5 dicas para lidar com as críticas online

Você recebe críticas mesmo não tendo pedido a opinião das pessoas que, aliás, fazem de tudo para que essa crítica chegue até você! Como lidar com isso?

crítica_online

Com o crescimento do meu trabalho também houve um crescimento no número de críticas. Por isso, estou desenvolvendo estratégias de como lidar com esses “críticos de plantão” sem que isso atrapalhe o meu trabalho que, aliás, aproveito para informar: vai continuar crescendo!

Como tem funcionado para mim, quero dividir essas 5 dicas com você. Mas antes, conheça o “modus operandi” do crítico profissional! rs…rs…

Quando uma pessoa quer elogiar meu trabalho, geralmente me manda UM e-mail, deixa UMA mensagem no meu Facebook ou faz UM comentário no meu Instagram. O que já é muito mais do que mereço! Fico muito feliz com cada um deles 🙂

Mas quando alguém quer criticar, geralmente me manda vários e-mails, deixa diversas mensagens e procura me cercar por todos os lados possíveis para ter certeza plena e absoluta de que o recado chegou a mim. Portanto, tenha sempre em mente que as pessoas vão se esforçar muito mais para criticar do que para elogiar. Isso sempre foi assim e creio que não vai mudar nunca.

Com isso, vemos que a primeira estratégia do crítico profissional é se fazer ouvir. Ele quer atenção e quer fazer com que sua opinião do mal chegue a qualquer custo, por isso age com esse desespero todo. Depois disso ele parte para a estratégia número 2: criar um público para si, pois ninguém quer criticar sozinho. Ele quer que o maior número de pessoas se junte a ele em sua investida maliciosa e não mede esforços para conseguir. Sim, o crítico é, antes de mais nada, um grande desperdiçador de tempo e energia!

Dito isso, conheça as 5 regrinhas básicas para lidar com as críticas:

  1. Quando recebo um comentário anônimo (e vejo que não se trata de alguém querendo proteger sua identidade, mas sim de um crítico medroso), ignoro solenemente. Quer dar sua opinião? OK! Mas tenha a decência de, no mínimo, assumir essa opinião;
  2. Quando me deparo com palavrões, termos vulgares ou ofensas pessoais, deleto na hora. Debater é uma coisa, baixar o nível é outra;
  3. Quando se trata de um “achismo” sem pé nem cabeça também vai para o lixo. Para expor uma opinião é preciso que ela, pelo menos, faça algum sentido;
  4. Quando vem de alguém cheio de si, volta vazio, vazio, ou seja: sem resposta. A pessoa cheia de si quer sempre diminuir o outro para se sentir superior, cabe a mim não permitir que me diminuam;
  5. Quando a crítica vem acompanhada de preconceito (seja do tipo que for), já é rebaixada ao conceito “rejeitada”. Preconceito não cabe em lugar nenhum, a não ser no nosso esquecimento!

Considere também que o crítico profissional geralmente é um covarde, pois dificilmente teria coragem de dizer na sua cara o que ele diz nas redes sociais. Sendo assim, trata-se de uma pessoa que já tem que conviver com essa fraqueza e não vale a pena responder qualquer coisa que possa enfraquecê-la ainda mais.

E antes que alguém me critique dizendo que eu só quero receber elogios, aqui vai um recado:

Muitos acertos que fiz tanto na minha carreira, quanto na minha conduta pessoal vieram de críticas construtivas, aquelas que são na verdade uns “toques” sobre como podemos melhorar ou fazer algo de forma mais efetiva. Sou muito grata a todos que investem seu tempo em me mandar dicas, sugestões ou o que quer que seja que possa fazer de mim uma pessoa melhor e do meu trabalho algo mais sólido. Para essas pessoas estou e sempre estarei de braços abertos!

E para não perder nada aqui do blog…

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Cidalia -Tunisia( Africa do Norte) diz:

    Bom dia Patty,
    Aqui há um provérbio populace que diz que ” não podemos impedir o cão de ladrar mas podemos impedi-lo de nos morder.”, ..
    Bon, Querida , criticas maldosas só vem da parte de pessoas invejosas , mas não entendo o porquê entäo se interessarem a ler seus posts, será que nāo daria mais para aproveitarem seu tempo a se auto- analisar?

    Vamos refletir à nossa conduta e se não gostamos então não comamos e pronto !!

    Uma Linda semana Abençoada e muito Obrigada por Tanta ajuda que nos trás minha Querida!!

    • Patrícia Lages diz:

      Uma linda semana para si e para todas as blindetes e blindados da Tunísia! Bjs

  • Charlene diz:

    Bom dia Paty, arrebentou no post! Deus continue abençoando e te livrando dos críticos de pantão… Bjs.

    • Charlene diz:

      *plantão

  • vanessa diz:

    Obrigada Patricia pelas suas dicas, são muito valiosas. Uma vez ouvi: eu só discuto com quem sabe mais do que eu. Na hora achei isso não me soou muito bem mais depois vi que tinha ali certa verdade.
    Posso conversar e ser educada com todo mundo mais só entro num debate ou uma discussão com quem vale a pena e que vai acrescentar coisas à minha vida e vice-versa. Não tenho receio de opiniões contrárias a minha mais discutir com elas não seria nada inteligente uma vez que eu já sei que pensam diferente de mim. Eu não as respeito menos por isso mais em primeiro lugar respeito a mim, minha serenidade e meu tempo.
    Consegui por em prática esta dica em várias ocasiões da minha vida e evitei problemas com pessoas que eu já sabia que só queriam ter razão. Não é nada legal ser atacada ou criticada, seja discretamente ou em rede nacional nas redes sociais mais se é razão o que elas querem que fiquem com a razão mais não contem com minha atenção para isso.
    Há muitas coisas nesta vida que eu não sei, mais há uma porção delas que eu sei, aprendi porque passei por elas, errei e amadureci com meus erros, fui obter mais conhecimento, etc. Então não dá para eu gastar meu tempo discutindo com pessoas que só querem uma “boa briga”. Elas ficam irritadas, desconcertadas e desequilibradas por alguém não pensar como elas e ai vem com todo tipo de estratégia para tentar serem ouvidas e fazer com que a outra pessoa saiba que ela não concorda com o que você segue, veste, acredita ou come.
    Quem precisa desesperadamente se fazer ouvida tem muito mais do que uma opinião contrária a mostrar está é com problema de carência severa e precisa de atenção a todo custo.

  • Paulliane Santos diz:

    Perfeito esse post!!!!

  • Diana diz:

    Isso mesmo Patrícia, não pare seu trabalho…
    Sou grata a Deus por ter conhecido você!
    É um ser cheia de energia boa e as suas dicas têm mim ajudado muito…

    Creio que a forma de agradecê-la com excelência é orando por você. Que Deus ti guarde de todo mal e continue lhe expirando para ajudar tantas pessoas por esse mundo a fora, inclusive Eu…rsss
    Muito obrigada,
    Que o meu Salvador lhe abençoe mais e mais.
    Bjos

    • Patrícia Lages diz:

      😀

  • joelma santos diz:

    Paty , eu estava com depressao e ao conhecer o seu trabalho despertou em mim uma esperança tão grande e fé em Deus pra vencer .
    Parabéns , que Deus continue te abençoando.
    Adquiri seu livro e estou amando vá em frente , és muito amada , não dê atenção a pessoas maldosas.

    • Patrícia Lages diz:

      ????????????

  • geane diz:

    Olá Paty
    Dá dó desse tipo de gente, como diz “a boca fala o que o coração ta cheio”. Que pena que há pessoas com um interior tão poluído, melhor é ignorar mesmo. vemos pessoas se impenhando tanto para fazer o mal, se usassem toda essa energia para fazer o bem teríamos um país muito melhor.

  • Nayane diz:

    Gosto muito do seu trabalho.
    Estou sempre acompanhando o blog.
    Parabéns!

  • Thais diz:

    Os críticos de plantão, não são nada mais, nada menos, que meros desocupados, se acham os donos da verdade mas não são dotados de capacidade alguma para prover algo de bom nesse mundo para eles e para os outros. Continue sempre firme no seu trabalho Paty, que é de grande importância para as blindetes e para a sociedade como um todo!

  • Gertrude Cardoso diz:

    É isso aí, tudo que você falou concordo. Se é para nós ajudar ,eu ate, mas se não vai acrescentar em nada também inguinoro. Bom dia fique com Deus. ..

  • Vanessa diz:

    Boa tarde Patricia, é bem assim. O melhor é a tática 2.rsrs A pessoa tem que ter um público, quando tem alguém que começa a criticar outra pessoa, já saio de perto, sei que ela quer publico e eu não gosto dessas coisas. Beijos Patricia, admiro o seu trabalho, tem nos ajudado muito.

    • Patrícia Lages diz:

      O melhor é nem dar Ibope mesmo! Kkkk

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: