Mal acabou a Páscoa e o ciclo do “você tem que gastar” continua com o presente de Dia das Mães. E o ciclo do dinheiro? Confira o post de hoje!

E o ciclo do “você tem que gastar” continua…

Escolhi a foto acima, com uma criança entregando um presente para sua mãe porque é assim que se perpetuam as crenças.

Ensinamos que existe um dia para dar o presente da mãe, levá-la para almoçar fora, fazer uma visita.

Porém, não há uma só pessoa que não saiba que essa data é puramente comercial.

Além disso, a maioria das pessoas sabe muito bem que tudo aumenta antes da data e, obviamente, volta ao preço normal depois.

Mas apesar de todo mundo saber disso, entra ano e sai ano e lá estão as pessoas gastando o que não podem para cumprir com a “obrigação” que o mercado impõe.

E o que dizer dos filhos que não dão presente nessa data? Mas que mal agradecidos!

Não homenagear a mãe no segundo domingo de maio é um absurdo, não é mesmo?

Pois é… mas a pergunta é: quem disse isso?

E outra: você bem sabe que esse ciclo não acaba nunca, mas e o seu dinheiro? Ele também não tem fim?

 

Quebre o ciclo!

Muita gente diz que não liga para o que os outros pensam.

Porém, basta vir mais uma data comemorativa para que elas mesmas provem que se importam sim!

  • “Mas, o que vão falar de mim se eu não comprar nada?”
  • “Certamente vão pensar que estou sem dinheiro!”
  • “Vou ter que comprar, porque ‘todas’ as mães vão ganhar e ‘só’ a minha não…”

Essas são algumas das frases que tentam “justificar” mais um gasto que muita gente não pode bancar.

Posso falar o português bem claro?

Pura emoção, zero razão!

Minha mãe não ganha presente nessa data há muitos anos e continua vivinha da Silva.

Para que eu compraria algo justamente no momento em que tudo está mais caro?

Esse ano ela já ganhou várias coisas que precisava ou simplesmente queria e eu não precisei de uma data para fazer isso.

Não preciso “provar” para ninguém que sou uma boa filha porque minha mãe recebe presentes no segundo domingo de maio…

Mas, para além da emoção, está o fato de que o número de inadimplentes não tem diminuído.

Ao passo que as vendas nesta Páscoa foram maiores do que em 2018.

O que as pessoas precisam fazer é até bem simples: quebrar o ciclo!

 

Mas o que eu faço, Patricia?

Essa é a pergunta que mais escuto, mas que, no fundo, a pessoa já sabe a resposta.

Não pode comprar? Não compre!

Está com dívidas? Pare de gastar e foque em honrar seus compromissos!

E é claro que não faltam aqueles comentários do tipo:

  • “É uma vez só ao ano, pare de ‘mandar’ na vida dos outros!”
  • “Vocês educadores financeiros são uns mãos-de-vaca! Querem que a gente viva só para juntar dinheiro? Preguiça de vocês!”
  • “Eu compro mesmo! Por acaso você vai me ajudar a pagar? não, né? Então, não se meta!”

O mais incrível é que são as pessoas que me seguem e não o contrário!

Como educadora financeira é minha obrigação levar educação financeira.

São conselhos e dicas gratuitas, aqui ninguém tem a pretensão de mandar em nada. Segue quem quer…

E a ideia não é viver para ganhar dinheiro, mas sim, não viver para pagar dívidas feitas com maus gastos.

E não, eu não vou ajudar ninguém a pagar dívidas, mas vou ensinar a pagarem por si mesmas.

Se você PODE e quer comprar um presente nessa data, OK!

Mas se você já está com dívidas, mal acabou de pagar os ovos de Páscoa e se vê “obrigada” a assumir mais um gasto, saia dessa!

Respeite a sua capacidade financeira e pare de agir pela emoção, pois isso só vai lhe afundar ainda mais.

 

PS.: Está precisando reduzir os seus gastos? Conheça o Desafio 30 dias sem compras. Clique aqui e comece já!

 

Nos vemos!

 

Jornalista, especialista em finanças, autora de 5 best-selleres, colaboradora dos programas Mulheres (TV Gazeta) e Escola do Amor (Record TV). Colunista do portal R7 e youtuber.

  • Concordo plenamente todos os anos os parentes do meu marido troca ovos de Páscoa,presentes de Natal, e tudo que mais e algum tempo venho acompanhando seus post e concordo plenamente ovo de Páscoa este ano ninguém ganhou e sigo firme rs #30diassemcompras.abraços

  • Parabéns Paty! Você está certa e eu concordo com você em gênero, número e grau! É que pra pessoa entender isso, precisa de muita consciência mesmo e querer parar de enriquecer os bancos pagando juros sobre juros e reverter o quadro para si. Há várias formas de se presentear a mãe e não precisa ser no “Dia dela” que na verdade é mais uma pegadinha do comércio pra arrancar dinheiro da gente. Continue fazendo o seu trabalho, ele enriquece muita gente, tenha certeza disso! Bjs,

  • Bom dia Patricia,

    Estou aprendendo a sair desse ciclo já faz um tempo, inclusive neste mês faço aniversário, e já estou sendo chamada de mão de vaca , etc e tal por não fazer festa .
    Mas estou conseguindo me organizar agora “Graças aos seus artigos “, e não vou fazer bonito para os outros e me endividar novamente.
    Obrigada!!

  • Oi Patricia, já fazem dois anos que saí desse ciclo, na minha casa não entra ovo de páscoa, senão for ganhado, e a única data especial é aniversário, e ainda assim só dou presente se tiver condições, podem me chamar do que quiserem, nem ligo, afinal quando estava endividada ninguém ajudou a pagar as dívidas. Obrigada pelos seus ensinamentos.

  • Bom dia🤗 Deus abençoe Patrícia.
    Vou fazer, creio que cada dia aprendo coisas novas,desafio eu mesma á administra a minha vida financeira 😊😗

  • Super concordo! Mas ainda há quem siga o “siga o seu coração” e nisso acaba comprando o que não deveria…Como você citou, muitas pessoas dizem que não devem satisfação mas quando chegam nessas datas, acabam se sentindo pressionadas e no fim, compram para poder mostrar algo que muitas vezes é desnecessário… Como uma frase que li, “Muitas pessoas gastam dinheiro que não tem, para comprar coisas que não precisam, para impressionar pessoas que não gostam. ” Will Smith

    Obrigada pelos conselhos! 🙂

  • Oi Patrícia concordo plenamente as pessoas ficam presas na rodinha do ramster achando que são obrigados a entregar os presentes porque é data especial só acho que não adianta dá o presente no dia das mães e no dia seguinte está quase a matando de desgosto,nunca diz um eu te amo para mãe mas no domingo tem que ter o presente mas vai entender né? O dia especial passa, o presente as vezes nem agrada mas a dívida está lá, minha mãe sempre disse meu presente é vê meus filhos bem com saude me respeitando resumindo o presente das mães são os filhos e não superfulos.

  • Quantas vezes fazemos o que não podemos para ser bem visto pelos outros e muitas vezes falta o principal que é estar junto sempre.
    Não vejo mal nenhum em comemorar datas, porém com bom senso na parte financeira para não viver endividado,para muitas mães, pais o único período que vai ver seus filhos, com textos grandes na redes sociais, fotos alegres, presentes bem caros para justificar a ausência. E como o comércio não é nada burro tem percebido o quanto as pessoas estão materialista e está investindo pesado no marketing com pesquisas, fazendo com que tudo seja necessário sem ser.

    • Verdade, Juliana! Mas o fenômeno funciona de forma contrária: as pessoas estão consumistas porque primeiro o comércio investiu pesado em marketing e pesquisas. Não são as pessoas que causaram essa corrida do comércio, mas sim, o comércio que iniciou a corrida das pessoas ao consumo. beijos!

  • Oi Paty! Nossa, fiquei chocada com os comentários negativos que vc citou no texto. Não entendi pq fizeram isso, já que o seu blog é justamente sobre finanças. Você não está dizendo para as pessoas não consumirem, já que o comércio faz parte da economia mundial, gera empregos. Mas, consumir de forma responsável com suas próprias finanças. Se uma pessoa fica endividada, ela afeta não só a si mesma, mas tb (de forma indireta) a roda da economia. Uma pessoa sem dinheiro não compra nada.

    Eu não esqueci de te mandar o email com dicas! Estou tentando reunir o melhor que posso antes de enviar. Bjos!!

    • Exatamente isso, Paty! O fato de termos tantos inadimplentes é péssimo para o comércio, mas são poucos os que percebem isso. Aguardando duas sugestões 🙂

  • Concordo plenamente com você. Sigo com meus desafios dos 30DSC. Preciso, quero muito eliminar minha conta do cartão de crédito. Quase conseguido. Coração acelerado de gratidao, orgulho de mim mesma. Sensacional😉👏👏👏. Obrigada Patrica Lages 👏👏👏👏.

  • Patrícia eu comprei um kit da natura por 48,00 😑 mas logo me arrependi,liguei pra vendedora e cancelei ,preferi comprar uma havaianas por 18 e bordar,ja que tinha as pérolas em casa,e a reação da vendedora dizendo que deixou de vender pra outra porque eu tinha encomendado.

  • Oi Pati!! Não dei presente de Natal, nem de Páscoa pra ninguém, mas no Dia das Mães eu sempre compro um presentinho pra minha mãe. Se eu estiver muito apertada, compro algo mais em conta, faço um almoço pra ela, mas não deixo passar em branco, pois ao contrário das outras datas, a mãe é a única homenageada deste dia. Acho que ela se sentiria deixada de lado, se eu não fizesse nada especial. Por mais que as mães digam que não querem presente, que o presente são os filhos, no fundo sei que elas gostam de ser mimadas (também sou mãe, rsrs).
    Entendo seu ponto de vista e respeito muito sua opinião.
    Creio que sabendo usar o bom senso, vamos conseguir administrar bem nossos recursos!!
    Beijos!!!

  • “É uma vez só ao ano, pare de ‘mandar’ na vida dos outros!” É só uma vez de tantas outras vezes que haverão durante o ano. Assim como “é só uma parcela que cabe no bolso”, de outras tantas que se acumulam na pilha de carnês, que a pessoa não consegue honrar. E o ciclo continua. Meu Deus!
    Minha mãe, nem outro ente querido, ganha presente porque alguma data “mandou”, não preciso de motivos para presentear, mas dou sim, quando posso e que seja algo que a pessoa aprecie e vai usar!

    PS.: Sou uma grande fã da sua coluna no R7! Adoro ler seus posts! Todos são ótimos, sua análises são muito pontuais! Só leio verdades!

    • Vou te contratar para responder esses comentários! Hahahahahaha… Obrigada, Maisa! Bjs

  • Pois é, essa é a triste realidade do nosso país. Aja gastos de janeiro a janeiro, pois todo mês se tem uma boa razão para gastar dinheiro,férias de janeiro, carnaval, Páscoa, dia das mães, são João, férias de julho, dia dos pais, dia das crianças, dia dos professores, natal e ano novo, ufa!!! Ainda bem que é uma vez no ano rsrsrs.

  • Oi Paty, agradecida por ser sua aluna e ter praticado muito das suas dicas, não comprar ovo da pascoa foi mais uma.
    Acabei de fazer uma festinha de aniversario para o meu filho, tudo foi simples e pago a vista, totalmente dentro do orçamento, quando quis comprar o que aumentaria o valor da festa (personagens), parei,pensei e conclui que não era necessário e nem viável. Ele amou a comemoração com os coleguinhas da sala e por ter tido o cuidado de me planejar não me deixou com dividas eternas!
    Obrigada mais uma vez!

  • Que saudade de vc Patrícia! Acho que fiquei mal acostumada com o Desafio 30DSC onde todo dia chegava uma mensagem de ânimo sua … Agora minha mãe é uma pioneira nessa história, pois nunca ligou para dia das mães, dos pais … ela sempre disse que era invenção do comércio para vender rsrsrsrs. Mas ela faz aniversário dia 31/05, então sempre demos presente no aniversário e não no dia das mães. Esse ano, para economizar, vou fazer o presente com o que tenho em casa: sachês em formato de coração para ela perfumar os armários e tenho certeza, conhecendo a mãe que tenho, que ela irá gostar muito mais do que um presente comprado. Então fica a dica: muitas mães preferem algo simples feito pelo filho do que algo caro comprado. Mãe, mais do que ninguém nesse mundo, vai entender suas razões para não comprar um presente fora do seu orçamento.

  • Não é atoa que datas comemorativas são sempre após o 5° dia útil, e natal é próximo ao 13° salário. Ninguém tem desculpa que ta sem dinheiro, aí em vez de pagar contas, faz é mais ainda.

  • É muita pressão comercial mesmo! Fiquei indignada pois no domingo de Páscoa já se falava em dia das mães, sou mãe, mas nem por isso acho que só preciso ser feliz nesse dia… me poupe!

  • Tenho seguido seus conselhos desde 2014 e consegui equilibrar minhas contas. Juntar dinheiro para o que realmente preciso comprar. E ter uma reserva. Faço feira,pago água,luz, faculdade do filho… Fiz uma plástica e paguei à vista. Troquei de carro sem ficar devendo. Seguindo suas dicas. Economia e equilíbrio. Obrigada, Patrícia Lages!

  • O próximo presente vai ser o do dia dos namorados e assim vai .🤔🤔🤔🤔

    • Pois é… o ciclo não acaba nunca e as pessoas cada vez mais endividadas, nome sujo e por aí vai…

  • Oi Patricia,

    parabenizo sua coragem e que Deus lhe dê força para “ouvir” as pessoas que estarão contra.

    Eu gosto de presentear a minha mãe, pena que não faço mais vezes, mas a data do dia das mães gosto é para mim a oportunidade de não esquecer. Geralmente são coisas que ela precisa, que já me falou que não tinha ou que quebrou ou algo assim, principalemente porque muitas vezes penso eu comprar alguma coisa para ela e ficou adiando adiando… Nunca pensei no fato que as coisas poderiam ser mais caras nessa época e isso sim eu conto mudar. #ChangingMyMind rsrsrsrs.

    Na verdade é que eu aprendi desde pequenininha, e é o que a minha filha faz para mim, é que não é necessário ter dinheiro , com um pouco de criatividade, um lindo almoço ou flores de papel com mensagens lindas, ou videos montados…. são coisas que levam tempo e dedicação, que marcam e que agradam muito mais.

    Obrigada pela dica, beijos

  • Ah,

    esqueci de dizer rsrsrs aliás , confessar…. rsrsrs só agora consegui fazer a tabela previsional de gastos…. vergonha né rsrs,
    envelopes para conta que não é retirada da conta, mensualização de impostos, calculo do que me resta num excel (com fórmulas e tudo rrsrsrsr), calculando o “salário” (poupança) que eu tenho obrigatóriamente que ME pagar. Penso bem antes de comprar algo… ia me inscrever num club de esporte ( peso a mais por causa da sedentaridade e perigo para a saùde) mas mudei de ideias, sabendo que tenho pouco tempo para ir… vou investir naqueles reloginhos conectados com um novo smartphone ( que preciso para o trabalho…. ainda perdendo clientes porque tinha um velhinho que não sincroniza emails, porque pensava que seria gastar não utilizar o velhinho, mas pensando bem é um investimento… vou comprar na loja porque tem garantia -tive problemas na ultima compra on-line…- ) que vai me ajudar a contar os meus passos e regular o meu sono! Resisti à tentação de comprar parcelado ( na minha cabeça só assim eu conseguiria comprar….não que goste de créditos, e mesmo que sempre consegui pagar tudo sem problema tenho que ser capaz de visualizar, planificar e ter paciência pra chegar lá sem me desviar do foco)
    Isso tudo foram projetos escritos no papel desde há 3 anos atrás… e não foi realizado porque na minha cabeça … eu não era capaz.. aliás pensamentos desses ainda existem… mas para provar-me que isso é errado, eu tenho que mudar a minha realidade e constatar que isso é mentira.
    Consegui também me organizar na limpeza (aliás a sua dica de “saiu de um cómodo, leva já tudo que não está no lugar!” mudou a minha vida!!!! obrigadão !!! – tenho uma dica de alguém que me ajudou muito tambem , A Cris Ribeiro https://www.youtube.com/watch?v=g23PqSQtT_I !! Simples, muita dica de organização sem gastar dinheiro , de limpeza, de como tirar nódoas…etc gosto muito da Cris e a frase mitica dela “Oi pessoal tudo bem?” rsrsrs ), encontrar tempo para descanso ( planificação sem culpabilização… rsrsrs) Ainda tenho muito que mudar e que aprender mas fico feliz de entender que tudo que eu li de você esses ultimos anos, foram sementinhas que foram plantadas e que demoraram tempo sair do chão mas que aagora vai arrebentar!!!! DEUS TE ABENCOE E MUITO MAIS DO QUE VOCË ME AABENCOA COM CADA POST!!

  • Concordo plenamente Patrícia. Cada vez que leio os posts deste blog me torno uma pessoa melhor e mais consciente. Amo os conhecimentos e experiências que você nos passa. Vejo carinho, atenção e respeito da sua parte para conosco suas seguidoras e leitoras.
    Obrigada.👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏.

  • Participei do desafio 30DSC e baseado nos pontos fracos que percebi pelo do caminho com algumas medidas: removi meu e-mail dos sites de compras promocionais e aquela parada na cafeteria enquanto aguardava a saída das crianças virou caminhada, com minha garrafinha de água e alem de não gastar dinheiro estou saindo do sedentarismo, por exemplo. No final vou ver o saldo disso, mas confesso que já estou sentindo a diferença.
    Sobe o dia das maes, aqui a família é grande e aí veio a pergunta sobre para onde iriamos. Sugeri o almoço em casa mesmo e cada um fica responsável por alguma coisa, afinal vamos ter que almoçar mesmo. Sem desperdício, sem excessos enfim, sem despesa extra. Assim fica legal para todo mundo.
    O presente: vai ser um cartão “vale presente” feito pelos netos e aí ela vai receber no momento oportuno que também será comprada a vista.
    Obrigada pelas dicas!!!

  • Como sempre, usar a cabeça a própria cabeça dá menos trabalho do que ir pela cabeça dos outros e do comércio, como vc mesmo já nos ensinou… dia das mães sempre fazemos um almoço especial com o que minha mãe quer comer naquele dia, ela não liga pra presentes caros e o que mais a alegra é a presença de todos os filhos!! (Acho que a maioria) o que adianta enche-la de presentes e ser um desgosto na vida dela?

  • Também não dou presentes nem no dia do pai e muito menos no dia da mãe!

    o que faço é sim dar atenção e honrar meus pais o ano todo!

    do que adianta lembrar dos pais 1 vez ao ano e o resto dos dias esquecerem que eles existem?

  • Patrícia, obrigada pelos ensinamentos!
    Não comprei presentes de Natal e Ovos de Páscoa.
    Nesse dia das Mães eu vou dar um hidratante (presente simbólico), mas Patrícia nos ajude mês que vem.
    A família entende que estamos querendo economizar, mas o que falar para o namorado dia 12 de junho??
    Quero comprar só uma lembrancinha, mas não quero que ele pense que não gosto dele ou que sou mão de vaca.
    Help!!
    Beijos

    • Oi, Flavia! Eu creio que vc deve demonstrar para o seu namorado a importância dele dando outro tipo de presente e que tb deixe claro que vc é responsável com seu dinheiro e não mão de vaca. Se vcs não conseguirem se entender em algo tão simples vc já tem aí um sinal não muito positivo, né? Beijos!

  • Olá Patricia! Você tem toda razão, essas datas são todas comerciais. Combinei com meu esposo que em nenhuma data comemorativa vamos comprar nada, a não ser aniversário, isso tem feito muuuuuuitaaaaaa diferença no nosso bolso, eu não comprava só para minha mãe, mas também para as tias, irmã… e por aí vai. Me sinto liberta, me sentia obrigada a comprar, vendo todos comprando, se quero dar algo para alguém, mesmo que seja em data comemorativa, compro bem antes ou depois. Mas não caiu mais, demorou muito pra cair a fixa, mas caiu. rsrs

  • Eu não comprei ovos de chocolate e nem presente do dia das mães! rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *