Reflexão sobre os perigos do elogio

Sim, um “simples” elogio pode trazer um enorme perigo para quem o recebe de forma inocentemente aberta. Será que você está sendo vítima de algum adulador?

elogio

É claro que gostamos de ver nossas boas atitudes e esforços reconhecidos, mas temos que estar atentas para separar o que é reconhecimento do que é adulação ou, em termos práticos, discernir o que é verdadeiro do que é falso.

Sou muito grata às pessoas que demonstram reconhecimento às coisas que faço ou externam seu apreço por mim, mas detesto – de-tes-to – puxa-saquismo.

O adulador – ou puxa-saco – é, antes de mais nada, um aproveitador, no mau sentido da palavra. Ele bajula de um lado para conseguir algum benefício de outro e, obviamente, não há sinceridade nenhuma em seus elogios vazios. E onde falta verdade, transborda falsidade, inveja e até ódio. O bajulador apenas tenta embriagar sua “vítima” de tanta adulação até que ela esteja “viciada”.

Lembro-me perfeitamente de um funcionário que me cobriu de elogios desde o primeiro momento que cheguei na empresa. Ele mal me conhecia, mas como teria que se reportar a mim, e não era “chegado no batente”, tentou ser meu amiguinho para continuar ganhando seu salário na moleza.

Pela manhã, em vez de me trazer a pauta do dia, ele me cumprimentava beijando a minha mão, o que era constrangedor e até ridículo. A princípio fiz piada para ver se ele se tocava, mas depois, cortei o cumprimento fora de contexto. Enquanto eu tinha pressa em distribuir as tarefas para os colaboradores, o bajulador gastava meu tempo – e minha paciência – perguntando coisas que nada tinham a ver com o trabalho: Você dormiu bem, chefe? A temperatura do ar condicionado está do seu agrado? Quer que eu lhe traga um café? Mandei fazer café fraco, do jeito que você gosta!

puxa

Por traz de toda essa adulação eu podia ver nitidamente uma pessoa rancorosa, invejosa e traiçoeira. Não precisei de muito tempo para me certificar de que ele falava mal de mim para a empresa toda e dizia aos quatro cantos que meu cargo deveria pertencer a ele “por direito”.

Em vez de trabalhar para merecer aquilo a que se julgava merecedor, a criatura vivia à espreita, vigiando cada um dos meus passos e aproveitando toda e qualquer oportunidade para fazer seus elogios, que não passavam de um papo furado de quinta categoria! Me livrei dele na primeira oportunidade que tive. Sim, limpei o ambiente. Não simplesmente para deixar de ser aborrecida, mas porque ele era um semeador de contenda que mal tinha tempo para trabalhar. Pessoas assim são difíceis de consertar, melhor deixá-las o mais longe possível…

Resumindo: Pessoas capazes não precisam recorrer ao puxa-saquismo para obterem o que desejam. Elas conquistam por méritos reais, porque possuem valores reais. 

Meu conselho, parodiando aquela música bem antiguinha do cupido: “Oh, puxa-saco, prá longe de mim”! (Não por acaso escolhi essa música que se chama “Estúpido Cupido”… hahahahaha!).

E seu o meu conselho não é suficiente, ouça o que diz o homem considerado como um dos mais poderosos do mundo:

Obama_bajuladores

Recadinho importante!

Últimas vagas para o nosso evento deste sábado!

Workshop Gestão Profissional e Financeira

Faça sua inscrição já clicando aqui!

Programação: welcome coffee, 4 horas de conteúdo e sorteio de livros.

  • Atividades de estímulo ao autoconhecimento
  • Estabelecimento de critérios para melhores escolhas profissionais
  • Elaboração de plano de desenvolvimento
  • Mapeamento/avaliação das principais áreas da vida
  • Organização de tempo
  • Como desenvolver um negócio de sucesso em 3 passos
  • Gestão financeira pessoal e empresarial
  • Marketing pessoal
  • Uso das redes sociais para projeção pessoal e profissional
  • Solução de conflitos no ambiente profissional

Nos vemos no sábado!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Danielle friash diz:

    Paty Conselho Top! Sempre nos ensinando e abrindo os nossos olhos. Bjos Master! 🙂

    • Patrícia Lages diz:

      Adoro seus adjetivos!! kkkkkkkk

  • Simone Oliveira diz:

    Ótimas dicas Patrícia, abrir os olhos é preciso no aspecto pessoal e profissional !

  • Sula Laiane diz:

    Bacana! Também não gosto desse tipo de conduta, pois está sempre fora de contexto, claramente uma cilada para que o elogiado se torne um relaxado assim como o elogiador e acabe transparecendo ser incompetente como ele.

  • Érica diz:

    Ótimo assunto, Patrícia! E a bíblia tem várias passagens sobre os bajuladores, essa e uma delas:
    “Eu aceito que uma pessoa direita me repreenda ou castigue, pois isso é um gesto de amizade; mas eu nunca aceitarei elogios dos perversos e continuarei a orar contra a ruindade deles.” (Sl. 141:5 NTLH)
    Deus te abençoe!!

    • Patrícia Lages diz:

      Obrigada por mandar essa passagem. Não me lembro de ter lido antes e é muito boa mesmo!

  • TATIANE diz:

    Adorei!

  • lorrane hapuque diz:

    verdade.sou empreendedora e tenho colegas lojistas, e eu tenho uma vizinha que ficava dando dicas com elogios, e não so comigo, mas bastava uma loja nova abrir aqui no shopping ela ja estava lá, dando seus palpites e elogios, e na verdade mesmo custei a aprender mas ela quase puxou meu tapete, agora me limito apenas a ser educada a distancia.

  • Charlene diz:

    Muito bacana o post… Paty, lembrei da minha mãe que sempre diz: “começou com muito puxa-saco e lenga-lenga sai fora!”. Claro que existem elogios sinceros, mas dá pra diferenciar… Eu tinha uma chefe que adorava ser bajulada e eu ficava em situação constrangedora por que eu era a única que tinha coragem de, além de não bajular, falar pra ela o que estava errado e outras coisas que as outras pessoas não tinham coragem (passei por poucas e boas por conta disso por um tempo), mas no final ela percebeu tudo… as máscaras caem rápido! Bjs.

  • Priscila diz:

    Amei o post!!!

  • Gezane Santos de Almeida diz:

    É bom estarmos sempre em alerta!! Obrigada pela dica!!!

  • Susie diz:

    Fato! Já coordenei equipes grandes e isso acontece muito! Ótimo post

  • Joselene Lima diz:

    A mais pura verdade!

  • Cidalia -Tunisia( Africa do Norte) diz:

    Bon dia Patty
    Bom de mais este post, até estou rindo lendo!!
    Infelizmente quem age assim não se dá conta que tem mais a perder que ganhar, além de ser muito feio , muito feio mesmo !!
    Um lindo dia ,
    Cidalia

  • Patricia diz:

    Ess post me fez lembrar dessa frase que um dia li na internet:

    Cuida para que tuas palavras
    não estejam repletas
    de formosura e vazias
    de verdade.

  • Fábia diz:

    Perfeito mesmo, nunca precisei e nem gostei de fazer isto! Quando a esmola é demais o Santo desconfia! kkkkkk
    E desconfie também das pessoas que mal te conhecem e usam as expressões:
    “amor” você …
    “Querida” você
    “Amigaaaa” você …
    Nossa como vemos a falsidade na cara de quem trata assim … DETESTOOOOO RSRSRS

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: