O que eu faço?

Muitas pessoas têm se perguntado o porque de estarem com a vida sempre do mesmo jeito, ou ainda, cada vez pior. Reclamam, murmuram, mas… não querem aprender o que deve ser feito para que tudo mude.

Captura de Tela 2015-09-19 às 10.15.36

É certo que hoje vemos uma humanidade perdida, sem rumo, sem direção. Não sabem o que fazer diante das situações mais claras e de respostas tão evidentes que nos causa espanto quando a pessoa ainda pergunta: “O que eu faço?”.

São inúmeros os casos de pessoas que por exemplo, estão em um namoro há 3, 4, 6, 8 anos (e até mais), cujo namorado não toma uma atitude, trai, briga, humilha etc., e a pessoa ainda diz: “Não aguento mais, o que eu faço?” Ora essa! Namoro é para que a pessoa conheça a outra, veja se realmente é a certa, se condiz com suas expectativas, se lhe trata de acordo, com respeito, amizade etc.

namoradosNamoro não é um compromisso definitivo, é um 1º passo que pode caminhar para o 2º ou não! Se a pessoa está vendo que seu namorado não corresponde, não toma uma atitude, trai, pisa, machuca, o que é que ela está esperando para mandar ele pra bem longe? E vice-versa! Isso acontece dentro e fora da igreja! Sentimento por ele? Você pode escolher deixar de sentir!

É preciso se valorizar! As pessoas se depreciam tanto, que se sujeitam às mais ridículas situações com medo de “perder” esse e ficar sozinha!! Ahhhh… já dizia o ditado amigas: Antes só do que mal acompanhada! Porém, essa cegueira tão grande é fruto de uma vida longe de Deus (mesmo dentro de uma igreja), pois Ele nos chama e nos oferece alivio, mas quem quer? Quem aceita? Quem está disposta? Veja comigo:

“Vinde a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei a vocês descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para suas almas. Pois meu jugo é suave e meu fardo é leve”. Mateus 11:28-30

A pessoa que não aprende sobre as coisas de Deus, não procura conhece-lO, obedece-lO, acaba sem direção. Fica com os olhos vendados diante das mais absurdas situações! Conversei com uma pessoa que me contava que seu marido a traiu mais de 10 vezes, que sempre a humilhou dizendo que ela não é bonita o suficiente para ele, e detalhe, é uma mulher que se cuida, se veste bem  e é muito bonita sim!

Captura de Tela 2015-09-19 às 10.16.59Ela me dizia que se sentia feia e incapaz de ser alguém na vida, pois passou a acreditar naquelas palavras e a se desvalorizar a ponto de aceitar as tantas traições do marido. Agora ele foi embora com outra, (mais uma na sua coleção) e ela ainda veio perguntar se eu achava que ela teria uma chance de novo com ele… Pela madrugada! Ainda não foi suficiente? Só tem esse sujeito no mundo?

É evidente a tremenda cegueira em que as pessoas vivem por falta de conhecimento da vontade de Deus! Você acha que Deus quer isso pra ela? Escrava de um homem que não lhe dá o menor valor, despreza, trai, fere, humilha? Deus nos valoriza, nos ama sobremaneira, nos convida ir até Ele, nos oferece alívio, descanso, consolo, mas pede: aprendam de mim! E quem se importa? Quem quer conhece-lO de verdade, aprender dEle? Eis a questão…

Captura de Tela 2015-09-19 às 10.33.08E isso não se dá somente nos relacionamentos afetivos, também encontramos aquelas pessoas escravas da família, que consomem o salário delas, que pegam o seu suado dinheirinho para “dar” para quem não faz nada! Ou gastar em coisas vãs, e a pessoa se sente naquela “obrigação” sendo que se ela trabalha, o dinheiro é dela e ponto! Não estou falando de quem mora com os pais e que realmente devem ajudar nas despesas de casa. Obvio! Ajudar e não assumir tudo e ficar sem nada!

Em suma: há muitos cegos dentro das igrejas! E você, tem se valorizado? Tem aprendido de Deus para não deixar a venda deste mundo cegar você, cegar seu entendimento? Ou tem se sujeitado às situações citadas acima ou semelhantes? Deixe seu comentário.

Um beijo e até quinta que vem!

Casada há 27 anos e mãe de um rapaz de 25, já vivi em 5 países e sempre tive que usar a criatividade para criar meu filho e economizar no dia a dia. Atualmente vivo em Porto Alegre.

  • jamile diz:

    Muito forte!
    Eu estou vivendo essa situação,meu esposo engravidou outra e eu ainda aceitei de volta,mesmo assim ele não mim deu valor e saiu de casa e foi morar com ela,e foi então que estou descobrindo dia após dia que eu não perdi,que eu de fato e verdade mim livrei de um amor doentiu que mim aprisonava a ele,onde o meu amor proprio havia sumido,e hoje estou cada dia mas forte na certeza que em Deus encontrei o amor verdadeiro.A melhor escolha que fiz foi deixar Deus cuidar de mim.

    • Leda diz:

      É verdade o que disse, também acontece na área profissional, quantas pessoas preferem ser humilhadas, aguentar certas situações as custas de um salário mínimo que não dá nem para o final do mês.
      O que você acha de comentar algo na próxima vez sobre isso?

      Abraços,
      Leda.

  • Bianca diz:

    Bom dia

    Eu tenho andado com essa revolta Patricia!

    Bjus

  • Sara diz:

    Incrível esse texto, já passei por um relacionamento assim de 5 anos, mais é incrível que quando agente não tem o dissernimento de Deus na nossa vida, agente vive em um engano tão profundo, que acha que está tudo certo e um dia, derrepente, vai cair na nossa cabeça “o milagre” que vai mudar toda essa situação! Mais já presencie vários casos semelhantes, que eu conseguia enxergar com grande clareza o problema das pessoas (que estão passando por essas situações aos montes) mais não conseguia ver o meu próprio problema! Só através da direção de Deus para abrir a nossa visão!

  • Ingridy diz:

    Eu já vivi assim antes e era horrível, graças a Deus hoje eu tenho personalidade!

  • Gezane Santos de Almeida diz:

    Eu vivi isso várias vzs, não só no casamento com em outros casos de família e amizade!! E não fácil sair. Mas quando VC sai vê o quanto foi tola!!

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    Antes só do que mal acompanhada.

  • jaqueline carvalho diz:

    Maravilhoso esse texto!temos que nos valorizar em todas as áreas.

  • Carla diz:

    Oi Paty!
    Dias atrás eu comecei a conversar com um rapaz da igreja para futuro relacionamento. Em três dias eu já vi que não haveria relacionamento, uma vez que ele queria me dominar, sendo totalmente machista. Brigando comigo por que antes de conheçe lo eu cortei os meus cabelos. Não é porque sou solteira que tenho que aceitar o que me aparece. Ahhhh!!!! Dei tchau e ele não gostou nem um pouco. Defeitos todos nós temos, mas não devemos ser escravos de ninguém. Nem o próprio Deus quer isso de nós.
    Vamos nos valorizar meninas

  • Monalisa Silva diz:

    Magnífico esse post! Parabens Sandra serviu para abrir os nossos olhos,bjos que Deus te abencoe muito!

  • Dani diz:

    Muito bom o texto!

  • Marcia diz:

    O passado serve para nos educar,assim como todos os acontecimentos tem seu lado bom e ruim
    O correto é viver pela razão e não pelo coração em todas áreas de nossas vidas .
    Louvo a Deus por enxergar no momento!

  • Pati Monteiro diz:

    Na própria mensagem já aprendemos quando Deus diz: pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para suas almas. Pois meu jugo é suave e meu fardo é leve”. Mateus 11:28-30
    Muito edificante a mensagem!

  • Vanessa diz:

    Excelente texto! Acabei de por um fim à minha relação… Cansei de ser humilhada, de me sentir vazia, sozinha e inútil. Sei que Deus tem um propósito para minha vida e é a Ele quem vou escutar daqui para frente…

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Vanessa. Uma relação de humilhação não leva a nada positivo, mas muita gente aceita por medo de ficar sozinha. Certamente você deu um dos passos mais importantes da sua vida e, dando ouvidos Àquele que sabe de todas as coisas, vai arrebentar!!!

  • Vanda Maria de Souza Rodrigues Teixeira diz:

    Olá Patrícia! Encontrei seu blog por acaso e foi uma grata surpresa. Lendo este post fiquei com uma dúvida: Deus nos diz que o que Ele uniu o homem não separa, certo? Se vc é uma serva de Deus(e sei que é pelos lindos post que li aqui), como pode achar correto o divórcio? Veja, estou apenas tentando entender seu raciocínio, não há nisso nenhum julgamento. Nunca passei por este tipo de problemas com meu marido, mas conheço um caso bastante interessante e que ilustra muito bem a minha dúvida. Uma pessoa da família passou anos sendo traída, todos sabiam e faziam chacota da falta de dignidade dela. Ela, no entanto, justificava dizendo que o sofrimento de Jó tinha sido muito maior e que Deus no momento certo traria o marido dela de volta. Era até emocionante ver a fé daquela mulher! Enquanto o marido a traía ela estava na igreja, nos grupos de orações, e quando ele estava em casa ela era pura felicidade, pois confiava que estava agradando a Deus e no momento certo o refrigério chegaria. E chegou!10 anos e muitas lágrimas depois!Voltou arrependido verdadeiramente(tanto que já se passaram 8 anos de seu retorno e vicem felizes. Como ela nunca dependeu financeiramente dele, agora juntos, fazem altas viagens mundo afora, namoram e tentam recuperar o tempo perdido. Quando é questionada, ela diz que sempre acreditou no propósito que Deus tinha para a vida deles. Se era sofrer para depois serem felizes, assim foi. Afinal, Jó sofreu tanto e nunca blasfemou contra Deus.

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Vanda! Eu creio que o que Deus uniu o homem não deve separar, mas a minha pergunta para você é: quem disse que todos os casamentos foram unidos por Deus? Acreditar que todo e qualquer casamento é uma união feita por Deus é uma suposição errada. As pessoas se casam sem pedir a direção de Deus e, depois, dizem que o casamento foi da vontade Dele… O que aconteceu na sua família foi uma questão de fé. Eu não creio que Deus enviou um homem infiel para a sua parente, a escolha foi dela (a própria Bíblia aceita a separação em caso de traição, pois Deus odeia a infidelidade).
      Ao usar a fé, ela recuperou seu casamento, mas não creio tenha sido Deus que a tenha feito sofrer, quem fez isso foi a infidelidade do marido que ela escolheu. Que ótimo que ela tenha tido fé e paciência para alcançar o que buscava, mas isso é uma exceção, concorda? Um caso não significa que todos terão o mesmo futuro. É bem melhor abrir o olho antes do que sofrer 10 anos. Beijos!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: