Você é capaz de tomar decisões na sua vida ou vive sempre a espera de que alguém faça isso por você? Quem decide, tem o controle.

Com quem está o controle da sua vida?

Houve uma época em que peguei uma baita bronca do tal “para mim”. Por exemplo:

  • Faz isso aqui para mim?
  • Pega aquilo ali para mim?
  • Resolve aquele negócio lá para mim?

A bronca era tanta que comecei a responder: “por quê?”

 

E é claro que isso fazia a pessoa me achar um ET: “Como assim, por quê?”

  • “Por que eu deveria fazer isso ‘para você’ se é tarefa sua?”
  • E “por que eu pegaria aquilo ali ‘para você’ se estamos à mesma distância?”
  • Ou “por que eu resolveria aquele negócio ‘para você’, sendo que o negócio é seu?”

Não é a melhor resposta, eu sei, mas lembre-se: eu tinha pego uma baita bronca!

A questão é que as pessoas que vivem mandando as outras fazerem as coisas “para ela” acha que está no controle, mas não está. Acredite!

Quem faz, quem decide, quem age é que tem a faca e o queijo na mão, por assim dizer.

E quem acha que está arrebentando quando manda os outros fazerem o que elas deveriam fazer ficam à mercê de quem realmente faz.

Sem perceberem, elas acabam vivendo na dependência dos outros e isso significa:

Entregar o controle da própria vida nas mãos de outras pessoas.

Pois é, os espertos não são tão espertos assim…

Portanto, não entregue as suas decisões nas mãos de outras pessoas, mesmo nas pequenas coisas.

Não dependa dos outros para fazer o que cabe a você, afinal de contas, se cabe a você ;e por alguma razão.

Seja disciplinado e tome as rédeas da sua vida!

 

Nos vemos!

 

Confira o post anterior clicando aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Verdade Paty. Me lembrei de uma pessoa assim na minha vida. Pedia tudo o tempo todo, mas sempre dizia por aí que fazia tudo por todo mundo… Enfim, hoje não consegue fazer nada sozinha. Resultado: ficou dependente dos outros e vive reclamando de tudo…
    Adorei o texto. Caiu como uma luva!
    Bom dia.

  • Olá Patrícia, bom dia! Realmente não se deve entregar para os outros o que cabe a cada um decidir, assim evita a dependência quanto a opinião alheia e aumenta a autoconfiança. Acrescento o que está em Provérbios 16:1-3 “Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua. Todos os caminhos do homem lhe parecem puros, mas o Senhor avalia o espírito. Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.” E o que está em Tiago 1,5 “Se alguém de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus – que a todos dá liberalmente, com simplicidade e sem recriminação – e ser-lhe-á dada.” Abraços!

  • é mais fácil mandar do que fazer….
    gostei muito dessa análise, e sempre pensei assim, nessa questão da dependência, apesar de parecer que “tá podendo”” tá é dependendo de outros, pra resolver o que está ao seu alcance…
    Uma coisa que me eu peguei “bronca” é alguém me perguntar uma coisa que ela facilmente obteria a resposta dando um “GOOGLE”, as pessoas tão cada dia mais preguiçosas, e com preguiça de pensar.
    tenho muita facilidade com tecnologia afinal, é minha área de trabalho, você não faz ideia da quantidade de coisas que as pessoas me perguntam, que está ali a disposição delas, a um clique no Google, só que é mais fácil pedir alguém, mas acabam ficando dependentes do meu tempo, de quando eu puder responder aquela mensagem, ao invés de se virar.
    eu não ligo de ajudar, mas tem hora que dá vontade de mandar um “procura no google, se não entender ou achar volte a mim” kkkk

  • Bom dia Patrícia! Com certeza eu tomo as rédeas da minha vida, foi assim sempre, aliás eu e minhas irmãs aprendemos logo cedo a resolver nossas coisas, meu pai nos dava autonomia, ele dizia: “aprendam a virar-se sozinhas”, viajava com minha mãe e nós tínhamos que dá conta, uma tomava conta da outra, somos em quatro rsrsr.. hj só tenho que agradecer tds ensinamentos que recebi dos meus pais, principalmente meu pai🤗😍

  • PATRICIA….. vc nem sabe o quanto fico aliviada de ler isso…. ontem levei uma baita bronca da minha chefe imediata. Eu tinha que fazer algo, mas dependia de um serviço dela, que ELA NÂO FEZ e queria que eu fizesse… então, fizemos juntas, o serviço que era DELA, pra que depois eu pudesse realizar minha tarefa. Porém, justifiquei as tarefas em ordem dos fatos no grupo de supervisão, na intenção de registrar todo o processo!!!

    Ontem fui chamada atenção durante e a fala dela foi: “você me ferrou” – questionei imediatamente porque não registrei a tarefa com essa intenção, porem, coloquei tudo em ordem… Na verdade, ajudei ela fazer a tarefa dela, da qual a minha tarefa dependia… depois realizei a minha logo em seguida e cumpri o prazo.
    mas levei bronca dela, que estava há 10 dias atrasada com a tarefa e sentiu-se “ferrada” por mim por causa do meu registro verdadeiro das tarefas e planilha do dia (QUE DEVEM SER FEITAS DIARIAMENTE) – Parece piada não é?
    a sensação que ela quis me deixar era de que a errada sou EU… sinceramente, foi esse post de hoje que me desentalou.
    obrigada

  • Muito mais fácil mandar, apenas a boca mexe e as vezes o dedo é apontado para mostrar o que é para ser realizado.
    O PORQUE é perfeito, um encaixe excelente !!! Acredito que o “para mim” dará uma trégua =))).

    Obrigada.

  • Olá, Paty!

    “Não dependa dos outros para fazer o que cabe a você, afinal de contas, se cabe a você, é por alguma razão.”
    E a razão talvez possa ser: ‘ porque é a oportunidade de ouro para ser alguém melhor! ‘”

  • Boa tarde Pati
    Eu tb fui criada pelos meus pais sempre falando que tínhamos de nós virar ; éramos sete e os mais velhos cuidavam dos mais novos, pois eles saim para trabalhar na lavoura e os filhos ficavam em casa sozinhos e a vida naquela época era assim .
    Então hoje agradeço aos ensinamentos de meus pais , pq realmente aprendir que a vida não é fácil e com o conhecimento, equilíbrio e gerenciamento do tempo , consigo realizar minhas tarefas diárias.
    Amo TB seus ensinamentos .
    💋❤️❣️

  • Sensacional Patrícia! Nunca havia parado para pensar dessa forma; “E quem acha que está arrebentando quando manda os outros fazerem o que elas deveriam fazer ficam à mercê de quem realmente faz.” Analisando esse trecho, você tem toda a razão, pois quem decidirá se irá fazer ou não, é a pessoa que está sendo mandada, isso a coloca no controle da situação.

  • Olá Patrícia!
    Eu só ganhei fazendo o que era para os outros fazer, sempre cresci nas empresas que trabalhei, gostava de aprender e dominar a função que exercia, era uma oportunidade aproveitar o pede, pede das pessoas e aprender outras funções. Eu trabalhava no setor de vendas mais resolvia muitas coisas do financeiro e logística, no começo eu ficava brava com o financeiro, mas depois relaxei e vi que era uma oportunidade de conhecer a empresa como um todo, subia, descia, e resolvia tudo, de uma simples televenda me tornei gerente, e de gerente a microempreendedor e tudo graças a essas pessoas que dependem dos outros e também da minha ousadia de aproveitar a fraqueza preguiça das pessoas rsrs.

    Grande abraço.

  • Aproveitando o gancho… mais de um milhão de vagas gerenciais deixaram de existir na última década e a tendência é que esse número aumente. A própria pandemia deixou bem claro para as empresas que os funcionários trabalham, sim, sem gerente para mandar.

  • Boa noite Patrícia!
    Teria diversas situações para comentar, mas vou falar somente da atual.
    Eu durmo as 4h00, 5h00 ou 6h00. Os órgãos públicos aqui fecham as 12h30, 13h00 ou no máximo 14h30.
    Separo tudo o que tem para falar no telefone e delego ao meu marido esta tarefa. Se não fizer isso tenho que dormir apenas 5 horas e não sou ninguém sem dormir ao menos 7.
    Tem outro motivo: como ele trabalhou mais tempo fora de casa, teve mais contato com as pessoas e mais contato com a língua, ou seja, desenvolve uma conversação telefônica muito melhor que eu. Triste, mas real.
    Beijos!

  • Boa noite!!
    Percebir que ao invés de pedi para as pessoas, e ficar dependete delas, eu sou totalmente ao contrário.
    Pois, as vezes peço ajuda por não da tempo de fazer sozinho, mas juro que quando preciso sair do local e deixar a pessoal dando continuidade eu não consigo parar de pensar, se ela está fazendo do jeito que eu faria.

    Francisco Pereira

  • post maravilhoso as pessoas estão a cada dia se tornando preguiçosas é pra pedir tudo é pra mandar tudo é um comodismo eu só peço algo para alguém quando não dou conta mesmo. As vezes eu acho que eu prejudico a educação dos meus filhos, pois eu não gosto de pedir e nem mandar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *