“Aprender é chato!”, gritou o aluno no auditório da escola antes mesmo da aula começar. “Chato é ser ignorante!”, foi a resposta imediata! Por que as pessoas não gostam de aprender?

Aprender é chato ou chato é não saber?

Aprender é algo que todos nós deveríamos fazer todos os dias, sem exceção.

Quando aprendemos algo, a vida fica mais fácil, as coisas fazem mais sentido e tomamos melhores decisões

Como, então, isso pode ser chato?

O aluno em questão, gritou a frase do título deste post antes do início de uma palestra gratuita que fui dar em uma escola da periferia de São Paulo.

Aliás, a escola fica a 2 horas de distância da minha casa, em um bairro violento onde ninguém quer de ir.

Ainda assim, tive disposição para atravessar a cidade e levar conhecimento a alunos que, diga-se de passagem, não estão acostumados a valorizar conhecimento.

De fato, o trabalho de quem educa não é fácil!

O tal aluno foi aplaudido pelos colegas por sua “coragem”, mas não deixei a frase sem resposta.

Depois de ouvirem que chato é ser ignorante, ficaram sem graça e fizeram silêncio.

Eu fui para dar aula e não sairia de lá sem ter feito isso!

O que levo em consideração é que esses alunos – crianças de 12, 13 anos de idade – estão na fase da rebeldia, de serem do contra, de “causar”.

Logo, é comum que se expressem como crianças (mesmo assim, devem ser colocados em seus lugares!)

Mas, e quando essa frase vem de adultos? Que triste!

 

O que é realmente chato!

 

Chato é ser pego desprevenido por não saber algo que deveria.

Chato é não saber o que fazer diante das mínimas coisas.

Chato é viver dependendo de alguém para resolver as suas questões.

Chato é passar por um aperto e perceber que não há nenhuma informação útil no seu cérebro para lhe tirar da enrascada.

Chato é ser enganado pelos outros por falta de conhecimento.

A lista das chatices em relação à ignorância é imensa, então, vou parar por aqui…

Agora tente fazer uma lista dos motivos que tornam o aprendizado chato.

Aprender cansa? E a ignorância não?

Livro é caro? E aquele monte de roupa entulhado no seu guarda-roupa e que você nem usa? Foi de graça?

Tira o seu tempo de ver TV, de ficar no Facebook, de papear no WhatsApp?

Faz sentido essa lista para você?

Mas, lá no fundo, essa é a opinião de muitos e, como resultado, a vida da maioria não sai do lugar.

Desse modo, o que fazer nesse caso?

 

Construa o seu conhecimento

 

É provável que você tenha sido obrigado a aprender uma porção de coisas que não faziam o menor sentido.

Mas, desde quando isso impede que você aprenda o que gosta hoje?

Em suma, hoje mesmo você pode começar a aprender o que quiser, o que tiver interesse, o que for preciso para crescer na área que atua.

Então, não adie mais a construção do seu conhecimento.

Há uma infinidade de cursos online, como o meu curso Saindo do Vermelho, na EduK, que você pode assistir gratuitamente clicando aqui.

Bora aprender? 😀

Nos vemos!

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • Quanto mais agente aprende, mais preparados para as oportunidades nós vamos estar! Mais sabedoria e entendimento teremos, e principalmente, agimos com mais educação e racionalidade! É triste ver hoje em dias as pessoas refens da ignorância! Não conversam mais acham que tudo se resolve na brutalidade e briga. Não pensam antes de agir, quando vc busca pela instrução, vc sabe se comportar e agir nas situações!

  • Oi Paty! tudo bem? Vou dar minha experiência como pianista para este seu post. Quem toca piano, precisa se exercitar. E os exercícios não são música. São para desenvolver as habilidades, não para agradar os ouvidos. Aliás, minha mãe, de vez em quando, ficava quase louca ouvindo esses exercícios o dia inteiro (pq meu irmão mais velho tb estudou piano). Eles são o caminho para se chegar em um bom desempenho na hora de tocar a música realmente. Para que ela fique graciosa, agradável. Sem os exercícios, não conseguimos obter êxito ao tentarmos tocar essas composições tão complexas que temos no mundo.

    • É exatamente isso, Paty! Muitas vezes não é tão prazeroso estudar, ler e reler as mesmas coisas, mas é assim que construímos o conhecimento. Persistência e disciplina são necessária e isso é para poucos!

  • Apender é sempre bom! Quanto mais aprendo, mais vontade tenho de aprender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *