Você já ouviu que quando alguém lhe fizer andar uma milha você deve andar duas? Isso tem tudo a ver com a sua vida profissional, então confira o post de hoje!

Ande a segunda milha

O ditado sobre andar a segunda milha, na verdade, vem de uma passagem bíblica que diz:

Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas.

Mateus 5:41

 

Mas o que poucos sabem é que, no tempo do Império Romano, um oficial tinha o direito de fazer qualquer pessoa carregar um fardo por uma milha (1.609 metros).

Sendo assim, podemos dizer que andar uma milha era apenas a obrigação de todos, pois era o que a lei determinava.

Logo, vemos que andar a segunda milha é fazer mais do que a nossa obrigação determina.

Significa ir além, fazer o inesperado, o que não somos pagos para fazer, o que nem sequer nos dirão obrigado.

É por isso que muitos têm pouco e poucos têm muito, afinal, poucos são os que estão dispostos a fazer o dobro.

É claro que é mais fácil dizer que as pessoas bem-sucedidas são desonestas, chegaram onde estão porque enganaram os outros ou porque a vida deles foi um mar de rosas.

Porém, a verdade é que só aqueles que estão dispostos a fazer o dobro é que se sujeitam ao sacrifício de andar uma milha a mais.

A diferença entre a primeira e a segunda milha

Na primeira milha você vai encontrar um monte de gente.

Na segunda, poucos.

Na primeira milha estão aquelas pessoas que chegam ao trabalho no horário e saem no horário.

Na segunda estarão os que chegam antes e saem depois.

Na primeira milha estão os que culpam terceiros pelos seus fracassos.

Na segunda estarão os que não têm tempo de cuidar da vida de terceiros.

Na primeira milha você encontrará pessoas que estão sempre buscando como vencer na vida fazendo o mínimo.

Na segunda você verá pessoas fazendo de tudo para vencer, ainda que o resultado pareça mínimo.

 

Lição de casa

Convido você a refletir, de hoje até sexta-feira, sobre a seguinte questão:

Por que as pessoas não andam a segunda milha?

E se você não tem andado essa segunda milha, reflita e busque resposta para esta pergunta:

Por que eu não tenho andando a segunda milha?

Na sexta-feira teremos um post aqui com o principal motivo pelo qual as pessoas não andam a segunda milha.

Quem sabe essa não é a resposta que você vem esperando?

 

Dica de leitura

Temos muitas pessoas novas aqui no blog que ainda não sabem qual é o tema do meu quinto livro, por isso, aqui vai um resumo!

O Sucesso não cabe na bolsa é um livro que usa passagens e histórias bíblicas aplicadas na vida profissional.

São estratégias usadas por heróis da Bíblia e pessoas que foram muito bem-sucedidas e que podemos usar nos dias de hoje.

Muitos conceitos de finanças, administração, direito e gestão de pessoas foram extraídos da Bíblia, você sabia?

Nesse livro, conto vários deles, com 10 histórias de homens e mulheres que são uma verdadeira inspiração para nós.

Aproveite a oferta: De R$ 32,90 por R$ 30 + frete.

Para pedir o seu, clique aqui e receba em casa autografado!

 

Nos vemos!

 

 

Jornalista especialista em finanças, autora do best-seller Bolsa Blindada, colunista do programa Mulheres, TV Gazeta e youtuber.

  • E quando andamos a segunda milha, porém vemos que de nada está adiantando? Quando trabalhamos o dobro, fazemos mais do que é nossa obrigação, mas não vemos resultados de nossos esforços? Isso acaba desmotivando. O que fazer para não desmotivar?

    • Manter os olhos no seu objetivo de ser melhor. Ande a segunda milha, em primeiro lugar, por vc mesma. Assim, vc não espera reconhecimento das pessoas, pois não é nisso que o seu foco deve estar. Foque em fazer o melhor, ser melhor e vc vai chegar lá por si mesma, ainda que ninguém reconheça. Bjs!

  • Sou muuuuuuiiiiiiiittttttttoooooooo sua fã.
    Amo todos os conselhos e venho seguindo uma boa parte deles e minha vida vem mudando pra ~melhor . Obrigada por ajudar as pessoas

  • Bom dia, esto acompanhando estes 21 dias, e cada dia m ensinamento e encorajamento. Ás vezes somos assim andamos ma milha, e devemos nos dedica mais. Estou na expectativa para sexta.

  • Isso também serve pro trabalho na obra..
    Simplesmente amei esse post até compartilhei com minhas amigas..🤗

  • Acompanho você Patrícia.Você é uma inspiração para nós .Vejo seus vídeos no YOU TUBE amo todos e me ajudam bastante pois ponho em prática todos seus ensinamentos.

  • Olá Paty, este é mas um ensinamento que levo para minha vida pois, tenho me beneficiado cada vez melhor tudo que tenho aprendido consigo. A visão que tenho hoje sobre finanças e organização, tem revolucionado a minha vida. Graças a Deus por meio de ti Paty. Bjs..!

  • Pati tudo bem? estou seguindo os desafios e esse me chamou a atenção.
    Na minha vida profissional, na verdade em quase tudo que faço sempre faço mais, ajudo as pessoas com as atividades no trabalho, desde uma dúvida no computador, colocar folha na impressora, até conserta-lá rs mas trabalho com contabilidade e não vejo problemas em ajudar as pessoas que tem dificuldade, e nesse caso quem mais ajudo é meu chefe, pois ele não tem muito domínio da “tecnologia”, mas sou nova onde trabalho e as pessoas me olham com maus olhos, falam que quero me aparecer e que vou ter problemas pois tudo que eu faço de “favor” vai virar uma obrigação. Fora que sou nova (23 anos) e dizem que faço isso por falta de experiência pois todos que são mais velhos já aprenderam a lição.
    Nesse caso não sei como agir, porque vejo que algumas pessoas se aproveitam disso para tirar vantagem sabe?

    O que você acha que devo fazer? Continuo ajudando as pessoas e nesse caso principalmente meu chefe com dúvidas pequenas de informática, ou fico mais “quieta” para não causar tanto incomodo?

    Obs: Estou amando o desafio!

    • Eu acho que vc não deve dar ouvido às críticas. Se vc gosta de ajudar, por que não? Só cuide para que o seu trabalho não atrase por causa dos outros e para que ninguém se aproveite de vc! Bjs

  • Ah Paty como eu estava precisando ler este texto! Simplesmente maravilhoso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *