSICA diz:

    NOSSA…. VC VAI LANÇA O QUARTO LIVRO E EU SÓ TENHO O PRIMEIRO

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: