Desafio Detox 18 – Personalidade

Será que as pessoas realmente sabem o que significa a expressão “ter personalidade”? Vamos dar um detox nos conceitos errados e analisar de fato o que personalidade significa.

CropGosto muito de pesquisar o significado das palavras, pois às vezes me surpreendo ao ver como usamos certos termos indevidamente e personalidade é um deles.

Muita gente usa a expressão “personalidade forte”, para descrever alguém de temperamento difícil, mas personalidade não é isso. Vejamos algumas definições da palavra, segundo o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa:

“Aquilo que diferencia alguém de todos os demais; qualidade essencial de uma pessoa; identidade pessoal, caráter, originalidade; conjunto de características que distingue uma pessoa.”

Ou seja, personalidade é algo individual, original e que diferencia uma pessoa da outra. Porém, ao mesmo tempo que a sociedade grita aos quatro ventos que é preciso ter personalidade, insiste em querer nos colocar numa espécie de linha de produção, fabricando pessoas iguais, sem criatividade e com zero de originalidade.

É verdade que ser original nos torna um ímã para as críticas. Pensar diferentemente da maioria causa desconforto e, portanto, suscita críticas. Vestir-se sem preocupações com o que dita a última moda é viver “fora do mundo” e, obviamente gera em críticas. Ter uma identidade própria é como querer ser um extraterrestre nos dias de hoje e, lógico, também rende muitas críticas.

 

106_THE LOVE SCHOOL_FOTO EDU MORAESLembro-me de um dos quadros “Dicas de Economia para Casais” que apresentei no programa The Love School, da Record, que foi muito bacana. Respondi as dúvidas dos telespectadores e depois postei o vídeo no Facebook para quem não havia assistido (sábados, ao meio-dia, com o Renato e a Cris Cardoso).

A maioria dos comentários não era sobre o tema do quadro, sobre as orientações ou sobre o programa em si, mas sim sobre a minha roupa (que deveria ser mais assim e menos assada), meu cabelo (que deveria ser mais claro, afinal só loira faz sucesso na TV) e, em particular, para o fato de que eu não havia pintado as unhas… Um dos comentários dizia: “da próxima vez use um esmalte vermelho ou de outra cor forte, OK?“. Quase respondi “sim, senhora!” #sqn…

Apesar do objetivo do post ser totalmente outro, algumas pessoas queriam deixar claro que eu tinha que me encaixar no que é “adequado para a TV”. Elas só não atentaram para o fato de que eu sou um indivíduo, portanto, não sou – nem quero ser – igual aos demais. Eu não vou entrar num molde e virar a Ana Hickmann! Eu sou eu, assim como você é você e nós não temos que ser iguais para podermos viver em harmonia.

Ter personalidade é ser único, original e, portanto, diferenciar-se dos demais. Mas, ao contrário disso, o que vemos hoje em dia são pessoas gastando seu tempo e muito dinheiro para tentarem ficar iguais a todo mundo.

Já deu para perceber qual é o desafio da semana, né? Talvez seja o mais difícil de todos até o momento, mas é um dos que trará mais resultados positivos, não só para o seu bolso, mas para a sua vida: seja você mesma.

Aqui vão algumas dicas para dar um detox nessa “fábrica de gente sem personalidade”:

Para os jovens

Teenage girls smokingVocê não precisa fazer o que todo mundo faz para ser aceito pelos colegas. Eles vão ridicularizá-la por ser diferente, não tenha dúvida disso, mas seja forte e mantenha sua personalidade. Eles dirão que você é fraco por não fazer o que eles querem, mas é exatamente o contrário: você será forte se permanecer firme. Você não tem que fumar porque todo mundo fuma, não tem que “ficar” com muitos meninos porque todo mundo fica e não tem que ir em baladas porque todo mundo vai. Fazer o que todo mundo faz significa não ter personalidade e eu acho que não é isso que você quer.

Para as casadas

gritoVocê deve decorar sua casa do jeito que gosta e se sente bem e não como todo mundo palpita. Você não tem que tratar o seu marido como as suas amigas (ou sua mãe) acham que deveria, pois elas não são você. E você só deve ter um filho quando tiver certeza de que é o que você e seu marido querem e não porque a família está cobrando. Será que eles vão ajudar a cuidar, educar e sustentar? É ruim, hein?

Para as mães

comidaEduque os seus filhos segundo o que é certo e ponto final. Não interessa se os filhos dos outros comem salgadinho no café da manhã, almoçam na frente da TV, têm um celular de última geração e dormem na hora que querem. Você é a mãe e é você quem sabe o que é melhor para o seu filho. É seu o poder de criar uma cultura dentro de casa, por isso não aceite a cultura dessa sociedade que é craque em inverter valores.

Para as mais maduras

Anna FordNão se preocupe em ser taxada de antiquada, ao contrário, valorize a sua experiência, sua idade e tudo o que já viveu. A beleza de envelhecer está justamente no conhecimento e história de vida, portanto, querer ser a eterna jovenzinha só porque o mundo cultua a juventude não está com nada. Já vi muitas vezes pessoas “dando a maior força” para senhoras que se vestem como garotinhas, mas ridicularizando-as pelas costas. Você tem o que as jovens ainda não têm, por isso, sua sabedoria é um complemento à força das mais novinhas. Não se sinta deslocada, seja quem você é.

Para as trabalhadoras

Não interessa se no seu trabalho tem um monte de vagabundos (não achei palavra melhor, então vai essa mesmo!). Não importa se seu chefe é ignorante e se a empresa não é perfeita. Faça o seu melhor, aprenda, cresça e não aceite essa cultura do mínimo esforço. Seja você mesma, tenha personalidade, pois sem isso será difícil ser bem-sucedida.

 

CGA_PedidoE aí? Topa o desafio? Mas tem mais: se você ainda não conseguiu controlar seus impulsos como consumidora e não sabe para onde vai o seu dinheiro, adquira o Controle de Gastos Bolsa Blindada e mantenha tudo na ponta do lápis.

Não importa se todo mundo torra o salário a torto e a direito, já dizia a sua mãe: “você não é todo mundo!”

Para saber mais, clique aqui e aproveite o frete grátis para todo Brasil.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Desafio
  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    Incrível, Paty…. terminando de ler o seu artigo (obrigada quanto a parte das mais maduras, obrigada, mesmo!)…. o tema da Joyce Meyer agora mesmo pela Rede Super é “Seja você mesma”.
    Beijos, bom dia!

    • Patrícia Lages diz:

      Apesar de que vc ainda não está no time das mais maduras hahahaha falta uns anos ainda!

      • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

        Ah,ah,ah….. Beijos minha amiga querida!!

  • elizeth da conceicao cossengue diz:

    ah dona Patricia quanta sabedoria nas palavras. vivemos num mundo em que ser diferente e ser pateta kkk. mais o diferente tem PERSONALIDADE oh yes. obrigada e Deus Abencoe muito a senhora.

  • mariza diz:

    Tá ligado!! eu topo.Essa é pra mim.

  • Daiane diz:

    Olá Pati, bom dia. Acompanho sempre seu blog e esta com certeza é mais uma dica valiosa para nós. Personalidade hoje em dia tornou-se algo bem raro. A maioria das pessoas a confunde com ser grosseiro e conviver com gente assim fica quase insuportável. Mas, o importante é sempre modificar a si mesmo não é? E aos demais, só podemos torcer que eles também aprendam a corrigir seus erros e tornem-se pessoas melhores. Se me permite uma pergunta agora sobre o post do Brownie, acho que não vai fermento na receita né? Hahaha Fiz ontem a tarde e ele virou uma bela nega maluca e não brownie. Kkkkk Adivinha se não comemos igual???? #Amo Boa semana e que Deus a abençoe ainda mais.

    • Patrícia Lages diz:

      Hahahahaha… O importante é que teve sobremesa de um jeito ou de outro! 🙂

  • Vanessa Appolloni Braga diz:

    Nossa Patrícia, hj fiquei muito feliz. pois sempre achei que era uma pessoa difícil (kkkk) . Parabéns pelo seu trabalho! todos os dias acesso o seu blog . Pois estou aprendendo muito com vc !!! Que Deus te ilumine cada dia mais. Bjs

  • Ana Claudia diz:

    Bom dia Paty, desafio topado! Eu estava pensando sobre isso ontem…rs

  • Charlene diz:

    Bom dia Paty,
    Mais uma vez arrasou no post… Esses desafios tem sido muito importantes pra mim! Bjs. 🙂

  • Sula Laiane diz:

    Maravilhoso esse post. É exatamente o que se costuma ver: Pessoas criticam o chefe por ser assim ou assado, autoritário, mandão…mas, na verdade, não estão preocupadas em serem mais pensantes no trabalho, para contribuir mais; reclamam que fulana não é “pra frente”, não se veste de acordo com a moda x ou y, mas não se dão conta de que a fulana é realizada em tudo e tem o que passar para os outros e elas não. Quem foca em criticar o outro e querer viver dentro da caixa, da forma ditada por terceiros, só fica lá atrás, enquanto quem assume o que é e busca crescer com as experiências desponta.

  • Sara diz:

    Amei o post de hoje!!! Quando assumimos quem somos, nossos valores e a nossa personalidade, ou as pessoas vão nos amar muito por sermos quem somos ou vão nos odiar por não nos enquadramos nas regras desse mundo! Agora ficar em cima do muro e querer agradar a todos, definitivamente não dá! Já fui assim, quando era mais nova e me arrependi muito! Quando não somos definidos na nossa vida, vamos seguindo os outros e as “modas” ditadas por esse mundo..

  • Fátima Marajó diz:

    Olá d. Patrícia.
    Gostei muito desse post. Me identifiquei, pois sou criticada por ser diferente de minhas colegas. Nunca gostei de estar na moda, mas criar meu próprio estilo. Prefiro meu cabelo natural (encaracolado) , mesmo não sendo fácil ajeitar. Mas afinal eu sou bem resolvida tendo personalidade própria.
    Um grande abraço .

  • Adiusa diz:

    Tks pelo post de hj !!! Após publicar esse comentario aqui, o post será compartilhado !!! no meu facebook, eu sempre vejo cada compartilhamento que nao acrescenta nada, que com ctza quero mostrar algo que acrescenta e muito !!! É da minha personalidade rsrs

    • Patrícia Lages diz:

      😀 Bjs!!

  • Fabiana Alves diz:

    Muito interessante o post de hj Paty, pois a coisa mais difícil vermos nos dias de hj são as pessoas terem personalidade…

    É um querendo copiar o outro e como vc cita em seu post quem tem personalidade própria acaba sendo alvo de críticas, mas não importa não é mesmo, o que interessa é fazermos a diferença por onde formos.

    Bjos, sucesso.

  • Denise Angeli diz:

    Pois é, ter personalidade hoje é acompanhado de muitas criticas, as pessoas nos tacham de chatas.
    Ao ler o artigo me lembrei de um episódio que ocorreu quando ainda estava na faculdade, que vale a pena compartilhar.
    Eu sempre chegava uns minutos mais cedo e ficava na sala aproveitando aqueles minutos pra ler a Bíblia.
    Tinha uma moça que sempre chamava a atenção da classe fazendo a maior gozação do fato. Me chamava de “irmã” pra tirar onda comigo e ria de mim com os amigos dela. Eu nunca liguei.
    Passado um bom tempo, ela me procurou pedindo conselhos, por que estava passando por um período difícil na vida dela.
    E sem o menor problema conversei com ela e citei um versículo da Bíblia.
    Os olhos dela se encheram de lágrimas e ela me agradeceu, dizendo era tudo o que ela mais precisava ouvir.
    No final das contas, ela acabou reconhecendo que eu era uma pessoa diferenciada. E quando precisou de ajuda, não procurou os “amigos” dela com quem ela ria tanto de mim. Antes, foi procurar ajuda de quem ela tanto zuava durante o ano inteiro.
    A partir daquele dia, ela nunca mais fez piada comigo. E eu nem precisei pedir por isso.
    Mantive minha opinião firme independente da opinião dos outros e ainda pude ajudar alguém a ver as coisas de uma nova forma.
    Não me importo em fazer e seguir modismos ou opiniões, eu sei quem sou e me mantenho segura e firme nisto.
    Amei o artigo. Beijos.

    • Patrícia Lages diz:

      Essa é a essência de um cristão verdadeiro. Nós não temos que impor a nossa fé e nem bater-boca com quem nos ridiculariza, pois não acho que isso vai mudar nunca. Nós temos que manter nossa personalidade, como vc fez, e na hora as pessoas saberão a quem recorrer. Arrebentou!!!! 😀

      • Denise Angeli diz:

        Obrigada, querida.
        É muito bom ter pessoas com quem compartilhar essas experiências.
        Grata!

    • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

      Denise, parabéns pela sua maneira de ser!
      Deus a abençoe e outras vidas possam conhecê-la (com ou sem zueira, rsr)… o resultado será sempre o melhor!
      Beijos

  • Ligia diz:

    Sim, eu topo!

  • Rosângela Nascimento diz:

    Isso que é uma pessoa de personalidade… Bjs. 🙂

  • Priscila diz:

    Realmente ter personalidade não é fácil, ainda mais num mundo cheio de modismo e ” Maria vai com as outras”, permanecer firme na sua própria opinião é se tornar alvo de críticas. Tem uma frase de Elbert hubbart que diz: quer evitar críticas, fale nada, faça nada, seja um nada.
    Obrigada Patríci, como sempre o post de hoje, está ótimo!

  • Vanessa Costa diz:

    Agora ficou muito claro o que é personalidade! Abraão foi escolhido por isso, ele podia fazer igual a todos os homens mas não fez. Super bacana este post!! Ótimo.

    • Patrícia Lages diz:

      Muito bem colocado, isso mesmo 😀

  • Monica Jesus diz:

    Oi Patrícia! Parabéns pelo post de hoje. Simplesmente amei! Que a partir de hoje possamos ser nós mesmas sem copiar ninguém. Bjs.

  • Cidalia-Tunisie diz:

    Boa noite ,

    Lendo seu post Patty , me lembrei como Jésus foi perseguido por Sua Personalidade Unica. Mas as criticas vêem sempre de pessoas inseguras e invejosas .Coitadinhas nāo sabém que perdem seu tempo porque nunca conseguiram atingir a personalidade daqueles que a têem.

    E como diz o provérbio do povo: falem bem ou falem mal, o principal é que nāo me esquecem !!! Rss

    Bisous Querida,
    Cidalia

  • Regiane Aguiar diz:

    Amei o post, eu não quero ter filhos sou casada a dez anos e meus tios me enchiam a paciência por causa disso, com aquela conversa de que filho alegra a casa e blá blá blá…eu não questiono o jeito de viver de ninguém, quem quiser ter cem filhos que tenha, até que um dia eu não aguentei e falei algumas coisas dos moldes que você citou ai, questionei se eu poderia levar meu filho de madrugada na casa deles quando ele chorasse, se eu podia contar com a ajuda mensal para comprar as coisas de que as crianças precisam e se elas me ajudariam a pagar uma boa creche pois eu preciso trabalhar, e a resposta óbvia foi “Ué o filho vai ser seu, o que temos com isso?” eu disse pois é….pronto, ninguém nunca mais me incomodou…rs.

  • Joselene Lima diz:

    Muito bom!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: