Vou casar, como não me endividar?

Se você está noiva ou conhece alguém que está em vias de se casar, acompanhe este post e saiba o que fazer para que o dinheiro não seja um problema.

noivos_crop

Quando o namoro alcança um estágio mais sério e o casal começa a falar de casamento, o que era só flores pode começar a mostrar alguns espinhos! Não há como falar de noivado e casamento sem falar de dinheiro e é aí que alguns casais já começam a se desentender…

A pergunta de um leitor resultou neste post (sim, nós temos leitores “blindados”!). Achei muito oportuna, pois creio que seja a dúvida de muitos noivos por aí: como entrar em um casamento sem dívidas? Estas são as minhas dicas:

casal1) Juntem os objetivos – os noivos precisam ter os mesmos objetivos para o futuro, caso contrário, cada um vai começar a ir para um lado e a união vai para o beleléu! Os dois precisam estar em sintonia e juntar os ganhos para decidirem o que fazer para alcançar o que desejam.

2) Nada de esconde-esconde – algumas noivas sabem que seu noivo não quer festa, pois prefere usar o dinheiro para outro fim. Inconformadas, elas começam a comprar e contratar coisas às escondidas achando que vai colar um “comprei o vestido porque estava em promoção, e agora vamos ter que dar uma festa”! Isso só vai fazer um deixar de confiar no outro e aí já era…

3) Priorizem com racionalidade – eu sei que é sonho de muitas mulheres dar aquela festança de casamento, mas se isso for fazer com que o casal tenha que morar com os pais, adiarem a lua-de-mel para nunca e se encherem de dívidas, não faz o menor sentido. Sejam racionais e não comprometam o orçamento durante meses para uma coisa que vai durar poucas horas.

contas-a-pagar4) Cuidado com os parcelamentos – o começo do casamento vai trazer contas que até então muitos noivos não tinham: água, luz, gás, IPTU, TV a cabo, manutenção da casa etc. Considerem a entrada dessas despesas no orçamento antes de assumirem um monte de parcelas. Não vai ser legal entrar no cheque especial para honrar os compromissos básicos enquanto seu dinheiro vai embora nas parcelas de um vestido de noiva que mal foi usado e agora está entulhando o armário… Analise o que realmente vale a pena e o que terão condições de arcar.

5) Não esperem nada dos outros – contar com a ajuda de parentes e amigos pode acabar em frustração. Procurem assumir compromissos que os dois possam arcar sem depender da ajuda de terceiros. O que vier a mais será lucro!

Se você quiser se cadastrar aqui no blog para não perder nenhum post, coloque aqui o seu e-mail

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Nuria diz:

    Ola Patricia ,sou moçambicana , tenho acompanhado o seu blog e confesso que tem me ajudado muito em relação como gerir gastos. Gostaria de ter a sua opinião em relação a algo que já venho pensando. Estou a precisar de um carro para poder me deslocar, sou docente universitária e faco pequenos negócios. tenho como meta este ano: expandir o meu negocio,fazer mestrado fora(em Setembro) e tirar um curso de Inglês. Moro com os meus Pais e estou a precisar muito de ter um transporte. Estou a pensar em fazer um empréstimo bancário para adquirir o carro o que vai consumir 30% do meu salario sem contar com a renda extra. não sei se priorizo o carro agora ou invisto mais no negocio? Peco a tua opinião .

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Nuria! Como já estamos praticamente em março e vc pretende viajar em setembro, iria comprometer 1/3 da sua renda em algo que só usaria por 6 meses. Sei que seria um conforto a mais, mas acho que valeria mais a pena fazer mais 6 meses de sacrifício e investir o valor na viagem ou no seu negócio. Vá na sua fé!

      • Nuria diz:

        Obrigada Patricia pela tua opinião.

        • Nuria diz:

          Neste caso estou concorrendo para ter uma bolsa de estudo quer dizer que os gastos ficariam a cargo da instituição que ira oferecer a bolsa,o que faltaria e o curso de Inglês que a bolsa não cobre e o investimento no negocio. na verdade não sei o que fazer

          • Patrícia Lages diz:

            Você precisa analisar as opções e o valor que possui para saber melhor o que fazer. Por exemplo: se para ter a bolsa vc precisa do inglês, melhor seria investir nisso, pois o conhecimento que vc vai adquirir no exterior poderá ajudá-la em seu negócio futuramente. Se o valor der para investir no curso e no negócio, OK, mas se não, priorize o que poderá trazer mais resultados.

            25/02/2015 em 11:31
  • Cidalia -Tunisia( Africa do Norte) diz:

    Bom dia Patty.
    Duas dicas são excellentes para todos os jovens que pretendem construir um lar,espero que nossa équipe de lindas Blindettes as aproveitem.
    Para aqueles que já passaram pelos problemas citados no post,e vāo Reconstruir de novo um lar o mais importante são os Dois-zinhos!!!rsssss Merci

    • Patrícia Lages diz:

      Sim, priorizar os dois-zinhos é sempre a melhor opção!!! Merci, mon cher!

  • Ana Côrte diz:

    Muito obrigada, Patrícia! Isto será muito útil!!! Um beijo com carinho, que Deus te abençoe sempre mais…

  • Rosângela Nascimento diz:

    Bons conselhos. Muito obrigada por esse lindo trabalho!!!

  • Thaiz Rocha diz:

    Olá Patricia,
    Dicas preciosas as suas hein??? Aprendi muito com seus dois livros: Bolsa Blindada 1 e Bolsa Blindada 2. Me caso dia 11 de abril deste ano!!!! Graças a Deus tudo está correndo bem, meu namorado e eu pesquisamos muuuito, muito mesmo, fizemos planilhas, anotações e valeu a pena. Não vamos fazer festa, apenas um jantar para nossos pais, irmãos e padrinhos. Priorizamos o que de fato seria importante para nós dois, e não para os outros. Para fechar com chave de ouro só falta um detalhe: Passar a lua de mel no Navio The love Scholl, estamos aguardando ansiosamente as inscrições rsrsrsr. Bjss e Obrigada pelos conselhos valiosos 🙂

  • Monique Paula diz:

    Amei Patrícia obrigada me ajudou.

  • William de Sousa diz:

    Obrigado Patricia, Deus abençoe vc e sua família mais ainda!

  • Danielle friash diz:

    Òtimas Dicas Paty! O que a de mau esperar para Divar em Londres em uma Lua de Mel??…rs..rs. Esperei 7 Anos para Divar em Tel Aviv KKK… Mas o melhor da experiencia de Casar é o aprendizado que ganhamos e o planejamento que nao pode sair da cabeça de qualquer casal. Abraços!

  • Patty Costa diz:

    Oiie Paty!
    Ótimas dicas! O casamento é sem duvidas um investimento importante que deve ser dada uma super atenção.
    Beijoos

  • Fabiola diz:

    Ola resolvi deixar meu comentario atrasado

    Eu sou noiva, vamos se casar em maio desde ano ” vixi ja esta ai”, mas antes de dar esse passo, foi muito bem colocado em uma planilha, pois nos compramos uma casa a pouco tempo, era mas sonho do meu noivo, pois eu queria ja mobiliar a casa toda,mas ja moramos juntos algum tempo eu queria casar so no civil, mas esta tanto tudo certo temos casa para pagar, os fornecedores e ainda sobra um pouco para imprevisto, casando sem dividas antes e depois que casarmos, vamos dar uma festa bem simples, com ajuda de todos amigos vai ficar 8 mil tudo, e ainda com esta historia de csamento, ganhei um curso pelo senac de cerimonialista, uma renda extra.
    Deus vem abençoando nos, ah
    obrigada todas e a Paty

  • Larissa diz:

    ola Patrícia! vou me casar daqui a 2 meses, mas ja estamos juntos á 5 anos. eu tenho 20 anos e ele 21, e desde quando ele começou a trabalhar( com 16 anos ) ele nao consegue manter as contas dele em dia, sempre atrasa algumas, e as vezes ate ajudo a ele, mas, eu sou muito organizada, e gostaria que ele tambem fosse! mas tenho medo de conversar com ele sobre esse assunto, pois ele nao gosta de falar sobre as dividas dele. Gostaria de uma dica para conversar e tentar ajuda-lo a mudar, pois gosto dele, mas nao gosto do jeito a qual ele administra o próprio dinheiro. nao quero pressiona-lo a ser do jeito que eu quero que ele seja, mais so quero que ele mude!!! me ajuda!!!

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Larissa. Vc prcisa conversar com ele sobre isso, goste ele ou não, pois esse assunto pode ser um grande problema depois de casados. Eu creio que vc deve colocar uma condição para esse casamento que é vcs terem as contas abertas e vc ter acesso ao que ele deve, pois uma vez casados, a dívida será dos 2. Se ele não entender isso antes de casar, pode estar certa de que depois será pior, infelizmente. Resolva essa questão o quanto antes. Bjs

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: